AMORN cobra audiência pública ao governador

Presidente Ciro Bezerra defende investimentos na segurança pública

Prefeito de Itaú e presidente da AMORN, Ciro Bezerra faz pleito para segurança pública – Foto: iPad Skarlack

O presidente da Associação dos Municípios do Oeste do Rio Grande do Norte, prefeito Ciro Bezerra (Itaú), teceu críticas ao governador do Estado, Robinson Faria, face ao descaso com que o governo vem tratando a área de segurança da região. Os casos de violência estão aumentando a cada dia e o aparelho de segurança do Estado é ineficiente, não se percebendo a menor estratégia ou plano para o seu combate.

Ciro Bezerra citou, entre outros exemplos, que nessa semana bandidos roubaram um carro no centro da cidade de Riacho da Cruz, no começo da noite, colocando armas na cabeça do proprietário. “É inaceitável que todos os dias tenhamos notícias de violência de toda ordem em nossos municípios e nada se faça” – comentou o presidente da AMORN.

“O que aconteceu em Riacho da Cruz é uma repetição do que está acontecendo noutros municípios, em diferentes escalas, que vão desde assalto à mão armada a agência dos correios a roubos, estouro de caixas-eletrônicos, agressões, drogas, entre outros, e isso vem entristecendo nossas famílias, que acuadas, clamam socorro, e o pior é que o Governo do Estado nada faz para enfrentar essa situação, coibir a ação criminosa e proteger as nossas famílias e empresas. “Um absurdo” – disse.

Ciro Bezerra disse que vai insistir em discutir questão com o governador. “Os prefeitos precisam de uma posição do Governo do Estado e vamos cobrar por todos os meios” – conclamou.

DESCASO – Nesta quarta-feira, 20, completa dois meses que o presidente da instituição esteve em Natal e protocolou uma audiência com o governador Robinson Faria, com presença da secretária de Segurança Pública e da Defesa Social, Kalina Leite Gonçalves, e até agora não obteve qualquer resposta.

Representante de doze municípios da AMORN, o prefeito Ciro Bezerra disse estar decepcionado com os rumos que o Rio Grande do Norte vem tomando, principalmente numa área que traz terror para as famílias oestanas, provocando o medo, além de mortes.

Além de debater os problemas causados pela insegurança nos municípios, o dirigente da AMORN também deseja que o Governo instale em Pau dos Ferros uma unidade do Instituto Técnico e Científico de Polícia-ITEP, para que assim possam ser atendidas todas as ocorrências dos municípios vizinhos e do Oeste, desafogando a grande demanda existente hoje no ITEP de Mossoró.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − três =