Category Archives: Notícias

Rodrigo Sérgio concorre à Reitoria da Ufersa

Inscrições para processo de consulta para formação de lista tríplice à Reitoria da UFERSA começou nesta terça-feira (19)

As inscrições para o processo de consulta para formação da lista tríplice à Reitoria da Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa) tiveram início nesta terça-feira, 19 e vai até amanhã, 20. O Prof. Dr. Rodrigo Sérgio Ferreira de Moura realizou sua inscrição nesta quarta-feira, 20, de forma digital. Os números dos candidatos só estarão disponíveis dia 25 de maio.

O candidato traz para a comunidade acadêmica a reflexão de que nunca foi tão importante pensar em inovação, futuro e os efeitos do mundo digital. “É hora de pensar para além do fim da crise. É necessário um novo olhar sobre empreender, inovar e criar valor. Nos tornamos mais intensos, preocupados em reforçar a comunicação e migramos para novas ferramentas de trabalho e gestão. Foi tudo muito rápido, mas já começamos a nos acostumar com essa nova realidade que será o futuro da Ufersa”, afirma.

A construção do programa de governo foi o ponto mais importante do candidato e sua equipe. A preocupação foi garantir a proposição de soluções críveis para os problemas enfrentados pela Universidade do Semiárido.

Os eixos estão subdivididos em: Excelência acadêmica, Ensino (graduação), Pesquisa e Pós-graduação, Extensão e Cultura, Empreendedorismo, Planejamento, administração e infraestrutura, Um futuro sustentável para a universidade no Semiárido, Gestão de pessoas, Assistência estudantil.

Com larga experiência em gestão, Rodrigo Sérgio assegura que está preparado para enfrentar os desafios que se apresentam nesse novo contexto, e levar a Universidade a outro patamar.

O prazo para homologação das candidaturas é 25 de maio, tendo a campanha o período de 25 de maio a 14 de junho. A consulta pública para formação da lista tríplice acontece em 15 de junho, das 8h às 20h. O resultado dos candidatos que comporão a lista tríplice serão conhecidos ainda no dia 15. Devido a pandemia do novo coronavírus a consulta deste ano será totalmente virtual, portanto, não serão permitidas manifestações físicas, com aglomerações de pessoas.

Perfil

Reitor – Rodrigo Sérgio Ferreira de Moura, candidato ao cargo de Reitor da UFERSA, é lotado no Departamento de Ciências Sociais Aplicadas (CCSAH/Mossoró). Possui graduação em Direito pela UEPB e em Agronomia pela UFPB (tendo cursado metade do seu curso pela ESAM/UFERSA). É mestre em Engenharia Agrícola pela UFCG e doutor em Direito pela UnB. Foi Pró-Reitor de Extensão e Cultura da UFERSA em duas gestões, Assessor Jurídico na Reitoria, Presidente da Fundação Guimarães Duque de apoio à UFERSA e Pró-Reitor de Assuntos Estudantis.

Bolsonaro é ruim ou péssimo para 50% dos brasileiros

Jair Bolsonaro continua a cair

A nova pesquisa da XP mostra que ele é rejeitado por 50% dos brasileiros, que consideram seu governo ruim ou péssimo.

taxa de ótimo ou bom é exatamente a metade: 25%.

“Literalmente, a viúva porcina”

Vergonha alheia

A saída de Regina Duarte da Secretaria Especial da Cultura do governo de Jair Bolsonaro não surpreendeu muita gente em Brasília.

“Literalmente, a viúva porcina”, disse o deputado federal Hugo Leal (PSD), referindo-se à personagem da atriz em “Roque Santeiro”, na década de 1970.

A pós-demissão

Pós-demissão instituída

Em tempos de pós-verdade, Jair Bolsonaro inventa a pós-demissão, ao anunciar com ares de normalidade a remoção de Regina Duarte para um carguinho de consolação na Cinemateca.

Como secretária de Cultura, a atriz vinha sendo fritada – com requintes de humilhação – pelos bolsolavistas desde que promoveu a demissão dos apaniguados.

Bolsonaro ainda fez Regina mentir em rede nacional na entrevista à CNN, transformando a atriz em pária no setor cultural.

Fiquem leves, pra frente Brasil.

Fonte: O Antagonista

Ator Mario Frias é cotado para lugar de Regina Duarte na secretaria de Cultura

Ator é entusiasta e defensor de Bolsonaro

O ator Mario Frias, segundo o blog apurou, é cotado para assumir o lugar da atriz Regina Duarte na secretaria de Cultura.

Mario, assim como Regina, é entusiasta e defensor do presidente Jair Bolsonaro em suas redes sociais.

Regina deixou o cargo nesta quarta-feira (20). Segundo Bolsonaro, ela assumirá a Cinemateca, também vinculada à pasta.

A secretaria da Cultura está sob ataque da ala ideológica do governo desde que Regina assumiu, no dia 4 de março.

Estudos não veem eficácia na cloroquina

Ato do governo é criticado por especialistas

A cloroquina e a hidroxicloroquina (derivado da cloroquina e guarda as mesmas propriedades, mas tem a toxicidade atenuada) já são usadas no tratamento da malária e algumas doenças reumáticas como artrite reumatoide e lúpus.

Uma das principais pesquisas para saber se os remédios poderiam ser usados no combate à covid-19 teve resultado publicado este mês na revista científica “Jama” (“Journal of the American Medical Association”).

O estudo, feito por pesquisadores da Universidade de Albany, nos EUA, não encontrou relação entre o uso do medicamento e a redução da mortalidade pela doença. Foram analisados 1.438 pacientes infectados com coronavírus, em 25 hospitais de Nova York.

A taxa de mortalidade dos pacientes tratados com hidroxicloroquina foi semelhante à dos que não tomaram o medicamento, assim como à das pessoas que receberam hidroxicloroquina combinada com o antibiótico azitromicina.

Ainda segundo os autores do estudo, os pacientes que tomaram a combinação de medicamentos tiveram duas vezes mais chances de sofrer parada cardíaca. Problemas cardíacos são um efeito colateral conhecido da hidroxicloroquina.

Outra pesquisa sobre o tratamento com hidroxicloroquina, cujo resultado foi publicado recentemente na revista britânica “The New England Journal of Medicine”, já havia apresentado conclusão semelhante à divulgada pela “Jama”.

O estudo, feito no Presbyterian Hospital, em Nova York, e revisado por outros cientistas, não encontrou evidências de que a droga tenha reduzido o risco de intubação ou de morte pela Covid-19.

Foram analisados pacientes em quadros moderados a graves.

Entre 1.376 pessoas acompanhadas, pacientes com e sem o tratamento com a droga apresentaram o mesmo risco de uma piora, necessidade de intubação e de morte.

Ministério divulga protocolo que libera no SUS uso de cloroquina até em casos leves de covid-19

Estudos internacionais não encontram eficácia no medicamento

O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira (20) o protocolo que libera no SUS o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina até para casos leves de covid-19. Até então, o protocolo previa os remédios para casos graves.

A mudança no protocolo era um desejo do presidente Jair Bolsonaro, defensor da cloroquina no tratamento da doença causada pelo novo coronavírus. Não há comprovação científica de que a cloroquina é capaz de curar a covid-19. Estudos internacionais não encontraram eficácia no remédio e a Sociedade Brasileira de Infectologia não recomenda o uso.

O protocolo da cloroquina foi motivo de atrito entre Bolsonaro e os últimos dois ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich. Em menos de um mês, os dois deixaram o governo.

O novo protocolo mantém a necessidade de o paciente autorizar o uso da medicação e de o médico decidir sobre a aplicar ou não o remédio.

O termo de consentimento, que deve ser assinado pelo paciente, ressalta que “não existe garantia de resultados positivos” que “não há estudos demonstrando benefícios clínicos”.

O documento afirma ainda que o paciente deve saber que a cloroquina pode causar efeitos colaterais que podem levar à “disfunção grave de órgãos, ao prolongamento da internação, à incapacidade temporária ou permanente, e até ao óbito”.

Regina Duarte deixa comando da secretaria de Cultura do governo Bolsonaro

Atriz assumiu o cargo em 4 de maio

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quarta-feira (20) a saída da atriz Regina Duarte do cargo de secretária especial de Cultura. Em publicação nas redes sociais, o presidente afirmou que ela assumirá a Cinemateca Brasileira, em São Paulo.

A Cinemateca Brasileira é a instituição responsável pela preservação da produção audiovisual brasileira e é vinculada à Secretaria da Cultura.

“Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a Cultura Brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP. Nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias”, afirmou Bolsonaro.

A publicação de Bolsonaro foi acompanhada de um vídeo dele e de Regina, gravado no Palácio da Alvorada. Na gravação, a atriz diz ter ido até a residência oficial do presidente perguntar se estaria sendo “fritada”.

“Regina, toda a semana tem um ou dois ministros que, segundo a mídia, estão sendo fritados. Objetivo é desestabilizar a gente e tentar jogar o governo no chão. Não vão conseguir. Jamais ia fritar você”, responde Bolsonaro no vídeo.

Na sequência, a agora ex-secretária de Cultura diz ter acabado de ganhar um presente, o convite para comandar a Cinemateca.

“Acabo de ganhar um presente que é um sonho de qualquer pessoa de comunicação, de audiovisual, de cinema, de teatro: um convite para fazer cinemateca, que é um braço da cultura que funciona lá em São Paulo, e é um museu de toda a filmografia brasileiro, ficar ali, secretariando o governo dentro da cultura na cinemateca. Pode ter presente melhor do que esse? Obrigado, presidente”, diz Regina.

O presidente diz ficar chateado pelo fato de a atriz se afastar do convívio em Brasília, mas que fica feliz por ela assumir a Cinemateca.

“Pode ter certeza de uma coisa, eu acho que você quer ajudar o Brasil e o que eu mais quero é o seu bem, pelo seu passado, por aquilo que você representa para todos nós. Ir para a cinemateca, do lado do teu apartamento ali em São Paulo, você vai ser feliz e produzir muito mais, eu fico muito feliz com isso. Chateado porque você se afasta do convívio nosso em Brasília”, afirmou Bolsonaro.

Regina Duarte assumiu a pasta em 4 de março, com a missão de “pacificar” o embate entre a classe artística e a indústria da cultura com o governo federal.

Sindicato fecha agências do BB da Prudente e Caixa do Alecrim por Covid

Os bancos são dos poucos setores que continuam faturando durante a pandemia

O Sindicato dos Bancários do RN fechou as agências do Banco do Brasil da Prudente de Morais e Caixa Econômica Federal do Alecrim. As agências apresentaram casos de coronavírus nos últimos dias e os bancos não vinham cumprindo as recomendações da Organização Mundial de Saúde que prevê o fechamento do local para desinfecção e o afastamento para isolamento e/ou testagem dos demais trabalhadores.

“Os bancos são dos poucos setores que continuam lucrando durante a pandemia, nem assim colocam a saúde de seus funcionários e clientes como prioridade. O Sindicato permanecerá atento às atitudes dos bancos e defendendo a saúde de bancários e da população”, disse trecho de nota.

Ibope retoma hoje visitas na cidade para pesquisa sobre disseminação do novo coronavírus no país

Coleta de dados acontece em vários bairros

A secretária de Saúde, Saudade Azevedo, recebeu no fim da manhã desta terça-feira (19) duas pesquisadoras do Ibope que estão na cidade fazendo pesquisa nacional sobre a disseminação do novo coronavírus no país. O trabalho foi retomado na cidade hoje (19), pelo bairro Alto de São Manoel, e deve ocorrer até quinta-feira (21). Mossoró está entre as 133 cidades selecionadas do Brasil para participar da pesquisa, dentro do projeto Evolução da Prevalência de Infecção por Covid-19 no Brasil: Estudo de Base Populacional da Universidade Federal de Pelotas. O estudo está sendo executado pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope), coordenado pela UFPel com financiamento do Ministério da Saúde.

São 15 pesquisadores do Ibope que vão sair às ruas, de hoje até quinta-feira (21), das 8h às 12h e 14h às 18h, devidamente capacitados e utilizando todos os materiais de proteção individual. Em cada residência visitada é escolhido um morador para responder algumas informações pessoais (idade, sexo, escolaridade do respondente, escolaridade da pessoa com maior grau de instrução no domicílio, cor da pele autorreferida); se teve algum sintoma da covid-19 nos últimos dias (tosse, febre, cansaço, dores no corpo, dificuldade para respirar, alterações no paladar e olfato); além de fazer um teste rápido do coronavírus com uma gota de sangue, tendo o resultado entre 15 a 20 minutos.

No Rio Grande do Norte o levantamento vai ocorrer em três cidades: Mossoró, Caicó e Natal.

Os pesquisadores do Ibope vão percorrer 17 bairros, realizando entrevistas em 25 setores censitários, totalizando 250 pessoas entrevistadas na cidade. “As pessoas estão devidamente identificadas. Hoje elas iniciam em alguns bairros e amanhã vão fazer em mais. Elas estão fazendo uma pesquisa que levanta todo um inquérito epidemiológico para saber o número de pessoas que podem estar ou não imunizadas em Mossoró, contribuindo com um panorama nacional.”, disse Saudade Azevedo.

BAIRROS SELECIONADOS PARA A PESQUISA

Boa Vista

Lagoa do Mato

Aeroporto (2 setores)

Nova Betânia

Abolição (3 setores)

Santa Delmira

Santo Antônio

Barrocas (3 setores)

Bom Jardim

Centro

Rincão (2 setores)

Alto de São Manoel (2 setores)

Planalto Treze de Maio (2 setores)

Dom Jaime Câmara

Belo Horizonte

Doze Anos

Dix-sept Rosado

FALTA DE COMUNICAÇÃO SOBRE A PESQUISA EM MOSSORÓ NA SEMANA PASSADA

A Prefeitura de Mossoró esclarece que não recebeu comunicado oficial preliminar informando sobre a presença de pesquisadores da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), com o apoio do Ministério da Saúde.

Pelas redes sociais, com mensagens direcionadas à Prefeitura, algumas pessoas relataram a presença de profissionais que aplicavam a pesquisa e solicitavam a testagem da Covid-19. Com isso, a Secretaria de Saúde buscou contato, marcou reunião com os pesquisadores, mas eles não se apresentaram na secretaria.

A secretária de Saúde de Mossoró, Saudade Azevedo, fez contato com o setor de Atenção Primária à Saúde, do Ministério da Saúde, e uma servidora de nome Helen confirmou a pesquisa e pediu desculpas por não ter informado com antecedência aos estados e municípios.

No final da tarde da sexta, dia 15, último dia da presença dos profissionais na cidade, o Governo do Estado confirmou a pesquisa em Mossoró, Natal e Caicó, segundo a Sesap, após contato com o Ministério da Saúde.

É perceptível que a falta de comunicação prévia feita pelo Ministério da Saúde foi a causa do mal entendido. Em tempos de fake news e violência urbana, é compreensível que a população tenha ficado assustada com a abordagem, quando sequer houve comunicado anterior.

O Município esclarece ainda que em um dos bairros os moradores chamaram a polícia, ocasionando a detenção por um período, mas não houve agressão. A situação foi esclarecida na sequência após a presença de servidores da Vigilância Sanitária.

A Prefeitura lamenta o episódio e reforça a importância da comunicação oficial entre os setores do poder público, evitando contratempos e facilitando o desenvolvimento de trabalhos efetivos para a identificação de casos e dados sobre o novo coronavírus no país.