Category Archives: Notícias

ROSALBA ANUNCIA RETOMADA DE VOOS DA AZUL NA LINHA MOSSORÓ

VOOS DA AZUL RECOMEÇAM SÁBADO (19)

Serão retomados no sábado (19), os voos da Azul Linhares Aéreas, na linha Mossoró/Recife – Recife/Mossoró.

O anúncio foi feito pela prefeita, Rosalba Ciarlini através de suas redes sociais.

 

FÁTIMA BEZERRA RECEBE ALLYSON BEZERRA

AUDIÊNCIA ACONTECEU EM NATAL

A governadora Fátima Bezerra (PT) recebe em audiência agora a tarde o prefeito eleito de Mossoró, deputado estadual Allysson Bezerra (Solidariedade).
Não foram divulgados detalhes da audiência
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e área interna

Foto: Face de Emerson Linhares

Plenário aprova faixa exclusiva para corredores de rua

Proposta institui o Programa Faixa Liberada e é de autoria do vereador Petras

Na sessão desta terça-feira (15), o plenário da Câmara Municipal de Mossoró aprovou o Projeto de Lei 230/2020, de autoria do vereador Petras Vinícius (Democratas), que institui o Programa Faixa Liberada para prática esportiva.

A proposta prevê interdição da Rua Raimundo Leão de Moura, no trecho entre a Rua Antônio Vieira de Sá e a Avenida Diocesana, no bairro Nova Betânia, para corrida de rua. Atende pleito de praticantes da modalidade.

“Com isso, criaremos mais espaço para prática esportiva em Mossoró. Temos o dever de zelar pela saúde dos mossoroenses e criar espaços que incentivem as pessoas a cuidar da saúde, com o esporte”, justifica.

O parlamentar agradece aos vereadores e vereadoras que votaram a favor do projeto, aprovado por unanimidade, em regime de urgência especial. A matéria será enviada à Prefeitura para sanção ou veto. Em caso de veto, cabe ao legislativo a palavra final sobre manutenção ou derrubada do eventual veto do Executivo.

PREFEITO ELEITO DE MOSSORÓ CONFIRMA ALGUNS SECRETÁRIOS

ALLYSON BEZERRA ANUNCIA PAULO LINHARES E OUTROS NOMES

Edição do Blog da Christiane Alves

O prefeito Allyson Bezerra (Solidariedade) já confirmou quatro nomes para integrar o seu secretariado.

Foram  anunciados os nomes do jurista Paulo Afonso Linhares, para o Instituto Municipal da Previdência Social (PREVI),dos professores Hubeônia Morais de Alencar para Educação e Faviano Moreira para a Agricultura e do 3º sargento da Polícia Militar do RN (PMRN), Cledinilson Morais de Oliveira para a secretaria de Segurança, Defesa Social, Mobilidade Urbana e Trânsito.

 

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.088 em 2021 e fixa déficit em R$ 247,1 bilhões

Apesar de um aumento em relação à previsão anterior, o trabalhador ainda não terá alta real do mínimo em 2021, já que apenas a inflação será reposta pelo reajuste

O governo propôs ao Congresso fixar o salário mínimo em R$ 1.088 em 2021. A previsão consta da nova versão do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que define as bases do Orçamento, encaminhada nesta terça-feira ao Legislativo. Também fixou em R$ 247,1 bilhões a meta de déficit das contas públicas para o ano que vem.

O valor é R$ 21 maior que o proposto em agosto, quando o Ministério da Economia divulgou a proposta orçamentária para o ano que vem. O aumento se deve à revisão da projeção para a inflação medida pelo INPC.

Em agosto, o Ministério da Economia divulgou uma previsão orçamentária na qual previa que o piso nacional fosse reajustado em 2,09%, equivalente à projeção para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) naquela ocasião. Assim, o salário mínimo subiria dos atuais R$ 1.045 para R$ 1.067 no ano que vem.

Com a alta nos preços dos alimentos, essa previsão para o INPC aumentou. O Boletim Macrofiscal divulgado em novembro pela pasta estima que o indicador fechará o ano em 4,1%. Com isso, o piso subiria para R$ 1.087,84 — arredondado para cima, R$ 1.088.

Apesar de um aumento em relação à previsão anterior, o trabalhador ainda não terá alta real do salário mínimo em 2021, já que apenas a inflação será reposta pelo reajuste.

Isso ocorre porque o Brasil deixou de ter uma política de valorização do salário mínimo. Esse mecanismo vigorou no país entre 2011 e 2018 e previa que o piso nacional fosse reajustado pela inflação, acrescido da variação do Produto Interno Bruto (PIB) registrada dois anos antes

Desde 2019, no entanto, o governo tem buscado manter o reajuste do salário mínimo indexado apenas pela inflação, como prevê a Constituição. A medida é uma forma de evitar o crescimento de gastos públicos.

 

Governo Rosalba deixará assegurados mais de R$ 100 milhões para obras

Prefeita dará ordem de serviço para início das obras de saneamento da Bacia 2

A prefeita Rosalba Ciarlini dará a ordem de serviço para o início das obras de saneamento  da Bacia 2, que atenderá os bairros: Redenção, Santa Delmira, parte do Santo Antônio e Santa Júlia. Serão em média 3.500 residências que serão ligadas ao sistema e 800 serão atendidas pelo trabalho social das interligações. “Nós vamos deixar o pontapé inicial para obras de saneamento de uma nova bacia que vai atender os bairros Santa Delmira, Redenção, Wilson Rosado. Nós sabemos que saneamento é saúde, diminuímos as doenças em diversos bairros da cidade. Quando essa bacia ficar pronta vamos ultrapassar os 80% da cidade saneada”, falou a prefeita Rosalba Ciarlini.

De acordo com a secretária Kátia Pinto será deixado para a próxima gestão, um montante de mais de 100 milhões de reais, oriundos de emendas do deputado federal Beto Rosado também do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento, o FINISA, além de projetos prontos. “Nós temos mais de 30 milhões de reais em emendas do deputado Beto para a execução de trabalho na pavimentação, seja calçamento ou asfalto. Estamos deixando mais de 100 milhões para que a próxima gestão dê continuidade as obras que já se encontram em andamento e outras em licitação e conclusão de projetos”, afirmou a secretária.

A Secretária Kátia Pinto ressaltou que  o próximo gestor vai receber uma cidade organizada com projetos e recursos assegurados.

RN TEM CINCO CASOS SUSPEITOS DE REINFECÇÃO

CASOS ESTÃO SENDO INVESTIGADOS PELA SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE

O Rio Grande do Norte tem cinco caso de reinfecção pelo coronavírus sendo investigados pela Secretaria Estadual de Saúde.

Na noite desta quarta-feira (9), houve conformação do primeiro caso de reinfecção no Estado.

Nesta quinta-feira (10), representantes da Secretaria de Saúde informaram que outros casos suspeitos estão sendo avaliados.

A vítima é uma profissional de saúde de Natal, de 37 anos e que reside na capital do Estado.

Rio Grande do Norte ultrapassa 100 mil casos confirmados de Covid-19

Estado teve seu primeiro caso registrado no dia 12 de março

POR G1RN

Coleta para o teste RT-PCR (laboratorial), o tipo mais indicado para o diagnóstico da Covid-19 — Foto: Isabela Carrari/Prefeitura de Santos

O Rio Grande do Norte ultrapassou a marca dos 100 mil casos confirmados de Covid-19. O estado chegou, nesta quinta-feira (10), a 101.209 pessoas diagnosticadas com a infecção do coronavírus desde o início da pandemia, segundo a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap). Ao todo, foram 2.770 mortes neste período.

O estado atinge o número após cerca de nove meses do primeiro caso da doença, que foi confirmado no dia 12 de março.

A paciente era uma mulher de 24 anos, moradora de Natal, que havia feito viagem à Europa (França, Itália e Áustria), onde contraiu o coronavírus. Na época, não havia transmissão local no RN, e o Brasil tinha 77 casos confirmados da doença.

A primeira morte no estado foi registrada 16 dias depois, em 28 de março. A vítima foi o professor da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), Luiz Di Souza, de 61 anos, que era diabético. Ele ficou sete dias internado.

Depois do primeiro caso confirmado, o estado demorou 88 dias para atingir os 10 mil casos de Covid-19, o que aconteceu no dia 8 de junho. Quinze dias depois, no entanto, o estado já chegava aos 20 mil casos da doença, em 23 de junho, e após sete dias, em 30 de junho, chegava a 30 mil.

A partir do caso 1, o RN levou 141 dias para chegar na marca de 50 mil casos confirmados da doença, o que ocorreu em 31 de julho. Os outros 50 mil casos demoraram 132 dias para serem confirmados até atingir a marca dos 100 mil nesta quinta-feira.

Crescimento na média diária

Com a marca de 100 mil casos, o mês de dezembro também aponta como um período de crescimento da Covid-19 no estado.

A média diária de casos deste mês, até esta quinta-feira, é de 608,6 casos confirmados, a maior desde julho (658,2). Ao todo, foram 6.086 casos confirmados em 10 dias de dezembro. Em novembro, a média de casos confirmados por dia era de 458,8.

O maior registro segue no mês de junho, com média de 779,5 casos por dia da doença. Em agosto (365,5), setembro (256,2) e outubro (378,8), esse dado havia sofrido uma queda.

O estado também ultrapassou os 70% de ocupação dos leitos críticos para Covid-19 nesta semana – a última vez que isso havia acontecido também era em julho.

Nesta quarta-feira (9), o RN confirmou também o primeiro caso de reinfecção por coronavírus do Brasil.

Linha do tempo

  • 12 de março – 1º caso confirmado no estado, de uma mulher de 24 anos, em Natal
  • 28 de março – 1ª morte registrada, do professor Luiz di Souza, da UERN, em Mossoró
  • 29 de abril – RN atinge os seus primeiros 1 mil casos confirmados de Covid-19
  • 13 de maio – RN ultrapassa 100 mortes por Covid-19
  • 8 de junho – Estado chega a 10 mil casos confirmados de coronavírus
  • 23 de junho – RN chega a 20 mil casos confirmados de coronavírus
  • 30 de junho – RN ultrapassa os 30 mil casos confirmados de Covid-19 e tem as primeiras 1 mil mortes pela doença
  • 14 de julho – RN chega a 40 mil casos confirmados de Covid-19
  • 31 de julho – RN ultrapassa 50 mil casos confirmados de coronavírus
  • 11 de agosto – Estado atinge 2 mil mortes por Covid-19
  • 25 de agosto – 60 mil casos são confirmados no RN
  • 2 de outubro – 70 mil casos são atingidos no estado
  • 27 de outubro – RN tem 80 mil casos de coronavírus
  • 27 de novembro – Estado atinge 90 mil casos
  • 10 de dezembro – RN ultrapassa 100 mil casos confirmados de Covid-19

Reforma do Mercado do Bom Jardim está próxima de ser concluída

Equipamento é um dos que recebem melhorias

O Mercado do Bom Jardim é um dos diversos equipamentos públicos do município que estão passando por melhorias e reforma em sua estrutura. A obra de reestruturação do mercado entrou em fase de conclusão e deve ser entregue nos próximos meses à população.

No local foram realizados os serviços de reestruturação de todos os boxes, reforma dos banheiros e construção de mais dois, construção de calçadas, deixando o local completamente acessível, substituição de todo o piso e agora o serviço acontece na recuperação de toda a sua estrutura externa. Além destes serviços de recuperação, também foi instalado todo o sistema de combate a incêndio, que já foi aprovado pelo Corpo de Bombeiros.

A prefeita Rosalba Ciarlini, acompanhada da secretária de Infraestrutura, Kátia Pinto, esteve na manhã de hoje no mercado e acompanhou o andamento dos serviços. Na oportunidade ela falou sobre a importância da revitalização do local.

“É muito importante esse mercado pra Mossoró, principalmente pra essa região. Esperamos muito em breve concluir essa obra para que os que aqui trabalham tenham mais conforto e que também possa aumentar o movimento da população nessa área. Com esse trabalho nós vamos revitalizar cada vez mais o comércio aqui, com certeza, crescer e gerar mais emprego e oportunidade na nossa terra”, disse a prefeita.

A reforma do Mercado do Bom Jardim tem investimento de mais de meio milhão de reais.

Anvisa aprova regras para uso emergencial de vacinas contra Covid-19

Direção da Anvisa diz que agência não recebeu nenhum pedido de uso emergencial

Vacina contra a Covid — Foto: Rede Globo

Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou nesta quinta-feira (10) as regras para a autorização temporária de uso emergencial, em caráter experimental, de vacinas contra a Covid-19. A decisão foi unânime entre os diretores da agência. No dia 2 de dezembro, a Anvisa já tinha definido os requisitos para o pedido de uso emergencial da vacina.

Na prática, a medida abre caminho para que empresas possam fazer esse pedido de emergência.

“A autorização de uso emergencial é um mecanismo que pode facilitar a disponibilização e o uso das vacinas contra Covid-19, ainda que não tenham sido avaliadas sob o crivo do registro, desde que cumpram com os requisitos mínimos de segurança, qualidade e eficácia”, disse Alessandra Bastos Soares, diretora da Anvisa.

A agência ainda não recebeu nenhum pedido de uso emergencial nem pedido de registro de vacinas. Soares ressaltou que esse pedido deve ser feito pela empresa.

“Qualquer autorização concedida pela Anvisa, qualquer anuência, só será feita diante de um pleito. A vacina só terá autorização de uso emergencial e experimental se houver o pleito realizado por alguma empresa”, disse Soares.