Category Archives: Notícias

Aécio reassume mandato terça-feira

Senador mineiro comandará reunião do PSDB na quarta-feira 

Aécio aclamado ao ser eleito presidente do PSDB, em       (Foto: Gazeta do Povo)

O ex-candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, ainda não viajou para descansar da campanha eleitoral.

Na próxima terça-feira, dia 4, retoma seu mandato no Senado da República (que se estende até fevereiro de 2019).

No dia seguinte, quarta-feira, 5, como presidente do PSDB, presidirá reunião da Executiva Nacional do partido com todos os governadores, senadores e deputados federais tucanos eleitos, assumindo, na prática, o papel de líder inequívoco da oposição, após obter 51 milhões de votos na disputa pelo Planalto.

“Começa a nova e firme oposição”, avisa uma das pessoas mais próximas do senador

Lula diz que ‘Veja’ é panfleto da oposição e sugere postura de indiferença à revista

Em novo vídeo divulgado Lula fala que o primeiro voto feminino foi ganho na Justiça, em Mossoró-RN, em 1927

lula_print_lula.jpg

São Paulo – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva divulgou hoje (30) novo vídeo no qual sugere que a população seja indiferente às tentativas da revista Veja de prejudicar o PT. Ele afirma que não se pode mais enxergar a publicação do Grupo Abril como uma fonte de informação e classificou a reportagem divulgada às vésperas de eleição como o “melhor panfleto” a favor de Aécio Neves (PSDB), adversário de Dilma Rousseff (PT) no segundo turno.

“Se você olhar a Veja como uma revista de informação, você fica muito nervoso pela quantidade de mentiras. Agora, se você olhar a Veja como um panfleto da campanha do Aécio, você sofre menos”, afirma. Ele avalia que a reportagem que tentava associá-lo, junto com Dilma, a um esquema de corrupção na Petrobras foi a “cartada final” da revista na tentativa de evitar uma nova vitória petista, a quarta seguida. “Na verdade, ela deu um instrumento para a campanha do Aécio trabalhar na imprensa escrita e na imprensa televisada.”

A edição de Veja começou a circular na sexta-feira prévia ao segundo turno, um dia antes da data de distribuição normal da revista. A capa com os rostos de Lula e Dilma foi xerocada em várias cidades brasileiras, e distribuída como panfleto pró-Aécio. No sábado alguns dos maiores diários do país repercutiram a suposta denúncia, que recebeu ainda reportagem de seis minutos na última edição do Jornal Nacional antes da abertura das urnas. A Globo levou ao ar o conteúdo a respeito mesmo depois de decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que determinava que o PT tivesse direito de resposta na revista, acusada de promover uma manipulação de informação com fim de prejudicar o curso das eleições.

“A Veja se definiu ideologicamente. Já há muito tempo. Ela odeia o PT, odeia os governos do PT. E nós, em vez de ficarmos nervosos, irritados, não”, afirma Lula. “A gente tem que ver que a Veja é uma revista de oposição ao governo. Pronto, acabou. A gente vai sofrer menos, não tem azia. Quando souberem que a gente não fica nervoso vão ter azia. Porque quando alguém faz uma maldade dessas querem que a gente fique nervoso, que a gente perca o sono, que a gente não durma. Se perceberem que a gente dormiu, que a gente não perdeu o sono, eles é que vão ficar acordados a noite inteira, vão ter azia, vão ficar muito mal.”

No vídeo, o segundo divulgado após o resultado eleitoral, Lula voltou a falar do ódio de parte da população ao PT. Na véspera, o ex-presidente criticou a postura de intolerância a pobres que ascenderam socialmente nos governos dele e de Dilma, afirmando que mais generosidade e menos preconceito seriam positivos ao Brasil. “Toda vez que aparece alguém disposto a cuidar dos setores mais marginalizados da sociedade, daqueles que trabalham, daqueles que vivem de salário, do pequeno empreendedor, da classe média, tem gente que não gosta. Tem gente que fica com ódio.”

Ao final, Lula lamentou ainda as tentativas de deslegitimar a vitória obtida por Dilma. Logo em seguida à confirmação da reeleição surgiram nas redes sociais mensagens que pediam uma intervenção militar contra a presidenta constitucional e um impeachment pelo Congresso, versãoecoada também por parlamentares de oposição ao PT.

“Democracia é o que estamos vivendo hoje. Todo mundo tem o mesmo direito. Todo mundo pode votar e escolher o seu candidato, e todo mundo tem que aceitar o resultado porque isso é democracia. Democracia não vale só quando a gente ganha. Se fosse assim era muito fácil ser democrata.”

 

Robinson destaca a participação popular na campanha

Governador eleito é entrevista na Band

20141030_133841

A importância da participação popular na campanha ao Governo do Estado foi destacada pelo governador eleito para a próxima gestão no Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD) em entrevista na Band com Robson Carvalho nesta quinta-feira (30). “Nossa caminhada e nossa vitória foi feita pelas pessoas anônimas, professores, trabalhadores, profissionais da saúde, policiais que acreditaram no nosso projeto e foram para as ruas pedir votos para o nosso 55”, destacou.

Robinson relembrou que em muitos municípios, os dois lados – situação e oposição – estavam no palanque adversário, mas isso não alterou a vontade popular. “Enfrentamos dificuldade em municípios como Assú e Pau dos Ferros onde os dois lados (e as vezes até os três lados) estavam no outro palanque. Mesmo assim, as pessoas optaram pelo voto livre, pela liberdade de escolher e somos muito gratos a essas pessoas por acreditarem e exercerem a cidadania”, comentou Robinson.

Durante a entrevista, o governador eleito falou ainda sobre equipe de transição e o governo técnico que pretende implantar no Rio Grande do Norte. “Reafirmamos nossos compromissos de fazer uma gestão técnica, voltada para a população”, justificou.

Sobre a relação com o governo federal, Robinson frisou a aliança com o Partido dos Trabalhadores (PT). “Essa nossa eleição foi vitoriosa em todos os sentidos: iremos trabalhar em parceria com os deputados estaduais, com os deputados federais, com a senadora eleita Fátima Bezerra e a presidente Dilma. Teremos uma parceria grande com a presidente Dilma contribuindo para as transformações sociais e econômicas que o nosso Rio Grande do Norte precisa”, comenta.

A votação de Robinson e o seu vice-governador Fábio Dantas (PCdoB) no Rio Grande do Norte foi de 877.286 com participação dos partidos PSD, PT, PC do B, PP, PT do B, PEN, PRTB e PTC na coligação Liderados pelo Povo.

Governo quer saber da Câmara quais votações podem elevar gasto público Presidente da Casa se reuniu nesta quinta com ministro Mercadante.

Câmara deve votar Orçamento Impositivo e mais verba para municípios

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), concede entrevista (Foto: Fernanda Calgaro/G1)

O Palácio do Planalto pediu ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) que informe quais pautas com impacto nos cofres públicos poderão ser votadas nos próximos dois meses.

A informação é do próprio Alves, que se reuniu nesta quinta-feira (30) com o ministro Aloizio Mercadante, da Casa Civil. Segundo o parlamentar, o Planalto se preocupa com eventuais aumentos de gastos do governo no fim do ano.

“A preocupação que ele [Mercadante] revelou [foi] com a questão do final do ano, com as questões fiscais que preocupam muito em votações que venham, portanto, comprometer”, disse Alves.

Entre as pautas consideradas incômodas ao governo e que Alves deixa claro que levará ao plenário está a PEC do Orçamento Impositivo, que obriga a União a pagar as emendas parlamentares. A Câmara também deve votar alteração no Fundo de Participação dos Municípios, para aumentar repasse de verbas da União às prefeituras.

Segundo o presidente da Câmara, o ministro fez  uma “ponderação” sobre o receio do Planalto. “[Ele pediu] que se pudesse informar quais são as pautas que essa Casa gostaria de votar e de remeter para ele alguns pleitos que estão aqui”, explicou.

Alves negou, porém, que as pautas a serem votadas irão prejudicar os cofres públicos. “[Sou] conhecedor dos problemas do país, eu não cometeria nenhum ato de irresponsabilidade neste momento”, disse.

A conversa acontece após uma semana de tensão entre Executivo e Legislativo. Na primeira sessão do parlamento após as eleições, na terça-feira (28), a presidente Dilma Rousseff sofreu uma derrota na Câmara com a derrubada de um decreto presidencial sobre a consulta a conselhos populares.

O tema também deverá ser barrado pelo Senado, como já informou o presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL).

No dia seguinte, uma comissão da Câmara aprovou a convocação de dois ministros do seu governo por motivos diferentes, mas num sinal claro de descontentamento com o Planalto.

Integrantes do Congresso fizeram ainda duras críticas à sugestão de Dilma de realizar um plebiscito para implementar uma reforma política, e a presidente agora já admite a possibilidade de referendo, como defendem líderes partidários no Congresso.

Fonte: www.g1.com.br

 

Pagamento de 91% dos servidores estaduais será creditado nesta sexta

Demais servidores só receberão seus salários em novembro 
As Secretarias de Estado do Planejamento e das Finanças (Seplan) e da Administração e dos Recursos Humanos (Searh) informam que o calendário de pagamento dos salários dos servidores estaduais relativo ao mês de outubro será da seguinte forma:

Nesta sexta-feira (31), ao meio dia, será creditado o pagamento de todos os servidores da Segurança, Saúde e Educação (inclusive UERN), bem como todos os servidores do DETRAN, IDEMA, DEI, JUCERN e IPEM, independente do valor do salário, que representam um total de 60.055 servidores;

Também na sexta-feira vão receber os servidores ativos e inativos das demais áreas que ganham até R$ 2 mil líquidos – que somam 33.409 servidores;

No dia 10 de novembro, segunda-feira, ao meio dia, serão creditados os salários dos servidores ativos e inativos que recebem acima de R$ 2 mil líquidos – 9.377 servidores, que representam 9% do total.

93.464 servidores receberão o pagamento dentro do mês, o que equivale a 91% da folha do Estado.

* Ascom/RN

Estrelas do PT receberam dinheiro da Petrobrás através de empreiteira

Executivo aponta nomes de Marta Suplcy, Lindbergh Farias e Delcídio do Amaral 

Sede da Petrobras, no Rio de Janeiro

Júlio Camargo, executivo da Toyo-Setal, empresa que mantém contratos com a Petrobras, afirmou em acordo de delação premiada no âmbito da Operação Lava Jato que doou 6,7 milhões de reais a pelo menos treze partidos entre os anos de 2006 e 2014, informa o jornal Folha de S.Paulo nesta quinta-feira. Segundo Camargo, o partido que mais recebeu repasses foi o PT, com 2,56 milhões de reais, ou 38% do total repassado. Na lista de beneficiados estão os senadores Marta Suplicy (SP), Lindbergh Farias (RJ) e Delcídio do Amaral (MS) e o deputado estadual Adriano Diogo (SP).

Fonte: www.veja.com.br

 

Jório e a nova mesa diretora da Câmara Municipal

Veja a composição da nova mesa diretora da Câmara Municipal 

NOVA MESA DIRETORA

Presidente: Jório Nogueira (PSD).

1º Vice-presidente: Alex do Frango (PV)

2º Vice-presidente: Narciso Silva (PTN)

1º Secretário: Genilson Alves (PV)

2º Secretário: José Heronildes, “Heró” (Pros)

3º Secretário: Vingt-um Rosado Neto (PSB)

4º Secretário: Cícera Nogueira (PSB)

Francisco José Júnior recebe novo presidente da Câmara e outros vereadores

Jório Nogueira é acompanhado por Alex Moacir e Izabel Montenegro e outros vereadores 

O presidente eleito da Câmara Municipal de Mossoró, vereador Jório Nogueira, foi recebido pelo prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior, logo depois da eleição realizada na manhã desta quinta-feira, 30.

Jório Nogueira esteve em companhia dos vereadores que votaram em seu nome para presidente, dentre os quais Izabel Montenegro e Alex Moacir, do PMDB.

Foi a segunda agenda dos vereadores com o prefeito Francisco José Júnior, nesta quinta-feira.

Antes da eleição, o prefeito tomou café com os vereadores em reunião que também teve as presenças de Izabel e Alex.

Durante o encontro, Francisco José Júnior explicou que mesmo não integrando a bancada governista – o que poderá acontecer em breve -, Izabel Montenegro e Alex Moacir Moacir estavam externam, assim, o compromisso com os interesses do município de Mossoró.

Jório Nogueira é parabenizado…

…por vereadores, familiares e amigos

Em seu discurso de agradecimento pela vitória para presidente da Câmara Municipal de Mossoró, o vereador Jório Nogueira (PSD) se emocionou.

Especialmente, ao recordar ensinamentos de seu pai, o saudoso radialista, Aldenor Nogueira e, principalmente, da morte de sua mãe, que ocorreu cinco dias antes da eleição de 2012, quando se reelegeu para um novo mandato de vereador.

Depois da sessão o vereador foi parabenizado por vereadores, familiares e amigos.

 

Jório Nogueira é eleito presidente da Câmara Municipal de Mossoró

Novo presidente vence Thomaz Neto por 16 votos a 4 com uma abstenção 

O vereador Jório Nogueira (PSD) é eleito novo presidente da Câmara Municipal de Mossoró.

Derrota por larga maioria de votos o vereador Tomaz Neto (PDT).

Votaram em Jório Nogueira os vereadores Claudionor dos Santos, Manoel Bezerra de Maria, Tia Cissa, Ricardo de Dodoca, Celco Lanches, Narcísio, Tassio Mardônio, Jadson, Alex Moacir, Vingt-um Neto e Genilson Alves, Hêro Alves, Flávio Tácito,

O vereador Lairinho Rosado anunciou que, pelo compromisso assumido no dia passado e, como Thomaz Neto só o procurou na manhã desta quinta-feira, 30, não tinha como não cumprir a palavra. E votou em Jório. Porém, foi informado que teria que votar na chapa completa. Então, por considerar que a oposição foi excluída da chapa, anulou o voto.

Votaram em Thomaz Neto, além dele próprio, os vereadores Lucélio Guilherme e Genivan Vale e Francisco Carlos.