Category Archives: Notícias

Fábio Faria destaca eleição de Robinson Faria para governador

Deputado federal faz discurso na tribuna da Câmara Federal

fabio discurso camara

Vice-presidente da Câmara dos Deputados, Fábio Faria (PSD/RN) subiu à tribuna da Casa na tarde desta quarta-feira (29) para agradecer aos potiguares pela sua reeleição e também de Robinson Faria (PSD) ao Governo do Estado e Fábio Dantas (PCdoB), vice-governador. Fábio Faria enfatizou o apoio fundamental dos partidos aliados, inclusive ao ex-presidente Lula, que gravou depoimento para a propaganda eleitoral.

“Agradeço ao povo do meu Rio Grande do Norte pela minha reeleição com mais de 166 mil votos. E enfrentamos uma longa batalha para o governo do nosso Estado, Ao lado de Fátima Bezerra, que se consagrou senadora na nossa chapa, conseguimos eleger Robinson Faria governador. Agradeço aos mais de 877 mil norte-rio-grandenses, que nos confiaram esse mandato”, destacou Fábio Faria.

O deputado lembrou que os potiguares votaram pela mudança, por um Estado novo, livre, que seja governador por técnicos. “E é com o povo que queremos governar. Queremos fazer um governo diferente. Quero convocar a classe política para que nós possamos juntos fazer o que o Rio Grande do Norte, para que cresça como o Brasil vem crescendo”, completou.

Garibaldi Filho prega amadurecimento do projeto político do PMDB

Toda derrota impõe isso: amadurecimento. É o que vamos fazer, ao invés de sair por aí falando demais”, comentou Garibaldi

Ministro diz que hora de amadurecer

O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, declarou nesta quarta-feira (29) que o momento atual, depois da derrota nas urnas, é de amadurecer o projeto político. Ele, que adotou um tom crítico na reta final da campanha contra o PT, a quem é debitado parte da fatura do prejuízo do PMDB, preferiu não polemizar.

“É hora de amadurecer. Toda derrota impõe isso: amadurecimento. É o que vamos fazer, ao invés de sair por aí falando demais”, comentou  Garibaldi.

“As emoções da campanha, as possíveis radicalizações, vão ficando para trás. É difícil avaliar simplificadamente o que deu errado. Não posso tentar ser dono da verdade. O que, em resumo, aconteceu é que faltaram votos. Agora porque faltou é difícil afirmar de maneira genérica”, comentou ele, que está Brasília no exercício da titularidade da pasta que ocupa.

Segundo antecipou à reportagem, a conjuntura mudou. “A situação é outra. Foram realizadas reuniões e eu poderei ser convocado para participar delas”, disse ele, sobre os entendimentos nacionais do PMDB e PT. Localmente, os bacuraus não digeriram o apoio que o ex-presidente Lula prestou no programa de Robinson Faria.

Fonte: www.portalnoar.com

PMDB dá aval para candidatura de Cunha e articula isolar PT na Câmara

Eduardo Cunha deve ser um forte oponente ao governo Dilma 

O deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pré-candidato a presidente da Câmara em 2015

A bancada do PMDB na Câmara se reuniu nesta quarta-feira (29) e deu aval à pré-candidatura do líder do partido, Eduardo Cunha (RJ), para a disputa pela Presidência da Casa em 2015.

A reunião ocorreu um dia depois dos deputadosaplicarem a primeira derrota à presidente reeleita Dilma Rousseff. Deputados aprovaram projeto que susta efeito de decreto presidencial sobre conselhos populares.

Para evitar uma espécie de antecipação da briga, os peemedebistas aprovaram oficialmente, por unanimidade, apenas a recondução de Cunha para a liderança do PMDB. A bancada também lançou uma autorização para que ele articule a formação de um bloco para atuar na Câmara no próximo ano.

Os gestos foram interpretados pelos peemedebistas como o fortalecimento da candidatura de Cunha. Com isso, ele vai começar a costurar uma aliança com outros partidos em torno do seu nome e, também, para a composição de um “blocão”, capaz de se impor numericamente em votações na Casa, além de ter peso para conquistar espaços na cúpula e nas comissões importantes.

As conversas devem envolver principalmente PR, PP, PSC, PTB e Solidariedade. A ideia do PMDB é de isolar o PT, maior bancada da Casa com 70 parlamentares na próxima formação –quatro a mais que os peemedebistas. Peemedebistas dizem que há incômodo com o PT não só pela relação com o Planalto, mas também pela atuação da bancada petista na Casa.

“Na votação desta terça, a Casa deu demonstração de que determinadas posições do PT têm sido rechaçadas pela Casa. Então, não há uma boa harmonia para que o PT consiga impor uma candidatura. Eu tenho dito que acho muito difícil uma candidatura do PT lograr êxito na Casa”, afirmou Cunha.

A bancada rechaça a proposta defendida pelo vice-presidente, Michel Temer (PMDB), de reeditar o acordo de rodízio entre PT e PMDB no comando da Câmara. O deputado Leonardo Picciani (RJ) disse que a formação de bloco é para garantir que o partido fique pelo menos como a segunda maior bancada da Casa.

Na reunião que durou quase três horas, os deputados ainda reclamaram da atuação do PT nas disputas estaduais em prejuízo do PMDB e cobraram mais interlocução do Planalto com a Casa.

Os peemedebistas disseram que a derrota de Dilma, com a derrubada de seu decreto que trata dos conselhos populares, foi um recado para a petista sobre a autonomia do Congresso. “Não pode mais ter salto alto do Planalto”, disse o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA).

COMEMORAÇÃO

Antes de se reunirem nesta quarta por quase três horas, os peemedebistas realizaram um jantar com os atuais e novos parlamentares. No encontro, Cunha fez um discurso de boas-vindas aos novos congressistas e evitou polemizar sobre a relação com o governo.

A comemoração pela derrota a Dilma ficou para as rodas de conversas após a intervenção do líder. Segundo relatos, os deputados não continham a satisfação em terem mostrado ao governo que é preciso cultivar a relação com o Parlamento.

Os peemedebistas ainda decidiram sair em defesa do presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB-RN), que foi responsabilizado por petistas pela derrota de Dilma, uma vez que estava magoado depois de perder a disputa pelo governo do Rio Grande do Norte e culpar o PT e o ex-presidente Lula por ter inferido no processo eleitoral.

A bancada assumiu a votação, que contou com aval de vários partidos aliados, isolando PT, PC do B e PSOL na defesa do conselho. Para Cunha, colocar a votação na cota pessoal de Alves é “injustiça”.

Fonte: www.folha.com.br

Bancada governista tende a ser ampliada na Câmara Municipal

Passadas as eleições de 2014 é hora dos vereadores se planejarem para 2016

Integrantes da nova mesa diretora atuam nos bastidores em busca de apoios de vereadores da oposição – Foto: iPad Skarlack

A eleição da nova mesa diretora da Câmara Municipal de Mossoró, programada para esta quinta-feira, 30, à 9h, deverá contribuir para o aumento da bancada governista.

A ampliação da bancada governista é considerada natural, depois de realizadas as eleições de 2014.

E o trabalho da mesa diretora, a partir do futuro presidente da Casa, vereador Jório Nogueira (PSD) deverá contribuir para aumento da bancada.

Uma prova é que alguns vereadores da bancada de oposição deverão votar em Jório Nogueira, o que facilitará a ampliação da bancada situacionista.

Prefeito de Mossoró reúne vereadores para agradecer apoio durante campanha

Francisco José Júnior reuniu integrantes da bancada governista na Câmara Municipal 

IMG_1584

O prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior (PSD), reuniu nesta terça-feira, 28, os 13 vereadores que ficaram do seu lado durante a campanha estadual que elegeu Robinson Faria (PSD) para o governo e os deputados Galeno Torquato para a Assembleia Legislativa e Fábio Faria para a Câmara Federal. O encontro realizado na casa do próprio prefeito foi de agradecimento e reafirmação da parceria, uma vez que além de ter tido o melhor desempenho como liderança nesta campanha, ele termina o pleito fortalecido administrativa e politicamente.

Estiveram na confraternização os vereadores Celso Lanche, Genilson Alves, Heró, Alex do Frango, Jório Nogueira, Tassyo Mardonio, Cícera Nogueira, Flávio Tácito, Claudionor dos Santos, Manoel Bezerra, Ricardo de Dodoca, Soldado Jadson e Narciso Pereira. Os representantes do Legislativo, que representam maioria na casa, reforçaram o compromisso de continuar trabalhando nesta parceria com o prefeito Francisco José Júnior lutando pelo bem de Mossoró.

“Os vereadores foram fundamentais nesta batalha, seja ajudando as chapas proporcionais ou a majoritária e nós temos muita gratidão por eles terem se unido em favor de Mossoró, em favor dessa grande mudança que estamos oferecendo neste momento ao Rio Grande do Norte”, disse Francisco José Júnior.

Rejeitada proposta de Francisco Carlos para criação da Comissão de Controle Interno da Câmara de Vereadores de Mossoró

Proposta foi rejeitada durante sessão desta terça-feira na Câmara Municipal

vereador francisco carlos

A tentativa de por em prática a proposta de criação da Comissão de Controle Interno da Câmara Municipal de Mossoró, proposta pelo vereador professor Francisco Carlos, cumprindo assim a legislação sobre o tema, foi rejeitada pelo plenário na sessão ordinária dessa quarta-feira. Na discussão foi apresentada uma proposta de criação em regime de urgência, mas foi derrubada pela maioria dos presentes em plenário.
Durante o grande expediente o vereador Tomaz Neto foi a tribuna, elogiou a iniciativa do presidente da casa, professor vereador Francisco Carlos, em querer gerenciar, de forma aberta, a gestão legislativa. “Eu preciso saber como é gasto o dinheiro dessa casa, que é uma grande interrogação o que aconteceu antes”, disse Tomaz.
Os vereadores contrários ao regimente de urgência argumentam que querem conhecer e apresentar sugestões para a comissão de controle interno. Em defesa de sua proposta, apesar de respeitar aquilo que decidiu o plenário, o vereador Professor Francisco Carlos contestou os argumentos de que não se tinha conhecimento da matéria. “Essa é a primeira vez que vejo um gestor querendo ser fiscalizado, e sua proposta ser rejeitada”, lamentou Francisco Carlos.

Vereadores convocam eleição antecipada da Mesa Diretora

Jório Nogueira conta com 16 votos e será eleito presidente da Câmara para o biênio 2015/2016
Com a assinatura de 13 dos 21 vereadores, a maioria absoluta da Câmara Municipal de Mossoró convocou para esta quinta-feira (30), às 10 horas, a realização da eleição da Mesa Diretora correspondente ao biênio 2015-2016. 
Os pedidos de registro de candidatura, individual ou por chapa, de candidatos escolhidos pelas bancadas dos partidos ou blocos parlamentares devem ser entregues à secretaria da Câmara até uma hora antes do horário previsto para o início da votação. 
A eleição da Mesa Diretora é efetuada através do voto aberto, sendo considerada vencedora a chapa que obtiver a maioria simples dos votos, ou seja, o maior resultado de votação, dentre os presentes na eleição. 
O edital de convocação foi assinado pelos vereadores Soldado Jadson, Heró Alves, Flávio Tácito, Alex do Frango, Celso Lanches, Claudionor dos Santos, Cícera Nogueira, Genilson Alves, Jório Nogueira, Manoel Bezerra, Ricardo de Dodoca, Nacízio Silva e Tassyo Mardonny, e está publicado no mural da Câmara Municipal de Mossoró.

Em delação premiada, executivo diz que pagou propina a Renato Duque, que era o homem do PT na Petrobras

ex-diretor da Toyo Setal acusa petista de cobrar propina para liberar obras

Por Mario Cesar Carvalho, na Folha:
Um executivo de empresa investigada sob suspeita de pagar propina para conseguir contratos da Petrobras disse em seu acordo de delação premiada que o ex-diretor da estatal Renato Duque fazia parte do esquema e recebia suborno, de acordo com duas pessoas que atuam na Operação Lava Jato. O nome do ex-diretor da estatal foi citado por Julio Camargo, executivo da Toyo Setal e primeiro integrante de uma grande empresa investigada sobre desvios na Petrobras a fazer um acordo de delação com procuradores da Operação Lava Jato.

Camargo afirmou que a Toyo pagou propina para obter contratos. Três empresas controladas pelo executivo (Treviso, Piemente e Auguri) repassaram R$ 13,4 milhões à GFD Investimentos, firma de fachada controlada pelo doleiro Alberto Youssef. O montante era para pagamento de propina, de acordo com os procuradores.

Duque foi diretor de serviços da Petrobras entre 2003 e 2012, indicado para o cargo pelo ex-ministro José Dirceu. Ele foi demitido junto com Paulo Roberto Costa, que ocupou a diretoria de abastecimento entre 2004 e 2012, foi preso pela Polícia Federal e também fez um acordo de delação premiada para tentar obter uma pena menor. Costa, que confessou uma série de crimes e vai devolver cerca de R$ 70 milhões que ganhou ilicitamente, já havia citado o nome de Duque em depoimento que prestou na Justiça federal.

Segundo Costa, o PT ficava com 3% do valor líquido dos contratos assinados pela diretoria de serviços. Na sua delação, Costa citou que ajudou a arrecadar recursos para a campanha de Lindberg Farias (PT), candidato derrotado ao governo do Rio. A Toyo Setal, filial de uma empresa japonesa, a Toyo Engineering, tem contratos com a Petrobras cujos valores somam cerca de R$ 4 bilhões.
(…

Jório Nogueira já contabiliza 16 votos para se eleger presidente da Câmara Municipal

Convocação para sessão extraordinária foi assinada por 13 vereadores

Edital de convocação de sessão extraordinária em que nova mesa diretora será eleita – Fotos: iPad Skarlack

Convocação extraordinária tem 13 assinaturas

 

Os últimos detalhes para a sessão extraordinária desta quinta-feira, 30, quando os vereadores de Mossoró deverão eleger a nova mesa diretora da Câmara Municipal estão sendo definidos.

Como a convocação não havia sido feita pelo presidente da Casa, Francisco Carlos, ele explicou que não criaria problema, porém, pelo Regimento Interno isso poderia deixar brechas para questionamentos futuros.

A bancada governista, que assinou a convocação extraordinária apresenta documento considerando que a convocação tanto pode ser feita pelo presidente, como pela maioria dos vereadores.

ELEIÇÃO – Nesta quarta-feira, 29, Jório Nogueira já contabilizada 16 votos para se eleger presidente da Câmara Municipal.

Além dos 13 votos da bancada situacionista, Jório conta ainda com outros três votos de integrantes da bancada de oposição.

Porém, ele trabalha para ampliar esse núnero.

Jório Nogueira será eleito novo presidente da Câmara Municipal de Mossoró

Sessão extraordinária foi convocada para esta quinta-feira quando será eleita a nova mesa diretora do Legislativo 

Jório Nogueira será eleito presidente da Câmara Municipal nesta quinta-feira – Fotos: iPad Skarlack

 

Prego batido e ponta virada.

O vereador Jório Nogueira será eleito o novo presidente da Câmara Municipal de Mossoró.

A sessão extraordinária foi convocada e subscrita por 13 vereadores.

A mesa diretora deverá ser composta por Jório Nogueira, presidente; Alex do Frango, vice-presidente; vereador Narcisio, segundo vice-presidente; Genilson Alves, primeiro secretário; Herô, segundo secrário; Viingt-un Neto, terceiro vice-presidente e Cícera Nogueira, para a quarta vice-presidência.

Essa chapa foi definida depois de reunião da bancada governista com o prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior.