Category Archives: Notícias

ROSALBA DIZ QUE VOTAR EM QUEM TEM EXPERIÊNCIA É APOSTAR NO FUTURO DE MOSSORÓ

PREFEITA CONVERSA COM MILITÂNCIA NO SÍTIO CANTO

A prefeita de Mossoró e candidata à reeleição, Rosalba Ciarlini (PP), reuniu sua militância na tradicional reunião de segunda-feira, no Sítio Canto.

Em sua conversa com a militância a prefeita lembrou a importância do eleitor votar e escolher quem tem experiência:

PESQUISA TCM: ROSALBA TEM 11 PONTOS DE VANTAGEM SOBRE O SEGUNDO COLOLADO

NÚMEROS DIVULGADOS NESTA SEGUNDA-FEIRA (19)

A prefeita de Mossoró e candidata à reeleição, Rosalba Ciarlini (PP), mantém 11 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, Alyson Bezerra, na disputa pela Prefeitura Municipal de Mossoró.

Os números são de pesquisa divulgada pela TV Cabo Mossoró (RPC), nesta segunda-feira (19).

Esse dado se refere a Intenção de Voto Estimulada (Votos Válidos).

 

Brasil ultrapassa 154 mil mortes por Covid; média móvel volta a ficar acima de 500

Dados do Ministério da Saúde

O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta segunda-feira (19).

O país registrou 341 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 154.226 óbitos desde o começo da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 502, novamente voltando a ficar acima da marca de 500.

Isso significa uma variação de -23% em relação aos dados registrados em 14 dias, ou seja, apontando tendência de queda. O país chega ao 8º dia com a curva de mortes indicando queda, após 28 dias em estabilidade.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 5.251.127 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 18.586 desses confirmados no último dia. A média móvel de novos casos foi de 21.218 por dia, uma variação de -22% em relação aos casos registrados em 14 dias. Ou seja, também encontra-se na faixa que aponta queda.

No RR, o boletim diário costuma sair depois das 20h e é acrescentado ao balanço do consórcio no dia seguinte. No domingo (18), excepcionalmente, os dados saíram antes do fechamento do balanço e por isso foram inseridos. Pelas regras do consórcio, todas as atualizações feitas no período de 24 horas devem ser incluídas. Nesta segunda, como de costume, o boletim do dia não saiu até as 20h e deve constar no balanço seguinte.

Apenas dois estados apresentam indicativo de alta de mortes: Paraíba, Piauí e Rio Grande do Norte.

Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. No RN, a média estava em 3 e foi para 19 no intervalo de 14 dias, o que levou a uma variação de 500%. Isso ocorreu após a inserção de 111 mortes na última sexta-feira no boletim do estado. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

Outros 17 estados têm curvas que apontam queda, considerando os dados do dia anterior para RR.

Brasil: 19 de outubro

  • Total de mortes: 154.226
  • Registro de mortes em 24 horas: 341
  • Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 502 por dia (variação em 14 dias: -23%)
  • Total de casos confirmados: 5.251.127
  • Registro de casos confirmados em 24 horas: 18.586
  • Média de novos casos nos últimos 7 dias: 21.218 por dia (variação em 14 dias: -22%)

(Antes do balanço das 20h, o consórcio divulgou dois boletins parciais, às 8h, com 153.912 mortes e 5.233.677 casos; e às 13h, com 153.982 mortes e 5.237.961 casos confirmados.)

ESPAÇO DO GIVVA

OPINIÃO

POR GIVANILDO SILVA

ERRO ESTRATÉGICO

A dinâmica da política diante de erro estratégico crasso.
Na eleição de Mossoró, estaria havendo movimento migratório do segundo para o terceiro lugar, aumentando a dianteira do primeiro colocado.
E o PT, no íntimo, teria preferência por Rosalba, pela possibilidade de competir, em pé de igualdade, no próximo 24.

FALTA MODERAÇÃO

Mossoró é, politicamente, um lugar de orientação moderada.
E tem candidatos atropelando os seus refletidos passos.
RETA FINAL 
Na reta final, a campanha, sempre, exige mais dos candidatos, porque os compromissos são multiplicados, notadamente, de quem encontra-se melhor posicionado na corrida eleitoral.

Deputado Allyson Bezerra não destina nenhuma emenda para a Zona Rural

Chapéu usado como ferramento de marketing por candidato está dissociado da realizada parlamentar

O uso do chapéu de boiadeiro não significa afirmar ou confirmar ligação, proximidade ou raízes no campo. Em uma campanha eleitoral é utilizado como mera ferramenta de marketing para se tentar forçar uma parceria que inexiste. O fato de alguém ter nascido em determinado local não implica dizer que ainda mantenha os laços. E se estes existem, cabe uma pergunta: por quais motivos deixou o lugar de nascimento e migrou para a cidade. O retorno às raízes agora teria um objetivo meramente eleitoreiro e nenhuma preocupação a mais.
O candidato Allyson Bezerra, vez por outra, se traveste de homem do campo para tentar se aproximar de um eleitorado que, se depender dele, não terá a devida atenção em um suposto governo do candidato do Solidariedade.
É que atualmente a Prefeitura de Mossoró já garante a distribuição do corte de terra e de sementes para os agricultores. Além disso, garante ainda o óleo diesel utilizado nos tratores para o devido corte de terra. Allyson copia a ação já existente e deixa claro, em seu plano de governo, que o trabalhador rural terá que se virar para utilizar o veículo, já que ele não fala em distribuição de combustível.
Para quem se jacta de ser filho da zona rural de Mossoró, ele deveria saber que de nada adianta. Atualmente, por exemplo, o que garante incrementa a renda do homem do campo é o “quintal produtivo”, que se constitui na compra, pela Prefeitura Municipal, de grande parte da produção agrícola, cujos produtos vão fortalecer, por exemplo, a merenda escolar. Essa ação contribui para o fortalecimento da agricultura familiar, de maneira geral. Algo que o candidato do Solidariedade não contempla em seu plano de governo.
Allyson Bezerra está na Assembleia Legislativa há 20 meses e, neste período, não tem nenhuma ação concreta voltada para a zona rural de Mossoró. Das emendas ao Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2020, o deputado apresentou R$ 1 mihão. Nenhum centavo foi direcionado para a zona rural.
Agora, sabendo que precisa voltar às origens e sensibilizar o homem do campo de que este precisa de um representante no poder, Allyson Bezerra utiliza todos os símbolos possíveis que o ligue à zona rural. Mas, efetivamente, enquanto deputado estadual suas ações para o campo são ínfimas. Usar somente o chapéu de boiadeiro não garante nada.

Vereador e outras seis pessoas são presas em operação da Polícia Civil no interior do RN

Na casa do politico que é candidato à reeleição foram encontradas armas e munições

Armamento foi encontrado na casa do vereador — Foto: DIvulgação/Polícia Civil

O vereador Laete Jácome de Oliveira (PP), de 64 anos, e outras seis pessoas foram presas em uma operação da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) no sábado passado (17) no município de João Dias, na Região Oeste do Rio Grande do Norte. Segundo a Polícia Civil, a operação desarticulou uma organização criminosa na região.

Na casa de Laete Jácome, onde foi cumprido um mandado de busca e apreensão, foram encontradas armas e munições. Os presentes na residência foram presos em flagrante por posse ilegal de armas e receptação.

As armas eram: duas espingardas calibre 12 com 100 munições do mesmo calibre, dois rifles calibre 38 com 103 munições do mesmo calibre, e três pistolas calibre 380, com 80 munições. Também foi encontrado R$ 15.535 em dinheiro.

Segundo a Deicor, no momento que os policiais civis chegaram à residência, o vereador se negou a abrir o portão da casa, mesmo tendo sido informado de que se tratava de um mandado de busca. Por isso, foi sendo necessário o uso da força por parte policial.

Eleições 2020: Brasil tem 147,9 milhões de eleitores aptos a votar

Dados oficias do TSE

Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Mulher, com ensino médio e de 35 a 59 anos é o perfil majoritário do eleitor que votará nas eleições de 2020, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Neste ano, 147.918.483 pessoas estão aptas a votar, um crescimento de 2,66% em relação às eleições municipais de 2016.

O contingente elegerá novos prefeitos e vereadores em 5.569 municípios em 15 de novembro. Não participam da votação neste ano os eleitores do Distrito Federal e de Fernando de Noronha, que não têm prefeito, e os brasileiros registrados no exterior, que só podem votar em trânsito nas eleições gerais a cada quatro anos.

Biometria
Por causa da pandemia de covid-19, a Justiça Eleitoral excluiu a biometria como meio de identificação nas eleições deste ano. Mesmo assim, a coleta dos dados biométricos continuou a aumentar em 2020. Em dezembro do ano passado, pouco mais de 113,5 milhões de pessoas tinham feito o procedimento, o equivalente a 76% do eleitorado. Em agosto deste ano, quando foi encerrado o registro para as eleições municipais, 117.594.975 pessoas estavam identificadas pela biometria, 79.5% do eleitorado.

Perfil

Na divisão por gêneros, as mulheres somam 77.649.569 eleitores (52,49%) do total. Os homens totalizam 70.228.457 eleitores (47,48%). Outras 40.457 pessoas não declararam o gênero, representando 0,03% do eleitorado. Um total de 9.985 pessoas usarão o nome social no título de eleitor, prática autorizada pela Justiça Eleitoral desde 2018.

Em relação ao grau de instrução, a maior parte dos eleitores informou ter o ensino médio completo, com 37.681.635 (25,47%) pessoas nessa condição. A faixa de menor escolaridade, com ensino fundamental incompleto, vem em segundo lugar, com 35.771.791 eleitores (24,18%), seguida pelo contingente com ensino médio incompleto, com 22.900.434 (15,48%). Somente 10,68% do eleitorado, que somam 15.800.520 pessoas, têm nível superior completo.

A biografia de Moro

Os números não mentem

A biografia de Moro

Os bolsonaristas apelidaram Sergio Moro de “biografado”, porque ele decidiu sair do governo para não emporcalhar sua biografia.

O aumento no número de assassinatos em 2020 acrescentou mais um ponto à sua biografia.

Ele sempre poderá dizer que, em 2019, comandou a maior queda de assassinatos de todos os tempos.

Idoso suspeito de maus-tratos a cavalo é assassinado a tiros em casa na Grande Natal

Crime aconteceu cerca de 48 horas depois do homem ser levado à delegacia por cegar o animal usando óleo quente e formou

POR G1/RN

Cavalo teria ficado cego após suspeito jogar óleo quente e formol, diz PM — Foto: Reprodução

Cerca de 48 horas após ser apontado como suspeito de cegar um cavalo usando óleo queimado e formol, um homem de 65 anos foi assassinado a tiros na noite deste domingo (18) na Grande Natal.

A execução aconteceu na casa da vítima, na praia de Pitangui, em Extremoz. A Polícia Civil vai investigar se há relação entre os dois crimes.

O assassinato aconteceu por volta das 19h. De acordo com a Polícia Civil, o idoso estava em casa, quando quatro homens armados arrombaram a porta, invadiram o imóvel, atiraram contra ele e fugiram. A vítima foi identificada como José Rosa de Lima, de 65 anos.

O corpo do homem foi recolhido para ser periciado pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep), onde ainda estava na manhã desta segunda-feira (19).

Maus-tratos

José havia sido detido pela Polícia Militar e levado à delegacia na noite da última sexta-feira (16), após ser apontado como o autor de maus-tratos a um cavalo, que foi cegado com óleo queimado e formol. Uma testemunha, o filho do proprietário do animal, afirmou a polícia que viu o homem correndo com uma garrafa.

Ao chegar à casa do suspeito, os policiais militares encontraram garrafas dos produtos e deram voz de prisão a José. De acordo com vizinhos, ele já teria ameaçado matar o animal, porque não queria o cavalo pastando perto de sua casa.

 

Rio Grande do Norte terá maior número de cidades beneficiadas pelo ramal Apodi/Salgado

Ministro Rogério Marinho anuncia projeto

O Governo Federal segue com os esforços para estimular o desenvolvimento do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, anunciou nesta sexta-feira, 16, a abertura do processo licitatório para a construção do Ramal do Apodi/Salgado, que levará as águas do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco para municípios do Ceará, da Paraíba e do Rio Grande do Norte.

Marinho também apresentou três Medidas Provisórias que vão fomentar a atividade econômica nessas regiões ao possibilitar a atração de investimentos privados para projetos de infraestrutura e a renegociação de dívidas de empreendedores com os fundos constitucionais e de investimento sob responsabilidade da Pasta.

“O Governo Federal está atuando para fortalecer o crescimento econômico e social nessas regiões, que a própria Constituição coloca como prioritárias”, destaca Marinho. “O Ramal do Apodi/Salgado é a última etapa do Projeto de Integração do Rio São Francisco, que vai permitir que milhares de nordestinos tenham acesso à água, um bem tão valioso, especialmente para o povo que reside no semiárido. Também temos a meta de aumentar a capacidade de atração de investimentos para o Norte, o Nordeste e o Centro-Oeste por meio de mudanças nos Fundos, que são instrumentos importantíssimos para que possamos alcançar os objetivos traçados”, completa.

 

Ramal do Apodi/Salgado

Orçado em R$ 1,77 bilhão, o Ramal do Apodi/Salgado é etapa final do Projeto de Integração do Rio São Francisco e terá 115,3 quilômetros de extensão. Nesta primeira etapa, será realizada a licitação para contratação de empresa que executará as obras civis. A previsão é que a estrutura seja construída em quatro anos a partir da assinatura da ordem de serviço. Ao todo, 750 mil pessoas em 48 cidades serão beneficiadas.

A água será transportada por gravidade a partir do Reservatório Caiçara, na Paraíba, até o Reservatório Angicos, já no Rio Grande do Norte. A vazão será de 40 m³ por segundo até o quilômetro 26, de onde deriva o Ramal do Salgado, que levará as águas para o estado do Ceará. Após essa derivação, a vazão será de 20 m³ por segundo. Toda a infraestrutura contará ainda com três áreas de controle, 23 trechos de canais, com extensão de 96,7 quilômetros, sete aquedutos, oito rápidos e um túnel.

O Rio Grande do Norte será o estado com maior quantidade de municípios beneficiados pelas águas do ‘Velho Chico’ transportadas pelo Ramal: 32, com população estimada em 478 mil pessoas. A porta de entrada do recurso hídrico será a cidade de Major Sales, de onde será transportado para o Rio Apodi, que banha Mossoró, segunda maior municipalidade do estado e importante polo regional do Nordeste.