Category Archives: Notícias

LULA É “ENGANADOR PROFISISONAL”, DIZ CIRO GOMES

EX-MINISTRO AFIRMA QUE “LULA É RESPONSÁVEL POR TRAGÉDIA QUE BRASIL ESTÁ VIVENDO”

POR CONGRESSO EM FOCO

Ciro recebeu a reportagem do Congresso em Foco na sede nacional do PDT

A relação entre o ex-presidente Lula e o ex-governador Ciro Gomes (PDT) está longe de ser retomada. Desde a eleição do ano passado, quando Lula insistiu na candidatura de Fernando Haddad em vez de apoiar Ciro e, depois, o pedetista se negou a pedir votos para o candidato petista no segundo turno, o clima é de guerra declarada entre duas das principais lideranças da esquerda e centro-esquerda do país.

Em entrevista exclusiva ao Congresso em Foco (veja a íntegra mais abaixo), o ex-candidato pelo PDT declarou que não recusaria um convite de Lula para conversar caso o petista saia da prisão. Mas deixou claro que dificilmente haverá um entendimento. Ciro chamou Lula de “enganador profissional”.

“Eu não me recuso a conversar com ninguém, mas não tenho nenhum apreço político pelo Lula, nenhum. Acho que ele é o grande responsável por essa tragédia econômica, social e política que o Brasil está vivendo, não tem grandeza, só pensa em si e virou um enganador profissional”, declarou o ex-governador do Ceará.

INVESTIGADORES ESTIMAM QUE 2,5 MIL TONELADAS DE PETRÓLEO CRU FORAM DERRAMADAS NO MAR PF ainda não sabe se houve vazamento ou despejo

A PF AINDA NÃO SABE DE HOUVE VAZAMENTO OU DESPEJO

Resultado de imagem para mANCHAS DE ÓLEO NO NORDESTE

Os investigadores estimam que 2,5 mil toneladas de óleo foram derramados no oceano pelo navio Bouboulina, de bandeira grega, suspeito do crime ambiental que atingiu praias dos nove estados do Nordeste. A Polícia Federal ainda não sabe, entretanto, se o houve um acidente ou vazamento do navio. Uma operação foi inciada pela PF na manhã desta sexta-feira (1º) para cumprir mandados na sede da empresa Lachmann Agência Marítima, responsável pelo navio.

“Nós temos a prova da materialidade e indícios suficientes de autoria. O que nos falta são as circunstâncias desse crime, se é doloso, se é culposo, se foi um descarte ou vazamento”, afirmou o delegado da Polícia Federal no Rio Grande do Norte, Agostinho Cascardo.

De acordo com a procuradora-chefe da Procuradoria da República no Rio Grande do Norte, Cibele Benevides, ainda não é possível dizer se novas manchas chegarão à costa potiguar. “Esse óleo que chegou na costa brasileira não representa todo o óleo que foi derramado. Uma parte do óleo pode ser evaporada, em torno de 40%; uma parte pode ficar decantada e vir devagar para a costa brasileira. Então, a gente ainda não tem como afirmar que parou, que cessou, ou quando vai cessar. (…) Estima-se que a mancha original foi de 2,5 mil toneladas de petróleo cru”, afirmou.

O navio carregou 1 milhão de barris de petróleo na Venezuela, segundo informações da empresa de geointeligência Kpler, ao G1.

Segundo os investigadores, a embarcação é legal e o cumprimento dos mandados visa levantar documentações e informações sobre os dados da carga, tripulação, e o que aconteceu. O navio ainda está em alto mar.

“O navio está sendo monitorado e se dirigindo provavelmente pra Costa da África. Assim que ele aportar a gente tenta conseguir mais informações.No momento o foco são as empresas de representação do navio aqui (no Brasil). As empresas não são suspeitas, elas são simplesmente alvo na busca de documentos que possam ajudar a identificar o que aconteceu, mas elas em si não são investigadas”, reforçou a procuradora.

Segundo a PF, a embarcação deixou a Venezuela no dia 18 de julho e a primeira aparição da mancha ocorreu dia 29, às 11h55 da manhã. “A partir daí a mancha começa a se espalhar e se dirigir a Oeste”, pontuou o delegado.

Para os investigadores, apenas um navio mercante, carregado de petróleo, poderia ter deixado essa mancha, ressaltou o delegado. Cascardo ressaltou que o navio já havia ficado preso nos Estados Unidos, em abril, por causa de problemas no filtro de descarte da embarcação.

FONTE: G1/RN 

PF: NAVIO GREGO BOUBOULINA PROCEDENTE DA VENEZUELA É O RESPONSÁVEl PELO VAZAMENTO

INFORMAÇÃO ESTÁ EM DECISÃO DO JUIZ FEDERAL FRANCISCO EDUARDO

O navio mercante Bouboulina, da empresa Delta Tankers LTD, é o responsável pelo vazamento do óleo que atinge o Nordeste, segundo a Polícia Federal.

A informação está na decisão do juiz federal Francisco Eduardo Guimarães Farias, da 14ª Vara Federal em Natal, à qual O Antagonista teve acesso.

O Bouboulina ficou retido durante quatro dias nos EUA, conforme comunicou a Marinha à Polícia Federal. Foram constatadas “incorreções de procedimentos operacionais no sistema de separação de água e óleo descarga no mar”.

O juiz determinou que fossem realizadas buscas em duas empresas do Rio de Janeiro ligadas à Delta Tankers. São elas a Lachmann Agência Marítima e a Witt O Brien’s.

Segundo o delegado Agostinho Cascardo, da PF, as empresas [alvos da operação de hoje] não são suspeitas de crime, mas podem contribuir com informações para a investigação.

Sinduscon avalia que crédito de R$ 150 mi para Prefeitura aquecerá economia

Sérgio Freire avalia que empréstimo é estímulo que faltava para economia do município

POR GUTEMBERG MOURA

A imagem pode conter: Sérgio Freire

 

O empréstimo de R$ 150 milhões da Prefeitura de Mossoró junto à Caixa Econômica Federal refletirá de forma positiva na economia do município. Operação de crédito é vista com bons olhos pelo presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Mossoró (Sinduscon Mossoró), Sérgio Freire.
Para Sérgio, a injeção de 150 milhões na economia do município é o estímulo que faltava para reativar a construção civil, um dos setores mais importantes da economia de Mossoró.
_Recebo essa notícia com muito entusiasmo. A injeção de 150 milhões na economia representa uma nova esperança para a construção civil e toda a cadeia econômica do município. Um dos reflexos imediatos é a geração de emprego e renda, através do aquecimento do comércio e serviços_, explica.
O presidente do Sinduscon lembra que outros segmentos com grande potencial econômico no município também estão em dificuldade. Neste cenário, os investimentos que a prefeitura pretende fazer funcionariam como um catalisador para acelerar as engrenagens da economia em Mossoró.
O Presidente da FIERN, Amaro Sales de Araújo, também celebrou o incremento de 150 milhões na economia de Mossoró. Para ele é uma iniciativa que só traz benefícios. “É um fato que deve ser celebrado. Ganhará a construção civil, os trabalhadores e a cidade com mais obras de infraestrutura. Parabenizo a Prefeitura de Mossoró pela iniciativa e a cidade pelos benefícios que receberá,” avalia.

PF cumpre mandados contra suspeitos de derramamento de óleo que atinge o Nordeste

Navio de bandeira grega é apontado como responsável pelo desastre ambiental

Mancha de óleo em Suape, no Cabo de Santo Agostinho.  — Foto: Salve Maracaípe/Reprodução/WhatsApp

A Polícia Federal cumpre, nesta sexta-feira (1), mandados de busca e apreensão em dois alvos ligados a uma empresa grega proprietária de um navio suspeito de ser a origem do derramamento de óleo que atingiu a costa nordestina. Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal do Rio Grande do Norte e são cumpridos no Rio de Janeiro.

Os mandados contra os dois alvos, ambos ligados à proprietária de um navio de bandeira grega, foram pedidos pelo Ministério Público Federal. De acordo com o órgão, o inquérito policial teve acesso a imagens de satélite que partiram das praias atingidas até o ponto de origem das manchas, de forma retrospectiva.

O relatório de detecção de manchas de óleo, feito por uma empresa privada especializada em geointeligência, indicou uma mancha original, no dia 29 de julho, e fragmentos se movendo em direção à costa brasileira.

Com informações da Marinha, a Diretoria de Inteligência Policial da PF concluiu que “não há indicação de outro navio (…) que poderia ter vazado ou despejado óleo, proveniente da Venezuela.” Ainda de acordo com a Marinha, esse mesmo navio ficou detido nos Estados Unidos por quatro dias, devido a “incorreções de procedimentos operacionais no sistema de separação de água e óleo para descarga no mar”.

Ainda de acordo com a PF, o sistema de rastreamento da embarcação confirma a passagem pelo ponto de origem do óleo, após ter atracado na Venezuela – país desenvolvedor do óleo derramado – ao seguir viagem para a África do Sul e Nigéria.

Os procuradores da República Cibele Benevides e Victor Mariz destacam que “há fortes indícios de que a (empresa), o comandante e tripulação do Navio deixaram de comunicar às autoridades competentes acerca do vazamento/lançamento de petróleo cru no Oceano Atlântico.” Para eles, “a medida de busca e apreensão mostra-se necessária e de urgência”, para a coleta de documentos que auxiliem no esclarecimento dos fatos.

Fonte: G1/RN

Prefeitura de Mossoró negocia com Hospital Wilson Rosado e cirurgias serão retomadas amanhã

Acordo foi acertado entre partes envolvidas em concordância mútua

A Prefeitura de Mossoró informa que o Hospital Wilson Rosado vai voltar a ofertar atendimentos a partir desta sexta-feira (01), após acordo firmado entre a Prefeitura, Wilson Rosado e Governo do Estado.

O acordo foi acertado entre as partes envolvidas em concordância mútua, na qual vai ser feito um parcelamento da dívida existente por parte do Governo do Estado e Prefeitura.

“R$ 500 MIL PARA MATAR O DR. JAIR (BOLSONARO)”

QUEM MANDOU ADÉLIO MATAR BOLSONARO?

POR CRUSOÉ 

Crusoé teve acesso ao depoimento de Farhad Marvizi, o vizinho de cela de Adélio Bispo.

Ao delegado que investiga o atentado a Jair Bolsonaro, Marvizi contou que teria se aproximado de Adélio em março deste ano e obtido dele informações inéditas sobre o caso – algo que, sustenta, poderia mudar os rumos da investigação. O iraniano afirmou ter descoberto que Adélio seria ligado a uma facção e que, além disso, lhe teria revelado o nome do mandante do crime.

Leia a reportagem completa aqui.

HOJE TEM PATUSCADA DOS BOLSONARO?

AGUARDE A PRÓXIMA PRESEPADA

Depois de Eduardo Bolsonaro, o filho deputado do presidente do Brasil defender um novo AI-5, aguarda-se o próximo Stand-Up do clã.

Claro, dia sim e, dia sim,, também, sempre tem alguma patuscada.

Aguarde.

 

HACKER PROMETEU INVALIDAR LAVA-JATO E LIBERTAR LULA COM DIÁLOGOS VAZADOS

FOI ISSO QUE FOI OFRERECIDO À EX-DEPUTADA MANUELA d’ÀVILA, CONFORME CONVERSAS PUBLICADAS PELA REVISTA VEJA

POR VEJA

Há cinco meses, a Polícia Federal tenta descobrira motivação dos hackers que invadiram os celulares dos procuradores que atuavam na Lava-Jato, copiaram mensagens privadas e as entregaram ao site The Intercept Brasil, que divulgou o material em parceria com outros veículos de imprensa, incluindo a VEJA.

Segundo os criminosos, que já foram condenados no passado por estelionato e receptação, a incursão foi pautada exclusivamente pelo sendo de justiça para atingir dois objetivos bem definidos: libertar o ex-presidente Lula da prisão e anular os processos da maior operação de combate à corrução de todos os tempos.

Pelo menos foi isso o que eles ofereceram formalmente à ex-deputada Manuela d’Ávila, conforme diálogos anexados ao inquérito que apura o caso, aos quais VEJA teve acesso.

Parte da matéria prima que seria utilizada para fulminar a Lava-Jato viria de conversas entre ministros do Supremo Tribual Federal (STF) interceptadas ilegalmente.

Candidata à vice-Presidência da República na chapa do PT que foi derrotada em 2018, Manuela serviu como intermediária entre os hackers e o jornalista Gleen Greenward, diretor do site. Em 12 de maio passado, às 12h14, de acordo co que foi apurado até agora, ela recebeu uma mensagem de texto em seu telegram: “Consegue confiar em mim?”. Após ver a foto e o número do celular remetente, o senador Cid Gomes, Manuela retuitou ao responder no mesmo instante: “Sim. 100%”. Cid Gomes é irmão de Ciro Gomes, ex-ministro do governo Lula e antigo aliado do ex-presidente. O interlocutor continuou: “Olha, eu não sou o Cid. Mas tenho uma coisa que muda o Brasio hoje. E pricos contar com você”. Naquele momento, segundo disse à polícia, Manuela estava num almoço de família, comemorando o Dia das Ma~es, que estranhou a abordagem. Suspeito que poderia ser um brincadeira ou um trote e permaneceu em silêncio, desconfiada, até que recebeu uma mensagem de uma de suas conversas privadas com o ex-deputada Jean Wyllis. Isso prova que não era um blefe, “Cid”, então, explicou do que se tratava. “Eu entrei no telegram de todos os membros da força tarefe Lava-Jato. Peguei todos os arquivos. Dá para soltar Lula hoje. Derrubar o MPF”, prometeu o hacker.

NO dia seguinte, 13 de maio, Manuela recebeu uma segunda mensagem, do hacker. Dessa vez, ele se identifica como “Brasil Braronil”e garantia que também tinha conversas que mostrariam a parcialidade de ministros do STF, diálogos que teriam potencial para invalidar todos os processos da Operação Lava-Jato. Citou três magistrados que teriam sido alvo de interceptação: os ministro Cármem Lúcia, Rosa Webe e Luís Roberto, que fariam parte de um grupo de Telegram…

Convencida dos bons propósitos do hacker, Manuela d’Ávila recomendou a ele que entrasse em contato como jornalista Glenn Greeewald. Em 9 de junho, veio à tona a primeira leva de mensagens trocadas entre procuradores da Lava-Jato e o ex-ministro Sérgio Moro, o atual ministro da Justiça.

A 1ª Câmara Cível do TJRN anula condenação de ex-prefeito

Decisão desconstruiu condenação de Silvano Câmara de Jandaíra

A 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do RN decidiu de forma unânime em favor da nulidade da sentença que havia condenado o ex-prefeito da cidade de Jandaíra, Silvano Câmara, ao pagamento de R$ 520.846,19 em processo de improbidade de administrativa. Essa decisão desconstituiu a condenação feita em primeira instância pela 1ª Vara da comarca de João Câmara em abril de 2017.

Conforme o relator do acórdão, desembargador Cornélio Alves, através da simples leitura dos autos é possível perceber que a sentença de primeiro grau concluiu, por vias transversas, “que a ausência na prestação de contas (fato aparentemente incontroverso) conduziria, automaticamente, à necessidade de ressarcimento ao erário”, independente da ocorrência ou não do efetivo prejuízo ao patrimônio público.

Nesse sentido, o desembargador reforçou essa interpretação ao considerar que “ao contrário do implicitamente sugerido na sentença, o descumprimento do dever legal de prestar contas, acerca da aplicação dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef), não conduz automaticamente à ocorrência de prejuízo ao erário”. E ressaltou que ainda que tivesse sido a intenção da sentença recorrida “empregar a tese do prejuízo presumido (dano in re ipsa) tal sentença, como dito, não está suficientemente fundamentada”.

Além disso, foi feita referência à jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que possui entendimento consolidado segundo o qual, “como regra, em ações judiciais que buscam a condenação por ato de improbidade administrativa, é necessária a efetiva demonstração de dano para que haja a imposição de ressarcimento ao erário”.

Em seguida o relator Cornélio Alves frisou que o “ônus de provar a ocorrência do efetivo prejuízo ao Erário é do autor”. Porém, no caso concreto o autor “limitou-se a juntar Acórdãos proferidos pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte, os quais somente têm condão de indicar a ausência de prestação de contas”, mas não o desvio dos recursos.

Dessa forma, a argumentação feita pelo ex-prefeito prosperou no recurso, tendo sido decretada a “nulidade da sentença suscitada pelo apelante” e havendo assim modificação da situação jurídica anteriormente estabelecida. Em consequência, houve também inversão em favor do apelante dos honorários advocatícios fixados na determinação antecedente.