Category Archives: Notícias

RN tem 478 casos suspeitos de coronavírus notificados em 64 municípios

Dados foram divulgados pela Secretaria de Saúde

Dados foram divulgados pela Sesap — Foto: Getty Images

Os casos confirmados do novo coronavírus no Rio Grande do Norte subiram para 14, na manhã desta terça-feira (24) e o número de casos suspeitos saltaram para 478 (2 prováveis). De acordo com o último boletim da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) 64 cidades potiguares registram suspeitas da Covid-19. (veja tabela abaixo).

No domingo (22) eram 13 casos confirmados no Rio Grande do Norte e 282 suspeitos. Ainda segundo o boletim da Sesap, 180 notificações foram excluídas e 44 descartados. O perfil dos casos suspeitos apresentado até o momento é predominantemente do sexo feminino, e na faixa etária entre 20 e 39 anos.

Casos suspeitos no RN

Cidade Casos suspeitos
Assu 10
Angicos 1
Areia Branca 1
Augusto Severo 1
Baía Formosa 1
Baraúna 9
Barcelona 2
Bodó 3
Brejinho 2
Caicó 1
Canguaretama 2
Caraúbas 2
Carnaubais 2
Ceará-Mirim 2
Cerro Corá 1
Doutor Severiano 2
Parnamirim 29
Espírito Santo 1
Extremoz 2
Felipe Guerra 4
Florânia 1
Frutuoso Gomes 1
Goianinha 1
Governador Dix-Sep Rosado 3
Guamaré 6
Ipueira 2
Jardim do Seridó 1
Januário Cicco 1
João Câmara 2
Jucurutu 3
Jundiá 2
Lagoa D’Anta 1
Lagoa de Velhos 1
Lajes 3
Macaíba 3
Macau 2
Montanhas 1
Monte Alegre 1
Monte das Gameleiras 1
Mossoró 90
Natal 200
Nísia Floresta 3
Nova Cruz 1
Parelhas 4
Rio do Fogo 3
Patu 2
Santa Maria 1
Pau dos Ferros 1
Pedro Velho 2
Pilões 1
Ruy Barbosa 1
Santa Cruz 2
Santana dos Matos 1
São Fernando 1
São Gonçalo do Amarante 6
São João do Sabugi 3
São José de Mipibu 4
São José do Campestre 3
São Miguel do Gostoso 1
São Paulo do Potengi 1
Serra do Mel 1
Tibau 4
Tibau do Sul 1
Touros 1
RN 454

Entre os 454 casos suspeitos estão 2 considerados “prováveis” pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). Além disso, outros 24 casos de pessoas de outros estados que foram atendidos no RN entram na conta de casos suspeitos do estado. Por isso, o número de 478 suspeitos.

Ronaldo Caiado rompe com Jair Bolsonaro

Bolsonaro caminha para o isolamento

Em coletiva há pouco, Ronaldo Caiado também disse que só falará com Jair Bolsonaro, daqui para frente, por meio de comunicados oficiais.

“Fui aliado de primeira hora, durante todo o tempo. Mas não posso admitir que venha agora um presidente lavar as mãos e responsabilizar outras pessoas por um eventual colapso. Não faz parte da postura de governante.”

Caiado considerou o pronunciamento de ontem à noite de Bolsonaro “irresponsável e desrespeitoso”.

“Dizer que isso é um resfriadinho, uma gripezinha? Ninguém definiu melhor que Obama: na política e na vida, a ignorância não é uma virtude.”

O governador reiterou que o rompimento “é total”.

“É um rompimento total, definitivo. Acabou. Não pode governar de acordo com humor dele, senta e desautoriza todo mundo.”

 

ESCÂNDALO III: POPULAÇÃO CONDENA GASTANÇA MILIONÁRIA E FÁTIMA BEZERRA RECUA

GOVERNADORA FOI OBRIGADA A CANCELAR A DESASTROSA AUTORIZAÇÃO DE GASTO MILIONÁRIO

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto que diz "Fátima Bezerra @fatimabezerra Diante da situação de calamidade em que nos encontramos determinei cancelamento da campanha publicitária de enfrentamento ao COVID19, publicado no DOE de hoje, para posterior avaliação. 18:18 24 mar Twitter for Android"

Não colou!

A governadora do Estado, Fátima Bezerra, não suportou o movimento popular contra seu ato desastroso, de autorizar o gasto de R$ 3.000.000,00 (três milhões de reais), com dispensa de licitação, através de uma agência de publicidade.

Diante da reação popular, através das redes sociais, Fátima Bezerra não teve outra opção, a não ser cancelar seu ato criminoso, em um momento em que seu próprio governo, decretara estado de calamidade no Rio Grande do Norte.

Não antes, se utilizar de justificativas injustificáveis.

ESCÂNDALO II: POPULAÇÃO REAGE CONTRA GASTO DE R$ 3 MILHÕES DE FÁTIMA BEZERRA

REDES SOCIAIS PROVOCAM TENTATIVA DE JUSTIFICATIVA DO GOVERNO DO ESTADO

Se colar, colou!

A escandalosa decisão da governadora, Fátima Bezerra (PT-RN), de autorizar a contratação de uma agência de publicidade, com dispensa de licitação, para gastar R$ 3.000.000,00 (três milhões de reais), teve uma imediata reação população.

Através das redes sociais, a sociedade do Estado condenou e, cobrou a suspensão da medida.

A princípio, Fátima Bezerra tentou justificar o ato insano, alegando que teria contado com o aval do Tribunal de Justiça, do Ministério Público, do Tribunal de Contas do Estado, Defensoria Pública e Assembleia Legislativa.

E, anunciou que iria reduzir o valor anunciado.

Porém, também não colocou.

A sociedade continuou reagindo contra o ato de Fátima Bezerra.

ESCÂNDALO I: FÁTIMA BEZERRA TENTA GASTAR R$ 3 MILHÕES SEM LICITAÇÃO

GASTANÇA SERIA ATRAVÉS DE AGÊNCIA DE PUBLICIDADE E SEM LICITAÇÃO

A imagem pode conter: texto

Parece mentira, mas não é.

É a mais pura e escandalosa verdade.

A governado do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), determinou, nesta terça-feira (24), o gasto astronômico de R$ 3.000.000,00 (três milhões de reais).

Como agravante, a despesa foi determinada com dispensa de licitação, para ser realizada através de uma agência de publicidade, com uma suposta campanha publicitária sobre a pandemia do coronavírus.

A medida anunciada, dias depois de Fátima Bezerra decretar estado de calamidade no Estado, pegou a população de surpresa.

Imediatamente, foi deflagrada uma movimentação contrária através das redes sociais.

E, que surtiu efeito imediato.

 

 

 

 

Olimpíadas e Paralimpíadas de Tóquio são oficialmente adiadas para 2021

Evento foi oficialmente adiado

Mulheres em Tóquio se protegem da pandemia do coronavírus — Foto: Athit Perawongmetha/Reuters

As Olimpíadas e Paralimpíadas de Tóquio 2020 foram oficialmente adiadas pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) nesta terça-feira por causa da pandemia de coronavírus. A decisão foi tomada após uma teleconferência entre Thomas Bach, presidente do COI, e Shinzo Abe, Primeiro-Ministro do Japão, para resguardar a segurança de atletas, técnicos e de todos que participariam diretamente ou indiretamente das competições. A nota oficial não informa uma nova data para as competições, mas diz que deverão ocorrer até o verão de 2021.

– Nas atuais circunstâncias, e com base nas informações fornecidas hoje pela OMS, o Presidente do COI e o Primeiro-Ministro do Japão concluíram que os Jogos da XXXII Olimpíada de Tóquio devem ser remarcados para uma data posterior a 2020, mas o mais tardar no verão de 2021, para proteger a saúde dos atletas, todos os envolvidos nos Jogos Olímpicos e na comunidade internacional – diz o comunicado do Comitê Olímpico Internacional divulgada nesta terça-feira.

O orçamento de todos os Jogos terá de ser revisto. O contrato com algumas das sedes esportivas também passará por uma renegociação. Há ainda a preocupação sobre como ficará a questão dos ingressos e devolução de dinheiro para quem não quiser mais ir aos Jogos. O evento, ainda que possa ser adiado para 2021, permanecerá com o mesmo nome: Tóquio 2020.

Município define locais de atuação das barreiras sanitárias

Medida foi definida nesta segunda-feira (23)

Em reunião com os órgãos de segurança, a Secretaria de Saúde do município definiu quais serão os locais das barreiras sanitárias, que tem como o objetivo bloquear, impedir ou dificultar a entrada e a saída de algum agente patológico do novo coronavírus. O trabalho será realizado nas BRs 304 e 405, na RN 117, além também de trechos da zona urbana.

A expectativa é que as barreiras sejam iniciadas ainda nesta semana. “Nós vamos fazer essas barreiras nessas duas BRs, na RN 117, e também dentro do município. A expectativa é que a gente comece essa semana. Nas rodovias é um trabalho de orientação, e dentro da cidade vamos realizar nos locais onde as pessoas seguem desrespeitando as orientações. Vamos usar os mecanismos que temos, em parceria com os órgãos de segurança, para que as pessoas fiquem em suas residências”, declarou a Secretária de Saúde, Saudade Azevedo.

Participarão das barreiras os Fiscais da Vigilância Sanitária, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Guarda Municipal, Cruz Vermelha, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, além de voluntários determinados pela Secretaria de Saúde.

“Entendemos que o isolamento social é ruim. Não é bom estar toda hora dentro de casa recolhido, mas é necessário. É para o bem da coletividade. A partir de hoje a vigilância, a polícia e a guarda estarão nas ruas até as pessoas entenderem que é necessário ficar em casa”, frisou Saudade.

Paula Escossia, coordenadora da Vigilância Sanitária do município, esteve presente na reunião e destacou a importância das barreiras para impedir a disseminação do covid-19 na cidade. “É uma maneira de tentar impedir a entrada do vírus em Mossoró. Vão ser montadas barreiras nesses locais, onde vamos realizar essas abordagens, com orientações. Se tiver alguém com sintomas, já será realizado o procedimento inicial orientado pelo Ministério da Saúde”, falou.

Yvis Lopes, representante da Cruz Vermelha na reunião, reforçou o apoio do órgão nas barreiras. “Tivemos conhecimento do fluxograma do município, onde serão realizadas as barreiras. Os voluntários estão prontos e já capacitados para ajudarem”, comentou.

Todos que participarem das barreiras sanitárias utilizarão os equipamentos de proteção individual (EPI’s): Máscara PFF2, Luvas descartáveis, gorro, óculos de proteção, avental descartável com mangas longas, sapato fechado, e álcool gel ou álcool a 70%.

AINDA TEM BACANA OBRIGANDO SERVIDORES IREM PARA AS RUAS SEM NECESSIDADE

O CÚMULO DA INSENSATEZ

Enquanto as autoridades de saúde estão orientando a que se permaneça em casa, existem algumas figuras exigindo que subordinados tenham que se expor.

Ato insano de quem não pensa, de verdade, no próximo, na população.

Muito menos em seus subordinados.

Vergonha! Vergonha! Vergonha!

Qualquer hora começo a revelar os nomes dos irresponsáveis.

Possivelmente, que realmente manda, nem esteja sabendo desse ato tresloucado.

Fique em casa

Medida mais sensata

Os brasileiros entenderam que é preciso permanecer em casa.

Nos últimos dias, segundo O Globo, o consumo de gasolina caiu 47% e o do etanol, 44%.

A partir de hoje, com as medidas decretadas por governadores e prefeitos, a paralisia deve aumentar.

Prefeitura publica decreto de calamidade pública; medidas incluem restrições ao funcionamento do comércio

Decreto foi publicado nesta segunda-feira (23)

A Prefeitura de Mossoró publicou hoje, 23, o Decreto nº 5631 que declara situação de calamidade pública no âmbito do município e dispõe sobre medidas temporárias de prevenção, controle e enfrentamento ao contágio pelo coronavírus COVID19. Dentre as iniciativas estão restrições ao funcionamento do comércio, suspensão das atividades do Mercado Central e mercado do Vuco-Vuco e de eventos públicos e privados.

De acordo com o texto, as medidas são válidas até 30 de março de 2020. Com o decreto está suspenso o funcionamento dos estabelecimentos comerciais e de serviços, exceto agências bancárias, padarias, supermercados, postos de gasolina, clínicas e farmácias veterinárias, pet shops, transporte coletivo, hotéis e serviços fúnebres.

A medida determina que o Mercado Central e Mercado Vuco-Vuco Lindon Johnson Vieira devem permanecer fechados até a data estipulada.

A Central de Abastecimento Prefeito Raimundo Soares (mercado da COBAL), o Mercado João Félix (mercado da Carne e Ave) e o Mercado Pedro Freire da Costa (mercado do Alto da Conceição) funcionarão observando o disposto no art. 10 do Decreto estadual n. 29.541, de 20 de março de 2020, destinadas unicamente para a comercialização de gêneros alimentícios, sendo vedadas quaisquer outras atividades, e encerrará suas atividades abertas ao público às 12h.

O decreto também suspende por 90 dias a realização e a concessão de licenças para realização de shows, feiras, congressos e demais eventos similares, públicos ou privados, gratuitos ou onerosos, em recinto aberto ou fechado ao público, em Mossoró. Com isso, o Mossoró Cidade Junina foi cancelado.

As medidas definidas neste decreto serão avaliadas periodicamente pelo Comitê Municipal de Supervisão, Monitoramento   e   Gestão   de   Emergência   em   Saúde   Pública.

O Decreto nº 5631 está disponível na edição desta segunda,23, do Jornal Oficial de Mossoró (JOM).