GIVANILDO SILVA: “UERN PASSA POR PROCESSO DE ESVAZIAMENTO SEM IGUAL”

OPINIÃO

POR GIVANILDO SILVA

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte passa por processo de esvaziamento sem igual. Exaure-se a essência, evapora-se o fundamental, restando-lhe um tremendo oco que, como toda grande árvore oca, nada possui de valor no seu imenso interior.

A cada instante, perde protagonismo, priva-se do exercício de papel de destaque nos acontecimentos relevantes ligados ao meio humano potiguar, marca registrada da instituição ao longo de algumas décadas.

Agora, o que enxerga-se é uma academia capenga, completamente desvirtuada da concepção de origem, em que o pensamento apequena-se de maneira avassaladora, colocando-a em situação insustentável de indigência mental.

Levando-se em conta a brutal velocidade com que o fenômeno de deterioração avança, se alastra; e considerando-se a intensa carência de ação a estancá-lo, não constitui exagero nenhum falar-se que a Uern encontra-se a perigo de se esgotar irrefragavelmente.

Fonte: Face do Givva

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 4 =