Governo apresenta situação de crise e planeja ações com bancada

Governo apresentou medidas para combater déficit da previdência e agenda em Brasília

POR PORTAL NO AR

O governador Robinson Faria e a equipe técnica do governo do Estado se reuniu na manhã desta quinta-feira, 4, com os deputados federais e senadores que formam a bancada potiguar em Brasília. O tema da reunião foi o quadro de crise financeira do Estado que acarretou o atraso de salário dos servidores estaduais e a crise da segurança pública.

Assim como na reunião com os Chefes de Poderes, ocorrida ontem, foram mostrados mostrou também o crescimento exponencial dos gastos com a previdência estadual, que aumentaram 78% nos últimos três anos, e discutiu medidas para o enfrentamento do déficit apontado.

Entre as medidas adotadas pelo governo está o envio do projeto de lei que eleva a alíquota de 11 para 14% para contribuição previdenciária dos servidores e a alienação de ativos do Estado.

O senador José Agripino (DEM), falou que o momento compromisso não é salvar gestão A ou B, “é salvar o Estado do Rio Grande do Norte e seu povo que enfrenta tempos de aflição”, explicou o democrata. O senador afirmou que a agenda de demandas pontuais com o Governo Federal será feita com a presença da bancada e do governador em Brasília.

O deputado Rafael Motta afirmou que “foi um momento de ouvirmos o Governo, para que assim a bancada potiguar no Congresso Nacional possa buscar viabilidade para saídas ao momento delicado vivido no RN”, destaco Motta.

Antônio Jácome também afirmou que o momento exige união, “o governo apresentou os números da real situação do RN, reafirmamos a nossa disposição e compromisso. Traçamos uma agenda de trabalho em Brasília em busca de recursos para sanar essa crise que enfrentamos”, explicou Jácome.

 

Email this to someoneShare on Facebook0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0Share on Google+0

1 Comentário para Governo apresenta situação de crise e planeja ações com bancada

  1. Lair solano vale disse:

    Pertencendo a uma categoria cujo salário é digno ( médico ), sou favorável a elevação da previdência para 14 % , entretanto, a manutenção do Mp, Tj , Tce e Assembleia legislativa deverá ficar comjelada pelos próximos 20 anos. Se não pode diminuir , CONGELAR É A SOLUÇÃO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 1 =