LULA: SEMPRE ELE

AGORA O DINHEIRO SUJO É DO FILMO DO FILHO DO BRASIL

O novo escândalo envolvendo o nome do líder do PT, Lula, enrola o filme sobre a vida do mesmo.

CODINOME

Lula era tratado como “Cliente” na Odebrecht.

O novo codinome foi revelado por Marcelo Odebrecht, em depoimento sobre o filme “Lula, o Filho do Brasil”.

O empreiteiro entregou à PF uma série de e-mails sobre o projeto cinematográfico lulista.

CLIENTE

Marcelo Odebrecht entregou à PF uma série de documentos sobre “Lula, o Filho do Brasil”.

Num e-mail, reproduzido pelo Estadão, um executivo da empreiteira relata “uma demanda de um milhão de reais para apoiar o filme de interesse do nosso cliente e cujo projeto está sendo coordenado pelo amigo do Alexandrino”.

“Nosso Cliente” era o codinome de Lula.

TIRO NO PÉ

Num dos e-mails entregues à PF por Marcelo Odebrecht, um dos executivos da empreiteira, Marcos Wilson, avalia que “Lula, o Filho do Brasil” era “um tipo de louvação maléfico” e que poderia se tornar “um tiro no pé” do petista.

O executivo estava certo.

O financiamento do filme, que era “um desejo” de Lula, o Cliente, foi coordenado por Gilberto Carvalho, o Seminarista, e pode render um tempo de cadeia para ambos.

QUEIMANDO O FILME

A Odebrecht tratava “Lula, o Filho do Brasil” como “um filme de interesse do nosso cliente”.

O cliente, claro, era o próprio Lula.

Para realizar o filme, o assessor de Lula, Gilberto Carvalho, “demandou um milhão de reais” à empreiteira.

Fonte: O Antagonista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + 18 =