MPF APRESENTA AÇÃO CIVIL PÚBLICA CONTRA O PRÉ-CANDIDATO DANIEL SAMPAIO

COMPANHEIRO DE CLÁUDIA REGINA É ACUSADO DE PROPAGAR FAKE NEWS COTRA A UFERSA

Daniel Sampaio com Cláudia Regina durante convenção do Democratas realizada nesta segunda-feira

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou uma ação civil pública (ACP) contra o ex-candidato a deputado estadual O pré-candidato a vice-prefeito de Mossoró, Daniel Sampaio (PSL) é alvo de ação civil pública (ACP) apresentada pelo Ministério Público Federal.

O companheiro de chapa da ex-prefeita, Cláudia Regina, é acusado de  divulgação de notícias falsas – as chamadas fake news.

O fato teria ocorrido contra  a Universidade Federal Rural do Semi-árido (Ufersa),.

O dr. Daniel – como é conhecido – teria acusado a Ufersa de não prestar conta dos recursos recebidos, de promover o vício em drogas entre os alunos.

O MPF alerta que essas informações falsas prejudicam a imagem não só das instituições, como de todos os profissionais por elas formados, e requer do réu o pagamento de indenização em danos morais coletivos no valor de R$ 500 mil.

O MPF considera que a afirmação do réu é difamatória e preconceituosa e não corresponde à realidade dos professores e alunos.

A ação é assinada pelos procuradores da República, Emanuel Ferreira e Fernando Rocha.

A declaração de Daniel Sampaio teria sido feita em um programa da TCM.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − catorze =