Não tem nada contra Moro, Verdevaldo?

Para tirar os bandidos da cadeia, é preciso atingir Sérgio Moro

A Folha de S. Verdevaldo, em sua reportagem sobre as palestras de Deltan Dallagnol, logicamente tentou encontrar algum fragmento de conversa capaz de constranger o juiz da Lava Jato, mas acabou obtendo o efeito contrário.

Há uma única mensagem enviada por Deltan Dallagnol a Sergio Moro, em que o procurador diz:

“Caro, o Edilson Mougenot [fundador da Escola de Altos Estudos em Ciências Criminais] vai te convidar nesta semana pra um curso interessante em agosto. Eles pagam para o palestrante 3 mil.

Pedi 5 mil reais para dar aulas lá ou palestra, porque assim compenso um pouco o tempo que a família perde (esses valores menores recebo pra mim… é diferente das palestras pra grandes eventos que pagam cachê alto, caso em que estava doando e agora estou reservando contratualmente para custos decorrentes da Lava Jato ou destinação a entidades anticorrupção – explico melhor depois)…”.

Além de não ter nada contra Sergio Moro (o estoque de traques de Glenn Greenwald parece ter chegado ao fim), a mensagem isenta também Deltan Dallagnol, explicando claramente o destino dos recursos de suas palestras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 9 =