Nota de esclarecimento

Profissionais médicos explicam suspensão de atividades

Os obstetras da Casa de Saúde Dix-sept Rosado emitem nota esclarecendo sobre a paralisação dos serviços.

Confira a Nota:

Sobre a suspensão do serviço de obstetrícia na Casa de Saúde Dix-sept Rosado (CSDR), o Núcleo de Ginecologia e Obstetrícia de Mossoró (NGO) vem a público esclarecer alguns pontos:

No último dia 1º de agosto encerrou-se o contrato firmado entre médicos e Prefeitura de Mossoró, o qual garantia a prestação de serviços obstétricos na CSDR. O contrato, por enquanto, não foi renovado, tampouco foi feito qualquer aditivo referente à dispensa de licitação.

Outra questão que precisa ser negociada é quanto ao pagamento de salários que estão em atraso há quatro meses, bem como o pagamento referente à produção de procedimentos.

No dia 31 de julho, representantes do NGO estiveram reunidos com a Secretaria Municipal de Saúde, Ministério Público, Direção da CSDR e a Direção do Hospital da Mulher, e na ocasião ficou acordado que os médicos obstetras manteriam o plantão na Casa de Saúde até a segunda-feira (04), mesmo sem contrato, aguardando que lhes fosse apresentado um cronograma de pagamento referente aos salários atrasados. Os médicos cumpriram com o acordo. Porém, a Secretaria Municipal de Saúde não apresentou datas para o pagamento de todos os débitos com a categoria, e por isso os obstetras tiveram que suspender os serviços na maternidade.

É importante destacar, ainda, a necessidade de melhores estruturas e condições de trabalho na CSDR, sem as quais fica inviável a prestação de um serviço de qualidade, visto que, atualmente, chegam a faltar medicamentos aos pacientes e materiais básicos para procedimentos médicos na unidade.

O NGO esclarece que tem interesse em renovar o contrato com a Prefeitura de Mossoró, já tendo inclusive, feito o comunicado à Secretaria Municipal de Saúde, por meio de ofício enviado no dia 22 de julho de 2014. No entanto, é preciso que haja definições de datas para pagamento aos profissionais, e também a garantia de mais investimentos na CSDR, a fim de permitir melhores condições de trabalho na unidade.

Somente após a apresentação de um cronograma de pagamento e de uma definição sobre o que será feito para melhorar a estrutura da CSDR é que os médicos obstetras poderão aceitar a renovação do contrato com a Prefeitura de Mossoró, retomando assim os serviços de obstetrícia na maternidade.

Mossoró, 7 de agosto de 2014

Núcleo de Ginecologia e Obstetrícia de Mossoró (NGO)

Assessoria de Imprensa

1 Comentário para Nota de esclarecimento

  1. FRANCY GRANJEIRO disse:

    Robson encostando no Henrique quase virando. Será o ibope?kkkkkkkkkkkkkk….E vamos que vamos Robson, derrubar esses bacuraus do Oeste de Natal e do Seridó.Vamos em frente sim, o RN precisa mudar.PIG,OPOSIÇÃO,os jornalixos deve estar entrando em desespero total.

Deixe uma resposta para FRANCY GRANJEIRO Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × três =