NOTA SOBRE A NOTA DOS ESTAGIÁRIOS

DE TÃO FRÁGIL EM REDAÇÃO E CONTEÚDO NÃO MERECE RESPOSTA

Depois de passar uma vista na nota assinada pelo movimento que identifica-se como “Comissão dos Estagiários da Prefeitura de Mossoró”, encaminhada ao blog e aqui publicada, o editor concluiu:

– De tão frágil, em sua redação e, igualmente, no conteúdo, a nota não merece uma resposta.

Quando a “Comissão dos Estagiários da Prefeitura de Mossoró” explicar – se é que esclarecerá – alguns pontos, então, poderemos nos ater ao assunto.

O movimento poderia prestar alguns esclarecimentos?

1.Qual o objetivo de alguns “estagiários” na Câmara Municipal de Mossoró, em sessão realizada quinta-feira, 4, gritando palavras de ordem contra autoridades?

2.De quem foi a iniciativa de parte dos “estagiários” de tentar barrar a saída do carro oficial da prefeita, Rosalba Ciarlini, da Câmara Municipal após a sessão do dia 4?

3.Ao invés de atacar a prefeita, Rosalba Ciarlini, com chavões desrespeitosos, durante a sessão da Câmara Municipal de Mossoró, não teria sido menos insensato, solicitar uma conversa pessoal, diplomática e educadamente, com a chefe da municipalidade?

4.Se os “estagiários” já tinham iniciado uma negociação com a Prefeitura de Mossoró, através do competente secretário, Pedro Almeida, então, qual o propósito de se partir para o ataque verbal e físico contra a prefeita, Rosalba Ciarlini e sua comitiva, durante e depois de sessão na Câmara Municipal?

5.Se o grupo de “estagiários” conta com o apoio de alguns vereadores, então, como a deputada estadual diplomada, Isolda Dantas, conseguiu assumir o comando da mobilização na Câmara Municipal, orquestrando e manipulando o movimento contra a prefeita, Rosalba Ciarlini? 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + doze =