Câmara Municipal debate LDO em audiência pública

Secretários municipais prestam esclarecimentos a vereadores de Mossoró 

A Câmara Municipal de Mossoró realiza audiência pública na sessão desta quarta-feira, 11.

Em pauta a Lei de Diretrizes Orçamentárias com esclarecimentos sendo cobrados por vereadores e prestados por secretários.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Videocast Antenado: Márcio Oliveira

Chefe da 34ª Zona Eleitoral de Mossoró fala sobre encerramento de prazo para se impetrar ações judicias referentes ao pleito suplentar de 4 de maio, nesta sexta-feira, 13

Veja o vídeo:

 

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

TSE julga ação da perda do mandato de Betinho Rosado na sessão desta quarta

Deputado deixou o DEM “sem justa causa” e partido quer o seu mandato

 Betinho

Por: Gutemberg Moura

Agora é pra valer. A pauta de julgamentos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) incluiu em sua pauta de julgamentos, desta quarta-feira (11/6), a ação de perda de cargo eletivo por desfiliação partidária do deputado federal mossoroense Betinho Rosado,do PP.

Betinho desfiliou-se do DEM, por conta e risco, mesmo tendo o pedido de “justa causa”, alegado pelo parlamentar na justiça eleitoral, negado pelo próprio TSE. Daí, o DEM ter ingressado com o pedido da perda de mandato para o então deputado democrata.

O recurso Nº 75734, apresentado por Betinho ao TSE, terá a defesa dos advogados Alexandre Kruel Jobim, Eduardo Augusto Vieira de Carvalho, Sérgio Silveira Banhos e Marcelo Augusto Chaves Vieira.

Na relatoria, atuará o Ministro João Otávio de Noronha.

 

Fonte: www.gutembergmoura.com.br

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Juíza da 34ª Zona Eleitoral de Mossoró entra de férias e retorna dia 2 de julho

Com férias de Ana Clarisse, Patrício Lobo é o juiz eleitoral de Mossoró por 30 dias 

A juíza titutlar da 34ª Zona Eleitoral de Mossoró, Ana Clarissa, está de férias.

Ela somente reassumirá o cargo na Justiça Eleitoral da cidade no dia 2 de julho.

Com isso, Patrício Lobo, que assumiu a 33ª Zona Eleitoral de Mossoró passa a responder pelas duas Zonas Eleitorais até o dia de julho.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Aliança nacional entre PMDB e PT tira Dilma do palanque de Robinson Faria

Presidente da República não participará de campanhas estaduais onde a sua base de sustentação tenha mais de um candidato

Robinson Faria

Por Allan Darlyson

Pré-candidato ao governo, Robinson Faria não terá o reforço da presidente Dilma Rousseff nas eleições dente ano
A pretensão do PSD, que tem a pré-candidatura do vice-governador Robinson Faria ao governo, e do PT, que sairá com a deputada federal Fátima Bezerra para o Senado, de atrelar a campanha estadual ao palanque nacional da presidente Dilma Rousseff (PT) se tornou inviável hoje (10), com a confirmação da aliança entre PMDB e PT em nível nacional.

O apoio do PMDB, que tem a pré-candidatura do deputado federal Henrique Eduardo Alves ao governo, à reeleição de Dilma tira a presidente do palanque apoiado pelos petistas no Rio Grande do Norte. A vinculação da campanha no estado com a corrida presidencial, como ocorreu em outros pleitos no RN, está descartada.

O próprio Henrique fez questão de ressaltar as diferenças do palanque nacional para o estadual. O peemedebista disse que seu partido tem divisões e divergências com o PT nos estados, “inclusive no Rio Grande do Norte, onde o PT não nos apoia para o cargo de governador”, mas destacou que o PMDB “não tem o radicalismo e a intolerância entre suas marcas” e deve “relevar” essas situações regionais em defesa de um projeto maior. “Mesmo divergindo do PT no meu estado, eu sei separar as coisas”, disse o presidente da Câmara.

Fonte: www.portanoar.com

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Encerra nesta sexta-feira, 13, prazo para se impetrar ações relativas ao pleito de 4 de maio

Chefe da 35ª Zona Eleitoral de Mossoró explica fim de prazo para se ajuizar novas ações eleições

Márcio Oliveira da 34 Zona

Em entrevista ao Videocast Antenado, o chefe da 34ª Zona Eleitoral de Mossoró, Márcio Oliveira, explica o fim do calendário para que se possa impetrar ações judiciais relativas as eleições municipais suplentares de 4 de maio no município.

Veja o vídeo nesta quarta-feira, 11, aqui no blog.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Fafá Rosado pode ser candidata a deputado federal para fortalecer Mossoró e seu grupo político

Ou sair da disputa eleitoral, prejudicar Leonardo Nogueira e o governismo local e beneficiar o grupo adversário e em política fortalecer o inimigo é sinônimo de derrota  

Em um cenário de futuro duvidoso para algumas lideranças políticas da mossoroen (cidade), pontuado por cassações de mandatos, inelegibilidade e outras pendências jurídicas, eis que a ex-prefeita, Fafá Rosado, PMDB, assiste a tudo de camarote e, imune a este verdadeiro vendaval político.

Como resultante, é disputada pelos dois principais pré-candidatos ao Governo do Estado, respectivamente, Henrique Eduardo Alves, PMDB e Robinson Faria, PSD.

A ex-prefeita tem convite do presidente de seu partido, o PMDB, Henrique Alves, para disputar uma vaga de deputado federal.

E com chances reais de se eleger.

De Robinson Faria, o convite é para apoiar seu projeto de disputar o Governo do Estado nas eleições de outubro.

Diante dos convites recebidos, Fafá avalia qual caminho seguir.

E não terá muito tempo para uma tomada de decisão.

Se decidir disputar uma cadeira na Câmara Federal, não apenas entrará na disputa com grandes possibilidades de eleição.

Igualmente, fortalece o projeto de reeleição do deputado estadual, Leonardo Nogueira, DEM.

Ao mesmo tempo, oportunizará que o município possa continuar com dois representantes na Câmara Federal, já que um dos dois atuais deputados federais, Betinho Rosado, corre o risco de perder o mandato e, consequentemente, não disputar o próximo pleito.

Como Fafá tem deixado claro que, qualquer que venha a ser a decisão tomada, a aliança política com o prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior, PSD, será preservada, então, uma eleição sua à Câmara Federal, acabará por fortalecer o próprio grupo governista municipal.

Todavia, se optar por apoiar o vice-governador do Estado, Robinson Faria, PSD, Fafá Rosado não poderá ser candidata, por ser filiada ao PMDB.

Assim, além de deixar de ser uma das protagonistas na disputa eleitoral, sua posição de mera coadjuvante pode implicar, concomitantemente, em prejuízo eleitoral ao projeto de reeleição do deputado estadual Leonardo Nogueira.

Em caso de Fafá optar por não disputar uma cadeira de deputado federal, acabará por fortalecer o grupo político adversário em nível local, pois a deputada federal, Sandra Rosado, PSB, passaria a disputar o pleito como única candidata do município.

E em política, fortalecer o inimigo, é sinônimo de derrota.

Esta, no entanto, é apenas a visão de um Velho Apache Antenado.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Câmara Municipal concede aumento salarial de 6% aos servidores municipais

 Aumento salarial a servidores foi aprovado por unanimidade por 19 vereadores presentes ao plenário 

A Câmara Municipal aprovou nesta terça (10) Projeto de Lei que concede um aumento salarial de 6% para os servidores públicos municipais. O Projeto foi aprovado por unanimidade pelos 19 vereadores presentes à votação.

Na condição também de funcionário público municipal, o vereador Genivan Vale (Pros) manifestou entender que o aumento poderia ter sido maior, pois mal cobre a inflação anual, de 5,91%. “Sempre pedimos 1% acima da inflação (…) lamentamos que o SINDISERPUM tenha acatado”, afirmou o edil.

O edil Alex Moacir (PMDB) afirmou ser necessário que, na votação de projetos que impactem o orçamento da prefeitura, seja especificado também o impacto dos aumentos na folha do município. O edil defendeu que essa informação seria importante para justificar aos servidores a impossibilidade de serem concedidos aumentos mais substanciais, afinal, como esclareceu o edil, “não de pode dar um índice maior em função desse impacto na folha”, conforme disse Alex Moacir.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Gesane Marinho anuncia apoio à Wilma de Faria para o Senado

Deputada do partido de Robinson Faria reforça candidatura de Wilma de Faria 

A deputada estadual, Gesane Marinho, PSD, se reuniu na tarde desta terça-feira, 10, com a ex-governadora Wilma de Faria, PSB.

Na reunião Gesane acertou apoio a candidatura de Wilma de Faria.

Gesane Marinho desistiu de ser candidata criticando o PT da deputada e pré-candidato ao Senado, Fátima Bezerra, que evitou aliança com o PSD para a Assembleia Legislativa.

 

 

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Ibope: Dilma cai para 38%, e Aécio sobe para 22%

A menos de um mês do início da campanha, pesquisa do Ibope mostra queda de Dilma e aumento das chances de a eleição ser resolvida no 2º turno

Dilma Rousseff, Eduardo Campos, e Aécio Neves

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira mostra que a presidente Dilma Rousseff oscilou negativamente em relação ao último levantamento. No cenário mais provável, que inclui candidaturas de partidos nanicos, a presidente saiu de 37% das intenções de voto em abril para 40% em maio, e agora recuou para 38%. O pré-candidato do PSDB, Aécio Neves, saiu de 14% em abril para 20% em maio, e agora alcançou seu maior patamar, com 22%. Eduardo Campos (PSB) soma 13% das intenções de voto, ante 11% em maio e 6% em abril.

No mesmo cenário, pastor Everaldo (PSC) manteve 3% das intenções de voto. José Maria (PSTU), Magno Malta (PR) e Eduardo Jorge (PV) têm 1% cada. Outros nanicos somam 1%. Brancos e nulos são 13% e indecisos, 7%. No levantamento de maio, brancos e nulos somavam 14% e indecisos, 10%.

A pesquisa foi contratada pela União dos Vereadores do Estado de São Paulo. Foram ouvidas 2.002 pessoas em 142 municípios entre 4 e 7 de junho. A margem de erro máxima é de dois pontos porcentuais. O levantamento foi registrado sob o protocolo BR-00154/2014 no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Fonte: www.veja.com.br

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+