Jogadores do Baraúnas em greve

Salário atrasado revolta jogadores que suspendem atividades 

Retrato falado e acabado do futebol de Mossoró.

O Baraúnas registra a partir desta quinta-feira, 28, uma greve de seus jogadores.

Os jogadores não realizaram nenhuma atividades.

Cobram salários que estão atrasados há dois meses.

Interditada RN que liga Mossoró/Baraúna

Trabalhos rurais fazem protesto

Trabalhadores rurais interditaram a RN que liga Mossoró ao município de Baraúna.

A polícia foi mobilizada para tentar liberar o trânsito no local.

O protesto acontece próximo da Cadeia Pública.

Sandra propõe extensão do “Outubro Rosa” para todo o País

Deputada federal apresenta proposta para ampliação do projeto “Outubro Ros​a”

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 6621/13, da deputada Sandra Rosado (PSB-RN), que estende para todo o País as atividades do chamado “Outubro Rosa”.

O movimento é realizado no mundo inteiro para alertar a população para a importância da prevenção do câncer de mama, o mais comum em mulheres em todo o mundo e que causa mais mortes na população feminina.

Em Brasília, o Congresso Nacional se junta a monumentos em todo o mundo e se ilumina de rosa durante todo esse mês. O nome Outubro Rosa remete à cor do laço, que simboliza a luta contra o câncer de mama.

Conforme a proposta, os gestores públicos deverão desenvolver, em outubro, a seu critério, as seguintes atividades para a conscientização sobre o câncer de mama, entre outras: iluminação de prédios públicos com luzes de cor rosa; promoção de palestras e atividades educativas; veiculação de campanhas de mídia; e realização de eventos.

Crescimento
A deputada Sandra Rosada destaca que o câncer de mama tem apresentado tendência de crescimento nos últimos anos. “Com mais de 50 mil casos diagnosticados todos os anos, o número de mortes ultrapassa 12 mil em nosso País”, afirma. “Este câncer, curável se diagnosticado em fases iniciais, depende de assistência de qualidade e oportuna, mas não é o que tem acontecido até agora”, complementa.

“A incorporação de ações para conscientizar sobre o câncer de mama durante todo o mês é instrumento valioso para chamar a atenção da sociedade para a importância de identificar e tratar qualquer lesão suspeita com agilidade”, acrescenta.

Tramitação
De caráter conclusivo, a proposta será analisada pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

 

Diretor administrativo da Casa de Saúde Dix-sept Rosado anuncia reunião de diretora da unidade

André Néo informa que diretoria irá tratar da autorização do processo de transferência de hospital para a Prefeitura de Mossoró

André-Néo

André Néo fala sobre medidas que estão sendo encaminhadas na Casa de Saúde Dix-sept Rosado – Foto: iPad Skarlack

Nesta sexta-feira, 29, às 16h, a diretoria da Casa de Saúde Dix-sept Rosado irá se reunir para votar o processo de transferência do controle da instituição para a Prefeitura de Mossoró.

O anúncio foi feito ao blog e ao Portal Difusora pelo diretor administrativo da unidade, André Néo.

Ele explicou que não faz parte da diretoria, pois é apenas uma diretor administrativo.

A diretoria é composta por 12 pessoas, segundo sua presidente, Vânia Azevedo que presidirá o encontro.

Da reunião deverá sair uma posição oficial da direção da APAMIM sobre a transferência da instituição para a Prefeitura de Mossoró.

André Néo confirmou as informações que foram anunciadas pelo prefeito Francisco José Júnior, ao blog, no período da tarde, segundo as quais a municipalidade deve assumir a direção da Casa de Saúde Dix-sept Rosado.

De acordo com Néo a nova diretoria será indicada pelo prefeito Francisco José Júnior, que terá noventa dias para tratar de questões como legalização do quadro funcional e pagamento dos débitos da APAMIM.

A princípio, será mantida a razão social da APAMIM e, posteriormente, a unidade passará a operar com nova nomeclatura a ser definida pela Prefeitura de Mossoró em consonância com o Ministério Público.

 

Francisco José Júnior anuncia que a Prefeitura vai assumir a Casa de Saúde Dix-sept Rosado

Questões como pagamento de débitos e destino de servidores de hospital já estariam sendo tratados entre Prefeitura e Ministério Público

Prefeito Francisco José Júnior revela que Ministério Público pretende decidir por transferência da Dix-sept Rosado para a Prefeitura – Foto: iPad Skarlack

A Prefeitura de Mossoró deverá assumir a direção da Casa de Saúde Dix-sept Rosado dentro de alguns dias.

O anúncio foi feito, em primeira mão ao blog, na tarde desta quinta-feira, 28, pelo prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior (PSD).

Ele revelou que durante reunião ocorrida na tarde desta quarta-feira, 27, quando cinco secretários municipais trataram da questão da Casa de Saúde Dix-sept Rosado com o Ministério Público e o Ministério do Trabalho foi perguntado se a Prefeitura de Mossoró teria condições e interesse em assumir o controle da unidade.

– Nós estão dispostos a assumir a Dix-sept Rosado para resolver os problemas financeiros que o hospital vem enfrentando -, declarou o prefeito.

Diante dessa possibilidade o prefeito convocou uma reunião extraordinária de seu Conselho Econômico para tratar do assunto, nesta sexta-feira, 29.

Para o dia 3 está marcada uma nova reunião da Prefeitura de Mossoró como o Ministério Público e Ministério Púbico e Ministério do Trabalho.

A princípio, o encaminhamento é para que a municipalidade passe a gerenciar a Casa de Saúde Dis-sept Rosado por seis meses.

Será utilizada a documentação da instituição e posteriormente, serão dados outros encaminhamentos.

Confira a entrevista do prefeito, em instantes no Videocast Antenado.

Câmara realiza Audiência Pública para discutir a carga horária dos profissionais da saúde

Profissionais, membros da prefeitura e do legislativo enriqueceram as discussões

  • vereador francisco carlos DSC03200

Por: Eugênio Paccelli

A Câmara Municipal de Mossoró realizou, nesta quinta (28), Audiência Pública para discutir a carga horária dos profissionais da saúde. A Audiência ocorreu a partir de proposição do presidente da Câmara, Vereador Professor Francisco Carlos (PV). O evento protagonizou diversas discussões pertinentes às questões profissionais da saúde na cidade. Além de possíveis mudanças na carga horária dos profissionais da saúde, a Audiência serviu para o debate sobre o quantitativo mínimo de profissionais, a humanização das condições de trabalho dos profissionais, bem como tratou da necessidade de melhoria na remuneração dos trabalhadores da saúde mossoroense. O Presidente da Câmara, Francisco Carlos, ressaltou que a Audiência serviu para fortalecer o apoio da Casa aos pleitos dos profissionais da saúde, de forma que, ao tratar de votações sobre alguma matéria relacionada a tais profissionais,“já teremos avançado no caminho bastante favorável para sua aprovação”, disse o edil.

A coordenadora de enfermagem do hospital da mulher, Elizabeth Isabel Câmara de Moura, reconheceu a importância do evento para apoiar a busca dos profissionais por melhorias em suas condições de trabalho. A coordenadora fez questão de convocar “todos os profissionais da enfermagem para se engajar nesta luta, para que nós possamos sensibilizar todos os entes para que consigamos essa vitória”.

O Executivo mossoroense fez-se presente por meio do secretário de Transparência Pública e Relações Interinstitucionais, Luiz Antônio Costa Reis. Falando em nome da prefeitura, o secretário manifestou o desejo de ouvir as reivindicações dos profissionais, algo que, para ele, é especialmente necessário para uma administração nova como a atual. Apesar disso, Luiz Antônio Costa Reis ressalvou que a capacidade da prefeitura para sanar os problemas vivenciados pelos profissionais terá restrições, afinal, o secretário lembrou que “não podemos resolver 200 anos de problemas em dois”. Ainda assim, foi apresentada a intenção da prefeitura em discutir o plano de cargos e salários da categoria e buscar a melhoria das condições de trabalho de todos os profissionais da saúde, os quais, para o secretario da Transparência, possuem a mesma importância para a prefeitura. Além disso, o secretário tranqüilizou os profissionais presentes esclarecendo que não haverá corte de ponto, para os profissionais que faltaram o trabalho para comparecer à Audiência.

O vereador Tomaz Neto (PDT) solicitou enfaticamente ao secretário da transparência que fossem divulgadas informações públicas importantes. “Queremos que torne público os atos que ocorreram, pelo menos, nos últimos oito anos”, disse o edil, fazendo referência aos débitos da prefeitura de Mossoró. O vereador Jório Nogueira (PSD), por sua vez, declarou entender que os vereadores apóiam a causa dos profissionais da saúde. “O meu mandato está à disposição dos servidores”, disse o edil, defendendo que sua luta pelos servidores de Mossoró já é antiga. O vereador Genilson Alves (PTN) apresentou posição similar à do colega, afirmando: “vocês podem contar comigo, estou à disposição”.

Segundo o vereador Vingt-Un (PSB) Neto, “a proposta de redução da carga horária de 40 ou 44 horas para 30 horas semanais é justíssima”, como disse. Ao final dos trabalhos, o Presidente da Casa esclareceu que, como produto da Audiência Pública, será redigido um documento de apoio da Câmara reivindicando da bancada federal do RN o empenho necessário para que as proposta de Lei que tramitam no âmbito federal possam receber o apoio necessário. Outra elaboração oriunda da Audiência consistirá de um documento de apoio da Câmara ao movimento que busca instituir o plano de cargos e salários dos profissionais da saúde.

Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Mossoró

 Eugênio Paccelli

Comitês políticos de Robinson e Henrique em Mossoró fazem pit spot na polícia

Um dos coordenadores de campanha de Robinson agrediu veerbalmente a secretária de Saúde e comitê de Henrique sofre arrastão

As coordenações políticas dos dois principais candidatos ao Governo do Estado, Henrique Eduardo Alves (PMDB) e Robinson Faria (PSD), em Mossoró, foram levados para um pit stop na polícia esta semana.

E por motivos distintos.

No comitê de Robinson Faria a ameaça de registro de Boletim de Ocorrência em uma Delegacia de Polícia teria sido feito pela secretária de Saúde, Leodise Cruz, na segunda-feira, 25.

Ela teria sido ofendida verbalmente por um dos representantes do candidato Robinson Faria, Diego Dantas, durante a reunião semanal no comitê de campanha.

De acordo com relatos colhidos pelo blog, um filho de Leodise, inclusive, teria dado um tapa em Diego Dantas.

Somente a intervenção de outros aliados teriam impedido um desfecho policial para o caso.

ASSALTO – Já no escritório de campanha do candidato ao Governo do Estado, Henrique Eduardo Alves, localizado no bairro Nova Betânia, nesta quarta-feira, 27, foi realizado um arrastão.

Três ladrões armados teriam recebido informações de que seriam feitos alguns pagamentos normais de campanha e desembarcaram no escritório que em Mossoró é comandado por Rose Cantídio.

De acordo com informações colhidas pelo blog, até mesmo um casal que esta semana anunciou apoio ao candidato Henrique Alves e, que estava fazendo sua estréia no comitê perdeu aparelhos de celular e notbooks e outros pertences.

No arrastão os assaltantes passaram o rodo em todos que estavam no escritório.

 

 

Pastor Miranda recebe Fafá Rosado e Leonardo Nogueira

Candidatos visitam pastor presidente da Assembleia de Deus de Mossoró e região

Fafá e Leonardo visitam o pastor Miranda na Assembleia de Deus – Fotos: iPad Skarlack

A candidata a deputado federal, Fafá Rosado (PMDB) e o deputado estadual e candidato à reeleição, Leonardo Nogueira (DEM) visitaram às 10h30, desta quinta-feira, 28, o pastor Francisco Cícero de Miranda, presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Mossoró e região.

Durante o encontro o pastor Miranda apresentou projetos como o de uma Casa de Atendimento a Pessoas com Dependência Química.

Fafá Rosado lembrou que durante os oito anos em que foi prefeita de Mossoró, sua gestão sempre manteve parcerias com a Assembleia de Deus.

O mesmo compromisso foi destacado pelo deputado Leonardo Nogueira, em relação ao seu mandato.

Fafá e Leonardo se comprometeram que, em caso de serem eleitos, continuarem a defender recursos para o trabalho que o pastor Miranda vem comandando em Mossoró e região, através da Igreja Assembleia de Deus.

Jório Nogueira disse uma simples verdade

Nas universidades tem doutores, mas também uns que não sabem fazer um “O” com uma quenga

Um renomado jornalista de Natal, colunista, proprietário de jornal e professor de Comunicação Social, certa vez, ao tratar da qualidade do nosso ensino e do nível de alguns que estão saindo das universidades, escreveu que por ele pegaria seu diploma e passaria no fiofó.

Lembro desse comentário ao saber que estão querendo tirar o escalpo, virtualmente, do vereador Jório Nogueira, por um comentário que ele teria feita no plenário da Câmara Municipal de Mossoró na sessão desta quarta-feira, 27.

Diante de cobrança do vereador Thomaz que teria apresentado um requerimento para que lhe fosse encaminhada uma cópia da auditoria que a Prefeitura de Mossoró realizou na folha de pessoal, pela UERN, Jório aparteou seu colega.

E disse que o prefeito Francisco José Júnior estava tirando algumas dúvidas com a equipe da UERN que realizou o trabalho.

Isso para evitar que injustiças fossem cometidas na divulgação do documento.

No comentário Jório lembrou que o prefeito estava certo pois poderia ter existido algum erro na auditoria, pois, o trabalho fora feito por seres humanos e, até mesmo nas academias existem os bons, mas, igualmente, existem alguns ruins profissionais.

Ora, onde é que está a novidade no comentário?

Jório faltou com a verdade?

Claro que não.

Na UERN como nas demais universidades existem os doutores, como igualmente, existem alguns que, saem de lá sem saber fazer um “O” com uma quenda, como disse o vereador.

Mas aí, um simples comentário nesse sentido é motivo de uma batalha virtual contra o vereador.

O bom é que nesses redes sociais tem cada figura querendo ditar ordens, regras, que realmente não sabe escrever um “O” com uma quenga.

Vão procurar aprender a lição…

Só Cristo Salva!

Reflexão:

E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.

Atos 4:12