Carlos Augusto Rosado confirma notícia deste blog e deixa o DEM

Depois de recolher equipamentos na sede do DEM em Mossoró o marido de Rosalba pede desligamento do partido

Carlos Augusto Rosado - II

Carlos Augusto disse que estava míope, mas continua com visão de água e mira em 2016 – Foto: iPad Skarlack

Há cerca de um mês este blog noticiou em primeira mão, que o chefe da Casa Civil, Carlos Augusto Rosado, havia começado a recolher os equipamentos como computadores e outros utensílios que pretendem ao DEM e se encontram na sede do partido em Mossoró.

O blog também informou que Carlos Augusto Rosado estava se preparando para começar a debandada de seu grupo político do DEM.

A mais nova medida anunciada pela assessoria do DEM, em Mossoró, é que Carlos Augusto Rosado pediu desligamento do DEM, através de ofício protocolado na secretária da 34ª Zona Eleitoral de Mossoró.

Essa é apenas mais uma medida de Carlos Augusto em seu processo de demandada do DEM.

O próximo passo será dado pela governadora Rosalba Ciarlini, que tão logo deixa o cargo também sairá o DEM.

Câmara de Mossoró manifesta apoio aos funcionários da saúde em greve

Edis tentam viabilizar negociação dos grevistas com a prefeitura

 DSC06619

reuniao funcionarios saude

A Câmara Municipal de Mossoró manifestou seu apoio à greve dos servidores municipais da saúde. Um grande número de trabalhadores da saúde mossoroense compareceu ao plenário da Câmara nesta quarta (17), recebendo, por meio de seus representantes, espaço de fala durante a Sessão do dia, bem como tendo uma reunião com os vereadores.

Os servidores reclamam da posição da prefeitura que, a partir de liminar obtida na justiça, busca limitar o movimento grevista pouco mais de dois dias após o seu início. Os trabalhadores mostraram-se amplamente insatisfeitos com o tratamento recebido da prefeitura. De acordo com o vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Mossoró (Sindiserpum), Gilberto Diógenes, para que a greve seja terminada devem “ceder as duas partes, tanto nós, os servidores, quanto o prefeito”, afirmou o sindicalista, defendendo que seus companheiros não estão agindo de forma radical, razão pela qual classificou como “um absurdo” a liminar contrária à greve. “Estamos aqui por um interesse comum: o interesse pelo bem da saúde publica”, disse Gilberto Diógenes para justificar sua incompreensão quanto à atitude da prefeitura. Afinal, para o sindicalista, “greve, no serviço publico, se acaba na mesa de negociação”, conforme disse.

A presidente do Sindiserpum, Maria Marleide da Cunha, também foi ouvida no plenário da Câmara. Ela acusou a prefeitura de indispor-se à negociação, ignorando o atendimento da pauta dos servidores. Maria Marleide da Cunha declarou que irá cumprir a decisão judicial, de caráter liminar, de manter 60% dos profissionais trabalhando e, para isso, irá solicitar junto à prefeitura a lista todos os servidores da saúde, comissionados, tercerizados e efetivos. A presidente do Sindiserpum defendeu que a morosidade do processo de estabelecimento legal do plano de carreira dos profissionais da saúde consiste de outro fator que justifica a greve atual.

Representando o posicionamento prevalente na Câmara, o vereador Alex Moacir (PMDB) defendeu a validade da greve. Ele expressou que gostaria de “pedir o bom-senso do governo municipal, porque a greve é um movimento legal”, disse o edil, manifestando ser contrário a ações que desconsideram que os servidores são, na verdade, parceiros do governo. “Queremos que as partes sentem novamente porque o grande prejudicado, além dos servidores, é a população”, disse Alex Moacir, que informou ter tomado ciência de que a prefeitura manifestou a intenção de colocar falta nos servidores que se ausentaram ao trabalho hoje, mesmo que em função do movimento grevista. O edil entende que tal ação fugiria ao bom senso.

O apoio aos grevistas também foi oferecido por outros vereadores, até mesmo por edis ligados à bancada da prefeitura. Este foi o exemplo do vereador Soldado Jadson (Solidariedade), que declarou aos grevistas: “todos os vereadores estão aqui para apoiá-los (…) independente de bancada, esta Casa está aqui pronta para ajudá-los”. De forma similar, o vereador Heró Alves (PT do B), ele próprio funcionário da saúde pública de Mossoró, posicionou-se em favor dos grevistas. “Contem sempre com o apoio deste vereador, independente de ser da bancada do prefeito”, afirmou Heró Alves. Apesar disso, o vereador optou por não confrontar a prefeitura de forma mais incisiva, dizendo que não votaria um possível voto de repúdio contra o prefeito Francisco José Jr. “Não voto o repúdio por questão de respeito, mas fica aqui meu voto de solidariedade”, disse o edil, revelando sua posição solidária aos grevistas.

Também funcionário do município e sócio fundador do Sindiserpum, o vereador Tomaz Neto (PDT), por sua vez, posicionou-se de forma mais aguda contra a prefeitura. Tomaz Neto afirmou que, buscando lidar de forma distinta com a greve, “o vice-prefeito tentou diálogo com o prefeito e não conseguiu”, declarou. O vereador discordou veementemente do entendimento da prefeitura de que a greve dos servidores da saúde seria ilegal. Tomaz Neto expressou sua posição afirmando, em declaração dirigida ao prefeito Francisco José Jr.: “Ilegalidade, prefeito, é o senhor não respeitar o funcionário, não pagar a Previ dos funcionários que está atrasada pela terceira vez (…) ilegalidade é Vossa Excelência ameaçar uma classe tão digna”. Além de declarar seu apoio à categoria, o vereador fez questão de convidar os profissionais da saúde para partirem das discussões, correntes na Câmara de Mossoró, sobre a reforma da Lei Orgânica municipal.

O Presidente da Câmara, vereador Francisco Carlos (PV), lembrou que a Câmara vem atuando de forma recorrente em favor dos funcionários da saúde. O edil ressaltou que, em Audiência Pública realizada na Casa, foi discutido, entre outros assuntos relacionados aos profissionais da saúde, o piso salarial da categoria. Conforme lembrou o Presidente da Câmara, a Audiência resultou na elaboração de um documento, enviado para a bancada federal do estado, no qual é solicitada uma maior celeridade no andamento de Projetos de âmbito federal concernentes à saúde mossoroense. Francisco Carlos fez questão de apoiar o movimento dos grevistas também pela congratulação à a postura dos profissionais, os quais, para Francisco Carlos, estão realizando uma greve “de maneira muito ordeira, de maneira bastante democrática, portanto, estão de parabéns”, conforme afirmou o edil.

Videocast Antenado: Herval Sampaio Júnior

Juiz Eleitoral de Mossoró anuncia intensificação de fiscalização com apoio das Polícias de Trânsito e Ambiental e demais corporações

Herval Sampaio alerta contração descumprimento de leis ambientais e do trânsito por parte de candidatos – Foto: iPad Skarlack

O juiz eleitoral da 33ª Zona Eleitoral, Herval Sampaio Júnior, realizou uma entrevista coletiva às 14h30, desta quarta-feira, 17, na sede do TRE, em Mossoró.

Ao lado dos comandantes da Polícia Ambiental, tenente Almeida e Polícia de Trânsito de Mossoró, capitão Maximiliano, Herval Sampaio Júnior afirmou que algumas infrações tem sido cometidos nas áreas ambiental e no trânsito nas movimentações políticas realizadas em Mossoró.

Por isso haverá a intensificação das fiscalizações.

Veja a entrevista:

Henrique Alves é recebido por diretora do Hospital Tarcísio Maia

Danisia Freitas apresenta detalhes de estrutura de hospital ao candidato ao Governo do Estado pelo PMDB

Diretora do Hospital Tarcísio Maia recebe Henrique Alves e apresenta estrutura da unidade – Fotos: iPad Skarlack

A diretora do Hospital Regional Tarcísio Maia, Danisia Freitas, recebeu às 13h, desta quarta-feira, 17, o candidato ao Governo do Estado, Henrique Eduardo Alves (PMDB).

Em conversa com Henrique, Danisia revelou que o Hospital Tarcísio Maia conta com hoje com 853 servidores e está realizando uma média de 270 atendimentos por dia.

Vários servidores do Hospital Tarcísio Maia também apresentaram detalhes do funcionamento da unidade no momeento.

Henrique Alves visita Restaurante Popular

Candidato sequencia agenda e Mossoró

10603427_708337585918002_8723132667860735500_n

Candidato Henrique Alves visitou o Restaurante Popular em companhia das deputadas Sandra e Larissa Rosado e de alguns vereadores.

10568935_708338569251237_1185850453240443344_n10612851_708338142584613_670478929019404498_n

10703564_708337635917997_7957166772713523361_n

Henrique Alves é recebido na UERN

Reitor Pedro Fernandes destaca trabalho de Henrique pela universidade

10349879_708328529252241_5491913905598806010_n

O candidato ao governo Henrique Alves visitou a Universidade do Rio Grande do Norte. Durante o encontro o reitor Pedro Fernandes destacou o trabalho de Henrique em favor da instituição.

10533428_708328965918864_1546676942269924069_n10612581_708328605918900_2652096271928314783_n10615580_708328839252210_1745395761171003809_n

Prefeito receberá servidores da saúde na sexta-feira, 19

Reunião foi agendada hoje durante reunião na Câmara Municipal

saude

Ficou definido, durante reunião realizada hoje na Câmara Municipal de Mossoró, que haverá uma reunião entre o Prefeito Francisco José Júnior, e representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró – Sindiserpum.

A reunião, que foi articulada através de um telefonema feito pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Francisco Carlos, será na próxima sexta-feira, dia 19, às 15h, no Palácio da Resistência, e vai tratar da greve dos servidores da saúde que começou no dia 15 deste mês.

Jovem atropelada em frente a UERN, em Mossoró, é sepultada

Comoção marcou a despedida de Brena Sonária

Por Carlos Skarlack/De Apodi

SAM_5864

Atropelada ontem (16), por volta das 7h, pelo ônibus que a conduzia à Universidade diariamente, a jovem de 18 anos, Brena Sonária, foi sepultada na manhã desta quarta-feira, 17.

O clima de comoção tomou conta de Apodi. Amigos, familiares e populares prestaram as últimas homenagens a jovem, que sonhava em ser professora.

ACIDENTE – Segundo relatos, o acidente aconteceu no momento em que o motorista manobrava o veículo. Brenna trafegava logo atrás do ônibus, mas sem ser percebida pelo motorista, foi atropelada.

A estudante – que vinha de Apodi para Mossoró neste mesmo ônibus todos os dias – não resistiu aos ferimentos e morreu antes da chegada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

SAM_5860

SAM_5857

SAM_5866

SAM_5867

Servidores da saúde pedem apoio aos vereadores

Categoria participa da sessão desta quarta

cmm saude

Por Karla Viegas

Dezenas de Servidores da saúde, que estão em greve, participam da sessão que acontece nesta quarta-feira, 17, na Câmara Municipal de Mossoró. O objetivo é buscar apoio dos vereadores às suas reivindicações.

Marleide Sousa, Presidente do Sindserpum, usa a Tribuna para afirmar que cobra proposta da prefeitura há 4 meses, tentando evitar a greve da saúde.

Detalhes no Portal Difusora

Link permanente da imagem incorporada

Amigos prestam homenagens a Brena Sonária

Clima de comoção toma conta da cidade de Apodi

Por Carlos Skarlack/De Apodi

Milhares de pessoas foram às ruas de Apodi prestar a última homenagem a estudante Brena Sonária, que morreu ontem (16), vítima de atropelamento em frente a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte.