Convite…

…da Academia de Letras Jurídicas do RN 

O Presidente da ACADEMIA DE LETRAS JURÍDICAS DO RIO GRANDE DO NORTE, Acadêmico Adalberto Targino, tem a honra de convidar Vossa Excelência e família para participarem da sessão especial na qual o Acadêmico Armando Roberto Holanda Leite fará o necrológio do Professor e Procurador MIGUEL JOSINO NETO, que ocupava a cadeira nº 19 (Patrono Claudionor Telógio de Andrade).

Data: 01 de agosto de 2014 (sexta-feira)

Horário: 10 horas

Local: Auditório da Procuradoria Geral do Estado

Av. Afonso Pena, 1155 – Tirol (Natal/RN)

Betinho adota o estilo “tomou Doril”…

Sumiu. Campanha de deputado não chegou às ruas de Mossoró

Por: Gutemberg Moura 

A presente campanha eleitoral é mesmo muito estranha. De tudo acontece, inclusive nada. Que o diga o deputado federal e candidato à reeleição, Betinho Rosado, do PP.

Das duas umas: ou Betinho não confia na homologação do registro de sua candidatura na Justiça Eleitoral ou está desinteressado na reeleição. O homem tomou um chá de sumiço.

Bem ao estilo tomou Doril, sumiu. Betinho até fez o lançamento de sua campanha em Mossoró, há uma semana. E ficou nisso mesmo.

Não se vê nas ruas de Mossoró, sua principal base eleitoral, um adesivo do candidato sequer. Carro de som, divulgando sua candidatura, idem. Aliado na linha de frente, nem pensar…

Desconfia-se, porém, que a campanha de Betinho esteja sendo feita quase em “segredo de justiça”, na calada de noites e madrugadas, diretamente junto às lideranças políticas. Pode ser.

Fonte: www.gutembergmoura.com.br

Jô Soares no DM

Apresentador da TV Globo é hospitalizado 

Jô Soares

O apresentador Jô Soares foi internado no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, nesta segunda-feira com um princípio de pneumonia. Segundo uma produtora do “Programa do Jô”, o humorista de 76 anos passa bem e deve receber alta ainda esta semana.

Em 2013, Jô, que já pesou 160kg e hoje tem 99kg, afirmou em entrevista que é muito preocupado com seu peso e contou que virou vegetariano: em seu cardápio, ele prioriza legumes assados e queijo.

Por causa da internação, as gravações do “Programa do Jô” desta semana foram suspensas.

Fonte: O Globo

Boa obra

OAB doa fraldas ao Amantino Câmara

Fraldas_doadas_Amantino_Câmara-Foto_Assecom_OAB

Fraldas doadas por sócios da OAB foram entregues ao Amantino Cãmara – Foto: Assessoria

A direção da OAB em Mossoró fez entrega de um estoque de fraldas ao Abrigo Amantino Câmara.

As fraldas foram arrecadadas entre sócios da AOB em Mossoró.

Confira detalhes no Portal Difusora.

O Velho Apache Antenado cronometrou

Tem piloto com 20 quilômetros de vantagem (B)RN 304 

Depois de assistir ao Grande Prêmio da Hungria o Velho Apache Antenado fez escala em Natal, antes de aportar na mossoroen (cidade).

E, segundo o que cronometrou, na BR-304 teve piloto flagrado com 20 quilômetros na frente de quem estava no retrovisor.

Secretário de Segurança cobra ação das famílias contra a violência

Eliéser Girão, pede ajuda da sociedade potiguar para combater a bandidagem

Eliéser Girão em Mossoró

Depois de reconhcer que já fez o que podia para tentar diminuir a violência no Rio Grande do Norte, o secretário de Segurança Eliéser Girão, conclama a sociedade potiguar.

– Se a pessoa pensa que criar um filho é só bater nele, ou então ameaçar, está errado. Você tem que criar o filho, mostrando que ele tem que ser uma pessoa do bem, que tem que ter um trabalho para constituir uma família. Esse é o nosso anseio. Estou frustrado como cidadão brasileiro, não como secretário de segurança. Uma sociedade que reclama de homicídios, mas que está comprando drogas para poder usar, ou então deixando algum familiar ser usuário, está apenas alimentando o sistema – disse, ao Jornal de Hoje.

Resumo da opereta:  O secretário deu um carão nos pais e mães do Estado.

É brincadeira.

As emoções continuam: Vem mais pesquisa por aí

Instituto Consult divulga mais uma pesquisa aplicada em 58 municípios

Vem mais pesquisa eleitoral por aí.

O Instituto Consult realizou nova pesquisa para o Governo do Estado e Senado da República em 58 municípios do Rio Grande do Norte.

Foram ouvidos 1.700 eleitores.

Os números serão divulgados quarta-feira pela 96FM de Natal.

 

Mossoró pode ganhar uma fábrica de painéis solares

Prefeito Francisco José Júnior trata de instalação da Ren Emergy com diretores da empresa

 

Link permanente da imagem incorporada

Prefeito Francisco José Júnior reunido com diretores da Ren Energy – Foto: Assessoria

A multinacional Ren Energy poderá instalar instalar uma fábrica de painéis solares em Mossoró.

O projeto foi discutido por diretores da empresa durante reunião realizada na manhã desta segunda-feira, 28, com o prefeito Francisco José da Silveira Junior, no Palácio da Resistência.

O município de Mossoró entra na disputa para atrair a multinacional de fabricação de painéis solares, e concorre com o município de Maracanaú, no Estado do Ceará. já está no páreo e pré disposta a oferecer os mesmos benefícios que o município Potiguar.

O investimento seria para instalação da unidade na comunidade de Barrinha é estimado em R$ 20 milhões e a previsão inicial é de gerar algo em torno de 100 empregos diretos.

Prefeito participa de encerramento da festa de São Manoel

Francisco José Júnior esteve acompanhado do pai Francisco José e de outros familiares

Link permanente da imagem incorporada

Prefeito Francisco José Júnior e o pai Francisco José participam da festa de São Manoel – Fotos: Assessoria

Link permanente da imagem incorporada

O prefeito de Mossoró Francisco José Júnior (PSD) prestigiou neste domingo, 27, o encerramento dos festejos de São Manoel, padroeiro do bairro homonônimo.

Francisco José Júnior esteve acompanhado do pai, ex-deputado e candidato Francisco José (PROS) e outros familiares.

 

O Facebook é um palanque

Internet pode ser uma forte aliada de candidatos 

Juntos, os três principais candidatos à Presidência da República, Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), têm pouco mais de 2,7 milhões de seguidores no Facebook.

Pode parecer muito, mas o número de fãs não chega nem perto, por exemplo, dos 19,5 milhões do primeiro-ministro da Índia, Narenda Modi, considerado o mais recente caso de sucesso de um político que conseguiu transformar “curtidas” em vitória nas urnas.

Para tirar proveito da maior rede social do mundo – são 1,32 bilhão de usuários –, desde o ano passado as campanhas para presidente, governadores e senadores recebem treinamento de especialistas do Facebook.

Em entrevista ao site de VEJA, o diretor de Relações Institucionais da empresa, Bruno Magrani, conta o que o político deve e o que não deve fazer na rede para atrair os 87 milhões de brasileiros que navegam na rede de Mark Zuckerberg.

A influência das redes sociais aumentou consideravelmente de uma eleição para outra. Como o Facebook lida com isso?

A política sempre foi social e o processo político de discussão sobre programas de governo e sobre as decisões importantes para a sociedade sempre foram um processo essencialmente social. Hoje em dia, as pessoas interagem não só nas praças públicas ou nos cafés, mas têm conversas e debates sobre questões políticas na internet. A internet é a nova praça, onde as pessoas se reúnem e debatem. O Facebook é uma plataforma, mas no final das contas as pessoas estão se conectando com seus amigos, com os candidatos, com outros eleitores.

Como o Facebook está engajado nas eleições?

No ano passado, o Facebook descobriu que o termo eleições foi o segundo mais mencionado entre os usuários no mundo todo. Havia várias eleições ocorrendo ao redor do mundo e o tema estava logo atrás do papa Francisco e logo à frente do bebê real. A partir disso vimos que as pessoas estavam interessadas em falar sobre política no Facebook, em discutir o tema e em se informar sobre os candidatos. Portanto, havia uma necessidade de tornar o serviço ainda mais útil para o nosso usuário e de desenvolver ações relacionadas à política. Identificamos oportunidade para explicar como a plataforma funciona e fizemos esses treinamentos com políticos e suas equipes, trazendo a Katie Harbath [especialista global do Facebook para campanhas políticas] para o Brasil. Fizemos treinamentos e falamos com todos os partidos.

O que o candidato deve fazer no Facebook para conquistar seguidores?

Recentemente, nas eleições na Índia, foi eleito o primeiro-ministro Narendra Modi, que fez um uso enorme do Facebook. Hoje ele é um dos políticos que tem mais fãs na rede em todo o mundo. No Brasil, as equipes dos políticos nos procuraram com a curiosidade de saber o que é mais eficaz no Facebook. No Brasil, por exemplo, 87 milhões de usuários usam a ferramenta pelo menos uma vez por mês. Desses usuários, 63 milhões acessam a partir do celular. Por isso, quando o político pensa em colocar conteúdo na página dele, tem que pensar em conteúdo sucinto, considerar que o eleitor está vendo o conteúdo em uma tela pequena e, por isso, o ideal é dar enfoque no uso de imagens. O uso de vídeo também gera um engajamento alto e atrai o usuário-eleitor. Para os políticos recomendamos também proporcionar um diálogo, ter uma via de comunicação efetiva com os eleitores para permitir essa aproximação.

Nesses vídeos e mensagens que o político publica em sua página pessoal, o que o eleitor em potencial prefere?

Temos uma lista de melhores práticas para políticos no Facebook e percebemos, depois de considerar eleições em outros países, que o sucesso está muito associado a ter uma postura mais informal, mostrar imagens de bastidores. Para se aproximar do eleitor, o político tem que falar a linguagem dele e tem que aparecer em fotos e situações que interessem as pessoas. O eleitor gosta de saber, via Facebook, como é o dia na vida de um deputado, por exemplo. Pode ser uma coisa mais familiar ou a informação de que ‘estou chegando para o trabalho’. Não há uma fórmula única. Um político da Austrália, por exemplo, usou uma iniciativa chamada “Day in the Life” [Um dia na vida] em que a equipe de campanha programava uma série de publicações na página do candidato ao longo do dia contando como era o dia a dia do político, a que horas ele acordava, como era o café da manhã, as reuniões de que participava, tudo na linha de aproximar o eleitor do político. O caso da Austrália poderia ser replicado no Brasil e seria considerado uma boa prática para atrair o eleitor. Se um candidato corre maratona no fim de semana ou se tem alguma habilidade específica, deve publicar também.

O que o político não deve fazer para comprometer os amigos, curtidas e comentários que já conseguiu?

Não atualizar periodicamente a página vai afugentando o eleitor. O Facebook detectou, por exemplo, que o engajamento cresce quando o político mostra que é ele mesmo que está usando a ferramenta, e não assessores. As pessoas não esperam que o político esteja o dia inteiro cuidando da página dele Facebook, mas sempre que ele puder o recomendável é fazer sessões conhecidas como Face-to-Face, quando o político anuncia que, por vinte minutos ou meia hora, estará ali na página dele para responder às perguntas. Nesses casos, o engajamento vai lá em cima. Temos diversos estudos de caso no mundo que mostram que o engajamento é muito alto quando o político mostra para seus seguidores que ele está pessoalmente respondendo às perguntas. Sempre que o eleitor sente que tem a atenção dedicada a ele, responde à altura.

Fonte: www.veja.com.br