Homem morre em confronto com a polícia no litoral Norte potiguar

Suspeito chegou a ser socorrido depois de ser baleado

POR JULIANA FERNANDES 

TV COSTA BRANCA

Armas e objetos roubados foram apreendidos com homem que morreu em confronto com a PM em Tibau, RN — Foto: Divulgação

Um homem morreu após trocar tiros com a Polícia Militar em Tibau, no litoral Norte potiguar, na noite desta sexta-feira (4). O suspeito chegou a ser socorrido ao hospital da cidade depois de ser baleado, porém não resistiu aos ferimentos e morreu. Ele havia sido preso no mês passado por tráfico de drogas.

Segundo a polícia, o confronto aconteceu na comunidade rural de Gangorra, às margens da RN-013. Os policiais receberam informações de que pessoas estavam sendo assaltadas na região. Quando chegaram ao local indicado, os policiais militares foram recebidos a tiros. Houve confronto.

Após a morte do suspeito, os PMs apreenderam com ele uma motocicleta roubada e também duas armas de fogo, celulares e cartões. Um outro homem que participou do tiroteio conseguiu fugir por uma região de mata.

Um homem morreu após trocar tiros com a Polícia Militar em Tibau, no litoral Norte potiguar, na noite desta sexta-feira (4). O suspeito chegou a ser socorrido ao hospital da cidade depois de ser baleado, porém não resistiu aos ferimentos e morreu. Ele havia sido preso no mês passado por tráfico de drogas.

Segundo a polícia, o confronto aconteceu na comunidade rural de Gangorra, às margens da RN-013. Os policiais receberam informações de que pessoas estavam sendo assaltadas na região. Quando chegaram ao local indicado, os policiais militares foram recebidos a tiros. Houve confronto.

Após a morte do suspeito, os PMs apreenderam com ele uma motocicleta roubada e também duas armas de fogo, celulares e cartões. Um outro homem que participou do tiroteio conseguiu fugir por uma região de mata.

Prefeitura realiza abertura simbólica do Outubro Rosa na segunda-feira (07)

Solenidade acontecerá no auditório da Estação das Artes

A prefeitura de Mossoró, por meio da Secretaria de Saúde, vem trabalhando desde o dia 01 deste mês ações de intensificação de promoção, prevenção e combate ao câncer de mama e câncer de colo de útero nas Unidades de Serviços de Saúde. Nesta segunda-feira (07), às 14h, no auditório da Estação das Artes, a Secretaria de Saúde vai realizar uma abertura simbólica da campanha para apresentar um cronograma das atividades que vão ser executadas no Município.

A coordenadora da Saúde da Mulher, Suiann Costa, explica que o Outubro Rosa é um mês de conscientização para a mulher ter um olhar especial para os cuidados de saúde. “O Outubro Rosa trabalha muito a questão do câncer de mama, mas o que tem que ser entendido é que também tem a prevenção ao câncer de colo de útero e, principalmente, os cuidados da saúde da mulher de forma geral. Nossa programação mais geral vai acontecer nas Unidades Básicas de Saúde, porque precisamos melhorar ainda mais a disseminação das informações da prevenção. A grande importância do movimento em si se concentra na Atenção Básica, porque é de lá que a gente trabalha, de fato, a prevenção para que possamos reduzir possíveis danos à Saúde.”, esclarece Suiann Costa.

A Prefeitura de Mossoró está somando esforços a outras entidades para fortalecer, em todos os segmentos representativos da sociedade, a importância da prevenção e combate ao câncer de colo de útero e câncer de mama, um dos que mais vitima mulheres no país. As ações de intensificação vão ser desenvolvidas ao longo deste mês nas Unidades Básicas de Saúde e Unidades Especializadas do Município.

J. R. GUZZO: ‘O STF TEM DE SER DETIDO PELO SENADO’

OPINIÃO

jrguzzo
@jrguzzofatos
O STF está violando a Constituição de maneira aberta, repetida e perigosa. Deixou de definir o significado das leis e passou a baixar decretos, inventar normas de Direito e violar funções do Congresso. É hoje a maior ameaça à democracia no Brasil. Tem de ser detido pelo Senado.

Guilherme Fiuza
@GFiuza_Oficial

 

Por que os rebeldes de playground do rock nunca xingam a bandidagem do PT que esfolou o povo? Porque é melhor o povo do lado de fora sem grana pra brincar de revolução.
Leandro Ruschel 

@leandroruschel
Imagine que um grupo criminoso contou, por muito tempo, com colaboração de ministros do Supremo. Imagine que tal grupo seja pego, seus integrantes presos. Imagine que eles passem a pressionar tais ministros para anular sentenças, ameaçando revelar sua colaboração. Imaginou?

PF indicia ministro do Turismo e mais 10 por candidaturas-laranja no PSL em Minas

Ministro foi indiciado por um crime eleitoral

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, durante audiência no Senado — Foto: José Cruz/Agência Brasil

A Polícia Federal indiciou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL), e mais 10 pessoas no inquérito sobre o uso de candidaturas-laranja no PSL em Minas Gerais. Ele foi indiciado pelo crime eleitoral de omissão na prestação de contas de campanha e pelo crime de associação criminosa.

G1 entrou em contato com a assessoria do ministro e aguarda retorno. A reportagem também tenta contato com o PSL em Belo Horizonte.

Indiciados

  • Marcelo Álvaro Antônio – ministro
  • Camila Fernandes – suspeita de ser candidata-laranja
  • Debora Gomes – suspeita de ser candidata-laranja
  • Haissander de Paula – ex-assessor do ministro quando ele era deputado federal, preso em junho deste ano
  • Irineu Inacio da Silva – deputado estadual em Minas pelo PSL – conhecido como Professor Irineu
  • Lilian Bernardino – suspeita de ser candidata-laranja
  • Marcelo Raid Soares – dono de duas empresas gráficas em Belo Horizonte
  • Mateus Von Rondon – assessor especial do ministro, preso em junho deste ano
  • Naftali Tamar – suspeita de ser candidata-laranja
  • Reginaldo Donizeti Soares – irmão de Roberto Silva Soares, sócio de duas empresas que prestaram serviço eleitorais às candidatas investigadas
  • Roberto Silva Soares – Assessor do ministro, preso em em junho deste ano

O indiciamento faz parte da conclusão do inquérito da Polícia Federal. De acordo com o delegado Marinho Rezende, o inquérito foi entregue ao Ministério Público Eleitoral de Minas Gerais, nesta quinta-feira (3). Agora, cabe ao MPE decidir se apresenta ou não denúncia à Justiça.

O indiciamento das quatro mulheres e de Roberto Silva Soares, Haissander de Paula e Mateus Von Rondon foi feito pela PF em junho deste ano. O processo está em segredo de Justiça.

Marcelo é citado em depoimentos na investigação sobre o uso de candidaturas de mulheres na eleição de 2018 para desvio da verba eleitoral no estado. Ele era o presidente estadual do PSL, partido do presidente da República, Jair Bolsonaro. Consultada sobre o indiciamento, a Presidência da República disse que não iria comentar.

A suspeita é que o partido inscreveu essas candidatas sem a intenção de que elas fossem, de fato, eleitas. Isso porque o Tribunal Superior Eleitoral decidiu que pelo menos 30% dos recursos do fundo eleitoral devem ser destinados a candidaturas femininas.

Duas ações da PF já foram deflagradas para investigar o caso. Em abril, a primeira fase da operação cumpriu sete mandados de busca e apreensão em cinco cidades de MG, incluindo a sede da legenda em Belo Horizonte . A segunda fase aconteceu em junho e cumpriu três mandados de prisão, tendo como alvo principal o assessor especial de Álvaro Antônio, Mateus Von Rondon.

A advogada Fernanda Lage Martins da Costa, que defende as quatro mulheres suspeitas, disse que já entrou com um pedido de habeas corpus no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) e aguarda o julgamento deste recurso.

G1 procurou o deputado estadual Professor Irineu e aguarda retorno. O G1 tenta contato com os demais indiciados.

As altas cifras de propina de Lula

Resumo dos anexos de Antônio Palocci

“O ex-ministro relata que Lula recebia altas cifras de propina através da empresa de palestras LILS e do Instituto Lula e que, além disso, operava uma espécie de mesada em espécie de até 100 mil reais a Lula com dinheiro repassado pela Odebrecht e pelo Banco Safra.

Os pagamentos eram feitos ao ex-presidente por ele ou por seu assessor Branislav Kontic. Palocci também lista as vantagens indevidas que Lula teria recebido da Odebrecht e da OAS por meio do triplex no Guarujá, da reforma do sítio de Atibaia, da aquisição da sede do Instituto Lula em São Paulo e de um apartamento em São Bernardo. Menciona a conta de 300 milhões de reais que a Odebrecht teria disponibilizado ao ex-presidente.”

Fonte: O Antagonista

Ex-prefeito de Tibau não presta contas e é condenado por improbidade administrativa

Sidrônio Freire da Silva teve direitos políticos suspensos e pagará multa

Sidrônio Freire da Silva, ex-prefeito da cidade de Tibau, no Oeste Potiguar, foi condenado pela Justiça pelo crime de improbidade administrativa. A decisão foi do juiz Thiago Lins Coelho Fonteles, da 2ª Vara Cível de Areia Branca.

De acordo com o Ministério Público Estadual, o gestor deixou de prestar contas de governo e relatórios cobrados pela Lei de Responsabilidade Fiscal referentes aos anos de 2002 e 2003, bem como contas mensais de janeiro a dezembro de 2003 e execução orçamentária de 2014 dos recursos para o  Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef).

O ex-prefeito teve os direitos políticos suspensos por três anos e foi condenado ao pagamento de multa civil de 10 vezes o valor de sua última remuneração como prefeito.

Na defesa, Silva requereu a improcedência da Ação Civil Pública, alegando de que as contas foram apresentadas, embora com atraso. Argumentou ainda que a Lei de Improbidade Administrativa não é aplicável a agentes políticos.

Comércio do RN espera abrir mais de 3 mil vagas temporárias no fim do ano

Interessados já devem distribuir seus currículos

Dados divulgados nesta semana pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL Natal) apontam que o comércio potiguar vai contratar funcionários temporários de olho nas vendas de fim de ano. De acordo com o presidente da CDL Natal, Augusto Vaz, apenas em Natal serão 1.750 novas contratações. Em todo o Rio Grande do Norte, elas devem chegar a 3.100.

“Falar de novas contratações é muito bom, são novas oportunidades para trabalhadores, empresários e consumidores. O fim do ano é visto por nós lojistas, como um momento de grandes oportunidades e de fecharmos 2019 de forma positiva. Estamos em um momento de reversão da economia. A gente já teve um número maior no passado (de contratações), houve uma queda, e agora está aumentando um pouco. Isso é muito importante”, considerou.

Ainda segundo Vaz, os mercado local está na fase de seleção desses temporários. Ele afirma que as contratações começam em novembro e o trabalho se estende, muitas vezes, até janeiro do ano seguinte. Mas há possibilidade de esse funcionário ser efetivado após os três meses, a depender do desempenho. “Para quem busca essa contratação temporária, já está na hora de começar a distribuir currículos”, ressalta.

O otimismo em relação às vagas temporárias é nacional. A pesquisa do SPC Brasil revelou que o setor deve abrir mais de 100 mil vagas para o fim de ano em todo o país. Metade dos entrevistados pretende contratar mais este ano; 52% criarão postos de trabalho para temporários, sendo que em 40% dos casos há planos de efetivar o colaborador.

Faltando três meses para as comemorações de fim de ano, os setores varejista e de serviços já vêm se preparando para o período que promete aquecer o setor com a contratação de novos profissionais. A estimativa e de que aproximadamente 103 mil vagas serão abertas até dezembro — um aumento de 43,8 mil postos de trabalho em relação ao previsto ano passado.

Fonte: G1/RN

SERGIO MORO: ‘BRASÍLIA É CHEIA DE INTRIGAS’

MINISTRO DA JUSTIÇA NA VEJA

Imagem

Em entrevista a VEJA, o ministro da Justiça diz que não será candidato em 2022 e fala da libertação de Lula, do julgamento do STF sobre 2ª instância e das mensagens vazadas

Ataque com faca contra policiais deixa mortos no centro de Paris

Agressor teria sido abatido pela polícia depois de matar algumas pessoas

Polícia francesa isola área em frente à sede da Polícia de Paris em Paris, na França, nesta quinta-feira (3)   — Foto: Philippe Wojazer/ Reuters

Um homem atacou policiais com uma faca na sede da polícia de Paris, na França, no início da tarde desta quinta-feira (3). De acordo com a prefeita Anne Hidalgo, vários policiais morreram.

O balanço oficial de vítimas ainda não foi divulgado. O jornal “Le Parisien” e TV BMF informaram que o agressor matou quatro pessoas antes de ser abatido.

As autoridades ainda não divulgaram a identidade das vítimas ou do agressor. Porém, de acordo com mídia local, o agressor era um funcionário do serviço de informática da sede da polícia, que fica no centro da capital francesa.

Operação da PF e MPF em SP apura vazamentos de resultados de reuniões do Copom a banco

Operação “Estrela Cadente” cumpre mandado de busca e apreensão para investigar corrupção e lavagem de dinheiro

O Ministério Público Federal e a Polícia Federal realizam nesta quinta-feira (3) a operação “Estrela Cadente” para cumprir um mandado de busca e apreensão em uma investigação sobre vazamentos de resultados de reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom) ocorridos nos anos de 2010, 2011 e 2012.

A busca e apreensão está sendo realizada na sede do banco BTG Pactual em São Paulo. O banco informou que o fundo investigado é o Fundo Bintang FIM, que possui apenas um único cotista pessoa física, que não é funcionário e não possui vínculo com o banco (veja íntegra da nota abaixo).

Entre os crimes investigados estão corrupção ativa e passiva, informação privilegiada e lavagem de dinheiro. O caso está sob segredo de justiça.

A investigação começou após o recebimento de informações em uma delação premiada do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci. O inquérito apura o fornecimento de informações sigilosas sobre alterações na taxa de juros SELIC, por parte da cúpula do Ministério da Fazenda e do Banco Central, em favor de um fundo de investimento administrado pelo BTG Pactual.

A partir do recebimento de informações privilegiadas, o fundo teria obtido lucros de dezenas de milhões de reais.

Nota do BTG

Em nota, o BTG informou que recebeu “pedidos de informação do MPF referentes à operações realizadas pelo Fundo Bintang FIM.”

“O Fundo possuía um único cotista pessoa física, profissional do mercado financeiro que também era o gestor credenciado junto à CVM, que nunca foi funcionário do BTG Pactual ou teve qualquer vínculo profissional com o Banco ou qualquer de seus sócios. O Banco BTG Pactual exerceu apenas o papel de administrador do referido fundo, não tendo qualquer poder de gestão ou participação no mesmo”, disse o banco.

Investigação

Na ocasião, o banco disse que a investigação “foi baseada na desacreditada delação de Antonio Palocci, contra uma instituição financeira e um cidadão recentemente vítima de violento erro judiciário reconhecido por todas as instâncias judiciais.”

A delação de Palocci, sobre suspeitas de desvios no BNDES, foi homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O banco tem entre seus sócios ao banqueiro André Esteves, que já foi preso em 2015 pela PF sob suspeita de obstrução da operação Lava Jato.