Comissão da Câmara de Mossoró aprova 24 projetos

Colegiado analisou ao todo, nesta segunda-feira, 35 matérias

POR REGY CARTE

Na primeira reunião do segundo semestre, pós-recesso parlamentar, a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) da Câmara Municipal de Mossoró analisou 35 projetos e aprovou 24 deles, nesta segunda-feira (14).

Entre os quais, instituição de percentual para pagamento a artistas da terra em eventos da Prefeitura; proibição de consumo e venda de bebidas alcoólicas no Parque Municipal de Mossoró e instalação de brinquedos para portadores de deficiência em praças.

Com a constitucionalidade reconhecida pela CCJR, os projetos seguem tramitação até a votação final, no plenário. A comissão rejeitou ainda outros sete projetos e retirou de pauta os quatro, que voltarão a ser analisados após vista de vereadores.

Relatorias

Também na reunião desta segunda-feira, a presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, vereadora Sandra Rosado (PSB), designou relatores para outros 16 Projetos de Lei, que deverão ser votados na próxima reunião, segunda-feira (21).

“A comissão vem obtendo desempenho satisfatório na análise de projetos, e creditamos esse bom rendimento ao compromisso dos vereadores membros e ao corpo técnico da Câmara Municipal de Mossoró”, reconhece a vereadora Sandra Rosado.

Além dela, participaram da reunião os vereadores Alex Moacir (PMDB) e Genilson Alves (PMN), membros titulares da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, que tem como suplentes as vereadoras Aline Couto (PHS) e Isolda Dantas (PT).

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Educação de Serra do Mel apresenta “Projeto Arte e Cultura”

Diretores, professores e alunos participaram de evento 

Na última sexta-feira, 11, a Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer, abriu o “Projeto Arte e Cultura”, que engloba literatura, arte, dança, música e teatro.

O projeto foi organizado pela secretária municipal de Educação, primeira-dama Milane Azevedo, com apoio da orientadora educacional Iris Azevedo, Akinoa Costa, e apresentado pela supervisora pedagógica Geovânia Maria, além da representante da empresa 2M Assessoria, Maria José Bezerra.

Além da presença de alunos, o evento contou com participação de diretores e professores das escolas do município. “A Administração do prefeito Bibiano tem sido marcada pela inovação, pelas oportunidades, e esta é mais uma que chega por meio da educação, e os estudantes devem aproveitar”, disse Milane Azevedo.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Carlos Fernando, o procurador buliçoso, joga lei no lixo e ataca futura titular da PGR

Ele fala em nome de uma lei que não existe

POR REINALDO AZEVEDO

Carlos Fernando, o mais virulento, ainda que não midiático, dos procuradores de Curitiba (a estrela é Deltan Dallganol), já resolveu se comportar como se fosse chefe ou ombudsman de Raquel Dodge, futura procuradora-geral da República. Em um evento sobre compliance, este senhor afirmou que a futura procuradora tem de se explicar sobre encontro com o presidente da República, que se deu fora da agenda, como não se cansa de noticiar por aí. Será que todos os encontros de Rodrigo Janot com o próprio presidente e com outros figurões da República, como deputados e senadores, estavam marcados?

Vamos lembrar? Janot se encontrou, secretamente, com José Eduardo Cardozo, então ministro da Justiça, em Buenos Aires, no dia 22 de novembro de 2014. Temer não é obrigado a divulgar a sua agenda. Mas o titular da Justiça é, sim. É o fim da picada! No dia 24 de fevereiro de 2015, houve outro encontro realmente secreto entre o procurador-geral e o ministro petista. Aguardava-se para aquela semana a chamada “Primeira Lista de Janot”. Como a coisa veio a público, ele esperou um pouquinho. Os nomes das pessoas que Janot queria investigar foram divulgados só no dia 6 de março daquele ano.

O que os dois discutiram? Ninguém quis revelar. Em Brasília, tinha-se uma certeza: a lista havia sido tema da conversa. Escrevo de novo: segundo a Lei 12.813, Cardozo era, sim, obrigado a divulgar a sua agenda. Que desculpa se deu? Ah, teria sido uma coisa fortuita, um mero acaso. E ficou tudo por isso mesmo! Raquel Dodge, como fica claro, pediu uma audiência por escrito.

Cheguei a censurar doutora Raquel hoje de manhã por ter divulgado o e-mail. Como se nota, ela estava, de algum modo, dando trela aos sequestradores de sua reputação, como faz Carlos Fernando, o homem que agride de maneira sistemática, determinada e metódica a Lei Complementar nº 75, que dispõe sobre a “organização, as atribuições e o estatuto do Ministério Público da União”.

Raquel não será a dona do Conselho Nacional do Ministério Público Federal. Tampouco mandará na Corregedoria. Mas se espera que, com a voz influente de uma procuradora-geral, cobre que tais órgãos enquadrem os comportamentos e falas que avancem a linha que separa o rigor da delinquência.

Como se Raquel, e não ele próprio, estivesse atuando fora de sua competência, afirmou Carlos Fernando: “Ela deu uma explicação e tem que ser cobrada pelas consequências desse ato”. Quais consequências? De que ato ele está falando? Observem que a criminalização do nada, que passou a ser a tarefa principal da Lava Jato, agora atinge membros do próprio Ministério Público que a Seita de Curitiba toma como adversários.

Em tal evento, o doutor desceu o pau nas escolhas do Congresso, atacou de forma indisfarçável prerrogativas do Poder e chegou a sugerir que o brasileiro não é um povo avançado o bastante. Vale dizer: o doutor transgredia uma penca de disposições do estatuto que rege a sua atividade. E, no entanto, resolveu se colocar como o bedel de Dodge: “Todo funcionário público é responsável pelos atos que tem. Infelizmente não há como fugir da responsabilização perante a sociedade.” Ele conferiu uma palestra sobre investigações anticorrupção, em fórum organizado pela Amcham (Câmara Americana de Comércio).

Observem que ele não diz que o funcionário público é obrigado a responder por seus atos segundo a lei. Ele escolhe como fórum “a sociedade”. Entenderam? Para gente como Carlos Fernando, o que importa é o alarido.

A quem atende? A Rodrigo Janot, o homem que celebrou o acordo com Joesley Batista, que é, este sim, personagem do maior escândalo da história do país. Considerando a impunidade garantida ao criminoso, é mais vexaminoso do que o próprio petrolão. Se Carlos Fernando combinou ou não com Janot o ataque a Raquel Dodge, não sei. Mas a sua fala se afina com a do ainda procurador-geral. Em recente entrevista à Folha, além de ameaçar o presidente da República, Janot expressou o temor de que sua sucessora passasse a atuar como engavetadora de investigações.

Carlos Fernando não age mais como procurador da República. Hoje, é um militante político. Se o Conselho Nacional do Ministério Público e a Corregedoria do órgão não os enquadrarem e a outros nos dispositivos da lei, teremos um Ministério Público que não mais zelará pelos fundamentos da República e pela defesa dos interesses dos cidadãos. Ao contrário: o MPF passará a ser a sede de uma seita disposta a, se necessário, em nome de suas idiossincrasias e de seus próprios preconceitos, levar o país ao abismo.

Tornaram-se os fanáticos do próprio oportunismo.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

INTERNET DE VOLTA

O VELHO APACHE TAMBÉM

Por indisponibilidade de internet no gabinete de trabalho, o Velho Apache Antenado foi forçado a pegar o elevador e desfrutar algumas horas de piscina.

Tudo normalizado, então, ao trabalho.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Triste notícia

Acidente automobilístico mata 30 jovens cristãos

Pelo menos 34 pessoas morreram na terça-feira, 03, quando um ônibus que carregava jovens adoradores cristãos, mergulhou em um desfiladeiro íngreme em Madagascar, disseram autoridades policiais e hospitalares.

A polícia disse que 12 corpos gravemente queimados foram contados no local após o acidente no final da noite.

“É inimaginável o que aconteceu porque o carro estava em boas condições, os documentos do veículo estavam em ordem. Minha esposa e meus filhos estavam entre os passageiros. Toda a família está morta “, disse Elias Ralaiarimanana, um motorista de ônibus.

“O ônibus se esforçou para subir uma estrada em uma colina e caiu em um barranco cerca de 20 metros de profundidade”, disse a porta-voz da polícia Herilalatiana Andrianarisaona à AFP .

O hospital central da capital Antananarivo na terça-feira em um comunicado de imprensa anunciou a morte de outras 18 pessoas.

“Toda uma família está morta “, disse Jean-Marie Rasamimanana, assistente do diretor de HJRA Hospital.

Passageiros no ônibus viajavam da cidade central de Soavinandriana para uma reunião da igreja na cidade portuária costeira do noroeste de Mahajanga quando o acidente aconteceu.

Acidentes de tal natureza não são raros em Madagascar, onde a rede rodoviária e os veículos estão extremamente dilapidados. Em janeiro, pelo menos 47 pessoas morreram e 22 ficaram feridas em um ônibus que leva convidados em uma casamento.

Oito das vítimas eram voluntárias do ministério de Billy Graham.

Portal Padom

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Neymar e o “Pebeba Futebol Clube”

Não tem quem aguente

A cobertura esportiva do Brasil quer enfiar de goela abaixo que o jogador Neymar, arrasou em sua estreia no PSG, da França.

Ora, o time adversário era de uma cidade com sete mil habitantes…

Assim, até eu faria gol – eaheheh…

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

POR ESSA FÁTIMA BEZERRA NÃO ESPERAVA

LULA ACHA QUE PAPELÃO DE SENADORES NA MESA DO SENADO ATRAPALHA SEUS PLANOS

Lembra do papelão que Fátima Bezerra e outras senadoras do PT e partidos esbirros protagonizaram, quando invadiram a mesa do Senado Federal, onde até comeram quentinha?

Pois, é.

Para Lula, a papelada – isso mesmo, papelada -, deve atrapalhar seus planos.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

O PT SE ‘PELA’ DE MEDO DE JOÃO DÓRIA

PREFEITO DE SÃO PAULO DEU UMA SURRA NO PT NAS URNAS

O Antagonista sempre repete que o PT só tem medo de João Doria.

Os próprios petistas admitem isso.

Leia a nota da Folha de S. Paulo:

“Os petistas não acreditam que o deputado Jair Bolsonaro consiga ultrapassar 15% dos votos. Sem citações na Lava Jato e com forte apelo conservador, João Doria seria o rival mais perigoso”.

O PT ainda está traumatizado com a sova que João Doria deu em Fernando Haddad.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Tibau realizará Iº Encontro Internacional de Capoeira

Encontro acontece no dia 16 de agosto

POR ACLECIVAN SOARES

As secretariais do Turismo e da Assistência Social, do município de Tibau, vão realizar no próximo dia 16 de agosto, a partir das 8h30, no Xerife’s, localizada na entrada da cidade, o Iº Encontro Internacional de Capoeira.

De acordo com o secretário municipal de Turismo, Milton Guedes, o evento consistirá em palestras, oficinas, debates, batizados e exibições de capoeiristas de 8 países, além de show musical.

Para Milton Guedes, a capoeira é um grande movimento, uma das principais expressões culturais do Brasil, “que é, sem dúvidas, um movimento de resistência e que merece ser prestigiado, incentivado”, observa o secretário.

O evento é dedicado a esta modalidade e deverá contar com centenas de participantes, entre praticantes, colaboradores residentes em Tibau e em diversas cidades circunvizinhas. “Convidamos os capoeiristas e amantes dessa modalidade que é a mais significante expressão da cultura brasileira, hoje considerada Patrimônio Imaterial da Humanidade, pela Unesco. Vamos todos prestigiar”, lançou o convite o secretário Milton Guedes.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

PAI

LINDO POEMA

POR AFONSO RITTER

Pensei que fosse fácil fazer-te um poema, papai.

Mas vejo que tua vida é um poema difícil, que a gente não pode escrever.

Vejo os calos das mãos que contam histórias de enxadas, caminhando pelos campos; e histórias de chinelos, falando uma linguagem, que os filhos não entendem.

Vejo os calos dos joelhos, que contam histórias humildes de horas silenciosas, conversadas com Deus.

Vejo as rugas da fronte que falam das rugas da alma como sulcos da terra que as chuvas abriram.

Vejo os pés cansados, rasgados por espinhos, que a gente não vê.

Vejo o calor brilhante do coração que sempre nos ama, quando ainda não sabíamos amar.

Eu me lembro de um pai, que dorme de olhos abertos pensando no filho, que não abre os olhos…

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+