Bolsonaro tem reprovação de 43% e aprovação de 33%, diz Datafolha

Instituto fez a pesquisa na segunda-feira (25) terça-feira (26)

Pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal “Folha de S.Paulo” nesta quinta-feira (28) mostra os seguintes percentuais de aprovação e reprovação do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido):
  • Ótimo/bom: 33%
  • Regular: 22%
  • Ruim/péssimo: 43%
  • Não sabe/não respondeu: 2%

O levantamento ouviu 2.069 pessoas maiores de idade na segunda-feira (25) e na terça-feira (26). As entrevistas foram feitas por telefone. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais.

A pesquisa foi feita em meio à crise da pandemia do novo coronavírus, poucos dias após a divulgação pelo Supremo Tribunal Federal de vídeo de reunião ministerial de 22 de abril. A gravação faz parte de inquérito que investiga suposta interferência do presidente da República na Polícia Federal.

A reprovação de 43% dos entrevistados é o valor mais baixo, segundo os levantamentos Datafolha feitos desde o início do mandato de Bolsonaro.

Na pesquisa anterior do Datafolha, feita em 27 de abril e divulgada no dia seguinte, os resultados foram, segundo a Folha:

  • Ótimo/bom: 33%
  • Regular: 26%
  • Ruim/péssimo: 38%
  • Não sabe/não respondeu: 3%

levantamento do Datafolha do início de abril, feito entre os dias 1º e 3, mostrava um cenário parecido com o último, mas a reprovação do presidente era maior:

  • Ótimo/bom: 33%
  • Regular: 25%
  • Ruim/péssimo: 39%
  • Não sabe/não respondeu: 2%

RN registra 72 policiais e bombeiros diagnosticados com coronavírus;

Um total de 319 estão afastados

avírus na Segurança do RN

Corporação Casos confirmados Afastados Óbitos
Polícia Militar 61 235 4
Polícia Civil 4 64
Corpo de Bombeiros 7 20

O Rio Grande do Norte registra até esta quinta-feira (28), 72 policiais militares, civis e bombeiros que testaram positivo para o novo coronavírus. Ainda há outros 319 que estão afastados e em monitoramento, entre outros motivos, por terem contato com colegas diagnosticados com a Covid-19. Quatro policiais militares faleceram. Três deles eram da reserva, ou seja, estavam aposentados.

Os dados são da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Norte (Sesed), solicitados pelo G1. A força mais atingida é a Polícia Militar, que representa 73% dos afastamentos, 84% dos casos confirmados da doença e 100% dos óbitos.

Para o secretário de Segurança, coronel Francisco Canindé Araújo, a Polícia Militar tem o maior número de infectados por pelo menos dois motivos: primeiro, porque conta com o maior efetivo. São cerca de 8,4 mil militares, contra cerca de 1,4 mil na Polícia Civil e 600 no Corpo de Bombeiros. Segundo, porque os PMs são os que mais estão na rua, no combate à criminalidade e também no apoio às autoridades de saúde.

Fonte: G1/RN

‘Ordens absurdas não se cumprem’, diz Bolsonaro sobre operação da PF contra fake news

Presidente afirmou ainda que “não haverá outro dia igual ” à quarta-feira

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (28) que “ordens absurdas não se cumprem”, em referência à operação da Polícia Federal contra fake news, deflagrada na quarta, que cumpriu mandados de buscas e apreensões em endereços de empresários e blogueiros. Os alvos são aliados do presidente.

A operação foi autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, relator no Supremo Tribunal Federal (STF) do inquérito que investiga a produção e disseminação de informações falsas e ofensas à Corte.

“Nunca tive a intenção de controlar a Polícia Federal, pelo menos isso serviu para mostrar ontem [quarta]”. Mas obviamente, ordens absurdas não se cumprem. E nós temos que botar um limite nessas questões”, afirmou Bolsonaro a jornalistas na saída da residência oficial do Palácio da Alvorada. “Não foi justo o que aconteceu no dia de ontem”, completou.

Bolsonaro disse ainda que tem as “armas da democracia nas mãos” e afirmou que não haverá um outro dia igual à quarta-feira.

Repito, não teremos outro dia igual ontem. Chega! Chegamos no limite. Estou com as armas da democracia na mão. Eu honro os meus compromissos no juramento que fiz quando assumi a Presidência da República.

Ele criticou decisões monocráticas (tomadas por um só ministro), como foi o caso do despacho de Moraes que autorizou a operação contra as fake news. Para ele, o Legislativo e o Judiciário devem ser independentes, mas defendeu que decisões sejam tomadas pelo colegiado (conjunto de ministros ou parlamentares). Bolsonaro usou um palavrão para dizer que “acabou” a tomada monocrática de decisões.

“Não podemos falar em democracia sem um Judiciário independente, sem um Legislativo também independente, para que possam tomar decisões, não monocraticamente por vezes, mas as questões que interessam ao povo como um todo, que tomem, mas de modo que seja ouvido o colegiado. Acabou, porra! Me desculpem o desabafo. Acabou! Não dá para admitir mais atitudes de certas pessoas individuais, tomando de forma quase que pessoal certas ações”, afirmou o presidente.

Bolsonaro também disse que, na opinião dele, os alvos da operação da quarta não são bandidos nem marginais.

“Trabalhamos ontem quase que o dia todo voltando para uma causa. Com dor no coração, ouvindo reclamos daqueles que tiveram sua propriedade privada violada, que não são bandidos, não são marginais, não são traficantes. Muito pelo contrário, são cidadãos, chefes de família, homens, mulheres, que foram surpreendidos com a Polícia Federal, que estava cumprindo ordens, batendo em sua casa”, afirmou o presidente.

Gabinete do ódio

No despacho que autorizou a operação, Moraes escreveu que há provas que apontam para a possibilidade de que o gabinete do ódio é uma associação criminosa.

Gabinete do ódio é como políticos ouvidos no inquérito chamaram o grupo que produz e dissemina fake news pelas redes sociais. Para Moraes, o conteúdo produzido pelo gabinete do ódio representa um risco para independência entre os poderes e as instituições democráticas.

Trio tenta assaltar viatura descaracterizada da Polícia Civil em Mossoró, troca tiros com policiais e um suspeito morre

Agentes estavam em operação na Favela do Fio

Um homem, de 18 anos, morreu baleado na tarde de quarta-feira (27) em Mossoró, região Oeste do Rio Grande do Norte. Ele e mais dois suspeitos tentaram assaltar um carro, que se tratava de uma viatura descaracterizada da Polícia Civil.

O trio abordou o veículo na região de Santa Delmira. De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos começaram a atirar quando perceberam que os ocupantes do carro eram policiais. Os agentes da Delegacia de Furtos e Roubos de Mossoró, que estavam em operação na Favela do Fio, revidaram e na troca de tiros dois assaltantes foram baleados.

Os três foram atingidos e um deles conseguiu fugir. O adolescente foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para o Hospital Tarcísio Maia. No momento do atendimento, o suspeito de 18 anos apareceu ferido. Ele também foi socorrido, mas acabou falecendo em seguida.

O estado de saúde do adolescente baleado não foi informado pelo hospital. A Polícia Militar fez buscas na região, mas não conseguiu localizar o terceiro suspeito.

Fonte: G1/RN

Suspensão do expediente presencial no TJRN, MP, TCE e Defensoria

Prorrogação é até 14 de junho

Foi estendida, até o dia 14 de junho, a suspensão do expediente presencial em todas as unidades do Poder Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria Pública e do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte.

A medida leva em consideração a persistência do quadro de emergência em saúde pública envolvendo o novo coronavírus (Covid-19). Assim, os membros e servidores dessas instituições devem permanecer em regime de trabalho remoto.

O Ato Conjunto nº 004/2020/TJRN/MPRN/DPERN/TCERN foi assinado nessa terça-feira (26), pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador João Rebouças; pelo procurador-geral de Justiça, promotor Eudo Rodrigues Leite; pelo defensor público-geral, defensor Marcus Vinicius Soares Alves e pelo presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Francisco Potiguar Cavalcanti Júnior.

O normativo observa que a suspensão do expediente presencial poderá ser prorrogada e que o retorno das atividades presenciais em todas as unidades do Poder Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria Pública e do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte, após o dia 14 de junho de 2020, será gradual, levando em consideração as peculiaridades locais e de cada órgão/poder.

Bolsonaro derrete e reprovação chega a 65,1%

Reprovação crescente

A popularidade de Jair Bolsonaro continua a derreter.

Segundo o Atlas Político, ele é reprovado por 65,1% dos brasileiros e aprovado por 32,9%.

A parcela de eleitorado que considera seu governo ruim ou péssimo sobe sem parar. Aqueles que o consideravam regular simplesmente evaporaram.

58% apoiam impeachment de Bolsonaro

A maioria do povo brasileiro é contra o presidente

O impeachment de Jair Bolsonaro está ganhando apoio do eleitorado.

Segundo o Atlas Político, 58% dos brasileiros defendem seu afastamento imediato, contra 36%.

Desemprego sobe e atinge 12,8 milhões

Dados divulgados pelo IBGE

Segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo IBGE, o índice de desemprego no Brasil subiu para 12,6% no período de três meses encerrado em abril.

Ao todo, 12,8 milhões de pessoas estão desempregadas no país.

Trata-se do maior percentual de desemprego desde o índice registrado no trimestre encerrado em março do ano passado (12,7%).

Em relação ao período de três meses encerrado em janeiro, houve um crescimento de 1,3% — no período, 898 mil pessoas perderam seus empregos.

Até março deste ano, o desemprego era de 12,2% — em um mês, o aumento percentual foi de 0,4%.

EM MOSSORÓ: INSENSIBILIDADE GERAL

CORREDOR CULTURA COM MOVIMENTAÇÃO INTENSA

Em Mossoró, já foram registradas mais de 40 mortes pelo coronavírus.

Todavia, é como se nada de terrível estivesse acontecendo.

É o que se pode deduzir, diante da movimentação de populares em caminhadas e passeios ao longo do Corredor Cultural – na Avenida Rio Branco.

Lamentável.

ALEX MOACIR FAZ BALANÇO DE AÇÕES LEGISLATIVAS

VEREADOR FALA SOBRE TRABALHO EM PROL DA COMUNIDADE

O vereador Alex Moacir, restando conta de suas nossas ações na Câmara Municipal.

Mesmo em tempos de Pandemia, destaca que “estamos trabalhando duro para atender as solicitações da população. Cobramos dos setores competentes a iluminação a Led na Rua João Cordeiro, no Bairro Santo Antônio (que já está sendo executada); Colocação de calha na Rua Manoel Pessoa Neto, no Bairro Aeroporto II; Colocação de postes na Rua dos Antures, nas proximidades da Capela Santa Rita, no Parque das Rosas; Limpeza de diversas Ruas do Bairro Alto da Conceição”.