NA BAHIA: JACQUES WAGNER VAI AO SHOPPING BARRA COM CAMISETA “LULA LIVRE” E É ESCORRAÇADO

E ISTO FOI NA BAHIA ONDE O PT MANDA E DESMANDA 

Na Bahia, onde o PT manda e desmanda, o ex-governador e candidato ao Senado, Jacques Wagner, que para receber propina da Odebrecht usava a alcunha de “Rolex”, foi até o Shopping Barra, com uma camiseta estampada “Lula Livre” depois de convocar petistas para um ato.

Mas esqueceu de combinar com o povo honrado da Bahia. Confira a recepção:

CAICÓ: PREFEITO TERIA PEGO PROPINA DE R$ 70 MIL DE EMPRESÁRIOS

OPERAÇÃO TUBÉRCULO FOI DEFLAGRADA NESTA TERÇA E AFASTOU E PRENDEU PREFEITO E VEREADOR

POR PORTAL NO AR

MANDADOS DE BUSCA E APREENSÃO FORAM CUMPRIDOS NA PREFEITURA DE CAICÓ

 Compartilhar    } 0 Compartilhamentos

O prefeito de Caicó, Robson de Araújo, conhecido por Batata e correligionário do PSDB, preso nesta terça-feira, 14, recebeu propina aproximada de R$ 70 mil pela manutenção de contratos para execução de serviços de iluminação pública com as empresas Real Energy Ltda e Enertec Construções e Serviços Ltda. É o que mostram os indícios coletados pelo Ministério Público do Rio Grande Norte (MPRN).

Pelo que foi apurado pelo MPRN, o envolvimento de Batata com o esquema fraudulento começou antes mesmo dele ser empossado prefeito da cidade do Seridó Potiguar, ainda em novembro de 2016. A investigação sobre a participação do político foi iniciada após os empresários Allan Emannuel Ferreira da Rocha e Felipe Gonçalves de Castro, presos na operação Cidade Luz, firmarem termo de colaboração premiada com o Ministério Público.

Os empresários admitiram e apresentaram provas que negociaram com Batata a continuidade da prestação dos serviços de manutenção da iluminação pública mediante pagamento de propina. Eles batizaram de “lâmpada” cada pagamento de R$ 1 mil que era efetuado. A dupla apresentou provas que mostram que foi estabelecido até mesmo um cronograma para o repasse da propina.

Allan Emannuel e Felipe Gonçalves, a mando de Batata, também negociaram com o lobista Edvaldo Pessoa de Farias. Pelo “serviço”, Edvaldo recebia uma “mesada” de R$ 3 mil dos empresários. Para o MPRN, há indícios de que o prefeito recebeu aproximadamente 70 “lâmpadas”.

unnamed (14)

Corrupção na Câmara
A operação Tubérculo também investiga o cometimento de crimes de corrupção ativa e passiva por parte do prefeito Batata e do vereador Raimundo Inácio Filho, o Lobão, na Câmara Municipal de Caicó.

Após a deflagração da operação Blackout pelo MPRN, a Câmara instaurou uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para apurar a responsabilidade de todas as gestões públicas municipais desde a criação da Contribuição para Custeio dos Serviços de Iluminação Pública (Cosip). Em depoimento, alguns vereadores caicoenses afirmaram ao MPRN que Batata ofereceu o pagamento de R$ 3 mil mensais e ainda cinco cargos na gestão municipal para que votassem a favor dele na CEI.

Em fevereiro deste ano, a Câmara Municipal recebeu uma denúncia popular que pede a cassação de Batata da Prefeitura. Agindo a mando do prefeito, o vereador Lobão Filho procurou colegas na Câmara e ofereceu R$ 30 mil e cargos na gestão para que votassem contra a cassação do prefeito. Alguns vereadores, em depoimento ao MPRN, confirmam que foram contatados pelo parlamentar e que ele propôs as vantagens indevidas em troca do voto.

Um dos vereadores procurados chegou a gravar conversa em que Lobão lhe faz a proposta de compra de voto por R$ 30 mil e cargos na Prefeitura. O processo de cassação de Batata na Câmara está suspenso por decisão liminar, mas já se encontra instaurado a partir dos votos de 10 dos 15 membros da Casa Legislativa.

Prisões
Na decisão pelas prisões preventivas de Robson Batata e Lobão Filho, o desembargador Gilson Barbosa frisa que elas são necessárias por causa do “risco considerável de reiteração de ações delituosas por parte dos investigados”. Ele entendeu ainda que “caso permaneçam em liberdade, Robson de Araújo e Raimundo Inácio Filho, por se encontrarem nos cargos eletivos, tendo acesso às repartições públicas e em contato com outras pessoas envolvidas, continuarão a delinquir, no intuito de permanecer com os favorecimentos pessoais e na tentativa de obstar a cassação do prefeito”. Por fim, o desembargador destacou que é “importante não olvidar que podem os detentores dos cargos tentar escamotear as provas dos possíveis ilícitos, com a destruição de documentos, apagando conversas em aparelhos celulares e e-mails, cooptando outras pessoas etc”.

Para decretar a prisão temporária de Edvaldo Farias, o desembargador ressalta que ele agia com o objetivo de cumprir as ordens do prefeito de Caicó, “bem como se locupletar do dinheiro público”. Os três ficarão presos em Natal.

ENTREVISTA: IZABEL MONTENEGRO

PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE MOSSORÓ FALA SOBRE REABERTURA DE PERÍODO LEGISLATIVO

Em uma sala improvisada diante da reforma no plenário da Câmara Municipal de Mossoró, o Poder Legislativo local iniciou mais um período de sessões ordinárias.

Sobre a plenária, a presidente da Casa, vereadora Izabel Montenegro, conversou com a imprensa,

Confira a primeira parte da entrevista:

 

 

Vice-prefeito de Caicó negou que tenha denunciado prefeito que foi preso hoje

.Marcos Manhoso concedeu entrevista no dia 14 de junho 

No dia 14 de junho o vice-prefeito de Caicó, Marcos do Manhoso (PP), concedeu entrevista ao radialista caicoense, Marcos Dantas quando falou sobre a acusação de que seria responsável pela denúncia contra o prefeito do município, Batata (PSDB).

O vice foi acusado pela vereadora Mara Costa (PROS).

A denúncia teria originado a prisão do prefeito Batata, hoje.

Confira a entrevista:

 

 

Vice-prefeito assume em Caicó

Marcos Manhoso ocupará cargo de prefeito em lugar do titular que foi preso hoje

Foto: Blog de Robson Pires

O vice-prefeito de Caicó, Marcos Manhoso, assumirá a chefia da municipalidade.

Ocupará o lugar do prefeito Robson Batata Araújo, preso durante a Operação Tubérculo desencadeada pelo Ministério Público Federal na manhã desta terça feira (14) em Caicó.

 

Edna Santigado assume vaga de Lobão Filho em Caicó

Vereador foi preso na Operação Tubérculose

Em Caicó, com om o afastamento do vereador Lobão Filho, a manhã desta terça-feira (14) na Operação Tubérculo desencadeada pelo Ministério Público Federal do Rio Grande do Norte, quem assumirá a sua vaga é a primeira suplente da coligação, Edna Santiago.

Ela é filiada ao PTdoB e obteve 759 votos

Operação braço da Cidade Luz prende o prefeito e um vereador de Caicó

Suspeitos de corrupção ativa e passiva Batata e Lobão foram presos e afastados dos cargos 

Uma operação do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) prendeu agora cedo o prefeito de Caicó, Robson de Araújo, conhecido por Batata (PSDB), o vereador Raimundo Inácio Filho, conhecido por Lobão (MDB) e o lobista Edvaldo Pessoa de Farias.

Eles são suspeitos de corrupção ativa e passiva, associação criminosa, tráfico de influência, lavagem de dinheiro e dispensa indevida de licitação.

A operação Tubérculo, braço da operação Blackout, que já é braço da Cidade Luz, que começou em Natal, cumpriu os três mandados de prisão (prefeito e vereador com preventiva e lobista com temporária), e outros seis mandados de busca e apreensão em Caicó e em Natal, entre osa alvos os gabinetes do prefeito e do vereador.

Além de presos, Batata e Lobão foram afastados dos cargos.

Doze promotores de Justiça, 22 servidores do MPRN e 28 policiais militares participaram da operação Tubérculo.

Ainda pela manhã os promotores receberão a imprensa, na sede do Ministério Público, em Natal, para dar detalhes da operação.

AFASTADOS – Além de presos, o prefeito de Caicó Robson Batata Araújo e o vereador Lobão Filho foram afastados dos seus cargos durante a Operação Tubérculo.

No vale-tudo do voto, Fátima se alia a prefeito “golpista” de Severiano Melo

Dagoberto troca o PSD por pré-candidata do PT, apesar das diferenças ideológicas e das rusgas do impeachment de Dilma, em 2016

POR GUTEMBERG MOURA

Na política, os fins justificam os meios. Numa eleição então nem se fala…Vale tudo.
Pois bem. Em Severiano Melo (região Oeste potiguar), o prefeito Dagoberto Bessa (PSD) – isso mesmo, do PSD _ apoiará a candidatura de Fátima Bezerra, do PT, – isso mesmo – para o governo.
E qual o problema, se as eleições deste ano são uma mistureba só de partidos, tendências, ideologias, de interesses individuais e de partidos?!!
Problema não há. O que há mesmo é incoerência…de Fátima Bezerra, claro. É o que o PSD é um dos partidos “golpistas” que votaram favorável ao impeachment de Dilma Housseff e que caiu em desgraça para os petistas.
Vale ressaltar que o PSD é o atual partido do governador Robinson Faria, adversário de Fátima Bezerra na disputa pelo governo estadual.
Bom. Além do prefeito Dagoberto, também vão apoiar o projeto eleitoral da senadora Fátima Bezerra, o vice Coitinho, o presidente da Câmara Berg Monteiro e mais três vereadores.
E tome “gópi“…na ética política e na seriedade eleitoral. Dá-lhe, Fátima!

Diretor da PF ou petista em campanha?

Declarações do diretor da Polícia Federal repercutem mal na corporação

Pegou mal na Polícia Federal a entrevista do diretor Rogério Galloro ao Estadão, dando detalhes dos bastidores da prisão de Lula e da recente tentativa de libertá-lo, por parte do desembargador Rogério Favretto.

Além de cometer uma indiscrição funcional, Galloro relatou informações obtidas de terceiros e acabou sendo desmentido hoje pelos desembargadores Thompson Glores e Gebran Neto.

Parece que o DG não aprendeu a lição do antecessor Fernando Segovia, que caiu após uma atrapalhada entrevista à Reuters.

Fábio Faria finge ser Silvio Santos e “trola” família Abravanel

Apresentador acompanha “pegadinha”

Já imaginou ser imitado pelo genro e ainda por cima na sua frente? Pois foi isso o que aconteceu na família Abravanel nesse domingo. Silvio Santos deu um jeito de escapar daqueles telefonemas intermináveis com os familiares e colocou o genro, Fábio Faria, casado com Patrícia Abravanel, para falar com uma de suas irmãs pelo telefone. Em vídeo publicado no Instagram, Fábio mostrou que tem jeito para a coisa e enganou a família do sogro fazendo a voz e trejeitos de Silvio. Igualzinho. O momento é hilário e mostra ele falando com uma das irmãs do apresentador, Perla: “Silvão você não liga para a gente, não lembra das irmãs velhas.”

Fonte: Guamurama