RÁDIO LIVE: GIVANILDO SILVA

OPINIÃO

POR CARLOS SKARLACK

Giva II

“Em Mossoró a prefeita Rosalba Ciarlini é imbatível”.

É o que pensa o jornalista-radialista, Givanildo Silva.

A opinião foi emitida na estreia da Rádio Live, de Givanildo Silva, nesta quarta-feira, 14, às 10h, em que o jornalista acrescenta, que se desejar, Rosalba se reelegerá para seu quinto mandato como prefeita de Mossoró.

Confira na íntegra a Rádio Live, com participação do jornalista, Gutemberg Moura:

 

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Morre no Rio, aos 63 anos, o jornalista Jorge Bastos Moreno, colunista do Globo

Moreno tinha mais de 40 anos de carreira, grandes furos de reportagens e um Prêmio Esso

POR G1

O jornalista Jorge Bastos Moreno, colunista do Globo, morreu no início da madrugada desta quarta-feira (14), no Rio de Janeiro, aos 63 anos.

Moreno morreu à 1h, de edema agudo de pulmão decorrente de complicações cardiovasculares, conforme informou o Globo.

Um dos mais respeitados repórteres políticos do Brasil, Moreno nasceu em Cuiabá e viveu em Brasília desde a década de 1970. Há 10 anos morava no Rio.

Moreno tinha mais de 40 anos de carreira. Trabalhou no jornal O Globo por cerca de 35 anos, onde chegou a dirigir a sucursal de Brasília.

Furos de reportagens

Seu primeiro grande furo de reportagem foi no “Jornal de Brasília”: a nomeação do general João Figueiredo como sucessor do general Ernesto Geisel.

Durante o impeachment do presidente Fernando Collor, em 1992, quando a própria CPI do PC procurava uma prova cabal que ligasse o presidente aos cheques de “fantasmas” que vinham do esquema PC, foi Moreno que revelou que um Fiat Elba de propriedade do presidente tinha sido comprado pelo “fantasma” José Carlos Bonfim. Uma informação que ainda não era do conhecimento nem do relator da CPI, deputado Benito Gama, nem de seu presidente Amir Lando. A manchete do Globo selava o destino do presidente.

Prêmio Esso

Moreno venceu o Prêmio Esso de Informação Econômica de 1999 com a notícia da queda do então presidente do Banco Central Gustavo Franco e a consequente desvalorização do real.

No fim da década de 1990, estreou sua coluna de sábado. Publicada até o último sábado (10), passou há alguns anos a levar o nome do próprio Moreno.

Desde 10 de março, comandava o talk show “Moreno no Rádio”, na CBN, às sextas-feiras à tarde. Era também o âncora do programa “Preto no Branco”, do Canal Brasil. E mantinha aparições frequentes na GloboNews.

Também em março, lançou o livro “Ascensão e queda de Dilma Rousseff”. É autor de “A história de Mora – a saga de Ulysses Guimarães”, lançado em 2013.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Vídeo: Vereadora dá ordem e guardas arrastam mulher com bebê no colo de dentro da Câmara de Guamaré

Comando da Guarda Municipal que cumpriu ordem foi afastado

A Prefeitura de Guamaré afastou os guardas municipais que atenderam a exigência da vereadora Diva e usaram da força física para expulsar de dentro da casa legislativa – dita casa do povo – uma mulher com um bebê nos braços.

Os guardas usaram a força de quem tinha um mandado judicial – mas não tinham.

Veja o vídeo onde a mulher é agredida e tem o filho quase derrubado dos braços.

Tudo começou quando Diva, que é vice-presidente da Câmara, passou a presidir a sessão de ontem enquanto o presidente, vereador Lula, se pronunciava em plenário.

A popular lhe fez uma crítica e ela rebateu batendo boca com a mulher que assistia à sessão, e aos gritos, chamando a mulher de ‘vagabunda’, a parlamentar deu ordem para que ela fosse retirada.

Há clima de revolta na cidade e a decisão de afastamento dos guardas já foi tomada pela Prefeitura.

O vídeo é prova em favor da mulher agredida que pode entrar com ações na justiça contra a Câmara, contra a vereadora, contra a Prefeitura, contra cada um dos guardas…

Basta um bom advogado para o recado ser bem dado.
Com a palavra o Conselho de Ética da Câmara.

Também a OAB, a Igreja, Ministério Público…

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Briga pela vaga de Ricardo Mota

Suplente quer assumir de deputado afastado 

Depois de cumprir a decisão judicial que afastada o deputado estadual, Ricardo Mote, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã de hoje.

Apenas para formalizar o afastamento.

Sem alterar o que foi decidido pela justiça.

Enquanto isso o ex-vereador de Natal, e condenado na operação Impacto, Adão Eridan (PR) entrou com ação para assumir, como suplente, o cargo do deputado afastado Ricardo Motta (PSB).

Ricardo foi afastado pela justiça, porém, de acordo com a Constituição e o Regimento Interno da Assembleia, o afastamento não torna vago o mandato do parlamentar.

Caso a justiça entenda que a AL terá que preencher a vaga, aí certamente outra ação será impetrada.

Desta vez por parte do terceiro suplente, Leonardo Rêgo (DEM).

Que deverá apontar a condenação de Eridan como impedimento.

O segundo suplente é o Bispo Francisco de Assis, que não está preocupado com esse assunto.

Com 3 anos e meio de mandato pela frente, não vai brigar por um ano e meio de mandato de deputado.

Fonte: Thaisa Galvão

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Operação Pecado Capital: ex-deputado é condenado à 30 anos e 2 meses de prisão

Gilson Moura é condenado com outras 15 pessoas 

Gilson Moura

A denúncia que ficou conhecida como Operação Pecado Capital, apontando desvios de recursos do Instituto de Pesos e Medidas no Rio Grande do Norte, teve mais uma sentença. Dispensa indevida de licitação, peculato,corrupção passiva e lavagem de dinheiro foram os crime reunidos em 22 processos sentenciados pelo Juiz Federal Walter Nunes da Silva Júnior, titular da 2ª Vara, e que resultou na condenação de 15  pessoas.

No total, os réus, além das penas de reclusão, pagarão uma multa de R$ 6.825.100,00.

Entre os condenados está o ex-deputado estadual Francisco Gilson de Moura. A sentença, contendo 215 páginas, condenou  o ex-deputado Gilson Moura pelos crimes de corrupção passiva e peculato, praticados em continuidade delitiva e concurso material entre os dois tipos de ilícito, resultando em uma pena de 30 anos, 2 meses e 28 dias e ainda a multa no valor de R$  1.618.000,00.

“Conforme descritos em cada uma das denúncias oferecidas, ora reunidas aos autos deste processo, os eventos criminosos foram praticados contra a administração pública pelos integrantes do esquema criminoso, idealizado e gerenciado por RYCHARDSON DE MACEDO BERNARDO, que, para satisfazer os seus propósitos ilícitos, reuniu-se com os outros acusados, na realização da empreitada criminosa, no objetivo de desviar e apropriar-se dos valores e recursos do IPEM/RM, os quais lhes foram transferidos pelo INMETRO, para fins de realização de serviços comuns e em decorrência de convênios chancelados entre essas duas entidades jurídicas”, destacou o Juiz Federal Walter Nunes.

Na sentença o magistrado ressaltou que o esquema de locupletamento de recursos do IPEM ocorria de várias formas com pagamentos de empresas diversas, faturamento de mercadorias sem efetivamente serem entregues, faturamento de serviços inexistentes e ainda contratação por serviços que, na verdade, eram prestados à campanha de Gilson Moura para prefeito de Parnamirim, sendo alguns pagos com a inclusão, em folha, de pessoas ligadas a essas empresas.

No caso de Rychardson de Macedo Bernardo ele fez acordo de delação premiada e, nesse processo específico, recebeu o perdão judicial, já que ele nos processos anteriores foi condenado ao total de pena de 15 anos, 11 meses e 29 dias.

Foram condenados:

1 – Rychardson de Macedo Bernardo – 28 anos, 11 meses e 11 dias de reclusão pelos crimes de corrupção passiva e peculato, e 12 anos, 1 mês e 4 dias de detenção pelo crime de dispensa indevida de licitação. Multa de R$ 1.938.000,00

2 Francisco Gilson de Moura – em 30 anos, 2 meses e 28 dias de reclusão, concernentes aos crimes de corrupção passiva e de peculato. Multa de R$1.618.000,00

3 Augusto Halley Caldas Targino – em 14 anos, 3 meses e 3 dias de reclusão para o delito de peculato. Multa de R$ 963.900,00

4 – Aécio Aluízio Fernandes de Faria – 11 anos, 1 mês e 10 dias de reclusão para o delito de peculato. Multa de R$ 234.600,00

5 – Daniel Vale Bezerra – 11 anos, 1 mês e 10 (dez) dias de reclusão para o delito de peculato. Multa de R$ 234.600,00

6 – Carlos Macílio Simão da Silva – 6 anos, 4 meses e 20 dias de detenção para o crime de dispensa de licitação indevida e 7 anos e 6 meses de reclusão para o delito de peculato. Multa de R$ 476.850,00

7 – Wilson Gomes Zumba – 5 anos e 9 meses de detenção para o crime de dispensa de licitação indevida. Multa de R$ 130.050,00

8 – Gerlane Morais Nicolau Gurgel – 4 anos, 7 meses e 6 dias de detenção para o crime de dispensa de licitação indevida. R$ 122.400,00

9 – Fernando de Lima Fernandes – 4 anos e 10 meses de reclusão para o delito de corrupção passiva. R$ 91.800,00

10 – Gilvan Dantas Galvão – 5 anos de reclusão para o delito de corrupção ativa. Multa de R$ 255.000,00

11 – Márcio Muniz da Silva – 5 anos de reclusão para o delito de corrupção ativa. Multa de R$ 114.750,00

12 – Oldair Vieira de Andrade – 8 anos e 4 meses de reclusão para o delito de peculato. Multa de R$ 137.700,00

13 – José Bruno de Souza Neto – 8 anos e 4 meses de reclusão para o delito de peculato. Multa de R$ 145.350,00

14 – Danúbio Almeida de Medeiros – 11 anos, 1 mês e 10 dias de reclusão para o delito de peculato. R$ 224.400,00

15 – Nélia Ramalho Freire de Medeiros – em 8 anos e 4 meses de reclusão para o delito de peculato. R$ 137.700,00

No caso dos réus RYCHARDSON DE MACEDO BERNARDO, AÉCIO ALUÍZIO FERNANDES DE FARIA, DANIEL VALE BEZERRA, CARLOS MACÍLIO SIMÃO DA SILVA, JOSÉ BRUNO DE SOUZA NETO, DANÚBIO ALMEIDA DE MEDEIROS e NELIA RAMALHO FREIRE DE MEDEIROS eles fizeram colaboração premiada e tiveram perdão judicial.

Fonte: JFRN

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

BANDIDÃO: JOESLEY SAFADÃO VOLTOU

DEPOIS DE PRATICAR 245 CRIMES EMPRESÁRIO VOLTA AO BRASIL DANDO LIÇÃO DE MORAL

POR REINALDO AZEVEDO

Joesley Folgadão, um dos donos da JBS, está de volta ao Brasil. E cheio de indignação. Quem diria! O homem que confessou 245 crimes e poderia ser condenado a até 2 mil anos de cadeia está falando grosso. Quem lhe deu tanta moral? Ora, deve ser Rodrigo Janot. Deve ser Edson Fachin.

A sua assessoria divulgou um comunicado. Lá se lê este mimo:
“Joesley Batista estava na China — e não passeando na Quinta Avenida, em Nova York, ao contrário do que chegou a ser noticiado e caluniosamente dito até pelo presidente da República. Não revelou seu destino por razões de segurança. Viajou com autorização da Justiça brasileira”.

Opa! Dizer agora que alguém está em Nova York, não na China, é calúnia, é atribuição de crime? O que gerou indignação não é o país ou a cidade de destino, mas os benefícios concedidos a bandidos tão vistosos.

O empresário também disse que se mandou pra proteger sua família. Pois é… É uma pena que os prejuízos que ele provocou à economia brasileira punam tantas famílias pobres, não é? Ele deveria vender a sua participação na J&F e destinar todo o dinheiro a um fundo sério de combate à pobreza. Que tal? Não é que não me comova com as necessidades de sua família, mas prefiro dar prioridade aos pobres de tão pretos e pretos de tão pobres.

O bandido, agora com fala de mocinho, manda dizer o seguinte:
“Joesley é cidadão brasileiro, mora no Brasil, paga impostos no Brasil e cria seus filhos no Brasil. Está pessoalmente à disposição do Ministério Público e da Justiça brasileiros para colaborar de forma irrestrita no combate à corrupção”.

Caramba! Agora ele virou paladino da Justiça!

Eis os heróis que estes tempos estão fazendo! E, na noite de ontem, as redes sociais urravam com a manutenção da prisão de Andrea Neves. E Joesley combatendo a corrupção!!!

Patriota danado!!!

Informa a Folha:
“Ele voltou para prestar depoimentos e resolver assuntos pessoais. Joesley e o diretor da J&F Ricardo Saud prestaram esclarecimentos ao procurador da República Ivan Marx em investigação sobre supostos repasses da empresa ao PT por intermédio do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega. Os recursos seriam originários de contratos com o BNDES e fundos de pensão e teriam abastecido campanhas dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff em contas no exterior, conforme os empresários apontaram em delação premiada. Os petistas negam.”

Mal contado
Está tudo mal contado. Só um tonto não percebe que essa história não fecha. A grana pública pesada do grupo J&F era a oriunda do BNDES, sob o mando do PT. Sim, há acusações que dizem respeito ao partido, mas os presos, até agora, desse imbróglio são três pessoas ligadas a Aécio Neves, que Janot também quer ver na cadeia, e outro ligado a Michel Temer.

Não consta que haja gravações com petistas.

Fosse um roteiro, seria uma história ruim. Há alguma coisa que não fecha aí. Quem tiver tempo e condições que comece a investigar.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

RÁDIO LIVE: GIVANILDO SILVA

ESTREIA COM PARTICIPAÇÃO DO JORNALISTA GUTEMBERG MOURA 

Giva I

Giva e Berg I

Estreia, aqui, às 13h, a Rádio Live, com o jornalista-radialista, Givanildo Silva.

Participação do jornalista, Gutemberg Moura.

Aguarde.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Governo realiza Vila Cidadã nesta sexta-feira (16) em Serra Caiada

Julianne Faria comanda ação ao lado do governador Robinson Faria 

Juliane Faria (SETHAS)

Os serviços do projeto Vila Cidadã chegam nesta sexta feira (16) ao município de Serra Caiada. O evento será a partir das 9h, na Rua Padre Antônio Vilela, Centro. Serão ofertados os serviços de emissão de carteira de identidade, CPF e carteira do artesão, ações da Secretaria de Saúde com a realização de testes rápidos de HIV/Aids, sífilis, glicemia, doação de preservativos, verificação de pressão arterial, além da distribuição de 200 cheques do programa Microcrédito do Empreendedor.

“Essa é a 16º edição do Vila Cidadã, que já chegou a 10 municípios e cinco bairros de Natal. O projeto leva cidadania, educação e serviços que aproximam o Governo da população mais carente”, afirmou a secretária de Trabalho, Habitação e Assistência Social, Julianne Faria.

O Vila Cidadã é um projeto do Governo do RN, coordenado pela Sethas-RN, que tem o objetivo de levar para perto da população os serviços públicos oferecidos pelo Estado. Até agora já foram contabilizados cerca de 38 mil atendimentos nas 15 edições, que foram realizadas em: Mãe Luiza, Jardim Progresso, Leningrado, Conjunto dos Garis, Felipe Camarão, Lajes, Pedro Avelino, Parnamirim, Serra de São Bento, São Miguel, Mossoró, Currais Novos, Caicó, São José de Mipibu e Areia Branca.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Na cadeia, Henrique Alves pede almoço ‘vip’ e usa celular

Juiz federal faz visita ao ex-deputado Henrique Alves

Presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves

O juiz federal Francisco Eduardo Guimarães Farias fez nesta terça-feira uma visita surpresa à Academia da Polícia Militar em Natal, onde está preso o ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN/governos Dilma e Temer). A visita foi motivada por um parecer emitido pelo Ministério Público Federal (MPF) no Rio Grande do Norte, na última segunda-feira, que se mostrava favorável à transferência de Alves para Brasília, conforme solicitado pelo juiz da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, Vallisney de Oliveira.

Segundo os procuradores, o ex-ministro estaria recebendo “regalias”, como o acesso a “mídias proibidas”, refeições encomendadas de restaurantes famosos de Natal e “falta de controle rigoroso sobre visitas”. A Justiça Federal no Rio Grande do Norte informou a VEJA que, em sua visita, o juiz não conseguiu flagrar os excessos, mas, de qualquer forma, pretende preparar um documento para regulamentar as visitas e garantir que as normas sejam seguidas.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

ESTREIA HOJE: RÁDIO LIVE DO GIVVA

GIVANILDO SILVA AO VIVO ÀS 10H

Givanildo-Silva-assessor

Confirmado.

Nesta quarta-feira, 14, às 10h, tem a estreia da RÁDIO LIVE DO GIVVA com Givanildo Silva.

Depois de estrelar no rádio, jornal e TV, Givanildo Silva, na Internet.

Acompanhe no Facebook do Givva e no Facebook do Skarlack

Reprodução aqui no blog às 12h.

Givanildo Silva e sua credibilidade em forma de opinião.

 

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+