Sindiserpum pede audiência com o prefeito Allyson para discutir ‘pendências’ salarial

Objetivo de audiência é discutir o pagamento do restante do 13º salário de 2020, diárias operacionais da Guarda Municipal, intrajornada do Trânsito, insalubridade e insalubridade Covid-19

A vereadora Marleide Cunha (PT) protocolou no Palácio da Resistência – sede da Prefeitura de Mossoró –

A direção do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (SINDISERPUM) protocolou um pedido de audiência com o prefeito Allyson Bezerra (Solidariedade).

A audiência tem por objetivo discutir o pagamento do restante do 13º salário de 2020, além de diárias operacionais da Guarda Municipal, intrajornada do Trânsito, insalubridade e insalubridade Covid-19.

No documento do sindicato, não há nenhum mês de salário em aberto, conforme a pauta acima citada.

A presidente do Sindiserpum também protocolou a pauta de reivindicação da Educação, construída em assembleia no último dia 23 de dezembro e onde foram destacados os seguintes pontos

– Implementação da política de valorização dos profissionais da Educação com revisão do Piso Salarial;

– Cumprimento do 1/3 da jornada extraclasse de acordo com a Lei Federal nº 11.738/2008;

– Reforma nas escolas e adequação ao ambiente educativo;

– Gestão democrática com eleição direta para diretores(as);

– Retorno das aulas presenciais apenas após a vacina;

– Publicação das progressões funcionais de classe e nível;

– Pagamento do 14º salário para as escolas premiadas;

– Atualização do auxílio deslocamento para profissionais da zona rural;

– Retorno do desconto em contracheque da contribuição sindical mensal;

– Apresentar calendário de pagamento do ano 2021;

– Assento para o Sindiserpum no Conselho Municipal de Educação;

– Pagamento da rescisão dos aposentados;

– Concurso público.

Em breve o sindicato realizará assembleia também com os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate às Endemias (ACE) para construir a sua pauta de reivindicação, já que uma lei federal definiu janeiro como data-base de reajuste da categoria.

“Esperamos que o prefeito revele a sua real abertura de diálogo, bem como o interesse em valorizar o serviço público através de ações concretas. Aguardaremos a audiência”, comentou Marleide Cunha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − dezesseis =