Bolsonaro depõe em inquérito sobre interferência na PF, sem defesa de Moro

Advogado do ex-ministro reclama da falta de isonomia entre os depoentes, já que ambos são investigados no STF

O presidente Jair Bolsonaro depôs na noite desta quarta-feira à PF sobre a sua suposta interferência na própria Polícia Federal, sem a presença da defesa do ex-ministro Sergio Moro. O

Os dois são investigados no inquérito sobre o caso no STF, sob a relatoria do ministro Alexandre de Moraes.

O advogado de Moro, Rodrigo Sánchez Rios, acaba de divulgar uma nota afirmando que foi surpreendido pela notícia do depoimento sem que a defesa do seu cliente fosse intimada e comunicada previamente.

Segundo Sánchez Rios, a sua ausência impediu a formulação de “questionamentos pertinentes, nos moldes do que ocorreu por ocasião do depoimento prestado pelo ex-ministro em maio do ano passado”.

“A adoção de procedimento diverso para os dois coinvestigados não se justifica, tendo em vista a necessária isonomia entre os depoentes”, afirmou o advogado.

No mês passado, o Radar noticiou que a defesa de Moro sentiu o cheiro de queimado no STF diante da possibilidade que Bolsonaro pudesse ter o benefício de depor sem dos advogados do ex-ministro.

Fonte: Veja.com.br

Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × cinco =