Jair Bolsonaro e o senhor embaixador

Brincando com fogo

Num dia em que aparentemente faltou tomar remédio, Jair Bolsonaro, em cerimônia no Palácio do Planalto, dirigiu-se ao ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, com as seguintes palavras:

“Assistimos a um grande candidato a chefia de Estado (Joe Biden) dizendo que, se eu não apagar o fogo da Amazônia, ele vai levantar barreiras comerciais contra o Brasil (…) Apenas na diplomacia não dá (…) Quando acaba a saliva, tem que ter pólvora.”

Ao ouvi-las, pensei que Bolsonaro talvez cogite declarar guerra aos Estados Unidos, para obter alguns trocados, assim como fez o personagem de Peter Sellers em O rato que ruge. No filme, o governante do fictício Grão-Ducado de Fenwick resolve guerrear com os Estados Unidos, a fim de que, um vez derrotado, o pequeno país escape da bancarrota. Explica-se: ele conta com a ajuda financeira americana para tirar Fenwick das cordas, da mesma forma que ocorreu com Alemanha e Itália depois da Segunda Guerra, por meio do Plano Marshall. Só que, inesperadamente, Fenwich vence a guerra contra a maior potência militar que o mundo já conheceu.

O filme é uma comédia deliciosa, ao contrário desta pantomima encenada por Bolsonaro. O teatrinho oscila entre macabro e ridículo, a depender do tema. Imaginar que o presidente do Brasil, um país militarmente insignificante, possa ameaçar com “pólvora” os Estados Unidos da América pertence ao extremo do ridículo. De qualquer forma, chama atenção o fato de o embaixador americano em Brasília, Todd Chapman, ter postado no Twitter, logo depois da fala de Bolsonaro, a mensagem que se segue:

“O Destacamento de Fuzileiros Navais na Embaixada e nos Consulados dos EUA compartilha uma longa história e uma relação importante e duradoura com a diplomacia que nos permite construir com segurança uma relação bilateral mais forte com o Brasil. Happy Birthday.”

Email this to someone
email
Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Pin on Pinterest
Pinterest
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + dezoito =