Sesap discute transmissão comunitária da variante delta e aumento de solicitações de leitos privados no RN

Outro ponto preocupante é o aumento discreto de solicitações por leitos privados

transmissão comunitária da variante delta no RN e o aumento de solicitações de leitos privados para tratamento de casos de Covid preocupam os gestores da Secretaria Estadual de Saúde (Sesap) e foi tema de reunião neste domingo (30) com representantes das regionais de saúde.

Na ocasião, foram apresentados pontos importantes no cenário epidemiológico que, apesar de mostrar um momento favorável tanto como em queda de número de casos e óbitos, como em solicitações por leitos de UTI no serviço público, apontam algumas preocupações.

“Percebemos alguns municípios em vermelho, em alerta e, além disso, nossa preocupação é com a transmissão comunitária da variante delta e as 63 mil pessoas em todo o estado que não procuraram os postos de vacinação para completar seu esquema vacinal. Esse é um dado que requer todo cuidado”, ressaltou o secretário de saúde Cipriano Maia.

LEIA MAIS

Outro ponto preocupante é o aumento discreto de solicitações por leitos privados, o que demonstra um caminho já percorrido em outros momentos no estado que antecederam picos da pandemia. “A solicitação por leitos privados tem alguns pontos importantes que podemos avaliar. Um deles é esse trajeto já percorrido anteriormente que precisamos estar atentos para que possamos combater uma possível nova onda da pandemia”, disse Lyane Ramalho, subsecretária de Planejamento e Gestão da Sesap.

Por G1RN

MP do Trabalho pede afastamento de Sérgio Camargo

Segundo reportagem do Fantástico, o presidente da Fundação Palmares é acusado de assédio moral e perseguição ideológica
MP do Trabalho pede afastamento de Sérgio Camargo

O Ministério Público do Trabalho entrou com um pedido na Justiça para afastar o presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo. Segundo reportagem exibida ontem pelo Fantástico, ele é é acusado de assédio moral, perseguição ideológica e perseguição.

A TV Globo teve acesso aos 16 depoimentos contra Camargo. De acordo com o procurador Paulo Neto, todos eles indicam que os crimes foram cometidos.

O Ministério Público do Trabalho ainda pede que o presidente da Fundação Palmares pague R$ 200 mil por danos morais.

Funcionários relataram à emissora que Camargo gritava e humilhava seus subordinados. “Esses homens que têm esses cabelos altos e de periferia é tudo malandro”, teria dito eleO presidente da fundação pedia ainda que “se achasse um esquerdista, era para avisar”.

Governo do RN promove 443 policiais militares e 23 bombeiros

Decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado neste sábado (28)

POR G1RN

Soldado PM RN — Foto: Divulgação/ PM

O governo do Rio Grande do Norte publicou na edição deste sábado (28) do Diário Oficial do Estado um decreto em que promove 466 agentes da segurança pública. O documento é para a promoção de 399 praças e 44 oficiais da Polícia Militar e 23 oficiais e praças do Corpo de Bombeiros.

As promoções dos praças foram de sargento a subtenente, entre homens e mulheres. Entre os oficiais, houve a inclusão de sete mulheres nos quadros de combatente e também médico.

“Foi promovida uma coronel, o último posto da polícia militar, e as demais oficiais também são oficiais superiores, que é o posto mais alto da corporação. Então a governadora valorizou a lei que enviou para a Assembleia, unificando e universalizando a entrada das mulheres nos quadros da Polícia Militar”, disse o coronel Francisco Araújo, secretário de Estado da Segurança Pública (Sesed).

A lei a qual o secretário se refere é a Lei Complementar Nº 683, de 28 de julho de 2021, que assegura a igualdade de acesso às vagas, entre homens e mulheres, nos próximos concursos da PM RN.

“A Lei reajustou todos os nossos quadros já existentes, distribuindo melhor nosso efetivo dentro do território no estado. Ou seja, melhora a gestão e o trabalho da segurança pública, vez que melhora o desdobramento da tropa no terreno, interiorizando a segurança e atingindo as pessoas mais distantes da capital”, disse o comandante da Polícia Militar, coronel Alarico Azevedo.

Encceja 2020: provas acontecem neste domingo em todo o país

1,6 milhão de pessoas estão inscritas

Os inscritos no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) realizam neste domingo (29) as provas que podem garantir certificados do ensino fundamental ou do ensino médio para quem não concluiu essas etapas em idade regular.

O Encceja será aplicado para mais de 1,6 milhão de pessoas, em 622 cidades brasileiras. São quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha. O exame também inclui uma redação dissertativa-argumentativa de até 30 linhas.

Para realizar o exame, o candidato deve:

  • comparecer ao local com 1 hora de antecedência;
  • apresentar um documento de identidade com foto;
  • usar máscara de proteção contra a Covid-19.

Os portões serão abertos às 8h (horário de Brasília) e fechados 45 minutos depois (confira o cronograma completo abaixo).

Para chegar ao local da prova sem atraso e com segurança, é importante que o candidato confira com antecedência o endereço no cartão de confirmação no Sistema Encceja. É indicado ainda que o cartão seja impresso e levado no dia.

  • Provas: 29 de agosto
  • Abertura dos portões: 8h e 14h30
  • Fechamento dos portões: 8h45 e 15h15
  • Horário das provas: das 9h às 13h e das 15h30 às 20h30
  • Gabaritos: até 10 de setembro
  • Resultados: data ainda será divulgada

Agressão covarde contra Jornalista em seu trabalho na Câmara Municipal de Natal

Crime contra mulher

POR BLOG TERRITÓRIO LIVRE

A jornalista e servidora pública Renata Fernandes Paiva foi fisicamente agredida em seu ambiente de trabalho na Câmara Municipal de Natal por outro servidor do órgão.

Por ser cobrado em razão de suas atribuições, o Diretor da TV Câmara, Rodrigues Neto, agrediu a Renata, com violência física e impropérios, constatada por exame de corpo de delito do ITEP/RN, que atesta inúmeros hematomas no corpo da vítima: Renata foi arrastada pelos corredores, e expulsa do ambiente aos empurrões.

O fato se deu na última quinta-feira, 19 de agosto, e ainda são esperadas providências da Câmara Municipal e dos órgãos e entidades de defesa da mulher  e de direitos humanos.

É estarrecedor que no Parlamento Municipal, Casa de Diálogo e de convivência democrática dos divergentes, um seu servidor, em cargo de Direção, imponha seu pensamento ou decisão à força física bruta, covardemente agredindo uma mulher, e sua colega jornalista.

O fato não pode ficar impune, sob pena de a Câmara Municipal de Natal admitir que, em seu recinto democrático, passe a imperar a barbárie e a truculência, mais grave ainda contra a mulher, numa Casa que abriga a Frente Parlamentar em Defesa da Mulher.

É uma boa oportunidade para Câmara de Natal, vereadores e autoridades públicas colocarem em prática o AGOSTO LILÁS, tão propagado contra a VIOLÊNCIA CONTRA a mulher com rosto, nome e exame de corpo de delito para comprovar.

 

YouTube suspende pagamentos a canais após decisão do TSE sobre fake news

Cumprimento à decisão do TSE

Logo do YouTube — Foto: REUTERS/Lucy Nicholson

YouTube informou na última quinta-feira (26) que suspendeu pagamentos a produtores de conteúdo de 14 canais, após decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre disseminação de notícias falsas.

“Em cumprimento à decisão do Tribunal Superior Eleitoral de 16 de agosto, o YouTube informa que já suspendeu o acesso à receita atribuída aos responsáveis pelos 14 canais indicados pelo TSE”, afirmou a plataforma em nota.

“Reforçamos nosso compromisso de permanecer colaborando com o trabalho das autoridades no Brasil e de prosseguir investindo em políticas, recursos e produtos para proteger a comunidade do YouTube de conteúdo nocivo”, adicionou a empresa.

Na semana passada, o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Luis Felipe Salomão, determinou que as plataformas digitais YouTube, Twitch, Twitter, Instagram e Facebook suspendessem o repasse de valores obtidos por meio da exibição de propagandas para pessoas e páginas que estariam propagando notícias falsas sobre o sistema eleitoral brasileiro.

Rio Grande do Norte atinge 3.560.903 de habitantes, diz IBGE

Em 2021, são 26.738 habitantes a mais que em 2020

POR G1 RN

RN atinge 3.560.903 milhões de habitantes, diz IBGE — Foto: Canindé Soares

A população do Rio Grande do Norte foi estimada em 3.560.903 de habitantes, o que corresponde a cerca de 1,7% da população brasileira. A estimativa com o total de habitantes dos estados brasileiros se refere a 1° de julho de 2021 e foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (27).

Em 2020, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estimou um total de 3.534.165 pessoas no Rio Grande do Norte. Em 2021, são 26.738 habitantes a mais.

A estimativa de 2021 não incorpora os efeitos da pandemia. “Os efeitos da pandemia da Covid-19 no efetivo populacional não foram incorporados nesta projeção, devido à ausência de novos dados de migração, além da necessidade de consolidação dos dados de mortalidade e fecundidade, fundamentais para se compreender a dinâmica demográfica como um todo”, informou em nota o IBGE.

Segundo o IBGE, as implicações da pandemia no tamanho da população serão verificadas a partir do próximo Censo Demográfico, previsto para ser realizado no ano que vem.

As estimativas populacionais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para o cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos.

Acordei com uma baita vontade de votar em Sergio Moro (de novo)

Eu já disse alguns meses atrás: sou o porta-bandeira do terceiro bloco”

Por Diogo Mainardi 

O golpe que está sendo tramado pelos quadrilheiros do Congresso Nacional para cassar os direitos de Sergio Moro estimulou-me a reproduzir uma coluna que publiquei na Crusoé, em 24 de maio:

“Acordei com uma baita vontade de votar em Sergio Moro. Neste momento, ele nem pensa em se candidatar a presidente da República. Está no ostracismo, em Washington, empenhado unicamente em fazer direito o trabalho na empresa que o contratou. Como ele nunca roubou, tem de ralar para se sustentar. Só aparece aqui de duas em duas semanas, com suas colunas na Crusoé.

Defensoria Pública do RN revoga recomendação para anular provas do concurso da Polícia Civil

Decisão foi publicada nesta quinta-feira (25)

A Defensoria Pública do Rio Grande do Norte (DPE/RN) publicou nesta quarta-feira (25) decisão em que torna sem efeito a recomendação de anulação das provas para agente e escrivão do concurso público da Polícia Civil do estado, realizado em julho deste ano.

A recomendação havia sido divulgada na terça-feira (24) e também pedia que não fossem divulgados os resultados relativos a essa etapa do concurso.

A DPE informou que recebeu informações da empresa responsável “acerca das medidas adotadas por esta durante a aplicação das provas do concurso público para provimento dos cargos de agente, escrivão e delegado de polícia civil, e ainda, pelo compromisso de elucidação dos fatos, a fim de manter a lisura do certame até a sua conclusão”. Também houve a convocação do Gabinete Civil do Estado para uma reunião para “debater o andamento do pleito junto a todas as instituições envolvidas”.

LEIA TAMBÉM

Recomendação da Defensoria

A recomendação do DPE foi publicada no Diário Oficial do Estado desta terça (24). A publicação levava em consideração o inquérito policial (leia aqui), que investiga irregularidades durante a aplicação do exame, como vazamento de provas, falhas na segurança e utilização de ponto eletrônico.

Dois candidatos envolvidos chegaram a ser presos por tentativa de fraude (relembre aqui a primeira pessoa presa e a segunda pessoa detida).

“Pelo conteúdo do depoimento prestado pelo flagranteado em sede da autoridade policial, a associação criminosa por trás da tentativa de burla ao concurso público possuía à sua disposição todos os tipos de caderno de prova, incluindo o tema da redação, antes mesmo do início de sua aplicação”, registra o texto.

A recomendação também apontava outros três boletins de ocorrências, relacionadas a irregularidades registradas no dia da aplicação da prova.

Entre as denúncias citadas, estão informações de malotes violados e o não recolhimento de impressão digital dos candidatos, como previsto no edital.

O texto pedia ainda que fosse realizado novo certame público, observando integralmente o que consta no edital.

Em consulta feita pela Defensoria, o presidente da comissão do concurso informou que posteriormente foram identificados pela própria organizadora do concurso outros quatro candidatos que também teriam se utilizado de ponto eletrônico e não foram flagrados na ocasião da prova.

 

Órgãos públicos federais deverão reduzir consumo de energia de 10% a 20%, define decreto

Brasil enfrenta a pior crise hídrica dos últimos 91 anos

O governo federal publicou nesta quarta-feira (25) um decreto no qual determinou que os órgãos públicos federais deverão reduzir o consumo de energia de 10% a 20% entre setembro de 2021 e abril de 2022.

O decreto é assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, foi publicado em edição extra do “Diário Oficial da União” e vale para órgãos da administração pública federal direta, autarquias e fundações. De acordo com o governo, a medida não engloba estatais.

O país enfrenta a pior crise hídrica dos últimos 91 anos. Os reservatórios do Sudeste e do Centro-Oeste, que respondem por 70% da geração de energia do país, estão com 23% da capacidade de armazenamento, nível menor que o registrado em agosto de 2001, quando o país enfrentou racionamento de energia.

Nesta terça (24), o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) chegou à conclusão que houve “relevante piora” das condições hídricas e que é imprescindível manter todas as medidas em andamento e adotar novas providências para manter os reservatórios das hidrelétricas.

Segundo o Ministério de Minas e Energia, o governo federal tem mais de 22 mil edificações próprias e cerca de 1,4 mil imóveis alugados, como escritórios, escolas, hospitais e universidades.

Redução do consumo

O decreto estabelece uma série de medidas que os órgãos federais deverão adotar para reduzir o consumo de energia nos prédios públicos, entre as quais:

  • Desligar o aparelho de ar-condicionado quando o ambiente estiver desocupado;
  • Limitar o resfriamento dos ambientes 24°C e o aquecimento a 20°C;
  • Optar pela ventilação natural nos dias com temperaturas amenas;
  • Desligar a iluminação quando os ambientes estiverem desocupados;
  • Utilizar sensores de presença em ambientes como banheiros, corredores e garagens;
  • Desligar o monitor, a impressora, o estabilizador, a caixa de som, o microfone e outros acessórios sempre que não estiverem em uso;
  • Utilizar, sempre que possível, escadas para acesso aos primeiros pavimentos e para subir ou descer poucos andares.