JOSÉ AGRIPINO EMITE NOTA SOBRE OPERAÇÃO DA PF

SENADOR EXPLICA SOBRE DOAÇÕES

Depois de ter seu nome citado em operação da Polícia Federal realizada e que teve como principal alvo, o senador Aécio Neves, PSDB, o senador potiguar, José Agripino, DEM, emite nota.

NOTA

O senador José Agripino não foi alvo de busca e apreensão em nenhum dos seus endereços.

Enquanto presidente nacional do Democratas, buscou, seguindo a legislação eleitoral vigente, doações para o partido.

Doações que, solicitadas a diversas empresas, foram voluntariamente feitas sem que o ato de doação gerasse qualquer tipo de compromisso entre o doador e o partido ou qualquer dos seus integrantes.

O senador permanece à disposição da Justiça para os esclarecimentos que se fizerem necessários.

Assessoria de Comunicação

Rominna Jácome

STAND-UP POLÍTICO

PT REALIZA UMA CONFERÊNCIA INTERNACIONAL EM DEFESA DA DEMOCRACIA 

Se você anda sem algum motivo para gargalhar, o PT oferece um.

O partido de Lula, apoiador e financiador de ditaduras como a de Cuba e muitas outras, realiza um encontro.

Quer saber o nome da reunião?

Chama-se Conferência Internacional de Defesa da Democracia.

Mas, segure o riso que tem mais…

Entre os palestrantes estão Dilma e Eduardo Suplicy que foram derrotados nas disputas para o senado, respectivamente, em Minas Gerais e São Paulo…eheheh…

RITINHA ACUSA RICARDO MOTA

DE NOVO

POR ROBSON PIRES

Segundo a Dama de Espadas, Rita das Mercês, o Valete de Copas, deputado Ricardo Motta (PSB), tentou comprar o silêncio do filho dela, Gutson, que negociou delação na Operação Cadeeiro, a qual investiga o desvio de recursos do Idema. Rita disse Motta ofereceu R$ 50 mil a Gutson, que, segundo ela, não aceitou o dinheiro.

PENSANDO BEM…

…DEPOIS DA PATUSCADA DA “OPERAÇÃO VULCANO”

O Velho Apache Antenado conversa com seus botões

– Depois da patuscada em que se transformou a propalada “Operação Vulcano”, em que o Ministério Público listou 19 pessoas – políticos e empresários de Mossoró -, por suposta formação de cartel, e a Justiça inocentou todos os envolvidos, é bom pensar e, repensar, antes de se publicar qualquer denúncia, a partir de agora.

SÓ CRISTO SALVA!

REFLEXÃO 

ANTES DE MORRER

MAOMÉ, DISSE:

“Eu não sei o propósito da vida”

CONFÚCIO, DISSE:

“Eu não sou o caminho”

BUDA, DISSE:

“Procuro pela verdade”

JESUS, DISSE:

“Eu sou o caminho, a verdade e a vida” (João 14.6)

Operação contra Aécio envolve vários políticos

Delação da JBS originou operação

Na “Operação Ross” a  Polícia Federal cumpre 24 mandados de busca e apreensão em oito estados e no Distrito Federal e tem como principal alvo o senador Aécio Neves.

A operação ocorre simultaneamente em São Paulo (capital e interior, com nove mandados), Brasília, Bahia e Rio Grande do Norte.

Decorre do inquérito 4519, que tem como relator, no Supremo Tribunal Federal, o ministro Marco Aurélio.

Segundo a PF, o senador Aécio Neves comprou apoios políticos e empresários ajudaram com doações de campanha e caixa 2, por meio de notas frias.

Paulo Guedes escolhe deputado Rogério Marinho como secretário de Previdência Social

Definição de nome aconteceu entre Paulo Guedes e o presidente Bolsonaro

POR G1

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, escolheu o deputado federal Rogério Marinho (PSDB-RN) como secretário especial de Previdência Social. O anúncio deve acontecer nesta terça-feira (11).

Guedes acertou o nome de Marinho nesta segunda (10) com o presidente eleito Jair Bolsonaro.

Relator da nova lei trabalhista, proposta pelo governo Michel Temer e aprovada pelo Congresso Nacional, Marinho não se reelegeu em outubro.

Na opinião de Paulo Guedes, Marinho poderá articular no Congresso Nacional a votação da reforma da Previdência.

O futuro ministro defende urgência para a votação, e Bolsonaro já disse que espera a votação ainda no primeiro semestre de 2019.

JOSÉ AGRIPINO É ALVO DE OPERAÇÃO DA PF

JUSTIÇA NEGA BUSCA E APREENSÃO CONTRA SENADOR POTIGUAR

Na operação contra o senador mineiro, Aécio Neves (PSDB), no Rio Grande do Norte o alvo é o senador José Agripino (DEM).

Porém, o ministro Marco Aurélio Mello negou pedidos de busca e apreensão feitos pela PGR contra Agripino Maia.

Não foram revelados, ainda, os motivos do envolvimento de Agripino.

PF faz buscas em imóveis de Aécio Neves, Cristiane Brasil e Paulinho da Força

Imóveis de José Agripino, Anastasia e Benito Gama também são vasculhados 

Senador Aécio Neves (PSDB), que foi eleito deputado federal, no dia da votação em Minas — Foto: Reprodução/TV Globo

Equipes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal cumprem, na manhã desta terça-feira (11), mandados de busca e apreensão em imóveis do senador Aécio Neves (PSDB) e da irmã dele, Andréa Neves, no Rio e em Minas Gerais.

A procura de documentos faz parte de operação baseada em delações de Joesley Batista e Ricardo Saud. Os executivos do grupo J&F relataram repasse de propina de quase R$ 110 milhões ao senador Aécio Neves.

Suspeita-se que os valores eram recebidos através da simulação de serviços que não eram efetivamente prestados e para os quais eram emitidas notas fiscais frias.

A Operação Ross cumpre total de 24 mandados de busca e apreensão em oito estados e no Distrito Federal. São investigados os crimes de corrupção passiva, organização criminosa, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

A defesa do tucano, em nota, considerou a medida “desnecessária” (veja nota abaixo).

Alvos da operação

  • Aécio Neves (PSDB), senador e deputado federal eleito;
  • Agripino Maia (DEM), senador;
  • Andréa Neves, irmã de Aécio;
  • Antonio Anastasia (PSDB-MG), senador;
  • Benito da Gama (PTB), deputado federal;
  • Cristiane Brasil (PTB), deputada federal;
  • Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força, deputado federal e presidente nacional do partido Solidariedade.

Além dos políticos, as buscas miram empresários que, afirmam promotores, emitiram notas fiscais frias para Aécio.

Petras é eleito Vereador do Ano 2018

Parlamentar recebeu 6 dos 11 votos, nesta segunda-feira

Em votação realizada nesta segunda-feira (10), na Câmara Municipal de Mossoró, o vereador Petras (DEM) foi o vencedor do Prêmio Vereadora Niná de Macedo Rebouças e proclamado Vereador do Ano 2018. O parlamentar recebeu 6 dos 11 votos.

Os demais votados foram o vereador Raério (PRB), com 3 votos; vereador Professor Francisco Carlos (PP), 1 voto, e vereadora Isolda Lula Dantas (PT), com 1 voto.

A eleição é regulamentada pela Resolução 02/2011, que estabelece como eleitores: 4 entidades representativas da sociedade, 4 profissionais de comunicação e 3 servidores efetivos da Câmara, cujos representantes foram escolhidos por sorteio.

O ocupante da Presidência não concorre ao prêmio, conforme a Resolução 16/2015, de autoria da vereadora Izabel Montenegro (MDB). A votação, secreta, ocorreu em urna lacrada, na Sala de Imprensa Jornalista Kléber Barros.

A apuração ocorreu logo após o fim da votação, na sala da Presidência, com a presença de comissão formada por vereadores e servidores da Casa, e gravada pela TV Câmara Mossoró.

O vereador Petras agradece a lembrança do seu nome e reforça compromisso de trabalho. “O sentimento é de gratidão por esse reconhecimento e de renovação de forças para fazer de 2019 um ano de ainda mais trabalho”, disse.