OLAVO DE CARVALHO DESMENTE E HUMILHA CAETANO VELOSO

QUANDO FASCISTAS DA MPB ENTRAM EM PÂNICO COM MEDO DE BOLSONARO

“VOCÊ (CAETANO) É UM PAU MANDADO DE COMUNISTA, SEMPRE FOI, ESTÁ SENDO AGORA DE NOVO” 

SILAS MALAFAIA DESMASCARA HADDAD

UM VERDADEIRO CRISTÃO NÃO VOTA EM HADDAD 

GIVVA: FATO INÉDITO EMPATE ENTRE FÁTIMA E CARLOS EDUARDO

EMPATE NO SEGUNDO DO TURNO PARA O GOVERNO 

POR GIVANILDO SILVA

Givanildo Silva é radialista-jornalista-advogado

Fato inédito na sucessão estadual do Rio Grande do Norte, o que muda o quadro da corrida substancialmente.

Empate técnico entre a senadora Fátima Bezerra (PT) e doutor Carlos Eduardo (PDT), no limite da margem de erro, como demonstra o levantamento Certus/ Fiern.

Se a eleição fosse hoje (15), tanto poderia dar ela ou ele, mas com ligeira vantagem para ele, que encontra-se, visivelmente, em movimento crescente, fazendo brusca curva ascendente, em uma semana apenas.

Haddad não vai à cadeia, mas envia um preposto

O corrupto-condenado continua dando as cartas no PT direto da cadeia 

POR JOSIAS DE SOUZA

Beneficiado por um habeas-Lula, Fernando Haddad absteve-se de bater ponto na cela especial de Curitiba nesta segunda-feira. Entretanto, num sinal de reverência, enviou um preposto: o tesoureiro do PT, Emidio de Souza. Melhorou a cenografia, pois o candidato saiu da cadeia. Mas não alterou o enredo, pois a cadeia não saiu da candidatura. Emidio é, hoje, o petista mais ligado a Haddad no comitê eleitoral.

Está entendido que as visitas semanais de Fernando Haddad à carceragem da Polícia Federal visavam acelerar a transferência de eleitores de Lula, empurrando o candidato para o segundo turno. Mas ficou entendido que os encontros também grudaram na imagem de Haddad a brutal taxa de rejeição do seu padrinho, potencializando o discurso anti-PT do rival.

Jair Bolsonaro está com um pé no Planalto. Quando colocar os dois, o alto comando do PT talvez inclua o beija-mão carcerário no rol dos erros cometidos durante a campanha. A derrota de Dilma Rousseff na disputa por uma cadeia no Senado por Minas Gerais estilhaçou o discurso de que apresentava o impeachment como golpe. O provável insucesso de Haddad aniquilará a retórica segundo a qual Lula é preso político.

Palocci delata conexão Lula/Kadafi

O que a grande imprensa tenta ignorar sobre relação de Lula com ditador Kadafi

Antonio Milena/ABr

O Antagonista divulgou em primeira mão o acordo de colaboração premiada que Antonio Palocci firmou com a Polícia Federal em Curitiba.

O ex-ministro entregou detalhes do modus operandi nos governos Lula e Dilma que deixou delegados e investigadores perplexos.

Um dos dados obtidos é particularmente estarrecedor: houve pagamento de propina para a inclusão de “emendas exóticas” em 9 a cada 10 medidas provisórias editadas em apenas quatro governos do PT.

Isso torna o processo eleitoral ainda mais dramático.

Entre o candidato lulista e o candidato antilulista, não existe definição sobre quem será o próximo presidente.

Mas não resta dúvida de que apenas um desses caminhos irá selar o seu destino pelos próximos anos:

Mas, apesar da importância histórica destas eleições, a imprensa não está falando toda a verdade para você.

Não espere para ser pego de surpresa.

Pense que diferença faria se todos estivessem vigilantes há exatos quatro anos.

Às vésperas da reeleição de Dilma Rousseff, em outubro de 2014, as verdadeiras intenções da ex-presidente não eram plenamente conhecidas.

E o resultado foi catastrófico:

 

Maioria dos votos de candidatos derrotados no 1º turno migra para Carlos Eduardo, mostra pesquisa

leitorado de Robinson, Queiroga e Carlos Alberto pende para o pedetista

POR PORTALNOAR

Ayrton Freire

Carlos Eduardo Alves, que disputa a eleição para governador do Rio Grande do Norte pelo PDT, é o maior ‘herdeiro’ de votos dos principais adversários derrotados já no primeiro turno. A maioria dos votos de Robinson Faria (PSD), Brenno Queiroga (SD) e Professor Carlos Alberto (PSOL) migraram para o pedetista. É o que mostra a pesquisa Fiern/Certus divulgada nesta segunda-feira, 15.

De acordo com a pesquisa, 47,57% dos 192.037 votos conquistados por Robinson Faria migraram para Carlos Eduardo Alves, que disputa o segundo turno contra Fátima Bezerra, do PT. Ela recebeu 33,98% da votação do atual governador.

A maior migração de votos em favor de Carlos Eduardo Alves veio de Brenno Queiroga: 62,71% de 106.345 eleitores. Fátima Bezerra recebeu 22,03% da votação dele.

Mesmo que o PSOL tenha declarado apoio a Fátima Bezerra, 35,71% dos 31.306 eleitores que votaram no candidato do partido, Professor Carlos Alberto, declararam voto para Carlos Eduardo Alves no segundo turno. Uma parte de 28,57% disse votar na candidata do PT.

A 1ª Pesquisa Fiern/Certus Retratos da Sociedade Potiguar sobre o 2º Turno das eleições 2018 foi realizada de 10 a 13 de outubro, com 1.410 entrevistas, em sete regiões do RN, com margem de erro 3%. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob os números BR – 00385/2018 e RN – 02146/2018.

(RE)TWITTANDO

OPINIÃO

QUANDO SERÁ QUE O JORNAL O GLOBO VAI APRENDER? Acho q nunca! Agora na 1ª página on line , tem 5 matérias a favor de Haddad e 1 a favor de Bolsonaro. Não estou pedindo apoio a Bolsonaro, simplesmente q seja imparcial ou pelo menos um pouco menos parcial.VERGONHOSO !

Haddad, os petistas, a esquerda, o jornalismo engajado, todos dizem que o eleitor de Bolsonaro é fascista. O curioso é que Haddad e o PT tentam atrair esses vulgos “fascistas” para virarem a eleição. Aí, como por milagre, os “fascistas” se tornarão “democratas”. Haja desfaçatez!

Bolsonaro não precisa ser como o sândalo que perfuma o Machado que o fere, não significa que vá censurar os marrons.

Hoje, 15 de outubro, Dia do Professor. Precisamos reforçar o valor da EDUCAÇÃO. Não aquela que doutrina e obtusa a mente, mas a que liberta e abre caminhos para o futuro. Sala de aula é lugar de CONHECIMENTO, não de ideologia. O bom professor acolhe, agrega, doa. Viva a docência.

….

INSTITUTO PARANÁ: EM SP BOLSONARO 59,1% – HADDAD 25,5%

NOS VOTOS VÁLIDOS BOLSONARO 69% HADDAD 30,1%

O Instituto Paraná fez pesquisa presidencial em São Paulo.

Jair Bolsonaro tem 59,1% das intenções de voto; Fernando Haddad, 25,5%.

Nos votos válidos, Bolsonaro vai a 69,9% e Haddad a 30,1%.

Pesquisa Fiern/Certus: diferença entre Fátima Bezerra e Carlos Eduardo é de 6 pontos

DIFERENÇA QUE ERA DE 13% DIMINUI PARA APENAS 6% 

A primeira rodada de pesquisa Fiern/Certus no segundo turno das eleições no Rio grande do Norte mostra que a disputa pelo governo está aberta. A candidata do PT, Fátima Bezerra, lidera a corrida, mas encurtou a diferença em relação ao candidato Carlos Eduardo, do PDT.

Na pesquisa estimulada, a diferença é de apenas 6,03%, menos da meta da vantagem de Fátima sobre Carlos Eduardo no primeiro turno que foi de 13,72%.

A pesquisa foi divulgada nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (15), no site da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN).

O Instituto Certus ouviu 1.410 eleitores entre os dias 10 a 13 de outubro, em 7 regiões. A margem de erro é de 3%.

Registro na Justiça Eleitoral sob os números BR – 00385/2018 e RN – 02146/2018.

Veja o resultado:

ESTIMULADA:

Fátima Bezerra (PT) – 44,61%

Carlos Eduardo (PDT) – 38,58%

Nenhum – 9,72%

Não sabe – 6,88%

Não respondeu – 0,21%

 

ESPONTÂNEA

Fátima Bezerra (PT) – 39,22%

Carlos Eduardo (PDT) – 34,40%

Nenhum – 9,65%

Não sabe – 15,67%

Outros – 0,35%

 

VOTOS VÁLIDOS

Fátima Bezerra (PT) – 53,62%

Carlos Eduardo (PDT) – 46,38%

Prefeitura de Mossoró explica plantão médica em UPA

Nota de esclarecimento

A Prefeitura de Mossoró informa que não houve interrupção no funcionamento da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Santo Antônio na noite deste sábado. O que ocorreu foi a ausência de um dos médicos plantonistas no horário das 22h às 00h. Tão logo foi informada, a direção médica da unidade comunicou à empresa terceirizada e outro profissional foi encaminhado para substituí-lo.

O sistema de plantões médicos nas UPAs é realizado pela empresa SAMA, contratada pela Prefeitura de Mossoró. Não é permitida a saída, mesmo que temporária, de nenhum médico que conste na escala de trabalho. A Secretaria de Saúde explica que vai adotar as medidas cabíveis para o caso e verificar se houve negligência da empresa terceirizada de médicos.