O fenômeno se repete

“Quanto mais batem, mais cresce”

Depois de ouvir, em carne viva, certa assertiva, da parte de quem está no olho do furacão político e, alvo de pesada pancadaria, o Velho Apache Antenado, concluiu:

– O fenômeno se repete. Quanto mais batem, mais cresce!

 

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Para acordo com Tião, Silveira teria exigido compromisso de não-abertura do “caixa preta” da Prefeitura de Mosoró

Prefeito teme que sucessor ou sucessora decida fazer auditoria nas constas da Prefeitura Municipal de Mossoró

“Não-abertura da ‘caixa preta’ na Prefeitura Municipal de Mossoró”.

Essa teria sido uma das exigências do prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior, para fechar o acordão com o candidato à Prefeitura de Mossoró, Tião da Prest, pacto que foi revelado pela própria mulher de Silveira, Amélia Ciarlini.

Para Silveira, se viesse a ser eleito, Tião da Prest, não poderia, jamais, realizar uma auditoria nas contas da Prefeitura de Mossoró, em especial, no que se refere ao seu período de administração.

Com essa e outras cláusulas acordadas pelos envolvidos nas negociações, Silveira, topou renunciar, mas, manter sua postulação para, assim, se utilizar da propaganda eleitoral, de entrevistas e debates, para atacar à candidata, Rosalba Ciarlini, do PP.

Aguarde outros detalhes do acordo firmado por Silveira e Tião, revelados por fonte que teria participado das articulações desde o início.

 

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Crivella tem 35%, Pedro Paulo, 11%, e Freixo, 9%, aponta Ibope no Rio

Indio da Costa tem 8%, Jandira e Bolsonaro, 6%, e Osorio, 4%
Instituto ouviu 1.204 eleitores entre 23 e 25 de setembro sobre a prefeitura

A terceira pesquisa Ibope sobre a corrida para a prefeitura do Rio de Janeiro, divulgada nesta segunda-feira (26), aponta os seguintes percentuais de intenção de voto:

Marcelo Crivella (PRB) – 35%
Pedro Paulo (PMDB) – 11%
Marcelo Freixo (PSOL) – 9%
Indio da Costa (PSD) – 8%
Jandira Feghali (PC do B) – 6%
Flávio Bolsonaro (PSC) – 6%
Osorio (PSDB) – 4%
Alessandro Molon (Rede) – 1%
Carmen Migueles (Novo) – 1%
Cyro Garcia (PSTU) – 0%
– Thelma Bastos (PCO) – 0%
– Branco/nulo – 16%
– Não sabe/não respondeu – 3%

Segundo o Ibope, três candidatos estão tecnicamente empatados em segundo lugar: Pedro Paulo, Marcelo Freixo e Indio da Costa.

No levantamento anterior, realizado pelo instituto entre 12 e 13 de setembro, Crivella tinha 31%, seguido por Freixo (9%), Pedro Paulo (9%), Bolsonaro (8%), Jandira (8%), Indio da Costa (7%), Osorio (3%), Molon (1%), Cyro Garcia (1%) e Carmen Migueles e Thelma, que não haviam chegado a 1%. Brancos e nulos eram 19% e indecisos somavam 4%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo.

O Ibope ouviu 1.204 eleitores entre os dias 23 e 25 de setembro. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de três pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro(TRE-RJ) sob o protocolo RJ-06444/2016.

Espontânea
Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:
– Marcelo Crivella: 22%
– Marcelo Freixo: 7%
– Pedro Paulo: 6%
Flávio Bolsonaro: 3%
Jandira Feghali: 4%
– Indio da Costa: 4%
Osorio: 3%
– Molon: 1%
– Outras respostas: 1%
– Branco/nulo: 27%
– Não sabe/não respondeu: 22%

Segundo turno
O Ibope também elaborou cinco situações de segundo turno. Os candidatos escolhidos para esses cenários foram aqueles com intenções de voto mais altas na pesquisa do instituto. A margem de erro também é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. Veja os números.

Crivela: 52%
Freixo: 22%
Branco/nulo: 21%
Não sabe/não respondeu: 6%

Crivella: 53%
Bolsonaro: 18%
Branco/nulo: 25%
Não sabe/não respondeu: 4%

Crivella: 53%
Jandira: 20%
Branco/nulo: 22%
Não sabe/não respondeu: 5%

Crivella: 51%
Pedro Paulo: 20%
Branco/nulo: 23%
Não sabe/não respondeu: 5%

Crivella: 51%
Índio: 22%
Branco/nulo: 22%
Não sabe/não respondeu: 5%

Rejeição
O Ibope também apontou a rejeição dos candidatos. As maiores rejeições são Jandira Feghali (37%) e Pedro Paulo (36%). Na sequência, aparecem Flávio Bolsonaro (28%), Marcelo Crivella (27%), Marcelo Freixo (21%), Indio da Costa (18%), Cyro Garcia (17%), Osorio (17%), Carmen Migueles (14%), Thelma Bastos (14%), Alessandro Molon (13%). Dos entrevistados, 2% disseram que votariam em qualquer candidato e 7% não souberam ou não responderam.

No levantamento anterior, Pedro Paulo e Jandira Feghali tinham rejeições de 36% e 35%, respectivamente. Na sequência, aparecia Flávio Bolsonaro (29%), Marcelo Crivella (24%), Indio da Costa (22%), Cyro Garcia (21%), Marcelo Freixo (18%), Osório (18%), Alessandro Molon (18%), Carmen Migueles (16%), Thelma Bastos (16%), 3% disseram que votariam em qualquer candidato e 8% não sabiam ou não responderam.

Avaliação da administração Eduardo Paes
Na mesma pesquisa, os eleitores também responderam sobre a avaliação da administração do prefeito Eduardo Paes (PMDB). Veja os números:
– Ótimo/bom – 26%
– Regular – 40%
– Ruim/péssima – 33%
– Não soube avaliar/não respondeu – 1%.
Na pesquisa anterior do Ibope, a gestão de Paes também havia sido avaliada como ótima ou boa por 27% dos entrevistados.

Fonte: G1

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Doria tem 28%, Russomanno, 24%, Marta, 15% e Haddad, 12%, diz Ibope

Erundina tem 4%; Olimpio, Bico e Fidelix, 1% cada um
Pesquisa ouviu 1.204 eleitores entre 23 e 25 de setembro

Pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira (26) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Prefeitura de São Paulo:

João Doria (PSDB) – 28%
Celso Russomanno (PRB) – 24%
Marta (PMDB) – 15%
Fernando Haddad (PT) – 12%
Luiza Erundina (PSOL) – 4%
Major Olimpio (SD) – 1%
João Bico (PSDC) – 1%
Levy Fidelix (PRTB) – 1%
Ricardo Young (REDE) – 0%
Henrique Áreas (PCO) – 0%
Altino (PSTU) – Não pontuou%
– Branco/nulo – 10%
– Não sabe/não respondeu – 4%

Segundo o Ibope, considerando a margem de erro de 3 pontos percentuais, Doria e Russomanno estão em situação de empate técnico.

Em relação ao levantamento anterior, realizado pelo instituto, entre os dias 10 e 13 de setembro, tiveram variação positiva: Doria (+11 pontos) e Haddad (+3); tiveram variação negativa: Marta (-5), Erundina (-1), Russomanno (-6) e Altino (-1); Olimpio, Bico, Fidelix, Young e Áreas ficaram estáveis.

No levantamento anterior, Russomanno tinha 30%; seguido por Marta (20%), Doria (17%), Haddad (9%), Erundina (5%), Olímpio (1%), Bico (1%), Fidelix (1%), Altino (0%), Áreas (0%), Young (0%). Brancos e nulos eram 13% e indecisos somavam 3%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e o jornal ‘O Estado de S. Paulo’.

O Ibope ouviu 1.204 eleitores da capital entre os dias 23 e 25 de setembro. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de três pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) sob o protocolo SP-04281/2016.

Segundo turno
O Ibope também simulou seis cenários de segundo turno. São eles:

– Celso Russomanno (PRB) – 44%
– Marta (PMDB) – 32%
– Branco/nulo – 22%
– Não sabe – 6%
(Pesquisa anterior: Russomanno 44% x 33% Marta)

– Celso Russomanno (PRB) – 51%
– Haddad (PT) – 24%
– Branco/nulo – 21%
– Não sabe – 5%
(Pesquisa anterior: Russomanno 54% x 20% Haddad)

– Doria (PSDB) – 41%
Celso Russomanno (PRB) – 37%
– Branco/nulo – 17%
– Não sabe – 5%
(Pesquisa anterior: Russomanno 49% x 28% Doria)

– Marta (PMDB) – 43%
– Haddad (PT) – 25%
– Branco/nulo – 27%
– Não sabe – 5%
(Pesquisa anterior: Marta 47% x 21% Haddad)

– Doria (PSDB) – 45%
– Marta (PMDB) – 33%
– Branco/nulo – 16%
– Não sabe – 5%
(Pesquisa anterior: Doria 45% x 41% Marta)

– Doria (PSDB) – 52%
– Haddad (PT) – 28%
– Branco/nulo – 16%
– Não sabe – 4%
(Pesquisa anterior: Doria 46% x 26% Haddad)

Rejeição
O Ibope também apontou o índice de rejeição dos candidatos. Veja os números:
– Fernando Haddad (PT) – 47%
Levy Fidelix (PRTB) – 30%
Luiza Erundina (PSOL) – 27%
– Marta (PMDB) – 28%
– Celso Russomanno (PRB) – 25%
Major Olimpio (SD) – 19%
João Bico (PSDC) – 18%
– Altino (PSTU) – 15%
João Doria (PSDB) – 17%
Ricardo Young (REDE) – 13%
Henrique Áreas (PCO) – 13%
– Poderia votar em todos – 1%
– Não sabe/não respondeu – 5%

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Vota Mossoró: TCM realiza última reunião de produção antes do Debate desta terça entre os candidatos a prefeito

Debate será transmitido simultaneamente pela 95 FM e em cadeia pela Rádio Rural

producao-do-debate-vota-mossoro-da-tcm-se-reune-para-ultimos-ajustes-do-programa

Equipe da TCM prepara Debate Eleitoral – Foto: Assessoria

Mais de 40 profissionais da TCM (TV Cabo Mossoró) que estarão envolvidos na realização do Debate Vota Mossoró nesta terça-feira, 27, às 20h40, reuniram-se hoje para ajustar os últimos detalhes do evento que antecede a eleição. Será a última oportunidade dos candidatos apresentarem suas propostas e fazerem indagações entre si antes do pleito. O Debate terá transmissão simultânea pela 95 FM e em cadeia pela Rádio Rural, além de poder ser acompanhado também pelo aplicativo TCM Play. Haverá intérprete de Libras durante todo programa que tem previsão de duração de 03 (três) horas.

            O mediador será o jornalista Moisés Albuquerque. Além do Debate, equipes de repórteres estão prontas para entradas ao vivo no TCM 10 com expectativa antes do Debate e também ao final do programa, após os comerciais, com cada candidato que será entrevistado sobre sua avaliação do Debate Vota Mossoró.

            O debate será dividido em quatro blocos, considerando a abertura, onde o moderador lerá editorial da TCM, apresentará candidatos e convidados presentes, e chamará vídeo com as regras.

            No Primeiro bloco, por ordem de sorteio, os candidatos responderão perguntas elaboradas por representantes da sociedade organizada (Igreja, Sindicato de Servidores Municipais, Classe Cultural, Comércio e Indústria), submetidas e aprovadas pela Justiça Eleitoral.

            No Segundo bloco, também por ordem de sorteio, os candidatos responderão a perguntas feitas por Promotor(es) do Ministério Público e representante(s) da Ordem dos Advogados do Brasil – subsecção Mossoró.

            No Terceiro bloco, o moderador sorteia o primeiro candidato que fará pergunta a outro candidato. O candidato sorteado dá seqüência ao sorteio até que todos tenham respondido a perguntas de tema livre.

            No Quarto bloco, através de sorteio, cada candidato pergunta ao candidato de sua escolha também com tema livre. Ao final do Debate, cada candidato, seguindo a ordem de sorteio do bloco, é convidado a fazer as considerações finais.

            Quanto aos assuntos discutidos no Debate, as áreas abordadas pelo Ministério Público e as áreas abordadas pela OAB serão definidas pelas próprias entidades, sendo diferentes dos temas abordados pela sociedade; os outros temas a serem sorteados serão: educação, saúde, desenvolvimento econômico, segurança pública, geração de emprego e renda e mobilidade urbana.

            O acesso a TCM será restrito a assessores e convidados previamente cadastrados, mas os eleitores que comparecerem a sede da TCM poderão acompanhar o Debate através de um telão instalado na Avenida João Marcelino. Haverá serviço de segurança para o evento, incluindo a presença de seguranças próximos ao estúdio e na área externa da empresa.

CENÁRIO POLÍTICO

            Antes do Debate Vota Mossoró, o programa Cenário Político será especial sobre o Debate e começará excepcionalmente às 19h10 com o time de comentaristas políticos da TCM.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Rosalba comanda última reunião de militância antes da eleição

Rosalbistas superlotam o Sítio Cantópolis

Em sua última reunião de militância, antes da eleição do dia 2, a candidata à Prefeitura Municipal de Mossoró, Rosalba Ciarlini, PP, aproveitou para agradecer aos presentes e a todos os mossoroenses, que superlotaram a avenida Presidente Dutra, sábado, 24.

E, aproveitou para convidar para a programação da semana, que será encerrada na quinta-feira, começando no Bairro Santo Antônio, passando pelo Bom Jardim, Barrocas e encerrando ao lado da Cobal, no Paredões.

Confira um trecho da reunião no VIDEOCAST ANTENADO:

 

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

MP Eleitoral move ação de investigação judicial eleitoral contra Francisco José

Prefeito de Mossoró é novamente alvo do MP

O Ministério Público Eleitoral ingressou com uma ação de investigação judicial eleitoral por utilização indevida dos meios de comunicação social contra o atual prefeito de Mossoró, e candidato formal ao pleito 2016, Francisco José Lima Silveira Júnior, o candidato a vice-prefeito, Jonatas Micael Melo Félix e a coligação “Liderados pelo Povo”. A ação foi ajuízada na tarde desta segunda-feira (26).
O MP Eleitoral requer a concessão liminar de tutela de urgência para suspender a propaganda eleitoral dos demandados no rádio e na TV, incluindo debates e entrevistas, até posterior deliberação judicial, além da instauração da ação de investigação judicial eleitoral. Ainda integram os pedidos do Ministério Público, a requisição à emissora Inter TV Cabugi local (TV Costa Branca) de cópia integral do debate transmitido na noite de domingo (25).
Por fim, também é objetivo do Ministério Público que o Juízo condene os representados à sanção de inelegibilidade para as eleições a se realizarem nos oito anos subsequentes à eleição em que se verificaram os fatos narrados (utilização indevida dos meios de comunicação social com o desvirtuamento da propaganda eleitoral), além de condenados à pena de cassação de seu registro de candidatura ou, em caso de julgamento após o pleito e em caso de eleição destes, do diploma, e por consequência do mandato, nos termos do art. 22, inciso XIV, da Lei Complementar n.º 64/90.
Entenda o caso
No dia 19 de setembro de 2016, o prefeito Francisco José anunciou, em vídeo divulgado pelo Facebook, desistência de disputar a reeleição. O fato foi divulgado pela imprensa, gerando importante repercussão em Mossoró. Ocorre que a desistência amplamente proclamada não foi formalizada perante a Justiça Eleitoral, até o momento da propositura da ação.
Assim, o candidato continua se utilizando da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV, bem como de todas as demais prerrogativas inerentes a quem disputa o cargo de Prefeito Municipal, mesmo afirmando que desistiu de ser eleito.
Outro agravante foi a participação de Francisco José no debate transmitido pela Inter TV Cabugi na noite do último domingo (25), quando afirmou, por diversas vezes, que não estava no progama para pedir votos, deixando claro que seu objetivo era outro.
Desta forma, o entendimento adotado pelo MP Eleitoral é no sentido de que ele está utilizando a propaganda eleitoral, e em especial aquela veiculada no rádio e na TV (meios de comunicação social de elevado alcance e objeto de minuciosa regulamentação pela legislação eleitoral), para fins diversos da finalidade inerente àquela espécie de publicidade.
Tal fato, como argumenta o Ministério Público, desvirtua o propósito das regras que disciplinam o processo eleitoral e afeta a sua normalidade e legitimidade, causando perplexidade junto aos eleitores, tumultuando o pleito e abusando do exercício das prerrogativas que foram conferidas ao candidato pela legislação.
Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Eleitores de vereadores que eram Silveira e estão com Tião votam em Rosalba

Rebelião começa a ser externada em vários diretórios partidários 

Imagens – iPad Skarlack

Não combinaram com os russos.

Eleitores de vereadores que eram Silveira, mas, que passaram a apoiar Tião, estão declarando voto na candidata, Rosalba.

E não é assunto de gabinete fechado, não.

Começam a circular, na cidade, carros de eleitores de Claudionor dos Santos e de outros vereadores, que oficialmente, estão no palanque de Tião da Prest, mas, adesivados com fotos de Rosalba Ciarlini.

O eleitor mantém o voto, em seu vereador, mas, para prefeito, é Rosalba.

Pelo que se comenta, o estouro apenas começou…

 

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

ESPAÇO DO GIVVA

A BRIGA É PELA OPOSIÇÃO EM 2017

giva-grande

Quem deve estar tramando para a oposição, em Mossoró, a partir de primeiro de janeiro de 2017, comandar?

Sabe que eu não sei? Mas é um caso a se pensar, diante do imponderável que nunca para de surpresa motivar.

Fonte: Face

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Milton Marques, dona Zilene e os mossoroenses não merecem

Silveira será um estorvo em evento da TCM

Resultado de imagem para Milton Marques e Zilene

Em Mossoró, se alguma unanimidade existir, certamente, será o esmero, a competência, o profissionalismo com que o doutor Milton Marques e dona Zilene Marques, administram suas empresas de comunicação com a marca TCM.

Por isto, antecipadamente, o Velho Apache Antenado lamenta, que todo o inconteste trabalho, desenvolvido por Milton e Zilene Marques, para a realização de mais uma Debate Eleitoral, nos estúdios da TV Cabo Mossoró, seja atingindo pela presença de um ex-candidato, que anunciou que não é candidato, mas, permanece candidato e, que assim, por força de Lei, tenha o direito de participar do Debate TCM.

Milton, Zilene e os mossoroenses não merecem mais uma pantomina política de quem não aprendeu a perder.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+