Ex-vocalistas da Banda Calcinha Preta anunciam projeto com Daniel Diau

Não foi anunciado se projeto será com música gospel ou música secular 

daniel diau

As cantoras Paulinha Abelha e Silvania Aquino, anunciaram desligamento da Banda Calcinha Preta.

E, ao mesmo tempo, anteciparam o lançamento de um projeto com o cantor mossoroense, Daniel Diau.

Assim como Paulinha e Silvania, Daniel Diau também fez sucesso como vocalista da Banda Calcinha Preta.

Depois de deixar Calcinha Preta, Daniel Diau tem se dedicado ao trabalho de propagação do Evangelho através da música, com lançamento de alguns CD´s.

Não foi anunciado, ainda, se o projeto de Daniel Diau com Paulinha Abelha e Silvania Aquino será com música gospel ou música secular.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Só se a Rosa não for

Quem é a personalidade que não quer encarar Rosalba?  

Uma ilustre personalidade da mossoroen (cidade), teria sido consultada sobre sua disposição de vir, em 2016, a disputar a Prefeitura Municipal de Mossoró.

De pronto, o consultado foi logo avisando:

– Contra Rosalba, eu não vou!

Querem saber o restante da prosa?

Como diria, Mução:

É melhor não!

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Lula está perfeito no papel de farsante de si mesmo no vídeo feito para o PT

É uma pena que o ator exemplar, dizendo, nessa hora, o texto de um bufão 

POR REINALDO AZEVEDO 

Ah, não! Não venham me dizer que Lula não é, quando menos, um grande ator. É, sim! Talvez o melhor que já tenha pisado por estas terras. Para entrar um pouco na teoria do teatro, ele não representa um papel como queria o comunista Bertolt Brecht, segundo quem aquele que fala um texto tem sempre de manter certo distanciamento crítico, para que o espectador entenda que ali, afinal, se representa a realidade — não é a realidade ela mesma, sempre mais complexa. O dramaturgo alemão achava ser esse o caminho que conduz à consciência crítica.

Lula é da escola do russo Stanislavski: ele realmente entra na personagem; ele assume a máscara de forma convincente. Ele fala, e a gente acredita que ele é, de fato, quem ele diz ser. Seu rosto, seu olhar, seus esgares, sua coreografia… Tudo, enfim, coincide com aquele que ele finge ser. Lula é a farsa de Lula.

Foi nisso que pensei ao ver o filmete de pouco mais de três minutos em que o Poderoso Chefão do PT fala sobre os 36 anos do partido. Sim, um período muito bem sucedido para a legenda: desse total, já são 14 (neste 2016) no poder. Não é pouco, não, gente! Trinta e oito por cento. Vocês já se deram conta? Desde a volta das eleições diretas para presidente, outros partidos venceram três eleições — o PRN, 1, e o PSDB, 2 —, e o PT venceu quatro.

Isso significa que essa legenda reuniu todas as condições — e elas nunca foram tão favoráveis — para construir uma nova moralidade no país. Ou, ao menos, para elevar o padrão ético da vida pública brasileira. E, no entanto, no 14º ano do poder petista, o Brasil vive uma crise econômica inédita, uma crise moral sem precedentes, uma crise ética assombrosa.

E nisso não vai o juízo de que, como eu, não compartilha dos valores petistas. Notem: eu seria crítico das escolhas da legenda, como fui no passado, ainda que o país estivesse crescendo 4%, e a esmagadora maioria apoiasse o governo de turno. A visão de mundo do PT não é a minha.

Mas quê… A realidade que está aí grita as suas indecências, mas o nosso ator, no vídeo, volta à sua ladainha de sempre. O seu PT, ele diz, é o “partido mais importante do Brasil”, “o que mais inovou”, “o que deu voz e vez aos trabalhadores”, o que criou o “orçamento participativo” (como se essa falácia estivesse em vigor em algum lugar), “o que mais fez política social”. Antes, diz Lula, “trabalhador só aplaudia, nunca era aplaudido…” Agora sim!

Para certamente não parecer arrogante, ele até admite que o PT, grande como é, pode ter cometido erros e pecados, mas, ele assegura, são as virtudes da legenda que o fazem enfrentar o que ele chama de “conservadores”.

É uma pena que o ator exemplar, dizendo, nessa hora, o texto de um bufão, não explique quem são os conservadores.

Certamente ele não se refere aos empreiteiros com os quais se aliou na espoliação do dinheiro público e da cidadania. Certamente ele não se refere aos banqueiros, que seu modelo remunerou e remunera com tanta generosidade, o que lhe garantiu a gratidão eterna do setor. Certamente ele não se refere a alguns potentados do dito “capital nacional”, que se embriagaram com juros subsidiados do BNDES, enquanto o Tesouro capitalizava o banco público com dinheiro captado pela Selic — com a diferença sendo paga pelos “trabalhadores”, aqueles que, segundo Lula, têm, desta feita, voz e vez.

Eu realmente acho uma pena que este senhor esteja quebrando a cara por causa de um apartamento e de um sítio meio mixurucas — ao menos para os seus padrões, de milionário que faturou R$ 27 milhões só com palestras.

O sistema que o petismo erigiu é muito nefasto do que esses pecados. É, do ponto de vista penal, criminoso porque uma  máfia se organizou para assaltar o Estado. Mas também é moralmente asqueroso porque usou alguns caraminguás para distribuir à pobrada, fazendo-a sentir-se protagonista de um enredo que nunca existiu.

No vídeo, Lula não diz que é ele, hoje, o elo mais fraco do PT. Infelizmente, o que mais causa repulsa às pessoas é esse partido incapaz de ser transparente até com o dinheiro da pinga.

Ainda vai demorar um pouco para que o conjunto dos brasileiros entenda o tamanho da farsa.

A boa notícia é que ela começou a ser desmontada.

Fonte: www.veja.com.br

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Novo Direito Eleitoral

Atualização e prática 

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Espaço do Giva

De pesquisa qualitativa 

POR GIVANILDO SILVA 

Givanildo Silva

Pesquisa qualitativa sobre a qual, há coisa de 7 dias, me debrucei sem interesse específico, mostra que frases de efeito, slogans fabricados em laboratório, lugar-comum, clichês, chavões e expressões manjadas, bastante repetidas têm valor relativo, podendo até provocar resultados colaterais de consequências imprevisíveis; um alerta aos marqueteiros, principalmente àqueles que atuam na política, de que Mossoró está melhor, o povo, felizmente, está cauteloso, mais sabido.

Fonte: www.givva.com.br

 

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Potiguar depende do Baraúnas para ser finalista do primeiro turno do Estadual

Alvirrubro precisa vencer o ABC 
POR GUTEMBERG MOURA 
Com 11 pontos ganhos, o Potiguar ocupa a terceira posição na tabela do primeiro turno do estadual e poderá ser finalista da fase. Para tanto, precisará vencer ao ABC na 7ª e torcer por uma vitória e/ou empate do arquirrival, Baraúnas, contra o América.
Os jogos serão disputados no dia 21 de fevereiro. O Potiguar pegará o ABC em Mossoró, enquanto o Baraúnas jogará com o América em Natal.
O Baraúnas ainda tem chances de fazer a final e também depende de outros resultados. O Leão do Oeste terá de derrotar o América e torcer por um empate ou vitória do ABC sobre o Potiguar.
O Globo lidera o turno com 14 pontos ganhos. O América tem 12.
 
Resultados  _ Na 6ª rodada, disputada na noite dessa quarta-feira (10), o Potiguar venceu o Alecrim por 2 a 0, em Goianinha. Já o Tricolor passou pelo Palmeira por 3 a 2 em Mossoró.
Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Thábata Mendes negocia projeto nacional

Cantora mossoroense evita falar sobre rompimento com a XCalypso de Ximbinha 

POR THAISA GALVÃO

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Prefeitura de Mossoró deposita salários de servidores que ganha até R$ 4.500,00

Dinheiro estará disponível para saque no sábado, 13
Os salários de janeiro dos servidores da Prefeitura de Mossoró que ganham até R$ 4.500,00 serão depositados nas contas nesta quinta-feira (11). Os saques, porém, estarão disponíveis sábado (13).
A princípio, o desembolso estava previsto para segunda-feira (15). Portanto, foi antecipado em dois dias. A municipalidade se esforça para quitar a folha de pagamento de seu funcionalismo.
A prefeitura se adapta aos efeitos da crise econômica, promove a reestruturação da folha de pagamento e anuncia a atualização da quitação dos salários já a partir do mês de março.
No dia 29 de janeiro, a Prefeitura já havia conseguido pagar em dia a maior parte do funcionalismo. Mais de 4.500, do total de 6.044 funcionários do Executivo Municipal. No dia 5 de fevereiro, receberam os servidores com vencimentos entre 3.500,00 e R$ 4.700,00.
Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

O que dirá Lula a Moro quando for interrogado?

Artigo 

De mansinho, como quem não quer nada, Sérgio Moro vai encostando a Lava Jato na jugular de Lula. Primeiro, o juiz avalizou a inclusão do triplex 164-A, que a OAS reservara para a família Silva no célebre prédio do Guarujá, no rol de imóveis investigados na Operação Triplo X. Na sequência, Moro liberou a Polícia Federal para abrir, na mega-investigação do assalto à Petrobras, um inquérito específico sobre o sítio de Atibaia, cuja utilização foi terceirizada a Lula —livre de ônus e sem prazo— por dois sócios do primogênito Fábio Luiz da Silva, o Lulinha.

O que parecia impensável vai ganhando contornos de inevitável. Se 10% dos indícios colecionados pela PF se confirmarem, Lula será intimado a prestar esclarecimentos. Primeiro à força-tarefa da Lava Jato. Depois, ao próprio Sérgio Moro. Nessa hora, a conversa fiada do complô de direita e o lero-lero da perseguição política terão pouca serventia. O depoente terá de pular o cercadinho das notas oficiais do Instituto Lula, que tratam qualquer investigação como coisa de estraga-festas infiltrados no aparato estatal e hereges a serviço da mídia golpista.

Cercados pelos fatos, Lula e o petismo vivem uma realidade nova. Partidos costumam proteger seus investigados. No caso do PT, mesmo os mais evidentemente culpados, como os mensaleiros, que arrastam as correntes de condenações irreversíveis, são homenageados como “guerreiros do povo brasileiro.” Para Lula, o PT concede um deixa-pra-lá preventivo. Quando o escândalo é tão escancarado que fica impossível não reagir, o partido oferece toda sua conivência e cumplicidade. O juiz Moro tem se revelado bem menos compreensivo.

Em último caso, faltando-lhe melhor explicação, Lula poderá alegar que cometeu o crime da desatenção. Já admitiu ter visitado o triplex do Guarujá na companhia do amigo Léo Pinheiro, dono da OAS. Reconheceu também que Marisa e Lulinha estiveram no imóvel sob reformas. Mas a falta de atenção impediu Lula de reparar que pisava, junto com seus familiares, a hipotética cena de crimes mais graves do que o descuido. Quando a ficha lhe caiu, o triplex já estava nas manchetes.

No sítio de Atibaia, Lula tornou-se um reincidente. Visitou tantas vezes a propriedade que não reparou nas melhorias providenciadas pela Odebrecht e pelo amigo José Carlos Bumlai. Tampouco se deu conta de que a OAS mandara instalar uma cozinha nova e requintada. Que diabos, ninguém cobrou nada! Como diz o amigo Gilberto Carvalho, presente de empreiteiros para um ex-presidente da República “é a coisa mais normal do mundo”.

Uma das vítimas dos novos tempos vividos por Lula e o PT é a semântica. Quando chamam de normal as relações de um ex-presidente da República com salteadores do Estado você sabe que está no meio de uma crise de significado ou numa roda de cínicos. A alternativa ao cinismo seria uma confissão à moda de José Dirceu. Espremido por Moro, Dirceu admitiu que cruzou o país no jatinho de um lobista encrencado na Lava Jato. Também confessou que um outro lobista pagou a reforma de uma de suas casas, em Vinhedo. Lula talvez se sinta mais confortável confessando a Sérgio Moro sua condição de cínico descuidado.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

A zica da Dilma

Ela quer usar uma epidemia para tentar melhor sua imagem, esquecendo que o problema é fruto de seu desgoverno 

POR O ANTAGONISTA 

A zika é a nova garota propaganda do governo.

O Valor informa que Dilma Rousseff “comandará a megaoperação de sábado em que 220 mil militares sairão às ruas contra o mosquito Aedes aegypti”.

E mais:

“Ela aposta no combate ao vírus zika como vacina contra o avanço da Lava Jato sobre Luiz Inácio Lula da Silva, que podem atingi-la. A avaliação de auxiliares de Dilma é que o desgaste da imagem de seu antecessor a prejudica diretamente e a torna mais vulnerável ao impeachment que, adormecido, não foi enterrado”.

Se Dilma Rousseff realmente considera que uma epidemia gerada pela negligência criminosa de seu governo pode ajudá-la a recuperar popularidade, ela é ainda mais aloprada do que se imaginava.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+