Gestão de Jório Nogueira se destaca por atuação operosa

Todos os vereadores trabalham de forma intensa mesmo durante feriados 

Vereadores presentes em audiência pública realizada em pleno feriado na Câmara Municipal de Mossoró – Fotos: Walmir Alves

 

A Câmara Municipal de Mossoró, sob a presidência do vereador Jório Nogueira (PSD), chega ao período de recesso legislativo, nesta terça-feira, 30, com algumas marcas já alcançadas.

Com a participação de todos os vereadores, de situação e de oposição, a atual Legislatura destaca-se por uma sempre operosa atuação.

Um exemplo concreto foi a audiência pública realizada nesta segunda-feira, 29, dia de São Pedro.

Enquanto Governo do Estado e Prefeitura de Mossoró decretaram ponto facultativo, o Poder Legislativo mossoroense funcionou para a realização de audiência pública pautada na questão da Optometria em nível local.

– O trabalho de cada um e de todos os vereadores é no sentido de atender aos anseios da sociedade e mesmo em um dia como esta segunda-feira, optamos por trabalhar -, observa Jório Nogueira.

Da audiência pública, além do presidente da Casa, Jório Nogueira e o autor da proposição para a reunião, Genilson Alves, também participaram como representantes da Câmara Municipal, Tomaz Neto, Cícera Nogueira, Genivan Vale, Izabel Montenegro, Soldado Jadson, Nacízio Silva e Alex do Frango.

 

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Dilma compara delator a dedo-duro da ditadura

Assim, a presidente transforma procuradores, policiais federais e integrantes do Judiciário em torturadores 

POR JOSIAS DE SOUZA

A Presidência da República oferece aos seus ocupantes uma tribuna vitaminada. Algo que Theodore Roosevelt chamou de bully pulpit (púlpito formidável). Nos últimos dias, Dilma Rousseff vem desperdiçando a atenção de câmeras e microfones com saudações à mandioca e menções às mulheres sapiens. Nesta segunda-feira, já habituada a falar duas vezes antes de pensar, a presidente exagerou. Numa entrevista concedida em Nova York, comparou os delatores premiados da Lava Jato aos dedos-duros da época da ditadura.

A pretexto de desqualificar empreiteiro Ricardo Pessoa, que disse ter repassado à sua campanha presidencial R$ 7,5 milhões em verbas roubadas da Petrobras, Dilma disse: “Eu não respeito delator, até porque estive presa na ditadura militar e sei o que é. Tentaram me transformar numa delatora. A ditadura fazia isso com as pessoas presas, e garanto para vocês que resisti bravamente. Até, em alguns momentos, fui mal interpretada quando disse que, em tortura, a gente tem que resistir, porque se não você entrega seus presos.”

Dilma comparou abacaxi com jiló. No seu caso, a cadeia era arbitrária e os métodos de interrogatório eram abomináveis. Apesar de moída na pancada, Dilma não entregou os companheiros. No caso de Ricardo Pessoa, tudo segue estritamente o figurino legal. Pilhado comendo com as mãos no interior dos cofres da Petrobras, o empreiteiro troca o suor do seu dedo por favores judiciais como a prisão domiciliar e a eventual redução da pena. Ele não entrega companheiros de luta ideológica. Delata os cúmplices e os beneficiários dos seus crimes.

Até ontem, Ricardo Pessoa e seus congêneres eram tratados no governo como pessoas muito respeitáveis. Dilma faz bem em mudar de ideia. A turma do cartel não merece tanta cortesia. Porém, se não quer respeitar a lógica, a presidente deveria ter um pingo de consideração pelos agentes públicos que trabalham para desvendar a roubalheira praticada à sua volta. A presidente talvez não tenha se dado conta, mas sua comparação torta acabou transformando procuradores da República, agentes da Polícia Federal, e membros do Judiciário em torturadores.

Fonte: www.uol.com.br

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Câmara Municipal debate Optometria de Mossoró

Audiência pública esclarece papel dos Optometristras e debate legalidade

Com o objetivo de esclarecer a população acerca do papel dos Optometristas e debater a sua legalidade, a Câmara Municipal de Mossoró realizou audiência pública na manhã desta segunda-feira, 29.

Para o propositor da audiência, o vereador Genilson Alves – que também presidiu a sessão –, o objetivo foi alcançado.

“Depois dessa audiência boa parte da população de Mossoró, vai ter conhecimento do papel do Optometrista. Papel este de fundamental importância para a sociedade, mas que precisa de apoio para que atue de forma pacífica, como acontece nos estados como o Ceará e a Paraíba”, disse.

Participaram da audiência pública: Silas Hacayas de Souza, Optometrista; Leodise Cruz, Secretária da Saúde de Mossoró; Denys Carvalho, Delegado da Polícia Civil; Cristiano Salviano, Professor da Faculdade Ratio; Antônio Cláudio, Sindicato dos Optometristas da Paraíba; Francisco Xavier de Lima, Advocado – SOCON; Edimir Martins, Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/CE; Manoel Nobre, Delegado CRM; Diego Tobias, Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/Mossoró; Leuber Fernandes Jácome, Presidente SOCON. Além dos vereadores: Jório Nogueira, Tomaz Neto, Cícera Nogueira, Genivan Vale, Izabel Montenegro, Soldado Jadson, Nacízio Silva e Alex do Frango.

 

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Mossoró Cidade Junina 2015

Com criatividade, prefeito realizou um dos maiores eventos em 19 edições

Mossoró Cidade Junina foi sucesso total – Fotos: Raul Pereira

Mesmo com poucos recursos e com orçamento bem menor do que nos anos anteriores, o prefeito Francisco José Júnior conseguiu realizar um dos maiores Mossoró Cidade Junina destas 19 edições. Com criatividade, o chefe do executivo criou novos projetos e tomou decisões simples que resultaram em muita economia.

Quem achava que não daria certo transferir as quadrilhas para o Ginásio Pedro Ciarlini se enganou. Lá, os grupos tiveram mais espaço e um público muito maior do que quando acontecia naquela tenda instalada no Corredor Cultural.

Foi do prefeito as ideias de colocar os artistas da cidade para tocar no palco principal. O projeto São João da Terra abriu todas as noites a festa na Estação levando ao público música de qualidade. Outro destaque foi o Domingo de São João que dedicou o último dia de cada final de semana para cantores religiosos. Se apresentaram o padre Juarez, a cantora Joana e a irmã Kelly Patrícia.

O Chuva de Bala com direção de Diana Fontes encantou a todos com seus efeitos especiais em três dimensões e a aproximação do elenco com o povo. Iniciativas simples, mas que fizeram toda a diferença no evento que ainda teve nomes como Luan Santana, Gabriel Diniz, Bonde do Brasil, Gustavo Lima e muitas outras grandes atrações por todo o Corredor Cultural.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Ponto facultativo na Prefeitura de Mossoró

Governo do Estado também decreta ponto facultativo nesta segunda-feira 

A Prefeitura de Mossoró decretou ponto facultativo para esta segunda-feira, 29 de junho, nos órgãos da administração pública municipal. O decreto n.º 4.520, datado de quinta-feira, 25, foi publicado no Jornal Oficial de Mossoró de sexta-feira, 26 de junho.

O ponto facultativo dos expedientes não trará qualquer prejuízo para a sociedade, uma vez que os serviços públicos essenciais serão preservados.

O decreto recomenda aos dirigentes dos órgãos e entidades do Poder Executivo Municipal e da autarquia Previ-Mossoró, que seja preservado o funcionamento dos serviços essenciais de cada uma das respectivas áreas, para que não seja causado qualquer prejuízo à população.

GOVERNO 

O Governo do Rio Grande do Norte decreta ponto facultativo para as repartições públicas da Administração Estadual nesta segunda-feira, 29 de junho de 2015, Dia de São Pedro.

Os serviços considerados essenciais funcionarão normalmente.

O Decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado de quarta-feira (24).

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Câmara Municipal de Mossoró debate a Optometria

Audiência pública que acontece nesta segunda-feira foi proposta pelo vereador Geilson Alves

A Câmara Municipal de Mossoró realiza nesta segunda-feira, 29, audiência pública para debater a situação dos Optometristas de Mossoró.

De acordo com o propositor, vereador Genilson Alves, a audiência pública objetiva esclarecer o papel do optometrista e sua importância.

“Em virtude da pouca informação repassada, as pessoas acabam não sabendo o papel e a importância de um optometrista. Esse é o objetivo da audiência, esclarecer à população acerca da função destes profissionais”, disse Genilson.

A audiência pública, que contará com a participação de vários profissionais do setor, acontecerá no plenário da Câmara Municipal, a partir das 9 horas.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Wilma em Mossoró e com o prefeito Francisco José Júnior

Vice-prefeita de Natal é recebida por Milton Marques de Medeiros 
A presidente do PSB/RN, Wilma de Faria, foi ao Mossoró Cidade Junina neste sábado (28). Mas antes esteve novamente em Carnaubais participando de mobilização da Coligação Vitória do Povo, que tem as candidaturas do pessebista Júnior Benevides a prefeito, e da peemedebista Alzenir de Sousa a vice-prefeita para a eleição suplementar do dia 5 de julho.
“Estou aqui porque vocês conhecem todo o meu trabalho por Carnaubais e porque quero o melhor para a cidade. Por isso defendo a reeleição deste prefeito (em exercício – presidente da Câmara Municipal) que está fazendo uma boa gestão e precisa continuar. E também porque não concordo com injustiça e perseguição (referindo-se à cassação de Luizinho Cavalcante)”, disse a líder socialista.
FESTA
A ex-governadora discursou no início da passeata, saindo em seguida para o Mossoró Cidade Junina. Lá, foi recebida pelo proprietário da TCM, ex-reitor da UERN, Milton Marques. Depois, acompanhada dele e da sua mulher, Zilene, foi a vários camarotes, entre eles o da prefeitura, onde foi recebida pelo prefeito Silveira Júnior e pelo ex-deputado Francisco José. A ex-governadora encontrou ainda vereadores, desembargadores e outras autoridades, além de cumprimentar vários foliões e conceder entrevistas.
Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Estão ameaçando o vereador Narciso por ter aprovado projeto contra a igualdade de gênero?

Conte com o apoio dos cristãos evangélicos de Mossoró, nobre vereador, e deixe os contrários se levantarem tentando pressionar o Executivo a vetar sua proposição! 

Vereador Narciso durante sessão da Câmara Mirim – Foto Assessoria da Câmara Municipal

Na quarta-feira (24), entrou em votação um projeto de lei na Câmara Municipal de Mossoró, de autoria do vereador Nacizio Silva (PTN), dispondo sobre proibição da introdução da ideologia de gênero no plano municipal de educação. A corrente de pensamento pressupõe que gênero e sexo sejam conceitos sinônimos.

O projeto proíbe a prática de doutrinação ideológica de gênero em sala de aula, bem como a veiculação, em disciplina obrigatória de grade curricular do município, e de conteúdos que possam estar em conflitos com as convicções morais e religiosas dos estudantes ou de seus pais ou responsáveis. “Através do projeto, estamos em unidade com várias casas legislativas que priorizam a família, e principalmente, com as igrejas cristãs”, destaca o vereador Nacizio Silva.

 É que em 2014 na Câmara dos Deputados, uma comissão especial retirou a ideologia de gênero do Plano Nacional de Educação. Várias Câmaras dos Vereadores seguiram a tendência e excluíram do plano municipal. “Não estamos contra aqueles que optaram por uma direção sexual. O município não pode ir contra o texto nacional que prevê o combate a todo tipo de discriminação”, esclarece.

 A matéria reconhece a vulnerabilidade do estudante na relação do aprendizado, quanto aos direitos compreendidos em sua liberdade de consciência e de crença, e também dos pais, a que seus filhos menores recebam a educação moral que esteja de acordo com suas próprias convicções.

 No uso das suas funções, o professor não abusará da inexperiência, da falta de conhecimento ou da imaturidade dos alunos com o objetivo de cooptá-los para a corrente ideológica de gênero. Caso algum evento para tratar do assunto, os responsáveis pelos menores devem ser avisados anteriormente.

OBSERVAÇÃO

Aqui deste espaço, evitamos polemizar, nem um registro da matéria foi feito, a despeito da posição do editor deste blog que como cristão evangélico assina em baixo o projeto de Narciso e que foi aprovado pela da maioria dos vereadores de Mossoró, portanto da Câmara Municipal de Mossoró.

Todavia, agora sou informado que alguns poucos que defendem a igualdade de gênero – querem que sejamos todos iguais,  quando não o somos, pois, homem é homem e mulher é mulher -, estão partindo para a ameaça ao vereador Narciso.

Soube que tem até figurão que vive em uma certa igreja, dessas consideradas grandes, que para os da sua religião é contra a igualdade de gênero, mas, que para fazer média com uma turma de seu partido, está flertando com um movimento que objetiva o veto do projeto aprovado na Câmara Municipal de Mossoró.

Daqui, uma palavra ao vereador Narciso: toca para diante e, de forma respeitosa, quem é defensor da igualdade de gênero que se movimente e que busque viabilizar o veto ao projeto.

Pois, se preciso for, reuniremos parte das lideranças da igrejas evangélicas de Mossoró – aqui não falo por todos -, e vamos para as ruas defender o que a Palavra de Deus atesta, que é:

– E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou (Gênesis 1.27).

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Pegaram o Lula

A campanha de Lula à reeleição recebeu dinheiro sujo das empreiteiras envolvidas no petrolão

Lula durante campanha para reeleição em 2006 na cidade de São Bernardo do Campo (SP)

Em 2006, Lula conquistou um novo mandato ao derrotar, em segundo turno, o tucano Geraldo Alckmin. Com a vitória, ele adotou como prática zombar dos efeitos eleitorais do mensalão, descoberto um ano antes e até então o maior esquema de corrupção política da história do país. As denúncias de compra de apoio parlamentar, dizia o líder petista, não haviam sido capazes de conter o projeto de poder do partido. Também pudera. Sem que ninguém soubesse, na campanha à reeleição, Lula contou com a ajuda do petrolão e recebeu uma bolada desviada dos cofres da Petrobras. Segundo o empreiteiro Ricardo Pessoa, a UTC contribuiu com 2,4 milhões de reais em dinheiro vivo para a campanha à reeleição de Lula, numa operação combinada diretamente com José de Filippi Júnior, que era o tesoureiro da campanha e hoje trabalha como secretário de Saúde da cidade de São Paulo. Para viabilizar a entrega do dinheiro e manter a ilegalidade em segredo, o empreiteiro amigo de Lula e o tesoureiro do presidente-can­didato montaram uma operação clandestina digna dos enredos rocambolescos de filmes sobre a máfia.

Pessoa contou aos procuradores que ele, o executivo da UTC Walmir Pinheiro e um emissário da confiança de ambos levavam pessoalmente os pacotes de dinheiro ao comitê da campanha presidencial de Lula. Para não chamar a atenção de outros petistas que trabalhavam no local, a entrega da encomenda era precedida de uma troca de senhas entre o pagador e o beneficiário. Ao chegar com a grana, Pessoa dizia “tulipa”. Se ele ouvia como resposta a palavra “caneco”, seguia até a sala de Fi­lip­pi Júnior. A escolha da senha e da contrassenha foi feita por Pessoa com emissários do tesoureiro da campanha de Lula numa choperia da Zona Sul de São Paulo. Antes de chegar ao comitê eleitoral, a verba desviada da Petrobras percorria um longo caminho. Os valores saíam de uma conta na Suíça do consórcio Quip, formado pelas empresas UTC, Iesa, Camargo Corrêa e Queiroz Galvão, que mantém contratos milionários com a Petrobras para a construção das plataformas P-53, P-55 e P-63. Em nome do consórcio, a empresa suíça Quadrix enviava o dinheiro ao Brasil. A Quadrix também transferiu milhares de dólares para contas de operadores ligados ao PT.

Pessoa entregou aos investigadores as planilhas com todas as movimentações realizadas na Suíça. Os pagamentos via caixa dois são a primeira prova de que o ex-presidente Lula foi beneficiado diretamente pelo petrolão. Até agora, as autoridades tinham informações sobre as relações lucrativas do petista com grandes empreiteiras investigadas na Operação Lava-Jato, mas nada comparável ao testemunho e aos dados apresentados pelo dono da UTC. Depois de deixar o governo, Lula foi contratado como palestrante por grandes empresas brasileiras. Documentos obtidos pela Polícia Federal mostram que ele recebeu cerca de 3,5 milhões de reais da Camargo Corrêa. Parte desse dinheiro foi contabilizada pela construtora como “doações” e “bônus eleitorais” pagos ao Instituto Lula. Conforme revelado por VEJA, a OAS também fez uma série de favores pessoais ao ex-presidente, incluindo a reforma e a construção de imóveis usados pela família dele. UTC, Camargo Corrêa e OAS estão juntas nessa parceria. De diferente entre elas, só as variações dos apelidos, das senhas e das contrassenhas. “Brahma”, “tulipa” e “caneco”, porém, convergem para um mesmo ponto.

Fonte: www.veja.com.br

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Sábado com grande multidão no Mossoró Cidade Junina

Dorgival Dantas e Waldonys foram atrações na Estação das Artes 

Comemorando a 19ª edição, o Mossoró Cidade Junina 2015 arrastou uma multidão de pessoas em todos os seus eventos. Comprovando que é o maior e mais animado evento cultural do Rio Grande do Norte, o MCJ recebeu atrações nacionais, valorizou artistas locais e recebeu a aprovação do público, que compareceu em peso a todas as atrações.

Neste sábado, 27, foi a vez dos cantores Dorgival Dantas e Waldonys se apresentarem no principal palco do evento. A atração garantiu mais um sucesso de público. Antes dele, diversos artistas locais se apresentaram na Estação das Artes Elizeu Ventania. As músicas conhecidas nacionalmente de Dorgival Dantas e Waldonys animaram mais ainda o público que lotou todo o espaço da Estação das Artes.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+