Category Archives: Notícias

BRASIL REGISTRA 600 MIL MORTES PELA COVIDE 19

A média de mortes diárias está em 438

Rio de Paz estendeu lenços brancos em Copacabana em memória das vítimas da Covid na manhã desta sexta-feira (8). — Foto: Reprodução/TV Globo

O Brasil chegou a 600.077 mortos pela Covid, divulgou o consórcio de veículos de imprensa em boletim extra na tarde desta sexta-feira (8). Em casos confirmados, são 21.533.752.

A marca foi atingida num momento em que a pandemia está em desaceleração no país. A média de mortes diárias está em 438, o menor número desde novembro do ano passado, e em queda.

(CORREÇÃO: o g1 errou ao informar o número de casos confirmados de Covid acumulados até a tarde desta sexta-feira, 8 de outubro. A quantidade correta é de 21.533.752 casos. A informação foi corrigida às 16h20).

Essa desaceleração se expressa também no tempo que a doença levou para tomar mais 100 mil vidas ao Brasil desde que atingimos a trágica marca de 500 mil mortes: foram 111 dias, o dobro dos 51 dias que o país levou para passar de 400 mil para 500 mil óbitos.

Naquele o momento, morriam em média 2 mil brasileiros por dia – mais de quatro vezes a média atual. Em abril deste ano, pior momento da pandemia, a média passou de 3 mil mortos por dia.

  • 1ª morte: 12/3/2020
  • 100 mil mortes: 8/8/2020 (149 dias depois)
  • 200 mil mortes: 7/1/2021 (152 dias)
  • 300 mil mortes: 24/3/2021 (76 dias)
  • 400 mil mortes: 29/4/2021 (36 dias)
  • 500 mil mortes: 19/6/2021 (51 dias)
  • 600 mil mortes: 8/10/2021 (111 dias)

Mas, apesar de o número de vítimas do vírus ter despencado nos últimos meses, o Brasil ainda é o 3º país com a maior média diária de novas mortes, atrás apenas de Estados Unidos e Rússia.

O país também mantém a marca de ser o que mais registrou vítimas da pandemia em 2021 no mundo: já foram registradas 405 mil mortes por Covid-19 neste ano, mais do que Estados Unidos e Índia e quase o mesmo que todos os 27 países da União Europeia somados.

COMPARATIVOS:

HISTÓRIAS DA PANDEMIA:

Veja, no vídeo abaixo, a variação da média móvel e de vacinação no país:

600 mil mortes: veja a variação da média móvel e da vacinação no país

 

 

–:–/–:–

 

Órgão da Saúde retira de pauta análise de estudo contra droga ineficaz para Covid; CPI atribui a Bolsonaro

O Ministério da Saúde confirmou a retirada de pauta do estudo

A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde, órgão consultivo do Ministério da Saúde, retirou da pauta desta quinta-feira (7) a análise de um estudo de especialistas contra o uso de cloroquina contra a Covid. O remédio é comprovadamente ineficaz para a doença.

A informação do adiamento foi dada pela rádio CBN na noite desta quarta-feira (6).

Ao blog, o vice-presidente da CPI da Covid, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que o presidente Jair Bolsonaro interferiu para a retirada de pauta

“A informação é que o presidente Jair Bolsonaro, que defende o uso da cloroquina, se irritou com o ministro Marcelo Queiroga e determinou que o estudo não fosse analisado agora, às vésperas de a CPI votar seu relatório que vai exatamente pedir o indiciamento do presidente por defender o tratamento precoce com o kit-covid”, disse o senador Randolfe Rodrigues.

Durante a sessão da CPI, a comissão aprovou um requerimento para que a Conitec envie o estudo em até 24 horas e explique por que adiou a análise.

O Ministério da Saúde confirmou a retirada de pauta do estudo, encomendado pelo ministro Marcelo Queiroga a uma equipe do médico Carlos Carvalho.

A pasta alega, contudo, que a solicitação teria sido feita pelos próprios autores da análise, diante do surgimento de novas informações sobre outros medicamentos que estariam sendo defendidos.

A retirada teria como motivo, segundo o ministério, atualizar o estudo antes que ele fosse analisado pela Conitec.

Segundo Carlos Lula, presidente do Conselho de Secretários Estaduais de Saúde, que participa do Conitec, contudo, a decisão de retirar a análise da pauta foi “de cima para baixo”.

O que diz a CPI

A cúpula da CPI da Covid diz ter uma informação diferente da divulgada pelo Ministério da Saúde.

“Técnicos foram informados da retirada apenas ontem à noite, na véspera da reunião do Conitec, e ficaram insatisfeitos. O governo não quer que um órgão desautorize o presidente da República, que insiste no tratamento precoce com cloroquina”, acrescenta o senador Randolfe Rodrigues.

O vice-presidente da CPI da Covid disse que, diante da informação, vai pedir ao presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), para que não descarte um último depoimento do ministro Marcelo Queiroga.

E também porque, até agora, ele não respondeu a questionamentos encaminhados pela comissão. O prazo termina nesta quinta (7).

O que torna a ‘PEC do Gilmar’ inconstitucional

São pelo menos 7 itens, que incluem a mudança da composição do CNMP e a atribuição de poderes para anular atos de promotores e procuradores
O que torna a PEC do Gilmar inconstitucional

O procurador Wellington Cabral Saraiva sistematizou os dispositivos inconstitucionais da PEC 5/2021, que coloca o Ministério Público no corredor da morte. São pelo menos 7 itens, que incluem a mudança da composição do CNMP e a atribuição de poderes para anular atos de promotores e procuradores.

Leia:

( 1 ) O desenho do Ministério Público na Constituição de 1988 é considerado consensualmente como um dos maiores avanços da Constituição. A PEC 5/2021 destrói o modelo constitucional do MP, pela quebra de dois pilares dele: permite interferência política direta no MP e extingue a atuação independente dos membros;

( 2 ) A PEC 5/2021 permite que o procurador-geral de cada Ministério Público escolha 2/3 do Conselho Superior do órgão. Isso lhe facultará dominar a revisão de atos e a punição de membros do MP. Um procurador-geral alinhado a um governador poderá usar esse poder para induzir promotores a perseguir prefeitos e políticos que veja como adversários ou, ao contrário, para beneficiar e proteger aqueles que veja como aliados. Isso pode ser bom momentaneamente, mas os ventos políticos mudam;

( 3 ) A PEC 5/2021 permite que o corregedor nacional do Ministério Público (no Conselho Nacional do Ministério Público), o qual será também o vice-presidente do CNMP (em lugar do Vice-PGR, como hoje), seja indicado politicamente pelo Congresso;

( 4 ) A PEC desfigura totalmente a paridade de estrutura e funcionamento do CNMP em relação ao Conselho Nacional de Justiça, o que fere a simetria constitucional de regimes entre o Judiciário e o Ministério Público;

( 5 ) A PEC dá ao CNMP – que deveria ser apenas órgão administrativo, para controle disciplinar e financeiro – o poder de rever QUALQUER ato funcional de membros do Ministério Público de todo o Brasil, com base em parâmetros vagos e subjetivos. Isso MATA a independência funcional do Ministério Público;

( 6 ) A PEC permite que o CNMP revise ou anule atos do Ministério Público que “interfiram” na “ordem pública, ordem política, organização interna e independência das instituições e órgãos constitucionais”. Esses conceitos vagos dariam CONTROLE TOTAL do MP ao CNMP, sujeito a forte influência política, e

( 7 ) A PEC define que, instaurada sindicância ou processo disciplinar contra membro do Ministério Público, a prescrição se interrompe até a decisão final. Cria uma regra mais severa do que a aplicável aos criminosos processados pelo MP em ações penais.

Em resumo, diz Saraiva, a PEC 5/2021 é muito mais grave e danosa ao interesse da sociedade do que a famosa PEC 37/2011, que impedia investigações criminais diretas por parte do MP. “A PEC 5/2021 aniquila o MP e o deixa na mão de poderosos e de interesses inconfessáveis.”

Mulher é presa na Grande Natal suspeita de envenenar o marido dentro de hospital

Prisão aconteceu no bairro Esperança

Uma mulher de 37 anos foi presa nesta quinta-feira (7) em Parnamirim, na Grande Natal, suspeita de envenenar o próprio marido. De acordo com a investigação da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), ela chegou a envenená-lo dentro do hospital, quando ele já estava internado.

A mulher foi presa no bairro Boa Esperança. As investigações da Polícia Civil apontam que o marido dela entrou em coma horas após um almoço com a investigada, sendo internado em seguida com um quadro grave e desconhecido.

Dias após essa internação, a mulher, durante uma visita, pediu para ficar reservadamente com o marido no leito do hospital para fazer uma oração. Foi neste momento que os equipamentos que mantinham o rapaz vivo começaram a alarmar.

A equipe médica então entrou para verificar o que estava ocorrendo e identificou uma substância estranha dentro da sonda que conduzia alimentação para a vítima.

O material foi recolhido e entregue a Polícia Civil. O exame químico-toxicológico feito na sonda pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia do RN (Itep) identificou a substância como “chumbinho”, um inseticida de uso agrícola.

Segundo a Polícia Civil, a vítima havia apresentado melhora no quadro clínico durante a internação, mas após o episódio no hospital está em estado grave.

A mulher foi presa e encaminhada ao sistema prisional, onde está à disposição da Justiça.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Série produzida pela UERN TV estreia em outubro na Globoplay e Canal Futura

A direção é do jornalista, professor e coordenador da UERN TV, Fabiano Morais

Mostrar ao Brasil a riqueza cultural nordestina por meio dos poetas populares. Esse é um dos objetivos da série audiovisual “Sou Poesia Popular”, que estreia em 31 de outubro, para todo o Brasil, no Canal Futura e na plataforma de streaming GloboPlay. A série é uma produção do Canal Futura com a UERN TV – TV experimental da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

A direção é do jornalista, professor e coordenador da UERN TV, Fabiano Morais, e a filmagem e edição é do cinegrafista Adriano Pinheiro. A cientista social e professora da universidade, Karla Araújo, e o estudante do curso de jornalismo e estagiário da UERN TV, Leonardo Moura, o “Léo da Bodega”, também integram a equipe da série.

Com gravações realizadas em Mossoró (RN), Apodi (RN) e Itapetim (PE), a série tem quatro episódios, contando com entrevistas de poetas, músicos e repentistas que mantêm a tradição viva por meio do cordel, poesia, repente e música. De Antônio Francisco, de Mossoró, a Leonardo Bastião, de Itapetim, a série passeia por diferentes caminhos mostrando um país e a cultura de seu povo, pela poesia popular.

“É uma alegria imensa saber que um trabalho produzido pela UERN TV, com nossos professores, técnicos e estudantes, será visto por todo o Brasil e até no exterior, tendo como telas de projeção o Canal Futura e a GloboPlay. A parceria da UERN com o Canal Futura tem sido muito importante para a difusão cultural e educativa”, comenta a reitora da UERN, Cicília Maia. Já são pelo menos sete produções realizadas pela UERN TV, em parceria com o Canal Futura.

Acácio Jacinto, da Fundação Roberto Marinho, ressalta que parcerias com universidades como a Uern têm sido extremamente positivas, quanto ao fomento da produção audiovisual sobre educação, cultura e cidadania no país. “O Canal Futura tem uma missão importante com os valores educacionais e culturais para o País. Parcerias como a que temos com a Uern são fundamentais para que possamos construir projetos que levem cultura, educação e cidadania a mais brasileiros”, disse.

Apaixonado pela cultura nordestina, Fabiano Morais, diretor da série, conta que as gravações mostraram ainda mais a força da beleza e diversidade da poesia popular. “Estar no berço da poesia popular foi uma experiência incrível. O sertão do Pajeú, em Pernambuco, respira arte. Mossoró, Apodi e Pau dos Ferros também têm grandes artistas. Toda essa junção permitiu conteúdo de qualidade e que o Brasil, com certeza, vai gostar”.

Lançamento
A série estreia no Canal Futura e na GloboPlay no dia 31 de outubro, mas a UERN vai realizar uma pré-estreia, no dia 29 de outubro, em solenidade especial no Teatro Lauro Monte Filho, para convidados. A atividade conta com apoio da Pró-Reitoria de Extensão da universidade (PROEX/UERN). “Vamos reunir convidados para mostrar a série e falar um pouco sobre os bastidores da produção. Teremos a presença de alguns dos poetas que fazem parte do projeto, e uma apresentação musical. Será uma noite muito bonita, pode ter certeza”, explica o pró-reitor de extensão, Esdras Marchezan.

Para quem quiser acompanhar mais informações sobre a série “Sou Poesia Popular”, acompanhe as contas @souopoesiapopular e @canalfutura, no Instagram.

Fonte: UERN

Styvenson compara Senado a “chiqueiro” e provoca revolta dos colegas

Senador do Podemos do Rio Grande do Norte divulgou vídeo em suas redes sociais, mas alega que sua fala foi descontextualizada

Styvenson compara Senado a “chiqueiro” e provoca revolta dos colegas

O senador Styvenson Valentim, do Podemos do Rio Grande do Norte, gravou um vídeo na última sexta-feira, postado em seu Instagram, que provocou, nos bastidores, a revolta de colegas do Senado.

O vídeo é longo, tem 48 minutos de duração. Em dado momento, ao discorrer sobre seu mandato, Valentim diz:

“Entrar num chiqueiro e ficar naquela catinga oito anos é difícil, meu irmão. É difícil para você que quer a coisa certa, que quer a coisa justa e limpa. Eu não nasci para isso, nasci para prender vagabundo, nasci para sentar a mão na cara de vagabundo, mesmo. Ficar ali só olhando é difícil, é difícil. E ainda chamar de vossa excelência? Puta que o pariu!”

O senador, que é policial militar e foi eleito pela primeira vez para um cargo público em 2018, tem dito que sua fala foi “descontextualizada”.

Nova pesquisa aponta disputa entre Fátima Bezerra e Carlos Eduardo

Números divulgados nesta quarta-feira

POR CÉSAR SANTOS

DE FATO

A mais nova pesquisa do Instituto Perfil sobre a corrida eleitoral no Rio Grande do Norte, publicada nesta quarta-feira, 6, pelo Agora RN de Natal, mostra a disputa entre a governadora Fátima Bezerra (PT) e o ex-prefeito Carlos Eduardo (PDT), repetindo o cenário das eleições 2018, guardadas as devidas proporções. A pesquisa foi realizada entre os dias 29 de setembro e 2 de outubro.

Segundo a pesquisa, a governadora e o ex-prefeito passariam para o segundo turno, se as eleições fossem hoje. Veja os números:

PRIMEIRO CENÁRIO (ESTIMULADA)

– Fátima Bezerra (PT) – 30,51%

– Carlos Eduardo (PDT) – 22,75%

– Styvenson Valentim (Podemos) – 12,58%

– Benes Leocádio (Republicanos) – 2,58%

– Indecisos – 16,50%

– Brancos e nulos – 15,08%

 

SEGUNDO CENÁRIO (ESTIMULADA)

– Fátima Bezerra (PT) – 32,58%

– Álvaro Dias (PSDB) – 15,42%

– Styvenson Valentim (Podemos) – 14,08%

– Benes Leocádio (Republicanos) – 2,42%

– Indecisos – 19,25%

– Brancos e nulos – 16,25%

Já na espontânea, quando o eleitor cita o nome do candidato de sua preferência, o número de indecisos sobe para 56,58% e branco/nulo fica em 10,92. Somando os dois vai para 67,5%, ou seja, o eleitor do Rio Grande do Norte não tem, nesse momento, uma convicção sobre o pleito do próximo ano.

Veja os números da espontânea:

– Fátima Bezerra (PT) – 18,58%

– Carlos Eduardo (PDT) – 6,2%

– Styvenson Valentim (Podemos) – 2,58%

– Álvaro Dias (PSDB) – 1,42%

– Benes Leocádio (Republicanos) – 1,17%

– Não sabe – 56,58%

– Brancos e nulos – 10,92%

 

Carlos Garbas fica em silêncio e CPI convoca prefeito de Araraquara para depor

Silêncio comprometedor

A CPI da Covid da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte teve mais uma reunião nesta quarta-feira (6), quando o secretário-executivo do Consórcio Nordeste, Carlos Gabas, compareceu na condição de investigado. O depoente permaneceu em silêncio durante a reunião, onde os deputados membros da comissão também aprovaram a convocação do prefeito de Araraquara (SP), Edinho Silva (PT/SP), para depor como testemunha na CPI.

Carlos Gabas conseguiu na Justiça do Rio Grande do Norte a concessão de um habeas corpus garantindo o direito de permanecer em silêncio, mas o presidente da CPI da Covid na Assembleia, deputado Kelps Lima (Solidariedade), disse que o direito já seria garantido mesmo que não houvesse a decisão da Justiça. Na reunião, quando o depoente se negou a responder a primeira pergunta e disse que não responderia nenhum dos questionamentos, o deputado Kelps Lima consultou os demais deputados sobr a possibilidade de dispensar Carlos Gabas.

“Não queremos dar margem para que seja levantada a hipótese de incorrermos em abuso de autoridade, pois essa CPI tem tido todo o cuidado para que nenhum ato seja anulado. Inclusive, requisito ao advogado do depoente que encaminhe ao Ministério Público as imagens dos supostos atos de desrespeito por parte de membros dessa comissão a depoentes. Se ele está dizendo que houve, que encaminhe, pois os vídeos são públicos. Mas já sabemos que esses atosnão existiram”, disse o presidente Kelps Lima, que teve a sugestão aprovada pelo relator, Francisco do PT, pelos membros Gustavo Carvalho (PSDB), George Soares (PL) e Getúlo Rego (DEM). Também estiveram presentes os deputados Tomba Farias (PSDB), Subtenente Eliabe (Solidariedade) e Coronel Azevedo (PSC), além dos senadores Styvenson Valentim (Podemos/RN) e Eduardo Girão (Podemos/CE).

Após a liberação do investigado, os deputados Kelps Lima, Gustavo Carvalho e Tomba Farias expuseram alguns dos questionamentos que seriam feitos ao depoente, enquanto os demais parlamentares deixaram as perguntas à disposição da imprensa para divulgação. Ainda na reunião, os parlamentares aprovaram a convocação do prefeito de Araraquara, Edinho Silva, e de outras seis pessoas que tinham ligação com o Consórcio Nordeste.

A convocação do prefeito, na condição de testemunha, é porque os parlamentares querem informações sobre uma suposta doação realizada pela empresa Hempcare ao município, que é administrado por um amigo de Carlos Gabas, secretário-executivo do Consórcio Nordeste. A Hempcare foi a empresa que recebeu aproximadamente R$ 48 milhões do Consórcio para a compra de respiradores e não entregou os equipamentos, mas teria fornecido aproximadamente R$ 4,2 milhões em respiradores ao município de Araraquara.

O requerimento para a convocação foi aprovado à unanimidade, mas haverá também uma consulta à Procuradoria do Legislativo para saber da legalidade da convocação de um prefeito para depor à comissão.

Fonte: ALRN

Diretor da Quaest: “Crise econômica fez com que a corrupção perdesse relevância”

Felipe Nunes comentou a pesquisa realizada pela consultoria que mostra que a corrupção é o maior problema do Brasil apenas para 10% dos entrevistados
Diretor da Quaest: “Crise econômica fez com que a corrupção perdesse relevância”

Em entrevista a Diogo Mainardi, Lucas Mendes e Caio Blinder, do velho Manhattan Connection, o diretor da QuaestFelipe Nunes, comentou a pesquisa presidencial encomendada pelo banco Genial que foi divulgada nesta terça (5).

Segundo o levantamento, o ex-presidiário Lula é o favorito dos brasileiros para combater a corrupção. Entre os cotados como candidatos para a disputa de 2022, o petista é o melhor no quesito para 28% dos entrevistados. O segundo colocado é Jair Bolsonaro, com 24%, seguido por Sergio Moro, com apenas 14%.

A pesquisa também mostra que a corrupção é o maior problema do Brasil apenas para 10% dos entrevistados. Ao comentar o resultado, Felipe Nunes afirmou que o tema perdeu relevância devido à crise econômica no país.

Dois assaltantes morrem em confronto com a PM no Oeste potiguar

Caso aconteceu na noite de terça-feira (5), em Martins

Armas e dinheiro foram apreendidos com suspeitos que morreram em troca de tiros com a PM no RN — Foto: Cedida

Dois homens suspeitos de praticarem assaltos morreram após entrar em confronto com a Polícia Militar na zona rural de Martins, no Oeste potiguar. O caso aconteceu na noite de terça-feira (5).

Segundo a PM, os suspeitos eram procurados desde a noite anterior, após realizarem um assalto ao posto de combustíveis na cidade de Serrinha dos Pintos.

Por volta das 22h, os homens foram localizados andando a pé na zona rural de Martins, chegando a um local que seria usado como ponto de apoio deles.

A PM informou que abordou os suspeitos e houve uma troca de tiros. Feridos, os dois homens foram socorridos ao hospital de Martins, mas não resistiram e morreram. Um deles foi identificado como Erinaldo Gomes da Silva, de 28 anos.

Foram apreendidos cerca de R$ 1.300, uma pistola 380 e um revólver calibre 38 encontrados com os homens.

Nenhum policial ficou ferido.