Category Archives: Notícias

DALE CARNEGIE NA FICRO 2017

EMERSON ALENCAR ANUNCIA CHEGADA DE EMPRESA EM MOSSORÓ

A principal Escola de Liderança do em âmbito mundial, que promove soluções com resultados comprovados em produtividade, redução de perdas , lucratividade e no desenvolvimento de competências comportamentais e de gestão, foi a nova expositora da FICRO – Feira Industrial e Comercial da Região Oeste. Trata-se da DALE CARNEGIE TRAINING.

Com 105 anos de atuação, a Dale Carnegie Training desperta o que há de melhor nas pessoas por meio de mudanças de atitudes, comportamentos e mentalidade necessários para prosperar em suas carreiras, negócios e vida particular. Tem processos certificados ISO 9001 com a mesma qualidade em quaisquer localidades, o que proporciona incremento de competitividade no mercado dinâmico atual para seus Clientes.

Além de expor seus serviços em um estande, também realizou 10 workshops no auditório da Estação das Artes, dentro da extensiva programação da maior feira de negócios do RN.

Antes de expor na Ficro, o Diretor da Franquia Rio Grande do Norte, com sede em Natal, Emerson Alencar, firmou parceria com a ACIM – Associação Comercial e Industrial de Mossoró, para a divulgação do Programa de Desenvolvimento Dale Carnegie Course – Liderança, Controle Emocional e Comunicação Assertiva  aos empresários mossoroenses, no próximo mês de novembro no Thermas Hotel.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Governador cumprimenta os 327 policiais promovidos

Robinson Faria comanda solenidade de promoção de praças e oficiais

O governador Robinson Faria cumprimentou hoje, no Comando da PM, cada um dos 327 oficiais e praças promovidos no último dia 6.

Com esses policiais, chega a 6.500 o número de PMs promovidos no atual governo, alguns deles aguardando há mais de 15 anos pela mudança de patente.
“Começo a semana no Comando da PM, recebendo uma homenagem dos 233 praças e 94 oficiais que foram promovidos agora em setembro, e dando meu abraço e cumprimento a cada um desses bravos homens e mulheres que trabalham para defender a população potiguar”, declarou o governador.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Raquel Dodge toma posse no cargo de procuradora-geral da República

Nova procuradora-geral diz que “ninguém está acima da lei”

Raquel Dodge em cerimônia de posse da PGR. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Há mais de três décadas no Ministério Público Federal (MPF), Raquel Dodge tomou posse na manhã desta segunda-feira (18) no cargo de procuradora-geral da República, na cadeira que foi ocupada nos últimos quatro anos por Rodrigo Janot.

Em sua fala de oito minutos na cerimônia de posse, a nova chefe do Ministério Público prometeu defender a democracia, zelar pelo bem comum e meio ambiente e garantir que ninguém esteja “acima da lei”.

Leia também:

A cerimônia de posse contou com a presença de familiares de Raquel Dodge, integrantes do Ministério Público, magistrados e políticos. Prestigiaram a solenidade os chefes dos Três Poderes: o presidente da República, Michel Temer, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE).

Antecessor da nova procuradora-geral, Janot não participou da solenidade alegando “motivos protocolares”. Em uma carta enviada no domingo (17) aos integrantes do MPF, o agora ex-procurador-geral desejou à sucessora “sorte e sobretudo energia para os anos que virão”.

A solenidade que empossou a nova procuradora-geral da República, realizada no auditório da sede da Procuradoria Geral da República (PGR), começou às 8h12.

Após a execução do Hino Nacional, Michel Temer assinou o termo de posse de Raquel Dodge. Na sequência, ela assinou o livro e fez seu primeiro discurso como procuradora-geral da República.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Comunidades rurais de Assú agora têm chuveiro e banheiro em suas residências

Governo do Estado construiu banheiros com chuveiros para famílias da comunidade Caboclo

É difícil imaginar, mas no Rio Grande do Norte ainda têm comunidades rurais que não possuem banheiros e chuveiros em suas residências. A comunidade Caboclo descendente de índios localizada na zona rural de Assú é uma delas. Para acabar com esse sofrimento e levar qualidade de vida para população o Governo do Rio Grande do Norte construiu 40 banheiros todos com chuveiros para as famílias desta comunidade.

“Nós não tínhamos nada, hoje estamos sem acreditar que temos banheiros em todas as casas. As crianças adoram tomar banho, agora elas tomam banho todos os dias”, revelou Antônio Lopes, 71 anos, um dos moradores mais antigos de Caboclo.

O Governo do RN, além dos banheiros equipados com caixa d ́água, sanitário, pia, chuveiro, está construindo todo o sistema de abastecimento de água nas 40 residências, o sistema conta com uma adutora. “A obra está em andamento. A primeira parte do projeto está concluída”, afirma Dinart Filho, supervisor da Habitação, do Trabalho e da Assistência Social (Sethas).

O investimento de R$ 469 mil é do Governo do RN, com recursos do Projeto Governo Cidadão, através do Acordo de Empréstimo com o Banco Mundial, sob coordenação da Sethas. Outra comunidade beneficiada pertencente é a Associação de Pequenos Produtores Rurais que vive as margens do açude Mandubin, lá algumas residências também não possuíam banheiros. A Associação recebeu R$ 336 mil para implementar projeto de abastecimento de água e de reuso da água cinza que está sendo instalado para atender 62 famílias.

“Das 62 casas dessa comunidade, 15 não possuíam banheiros”, declara Dinart Filho, supervisor da Secretaria do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas). O projeto desta comunidade contempla ainda uma ação ambiental onde as famílias farão uso das águas cinzas para finalidades domésticas e para irrigação nos quintais produtivos.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

PROCURADOR ACUSA JANOT DE TENTAR DERRUBAR TEMER PARA IMPEDIR POSSE DE DODGE

ÂNGELO VILELA CONCEDE ENTREVISTA E REVELAÇÃO DE DE JANOT PARA TENTAR SE MANTER NO PODER

A Folha de S. Paulo entrevistou Ângelo Villela, o procurador da PGR acusado de ter vazado inquéritos da JBS em troca de propina.

Ele disse que Rodrigo Janot tentou derrubar Michel Temer para impedir a posse de Raquel Dodge.

Leia aqui:

Na sua opinião, o que motivou o Janot na Operação Patmos?

Isso tem uma motivação bem clara. Janot interpretou que eu havia mudado de lado também para apoiar a Raquel Dodge, a principal e mais importante adversária política dele.

No Encontro Nacional de Procuradores da República, em outubro do ano passado, início de novembro, o Janot soltou uma frase que me chamou a atenção. Estavam eu e mais alguns colegas, poucos, e ele falou: “A minha caneta pode não fazer meu sucessor, mas ainda tem tinta suficiente para que eu consiga vetar um nome”. E ele falava de Raquel, todo mundo sabia. 

O Rodrigo quis usar uma flecha para obter duas vitórias. A gente sabia que Raquel seria a pessoa indicada. Eu fui tachado por Rodrigo como se tivesse me bandeado para o lado dela. Esse era um alvo da flecha. O outro era que, derrubando o presidente, e até o nome da operação era nesse sentido – Patmos, prenúncio do apocalipse –, ele impediria que Temer indicasse Raquel. Não tenho dúvida alguma que houve motivação para me atingir porque, assim, ele [Janot] lança uma cortina de fumaça, para mascarar essa celeridade de como foi conduzida, celebrada e homologada uma delação tão complexa, em tempo recorde.

 Ele tinha pressa e precisava derrubar o presidente. Ele tinha mais cinco meses de mandato, e faz, então, um acordo extremamente vantajoso ao Joesley, de imunidade, diante de um material que levaria à queda do presidente. Essa pressa, para ficar mascarada, vem com um discurso de que a atuação imparcial de que estava cortando da própria carne. Ele me coloca ali como bode expiatório e me rifa. Nem quis me ouvir. Fui preso com base em declarações contraditórias de dois delatores, em uma pseudoação controlada.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Izabel estará ao lado de Sandra Rosado em reunião com Temer

Reunião estava marcada para o dia 20 mas foi transferida para o dia 26

POR GUTEMBERG MOURA

Resultado de imagem para Isabel Montenegro

A presidente da Câmara Municipal de Mossoró, vereadora Izabel Montenegro, estará em Brasília, no próximo dia 20, para participar de reunião da bancada federal com o presidente da República, Michel Temer. Em pauta, melhorias para a indústria do sal no RN.

Izabel estará acompanhada da também vereadora Sandra Rosado (PSD).

Para Izabel, a reunião com o presidente Michel Temer será de grande importância para a indústria salineira do Estado, que vem enfrentado sérias dificuldades.

Antes de seguir para Brasília, a presidente da Câmara Municipal cumprirá agenda em Natal, na segunda-feira, 18. Na ocasião, participará de uma audiência pública, no Tribunal de Justiça, sobre a criação da Patrulha Maria da Penha, em defesa de mulheres. vítimas de violência.

A unidade tem como proposta qualificar a Guarda Municipal para dar apoio e assistência às natalenses em situação de violência doméstica e familiar. A criação da patrulha foi questionada juridicamente pelo prefeito de Natal, Carlos Eduardo.

MUDANÇA – Essa reunião estava marcada, a princípio, para o dia 20, mas foi transferida para o dia 26.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Ato fortalece mobilização em defesa da Uern

Vereador Francisco Carlos lidera movimento pela UERN

Integrantes da Frente Parlamentar e Popular em Defesa da Uern foram recebidos pela prefeita Rosalba Ciarlini (PP), nesta segunda-feira, 11, no Palácio da Resistência. O ato reafirma o compromisso da gestão municipal com a instituição e marca o início da campanha “A Uern nos Une”, que mobiliza a sociedade em prol do fortalecimento da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern).

O vereador e coordenador da Frente Parlamentar e Popular em Defesa da Uern, Professor Francisco Carlos (PP), lembrou o papel da universidade para o crescimento regional e pediu união em torno da instituição de ensino superior. Ao lado da deputada estadual Larissa Rosado e outros membros do movimento, ele entregou à prefeita uma camiseta símbolo da campanha.

“A Uern contribui de forma decisiva para o crescimento de todo o Estado, e precisamos nos unir em favor dessa causa, para que nossa universidade cresça, se fortaleça e continue ajudando a transformar a realidade de milhares de pessoas”, conclamou.

Parcerias

Ao reafirmar o apoio à Uern, Rosalba Ciralini destacou trabalhos conjuntos existentes entre a Prefeitura e a universidade. Ela ainda elencou a importância de uma parceria com o Governo Federal como alternativa para fortalecimento da instituição.

“Não falo da federalização, mas de parcerias mesmo, com destinação de recursos para assegurar projetos e tornar a Uern mais forte. Sabemos da importância da universidade, e reafirmamos nosso apoio, através da defesa e das constantes parcerias que temos”, ressaltou.

Campanha

A iniciativa denominada de “A Uern nos une” é uma forma de, através da criação de uma página no Facebook, unificar as vozes em defesa da Uern. Ao longo da campanha, serão divulgados vídeos, ações, imagens, e manifestações em torno de um único objetivo: fortalecer a universidade.

“Esse espaço democrático servirá para que possamos dar voz a todos os que defendem a Uern. Aqueles que têm ligação, direta ou indireta, e querem o bem da universidade”, detalha Francisco Carlos.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

PROGRAMA SÓ CRISTO SALVA NA RÁDIO DIFUSORA

DAS 13H ÀS 15H COM MICHELE FONSECA E PARTICIPAÇÃO DE CONVIDADAS 

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, em pé

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, óculos e close-up

Te convido pra estar conosco hoje no Programa SóCristo Salva das 13h às 15h na Rádio Difusora de Mossoró AM 1170. Estaremos recebendo as Missionárias Mara e Jéssica Nogueira, q abordarão temas como: abuso sexual na infância, prostituição e como vencer as suas sequelas através de CRISTO. Acesse: www.difusoramossoro.com.br
Ouça tb pelo aplicativo Radios Net. #Live13hàs15h

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Flávio Rocha acusa procuradora do regional do Trabalho

Empresário afirma que Ileana Neiva persegue grupo Guararapes

O empresário Flávio Rocha usou suas redes sociais para se posicionar em relação ao Ministério Público do Trabalho.

Mais precisamente à procuradora regional, Ileana Neiva Mousinho.

Ele acusa a procuradora de perseguição e de reduzir os índices de emprego no Rio Grande do Norte.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Rogério Marinho: “Objetivo do MPT é acabar com Pró-Sertão e com os empregos gerados no RN”

Deputado federal critica posição do MPT

Uma verdadeira multidão participou do “Grito do Emprego”, realizado neste sábado (16) na cidade de São José do Seridó em protesto contra a ação do Ministério Público do Trabalho que atinge o Programa de Interiorização da Indústria, o Pró-Sertão. Realizado no ginásio poliesportivo da cidade, o evento reuniu trabalhadores e colaboradores das pequenas facções de diversos municípios do Estado, para onde o projeto levou emprego e renda nos últimos anos.

Presente na manifestação, o deputado federal Rogério Marinho (PSDB) voltou a criticar o processo movido pelo MPT que pede uma multa de impressionantes R$ 38 milhões para a Guararapes, gigante do setor têxtil, por firmar parceria com as pequenas facções integrantes do projeto. “O objetivo do MPT é acabar com o Pró-Sertão e com os empregos gerados no RN”, disse o parlamentar, que foi criador do programa durante sua passagem pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Norte, em 2013.

“Se o MPT não pode ajudar, por favor não atrapalhe. É isso que precisamos dizer a eles. Esse programa não está 5 vezes maior do que é hoje, não tem 5 vezes mais pessoas empregadas, devido ao MPT. Em 2015, quando o programa começa a crescer, o MPT arma policiais, com carros e metralhadoras, para visitar facções, para inibir, constranger, tentar segurar o crescimento do programa. E conseguiram, o programa foi paralisado, e agora querem jogar a pá de cal, querem acabar com o programa e com os empregos. Mas não vão conseguir”, disse Rogério.

O deputado ainda questionou a existência de supostos empregados, trabalhadores ou colaboradores das pequenas indústrias que teriam pedido ajuda aos procuradores. “O MPT está dizendo que está entrando com ação contra a Guararapes a pedido dos trabalhadores das fábricas de oficinas de costuras. Essa é a primeira grande mentira que está sendo contada e precisa ser desmascarada”, completou.

Relator da modernização das leis trabalhistas recentemente aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo governo, Rogério disse que o MPT tenta criar no Seridó potiguar uma jurisprudência para evitar o avanço do país. “Eles estão sentados em sala com ar-condicionado, ganham mais de R$ 30 mil, não precisam esperar o fim do mês porque o salário deles está garantido. Eles não precisam produzir. Querem fazer tese para criar jurisprudência porque estão com dor de cotovelo, porque a lei trabalhista passou, porque a terceirização está legalizada e eles não podem mais mexer com vocês. E por isso tentam criar teses para impedir que a população do RN tenha a possibilidade e a capacidade de terem empregos, oportunidade”.

Rogério Marinho relembrou que os empregos gerados pelo Pró-Sertão também foram responsáveis pelo surgimento de outras oportunidades na região. “Aqui no Seridó tem ainda muitas pessoas que estão vivendo do trabalho de vocês. São os que vendem alimentos, são os armazéns, as lojas de material de construção, e que também vão sofrer se o emprego de vocês acabar. Isso é uma cadeia econômica. Essa é a hora de demonstrarmos nosso repúdio, que não estamos satisfeitos, que o povo do Seridó não precisa ser tutelado”.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+