Category Archives: Notícias

Francisco José Júnior e Jório Nogueira presidem reunião das diretorias da FEMURN e da FECAM

Presidentes da FEMURN e da FECAM preparam solenidade de posse que terá presenças de Gilberto Kassab e de Robinson Faria 

Por Carlos Skarlack

De Natal

Francisco José Júnior e Jório Nogueira em reunião da FEMURN e FECAM – Fotos: iPad Skarlack

 

O prefeito de Mossoró e presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (FEMURN), Francisco José Júnior e o presidente da Câmara Municipal de Mossoró e da Federação das Câmaras Municipais do Rio Grande do Norte, vereador Jório Nogueira, presidiram reunião das diretorias da duas entidades, nesta quarta-feira, às 9h.
O encontro realizada na sede da FECAM, em Natal, teve como principal objetivo, tratar da posse de Francisco José Júnior e Jório Nogueira nas presidências da FEMURN e da FECAM, respectivamente.
A solenidade de posse está marcada para o dia 20, às 16h, na Escola do Governo, em Natal.
Participarão do ato, além do governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, o ministro das Cidades, Gilberto Kassab e representações de outros segmentos.
Durante esta quarta-feira, Francisco José Júnior e Jório Nogueira, acompanhados de integrantes das diretorias da FEMURN e da FECAM visitam a Assembleia Legislativa, TCC, TJ e serão recebidos pelo governador do Estado, Robinson Faria, quando serão oficializados convites para a posse.

Izabel fala na justiça feita em favor de Henrique Alves

De acordo com a vereadora Izabel Montenegro, na campanha eleitoral do ano passado, o então candidato ao Governo do Estado, Henrique Alves foi alvo de acusações.

Izabel Montenegro lembrou os prejuízos políticos para Alves – Foto Walmir Alves

A vereadora Izabel Montenegro (PMDB) destacou, em pronunciamento feito no grande expediente da sessão plenária de ontem, a exclusão do nome do presidente do Partido do Movimento Democrático Brasileiro no Rio Grande do Norte, Henrique Eduardo Alves, da lista de políticos envolvidos no esquema de distribuição de propina pela Petrobras.

A parlamentar peemedebista falou sobre a justiça em favor do ex-presidente da Câmara dos Deputados. De acordo com a vereadora Izabel Montenegro, na campanha eleitoral do ano passado, o então candidato ao Governo do Estado, Henrique Alves foi alvo de acusações, por meio de veículos de comunicação e principal através das redes sociais.

Izabel cita que o dirigente peemedebista potiguar foi praticamente condenado sem sequer ter sido julgado. A exclusão do nome do ex-deputado Henrique Eduardo Alves sacramenta a injustiça cometida contra ele. A vereadora Izabel Montenegro teve o seu pronunciamento aparteado por todos os parlamentares presentes em plenário na sessão de ontem.

Beto Rosado na CPI da Lava-Jato

PP indica deputado de Mossoró ao substituir filiados enrolados em denúncias

A bancada do PP substituiu nesta terça-feira (10) os deputados Lázaro Botelho (TO) e Sandes Júnior (GO) na CPI da Câmara que investiga o esquema de corrupção na Petrobras.

Os dois deputados figuram na lista de 34 congressistas que tiveram o pedido de abertura de inquérito acolhido pelo Supremo Tribunal Federal e serão investigados. Segundo o líder do PP, Eduardo da Fonte (PE), eles manifestaram o desejo de deixar a CPI e suas vagas foram repassadas para Fernando Monteiro (PP-PE) e Ezequiel Fonseca (PP-MT).

O deputado Cacá Leão (PP-BA), cujo pai será investigado, também deixou o colegiado. O posto será do deputado Beto Rosado PP-RN). Cacá é filho do vice-governador da Bahia João Leão (PP) que afirmou estar “cagando e andando” para a investigação e, posteriormente, se desculpou.

Na abertura dos trabalhos da CPI nesta terça, diversos deputados cobraram o afastamentos dos dois parlamentares do PP enrolado na Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

O partido é a sigla com o maior número de investigados. Ao todo, são 49 pessoas alvos de inquéritos, sendo 34 congressistas (12 senadores e 22 deputados). A bancada do PP na Câmara tem 40 deputados e terá 18 investigados. No Senado, dos cinco representantes da legenda, três são alvos do Supremo.

MIMOS

Um dos principais delatores do esquema de corrupção da Petrobras, Paulo Roberto Costa recebia mimos, como um relógio Rolex, de congressistas do PP como retribuição por abastecer o caixa do partido com recursos desviados da estatal. A informação consta na delação premiada do próprio Costa.

Então diretor de Abastecimento da empresa, ele chegou a receber um pagamento em dinheiro de R$ 200 mil dos deputados José Otávio Germano (RS) e Luiz Fernando Faria (MG), segundo o delator. A entrega, diz, foi feita no luxuoso hotel Fasano, em Ipanema.

A diretoria de Abastecimento, comandada por Costa, servia inicialmente para abastecer repasses ao PP, que eram operados por Youssef, e depois passou a atender também o PMDB. Por isso a prevalência de citações a parlamentares do PP.

Em sua delação, o doleiro inclusive cita parlamentares que foram buscar pessoalmente dinheiro no escritório de sua empresa, a GFD, em São Paulo.

 Fonte: www.uol.com.br

Thurbay Rodrigues comenta: Entrevista de Francisco José Júnior ao Jornal Difusora – III

“Enxergou o momento, a exatidão histórica, a hora da mudança e de forma simples e modesta, fez-se o seu executor…”

Por Thurbay Rodrigues 

O início. Por determinação da Justiça – que afastou a prefeita Cláudia Regina – , o então Presidente da Câmara Municipal de Mossoró, vereador Silveira Júnior, assume a interinidade do cargo. Todos nós, inclusive o prefeito interino, acreditávamos num breve retorno da prefeita eleita. Publicamente considerei a época, uma injustiça. E, sempre do meu jeito, briguei, lutei, esbravejei. Foram meses a fio… Lembro com plena nitidez, do primeiro diálogo que  mantive com o então interino Silveira Junior, que me convocou para discutirmos sobre um contrato publicitário que o blog mantém com a PMM. E, sempre do meu jeito, disse-lhe, olho no olho, que se a manutenção do contrato fosse condicionada a minha deserção das hostes claudistas, ele o cancelasse naquela hora, imediatamente, sem delongas, perda de tempo. O prefeito sorriu, disse-me que não, que o contrato era com a instituição (PMM) e que eu continuaria a ter o livre árbitrio de minhas escolhas partidárias. Confesso hoje que me supreendi. Ainda não tivera tempo suficiente para entender que começavamos ali e na hora, um novo ciclo, uma nova etapa, uma nova era. Continuei, sem nenhuma restrição, a defender a volta de Cláudia, até que seu retorno tornou-se, pela Justiça, impossível. Por isso até hoje não consigo entender, menos conceber, as acusações vãs e irresponsáveis que o prefeito trabalhou pelo não retorno da prefeita, a qual era aliado e em todas as interinidades comprovou se-lo. Com a irreversibilidade do então quadro, prolatada em definitivo pela Justiça, a temporiedade do cargo, tornou-se permanente (antes, sua ousadia coragem e  determinação, já havia conquistado o apoio de liderâncas incontestes como a ex prefeita Fafá Rosado, o deputado federal Betinho Rosado e a equidistância da governadora Rosalba Ciarlini) através da Eleição Suplementar e Silveira Júnior – consagrado em maioria histórica-  passa a ser o prefeito de fato e de direito com mandato assegurado por dois anos. Ao seu lado, com ele, apenas o povo, os sem sobrenomes, cargos, poderes, influência. Nenhum deputado, nenhum secretário estadual (Ministro, nem pensar), inicia-se a gestão de uma face só, a dele, mas nela os olhos do povo. Vieram as Eleições Gerais, majoritárias e proporcionais, e nelas sua ousadia superou a si própria.  Apoiou  um candidato marcado “para cumprir tabela” na disputa ao Governo e, inacreditavelmente, trouxe candidatos de “fora” para o embate com candidatos oligarquicos e detentores de mandato. Lembra que falei acima que na sua face tinha – tem – os olhos do povo? Enxergou o momento, a exatidão histórica, a hora da mudança e de forma simples e modesta, fez-se o seu executor. Na entrevista concedida ao JORNAL DIFUSORA, que motiva essas postagens, deixou explicíto o respeito, a consideração e, sobretudo, a vontade, o desejo necessário, de unificar lideranças, de unir,promover a coezão, sem importar quem vai liderar quem, mas condicionando que todos trabalhem em prol de uma Mossoró cada vez melhor, mais progressista, mais desenvolvimentista. Por isso, exemplificando, considera natural  que nessa caminhada acompanhe ou seja acompanhado por Rosalba Ciarlini que como ele, tem na face os olhos do povo mossoroense. Assim como e por igual, a ex prefeita Fafá Rosado, ex deputado Betinho Rosado e tantos outras lideranças igualmente dignas  e respeitáveis. Voto, oportunamente, ao assunto.    

Fonte: www.thurbay.com

Thurbay Rodrigues comenta: Entrevista de Francisco José Júnior ao Jornal Difusora – II

“…Na Educação todas as metas foram e estão sendo cumpridas. Na Agricultura melhoramentos mais abrangentes propiciam ao sofrido homem do campo…”

Por Thurbay Rodrigues 

Amanhã falaremos sobre a entrevista do Bispo D. Mariano e sobre a Campanha da Fraternidade. Peço licença para continuar discorrendo sobre a entrevista do prefeito Silveira Junior, concedida ontem ao JORNAL DIFUSORA, oportunidade em que lembrou a inauguração do UPA do Belo Horizonte, considerada inviável e até “um ato de irresponsabilidade”, hoje em funcionamento diuturno (24 Horas)  e considerada exemplo em atendimento, presteza. A UPA, construída há mais de um ano, deteriova-se em suas instalações físicas pois abandonada, constituia-se em verdadeiro acinte e pouco caso ao erário, como se dinheiro público, do povo, tivesse uma única destinação, a de jogar-se fora. Esse foi o primeiro “paradigma” rompido pelo prefeito. A UPA é, hoje, realidade. Ainda no âmbito da Saúde, acabou com o ciclo tradicional de acudir-se ao complexo APAMIM, falido e quebrado, (tema já abordado aqui no Blog), envolvido em escandalos de desvios de recursos e valendo-se sempre dos da municipalidade para tamponar seus sucessivos e já até tradicionais “rombos”. Ao “S.O.S.” costumeiramente atendido, o jovem prefeito disse não. E com a mediação do insuspeito Ministério Público, interviu, objetivando agregar ao patrimonio público, o complexo considerado inviável, hoje em plena expansão e livre das mazelas abertas pela desonestidade e má gestão. A Casa de Saude Dix sept Rosado, triplicou quantitativamente seus atendimentos, leitos, paga em dia seus compromissos e saiu das manchetes policiais e escabrosas para o lugar que lhe é destinado, o de atender a população carente, pois, após a intevenção, seu atendimento é exlusivo a pacientes do SUS, e não emite mais faturas à particulares e/ou Planos pagos. É do povo! Ainda na Saúde, reformas de UBES, inauguração de novas, cursos de capacitaçao, de especialização, e a erradicação da indústria dos plantões, não feitos, e que eram, amoralmente, uma complementação salarial. Na Educação todas as metas foram e estão sendo cumpridas. Na Agricultura melhoramentos mais abrangentes propiciam ao sofrido homem do campo, relativa tranquilidade, a disposição dele hoje existe uma Secretaria exclusiva. No segmento da seara  sensível e complexa da Segurança, uma inédita Secretaria, com a feliz escolha de seus comandantes, militares de escol, ambos da ativa. A nova Secretaria não poderia ter sido entregue em melhores e capacitadas mãos. E seus benefícios já se começam a sentir ( em um dia, juntamente com a PM, a Secretaria efetuou 575 abordagens), e caminha para ser uma força armada com um contigente superior as forças de segurança estaduais, sediadas no município de Mossoró. No Planejamento, a então Secretaria, deixa de ser uma executora orçamentária para, de forma técnica, cientifica e pragmática, com cuidados de Estado Maior, a régua e compasso, traçar os caminhos do futuro. Levaria muito tempo alencando atos administrativos e não considero profícuo faze-lo pois só não são vistos e reconhecidos pelos biblicamente diagnosticados como “os piores cegos”, pois não querem ver… e há a seara da política, da sustentabilidade, da governabilidade. Vamos pular? Na postagem seguinte falaremos sobre isso.

Fonte: www.thurbay.com

O Velho Apache Antenado: Humor

Piadinha sem graça

A assessoria da presidente da República, Dilma Ressouff, decidiu não divulgar o horário em que ela vai tomar café.

Motivo?

Para evitar que no mesmo horário a turba faça um novo panelaço. 

Eheh…

Governo se pronuncia sobre recursos do Fundo Previdenciário

Confira a nota oficial 

NOTA

A Secretaria de Estado de Planejamento e Finanças (SEPLAN) divulgou no início de março um saque no valor de R$ 35 milhões do fundo financeiro unificado levando em consideração o déficit na folha de R$ 90 milhões.

Porém, com o reajuste de 13,01% para a Educação, retroativo a janeiro, além de reajustes previstos em lei pagos a outras categorias, a folha de inativos e pensionistas de todos os poderes chegou a R$ 173.344.697,75.

Como as contribuições patronais e de servidores arrecadadas corresponderam a R$ 89.951.672,91, o déficit previdenciário em fevereiro ficou em R$ 83.393.024,84.

Diante desses valores reajustados, a SEPLAN repassou R$ 40 milhões ao IPERN para cobrir parte desse déficit previdenciário, enquanto o IPERN sacou a diferença, ou seja, R$ 43.393.024,84.

Thurbay Rodrigues comenta: Entrevista de Francisco José Júnior ao Jornal Difusora

“O jovem gestor, que está mudando o curso da História político/administrativa de Mossoró, foi muito feliz e não teve nenhuma dificuldade em explicar, expor…” 

Por Thurbay Rodrigues 

Em primeira plana, cumprimentar os colegas jornalistas pela excelente iniciativa de ofertarem à Mossoró mais um espaço à Comunicação. Agradecer ao convite – que não foi atendido por razões pessoais – mas que oportunidades espero não faltarem  para que me propiciem ocasiões de um novos aprendizados.  Ouvi o programa JORNAL DIFUSORA, regido sob a batuta do Carlos Scarlack aos acordes afinadíssimos do Gilberto Souza e Gutemberg Moura, posto ao ar nos estúdios da Radio Difusora de Mossoró, palco e cenário histórico de lutas memoraveis e conquistas tantas. O programa que vai ao ar todos os dias, as 18 horas, no prefixo Difusora, fez sua estréia ontem entrevistando o prefeito Silveira Junior. O jovem gestor, que está mudando o curso da História político/administrativa de Mossoró, foi muito feliz e não teve nenhuma dificuldade em explicar, expor, o mais difícil do explicável, que sabemos todos, é o obvio, quando não quer ser visto, por quem não que enxerga-lo. O prefeito, no programa de ontem, com o convencimento de suas explanações, retirou vendas, e como que por “decreto” abriu todos os olhos para que vejam que Mossoró está mudando, que seu timoneiro, embora jovem, de posse do leme que o povo lhe delegou, a conduz por águas tranquilas, nesse “mar” de dificuldades, agitações, turbulencias, que gerações outras, passadas e obsoletas, legaram à sua , presente, jovem, viva e empreendedora, a missão de atualizar, reformar, inovar. Claro e como falei acima, obvio, que o hoje prefeito não só precisava ter participado das eleições ralizadas ano passado e, mais que isso, sair-se vitorioso para poder alcançar as condições de governabilidade e proceder, cumprir, a missão que lhe foi confiada. Isso, de imediato, foi entendido pelo povo/eleitor que o elegeu prefeito – por maioria histórica em Eleição Suplementar- e, posteriormente,  lhe propiciou  vitórias em 11 candidaturas, nas Eleições Gerais, por ele, já prefeito, apoiadas. Não cabe, portanto, nenhuma discussão a legitimidade de sua liderança. Natural seria supor, e até esperar-se que, em meio, no cerne, de sucessivas e consecutivas campanhas eleitorais, a seara administrativa estacionasse a espera do término do período eleitoral. O que teria sido um lêdo engano, pois, como explanado pelo Chefe da Municipalidade ontem, e comprovado em estatísticas oficiais e reconhecimento nacional, Mossoró cresceu, e cresceu inovando. Silveira Junior já é o prefeito  (em um ano e meses de gestão) que mais investiu  na Saúde, que cumpriu todas as metas da Educação que, ousadamente, criou uma Secretaria Municipal de Agricultura e uma outra (inédita em todo país, no âmbito de suas municipalidades) de Segurança Pública. Por acaso, vejo o relógio, e percebo que falta um minuto para o início da segunda edição do JORNAL DIFUSORA, o que me obriga a pedir-lhes licença, para ouvir o entrevistado de hoje, o Bispo de Mossoró, D. Mariano Manzana, prometendo voltar em seguida, mais enriquecido de informações  sobre a Campanha da Fraternidade (pauta da entrevista) e retornar, obviamente, à entrevista do prefeito de Mossoró. Inte, volto já. Obrigado.

Fonte: www.thurbay.com

Francisco José Júnior e Jório Nogueira terão audiência com o governador do Estado

Presidentes da FEMURN e da FECAM serão recebidos por Robinson Faria nesta quarta-feira

[0%255B3%255D.jpg]

O prefeito de Mossoró e presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (FEMURN), Francisco José Júnior e o presidente da Câmara Municipal de Mossoró e da Federação das Câmaras Municipais do Rio Grande do Norte (FECAM), vereador Jório Nogueira, serão recebidos pelo governador do Estado, Robinson Faria, nesta quarta-feira, 11, às 17h, em Natal.

Na oportunidade, Francisco José Júnior e Jório Nogueira irão oficializar convite, ao governador, para participação na solenidade de posse, dos dois, nas presidências da FEMURN e da FECAM, respectivamente.

A solenidade de posse está marcada, em ato conjunto, para o dia 20, em evento marcado para Natal, com a presença do ministro das Cidades, Gilberto Kassab.

AGENDA – A agenda de Francisco José Júnior e Jório Nogueira começará, às 9h, na sede da FEMURN, quando os dois e suas respectivas diretorias irão tratar detalhes da posse prevista para o dia 20.

Confira a agenda a ser cumprida por Francisco José Júnior e Júnior, nesta quarta-feira, em Natal:

9h – Reunião com as diretórias da FEMURN e FECAM

10h30 – Audiência com o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza

14h15 – Audiência com o procurador-geral, Rinaldo Reis

15h – Audiência com o presidente do Tribunal de Justiça do Estado, desembargador Cláudio Santos

16h – Audiência com o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Carlos Thompson

17h – Audiência com o governador do Estado, Robinson Faria

Entrevista: Dom Mariano Manzana

Bispo diocesano de Mossoró participa do Jornal Difusora 

Dom Mariano Manzana conversa com Carlos Skarlack e Michele Fonseca no Jornal Difusora – Fotos: Karla Viegas

 

O bispo diocesano de Mossoró, Dom Mariano Manzana, concedeu entrevista ao Jornal Difusora, da Rádio Difusora de Mossoró-RN – AM 1.170khz, nesta terça-feira, 10.

Dom Mariano Manzana revelou que sua indicação para bispo de Mossoró seu deu através de um pedido do então titular da Diocese de Mossoró, Dom José Freire de Oliveira.

– Eu tive uma boa convivência com Dom José Freire no período em que esteve nas paróquias de Umarizal e Alexandria e agradeço a ele pela indicação de meu nome ao Papa -, disse Dom Mariano.

Mais detalhes da entrevista, em instantes.