Fera ferida, Janot ataca. É o cara que ressuscitou o PT e garantiu a liberdade a Joesley

O homem que deu passe livre e carimbou um “nada consta” na biografia de Joesley Batista vem falar de pessoas que seriam críticas da Lava Jato porque comporiam uma casta privilegiada?

POR REINALDO AZEVEDO

É, meus caros, é quando as feras estão feridas que elas são mais perigosas. É o caso de Rodrigo Janot. Não dá para associá-lo a um leopardo ou a algum outro felino. Mas a natureza esconde feras às vezes insuspeitadas. Poucos sabem, mas o maior assassino de humanos na natureza é o hipopótamo. Tem aquele ar aparentemente abestado, inofensivo quase. Mas quê… Quando abre aquela bocarra, expõe presas destruidoras.

“Está comparando o procurador-geral da República com um hipopótamo, Reinaldo?” Não! Mas ferido ele está, inclusive na sua vaidade. E agora decidiu nos tratar a todos como jumentos ou como ruminantes. Aquele que tem a obrigação funcional e moral da ponderação — afinal, o órgão que comanda detém o poder da investigação (até hoje, arrancado no berro, sem previsão constitucional) e da denúncia. Não, eu não o comparo com um hipopótamo, mas é fato que sua mordida é poderosa. Especialmente num momento em que políticos se acovardam e em que setores da imprensa decidem endossar métodos típicos de Estado policial.

O doutor decidiu agora, como naquela música de Fábio Junior, dividir o mundo em duas metades da laranja. Mas, à diferença das “duas forças que se atraem” e do “sonho lindo de viver”, o que se tem, na mente de Janot, são forças antagônicas, que se repelem: na sua cabeça, há “os inimigos da Lava Jato” e os “amigos”. Os segundos endossam tudo o que fazem o procurador-geral e seus menudos de faces rosadas e ternos escuros; os primeiros, bem…, o doutor não reconhece matizes: seriam todos sócios da lambança.

Na abertura, nesta segunda, de um seminário no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), em Brasília, o procurador-geral mostrou as presas. Disse:
“Basta de hipocrisia! Não há mais espaço para a apatia. Ou caminhamos juntos contra essa vilania que abastarda a política ou estaremos condenados a uma eterna cidadania de segunda classe, servil e impotente contra aqueles que deveriam nos representar com lealdade”!

É discurso de político, não de procurador-geral. E digo mais: esse sotaque é tipicamente fascistoide. E serve a fascistas de esquerda ou de direita. Sempre que alguém vem com esse papo de “chega de hipocrisia!”, podem acreditar: está querendo endosso a algum ato truculento ou está fazendo tabula rasa de diferenças relevantes. Aliás, lá vamos nós para o extremo da abjeção, mas é preciso que se diga. Os nazistas costumavam pedir o “fim da hipocrisia” ao perseguir judeus. Afinal, eram ou não eram os “banqueiros da bancarrota” da República de Weimar? Integravam ou não o establishment de algumas das instituições mais importantes da Alemanha falida? Então, chega de hipocrisia e Holocausto para eles!  “Está comparando Janot com um nazista, Reinaldo?” Não! Estou cobrando que ele não discurse como se fosse um.

Igualmente políticas tem sido as falas de todos os procuradores. Para o procurador-geral, hipócritas são todos os seus críticos e todos aqueles que não adotam a sua agenda e os seus métodos. E esses tais hipócritas, por sua vez, se dividiriam em dois grupos. Disse ele:
“Há pessoas que acusam o Ministério Público e a Lava Jato de abuso. Afirmam que o Brasil está se tornando um Estado policial de exceção. Só dois tipos de pessoas adotam e acolhem esse discurso. Os primeiros nunca viveram em uma ditadura. Eu vivi. Não conhecem, por experiência própria, o que representa uma vida sem liberdade; militam, portanto, na ignorância”. Já os outros, segundo disse, são “os que não têm compromisso verdadeiro com o país. A real preocupação dessas pessoas é com a casta privilegiada da qual fazem parte”.

Então vamos tirar o procurador-geral para uma contradança argumentativa. O homem que deu passe livre e carimbou um “nada consta” na biografia de Joesley Batista vem falar de pessoas que seriam críticas da Lava Jato porque comporiam uma casta privilegiada? Com a devida vênia, doutor, lave essa bocarra! O senhor não tem moral para posar de verdugo dos poderosos. Não quando a gente olha a pena que pegaram alguns dos maiores criminosos do país  Aliás, não precisamos de verdugos. Queremos pessoas públicas que honrem as leis da democracia e do Estado de Direito.

Em segundo lugar, que papo é esse de herói contra a ditadura? O senhor??? Eu, que sou cinco anos MENOS VELHO do que a excelência com vocação para santidade e que efetivamente combati a ditadura; que tive problema “com uzômi” aos 16 anos; que levei porrada da polícia, bem, eu não me lembro de nenhum paladino da justiça chamado Rodrigo Janot. Combateu a ditadura com quem? Em que lugar? Na companhia de quais pessoas? Participou de quais eventos importantes da luta pela restauração da democracia?

Janot está perdendo o juízo e o senso de ridículo. Apostou alto na sua recondução ao cargo. Se a Blitzkrieg tivesse dado certo, ele se imporia como solução de continuidade e “estabilidade” ao próximo mandatário. Mas deu errado. Agora, o que ele quer é alimentar teorias conspiratórias na esperança de emplacar a candidatura de Nicolao Dino, o único que aceitou uma semiadoção, que vai disputar a eleição para a lista tríplice da ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República). O presidente da República não é obrigado a indicar nenhum dos três.

Janot vai deixar a PGR, e a luta contra a corrupção vai continuar. E que se torne mais forte do que antes. E ela será tanto mais eficaz quanto mais respeitar a lei.

O homem que garantiu a Joesley a vida de um cidadão de bem não tem nada a cobrar de ninguém.

De resto, lembro dois críticos dos desmandos — e não das virtudes — do MPF: Reinaldo Azevedo e o ministro Gilmar Mendes. O primeiro viu uma conversa com uma fonte ser covardemente usada na guerra política. O tiro saiu pela culatra. O outro, ora vejam, é acusado de crime de responsabilidade por aliados de Janot. Dará errado também.

O fim melancólico de Janot é a derrota de quem, contando com todas as faculdades do Estado de Direito para fazer a coisa certa, preferiu, por excesso de ambição, recorrer a instrumentos do arbítrio para fazer a coisa errada.

Um Joesley impune é a sua obra-prima, junto com o PT ressuscitado.

Infelizmente, embalada por picaretas, mistificadores e especuladores, parte dos conservadores, da direita, do pensamento antipetista colaborou para essa patuscada.

Vamos ver como saímos agora do enrosco

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Novo procurador-geral de Justiça do RN assume em Natal

Posse de Eudo Leite contou com presenças de autoridades estaduais 

Em seu discurso de posse, o novo Procurador-Geral de Justiça, Eudo Leite, falou sobre os desafios no comando da instituição e enalteceu a importância do Ministério Público para a sociedade potiguar. Garantiu que vai instituir um novo modelo de relacionamento institucional dentro do MP, implementar uma política de valorização dos servidores e premiar a produtividade. Além disso, Eudo Leite disse que estabelecerá uma política de autocomposição e redução da judicialização, criando Núcleo de Conciliação e Mediação, com atuação nas mais variadas comarcas.

“Parafraseando Nelson Mandela, comprometemo-nos a construir uma paz completa, justa e duradoura. Triunfamos no nosso intento de implantar a esperança no coração dos membros e servidores do MPRN. Assumimos o compromisso de construir uma instituição na qual todos, quer sejam negros ou brancos, quer sejam procuradores ou promotores, quer sejam membros ou servidores, todos possam caminhar de cabeça erguida, sem receios no coração, certos do seu inalienável direito à dignidade humana”, disse Eudo Leite.

Eudo Leite assumiu o lugar deixado por Rinaldo Reis, em solenidade ocorrida em Natal, na noite desta segunda-feira.

 

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Vagner Araújo pode assumir Secretaria de Planejamento

Mudança de pasta é cogitada

POR HEITOR GREGÓRIO

Atual Secretário Extraordinário para Gestão de Projetos do Governo do Estado, o nome de Vagner Araujo vem sendo cogitado nos corredores da Governadoria para assumir a Secretaria de Planejamento, cargo que ocupou durante o Governo Wilma.

O convite oficial deverá ser feito nos próximos dias, caso o Governador siga adiante e acate as sugestões que recebe ao nome de Vagner.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Encontro nacional sobre Lixo Zero Social 10

Evento acontece em Brasília 

Nesta terça-feira (20), a Confederação do Elo Social participará, em Brasília, do seminário “A Gestão de Resíduos Sólidos no Brasil e os Desafios ao Cumprimento da Lei nº 12.305/10”. O encontro acontecerá no plenário da Casa, das 09 às 18h, com transmissão da TV Câmara. 
 
A CESB é responsável pelo programa “Lixo Zero Social 10”, uma iniciativa que dará solução à problemática do lixo no Brasil. A ação contará com Centros de Triagem e Transbordo em todo país, inclusive no Rio Grande do Norte, onde há previsão para construção de 28 CTTs.
 
Em áreas de risco social, um prédio do Elo Social oferecerá à população serviços de psicologia, assistência social e advocacia, além de promover cursos de formação profissional.
Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Corpo de Bombeiros aprova projeto e Arena das Quadrilhas é reestruturada

Concurso de Quadrilhas Juninas está assegurado 

A realização do Concurso de Quadrilha da Arena Deodete Dias está garantida. A Prefeitura de Mossoró apresentou um novo projeto de montagem, atendendo às exigências do Corpo de Bombeiros, e o documento foi aprovado.

Na noite do sábado, 17, quando a arena havia sido interditada, todas as exigências do Corpo de Bombeiros já estavam contempladas, com exceção do espaço dos patamares das arquibancadas. A diferença entre o que estava no projeto da arena e o exigido pelo Corpo de Bombeiros era de apenas 3 cm.

“Com a aprovação desse projeto entramos agora na fase readequação da Arena Deodete Dias. Desmontamos as arquibancadas e montaremos mais uma vez, agora de acordo com o espaçamento demarcado nesse novo projeto. Ainda esta semana teremos quadrilheiros fazendo a festa na arena”, assegurou o secretário de Cultura, Eduardo Falcão.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Secretária de Saúde detalha gastos na Saúde no primeiro quadrimestre de 2017

 

Dados foram apresentados no período da tarde 
thumbnail_DSC_0299
Na tarde desta segunda-feira 19, a Prefeitura de Caraúbas, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde, realizou uma audiência pública, para detalhar os gastos feitos pela pasta no úlltimo quadrimestre desse ano. A prestação de contas é obrigatória e ainda vai ter que passar pela aprovação do Conselho Municipal da Saúde.
O relatório com a prestação de contas foi feita pela secretária de Saúde e pelo contador do município Marinaldo Duarte.
De acordo com Marinaldo Duarte, a dificuldade em prestar contas com dados da gestão passada, foi a falta de informações deixadas pela gestão anterior, que não repassou documentos e senhas dos convênios vigentes.
“A falta de informação do quadrimestre final do ano passado, nos impossibilitou de termos números precisos, pois tivemos que recorrer às informações no Ministério da Saúde para que hoje pudéssemos apresentar a prestação de contas. Com relação aos dados da atual gestão, qualquer pessoa pode ter acesso a prestação de contas que estão contidas no Portal daTransparência da Prefeitura de Caraúbas”, explicou Marinaldo Duarte.
Já a secretária Monique Barreto disse que os números da prestação de contas apresentam um avanço significativo, com avanço das ações em todas as áreas, se comparadas à situação encontrada na transição.
“Os resultados alcançados à base de muito trabalho e dedicação da nossa equipe da Saúde e hoje apresentado aqui nessa audiência pública, estão sendo analisados pela sociedade e vai ser apreciado pelo Conselho Municipal de Saúde, para que esse possa dar seu veridito final”, destacou Monique Barreto.
O presidente do Legislativo, Josean Amorim, parabenizou a secretária Monique Barreto pela prestação de contas e criticou a administração passada por não ter repassado as informações a atual gestão.
“Parabenizo a secretária Monique Barreto pela prestação de contas e lamento que sua equipe tenha conseguido as informações da gestão anterior no site do Ministério da Saúde e não com a própia equipe passada. Defendo que cada administração preste contas daquilo que foi sua responsabilidade”, ressaltou Josean Amorim.
O vice-prefeito Paulo Brasil acredita que a transparência nas contas da Saúde é uma marca da administração do prefeito Juninho Alves, em face da sociedade, no tocante aos órgãos e secretarias públicas.
“Os resultados que hoje são apresentados nessa audiência pública, mostram que estamos no caminho certo. Que é com muita responsabilidade e compromisso que se faz uma administração pública e é nessa linha de conduta que o prefeito Juninho Alves tem gerido a sua administração pública em Caraúbas”, concluiu.
A prestação de contas quadrimestral da Secretaria de Saúde é obrigatória por lei. Os números podem ser acessados no site www.caraubas.rn.gov.br/portaldatransparencia.
Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

PF conclui que há indícios de corrupção no caso de Temer e Loures

Inquérito foi devolvido ao STF nesta segunda

No inquérito devolvido nesta segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF), a Polícia Federal concluiu que há indícios de materialidade da prática de crime de corrupção passiva pelo presidente Michel Temer (PMDB) e seu ex-assessor Rodrigo Rocha Loures, preso em Brasília. Embora tenha concluído essa parte da apuração, os delegados federais pediram mais cinco dias de prazo para encerrar a investigação sobre os crimes de organização criminosa e obstrução da Justiça, com base nas delações da JBS. O inquérito da PF deve basear a denúncia que o procurado-geral da República, Rodrigo Janot, prepara contra Temer e Rocha Loures.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

Regionalização da saúde pode reduzir filas de espera no Estado

Deputada Larissa Rosado solicita criação de pólos ao Governo 

Dinâmica, a Política de Regulação em Saúde no SUS é um processo em constante aperfeiçoamento, que deve ser condizente com suas diretrizes e princípios. Dentro dessa perspectiva, a deputada estadual Larissa Rosado (PSB), solicitou do Governo do Estado, a criação de pólos de regulação nas cidade de Mossoró, Pau dos Ferros, João Câmara, Caicó, e Santa Cruz e Natal com co-gestão do Estado e municípios, regionalizando assim essa regulação.

“Esse tipo de ação fortalece o sistema na medida em que é capaz de dar respostas adequadas aos problemas e necessidades de saúde da população”, justifica a parlamentar.

Segundo o requerimento, a descentralização tem como objetivo principal a melhoria da qualidade e resolutividade dos serviços de saúde, garantindo o acesso de toda a população, o mais próximo possível de sua residência.

Os pólos facilitarão ainda, a universalização do acesso a saúde, diminuam-se as filas de consultas de cirurgias eletivas e de urgências da ortopedia e dos demais serviços de saúde. “É importante que o Estado intervenha de forma efetiva para que haja a interiorização do serviço a saúde”, sugere Larissa.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

RÁDIO LIVE: GIVANILDO SILVA

SOBRE O MOSSORÓ CIDADE JUNINA E OUTROS PAPOS

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+

EM QUAL PROCESSO FRANCISCO JOSÉ JÚNIOR FOI ASSINAR UM ‘AUTÓGRAFO’ HOJE?

SERIA O DA OPERAÇÃO VULCANO?

O Velho Apache Antenado pergunta:

– Em qual processo o ex-prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior, foi convidado a apor seu ‘autógrafo’, na tarde desta segunda-feira, na sede do Judiciário?

Seria naquele processo da Operação Vulcano?

Alguém ai pode explicar?

Por agora, são só perguntinhas…

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+