Enfermeira de 60 anos é a primeira vacinada contra Covid-19 em Mossoró

Raimunda Clézia Cavalcante da Silva foi a primeira pessoa em Mossoró a tomar a vacina contra a Covid-19

POR DE FATO

A enfermeira Raimunda Clézia Cavalcante da Silva foi a primeira pessoa em Mossoró a tomar a vacina contra a Covid-19. O ato simbólico ocorreu na noite desta terça-feira, 19, no auditório do Centro Administrativo Alcides Belo (bairro Aeroporto).

A profissional de saúde tem 60 anos e é irmã do médico psiquiatra Raimundo Clodovil Cavalcante da Silva. Ele tinha 52 anos e morreu por complicações da doença em 6 de agosto de 2020

O lote inicial da CoronaVac chegou à cidade na manhã de desta terça-feira e está armazenado na II Unidade Regional de Saúde Pública (II Ursap). Nesse primeiro momento, são 3.981 doses para Mossoró.

Em relação ao público alvo, além de profissionais de saúde, os 79 idosos institucionalizados serão vacinados amanhã (20), segundo a secretária municipal de Saúde, Morgana Dantas. Equipes da saúde vacinarão os idosos no Instituto Amantino Câmara, Cadeia Pública Manoel Onofre de Souza, Hospital Psiquiátrico São Camilo, Penitenciária Agrícola Dr. Mário Negócio e Presídio Federal.

“Como a quantidade de vacinas para Mossoró é reduzida nesse primeiro momento, não haverá a necessidade das doses saírem para as UBS (Unidades Básicas de Saúde), já que as nossas equipes de vacinação vão levar as doses direto da II URSAP para o abrigo de idosos, o hospital são Camilo e as unidades prisionais”, informa a secretária de Saúde.

Morgana Dantas acrescenta que as demais doses serão destinadas prioritariamente aos profissionais de saúde da linha de frente contra a Covid-19 e que tratam os pacientes em UTI. “As doses serão encaminhadas aos locais onde estes profissionais atuam, mediante lista que solicitamos a todos os hospitais, clínicas, laboratórios, UBS e UPAs de Mossoró”, explica.

A Prefeitura de Mossoró espera que mais doses possam chegar ao município em breve, à medida que o Ministério da Saúde adquira mais lotes para as fases seguintes da campanha nacional de vacinação.

DADOS EPIDEMIOLÓGICOS

O boletim epidemiológico nº 274 atualizado pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) na tarde desta terça-feira, 19, apontou que Mossoró contabilizava 285 óbitos em decorrência da Covid-19 desde o início da pandemia.

Ainda de acordo com o último balanço, o número de casos confirmados chegou a 11.744. Já os casos suspeitos somam 4.615 e os descartados 25.823.

A Capital do Oeste tem ainda 46 óbitos em investigação. Outras 94 já foram descartadas para a doença. A mortalidade pela Covid-19 na cidade chegou a 95,8 para cada grupo de 100 mil habitantes.

INDÚSTRIA DO RN

ECONOMIA

Candidato a prefeito pelo Psol em 2020 é assassinado dentro de casa em Extremoz

Armando Fraga foi assinado na comunidade de Contendas

Armando Fraga da Silva, mais conhecido como Armando do Povão, de 54 anos, foi candidato a prefeito de Extremoz pelo Psol. Ele foi morto a tiros dentro de casa nesta segunda-feira (18) em Extremoz. — Foto: Reprodução

Ex-candidato a prefeito e ex-vereador de Extremoz, na região metropolitana de Natal, Armando Fraga da Silva (Psol), de 54 anos, foi executado a tiros dentro de casa na noite desta segunda-feira (18), segundo informações da Polícia Militar e da Polícia Civil.

O crime aconteceu por volta das 23h no distrito de Contendas, próximo à rodovia RN-305. A vítima era mais conhecida como Armando do Povão.

De acordo com a polícia, dois homens armados arrombaram a porta da cozinha e invadiram a casa do ex-candidato, executando ele a tiros no local.

O homem morreu antes de receber socorro. Após o crime, os criminosos fugiram e nenhum suspeito foi preso.

Com a candidatura sub judice, Armando teve 247 votos nas eleições de novembro de 2020, ficando na sétima posição entre os postulantes ao Poder Executivo em Extremoz. A prefeita eleita foi Jussara Sales, do PROS.

EM MOSSORÓ VACINAÇÃO COMEÇA COM ATO SIMBÓLICO

ATO ACONTECERÁ ÀS 18H NO AUDITÓRIO DO  CENTRO ADMINISTRATIVO

A vacinação contra a COVID-19, em Mossoró, começa nesta terça-feira 19.

A solenidade acontecerá no auditório do Centro Administrativo pela secretária municipal de Saúde, Morgana Dantas, conforma a assessoria da municipalidade.

Na manhã desta terça-feira chegaram ao município as doses da vacina.

Ao todo Mossoró teve direito a 3.891 doses doses.

 

Partidários de Allyson partem para o ataque contra Assembleia de Deus

Prefeito revelou valor total recebido pela AD que chegaria a R$ 700 mil por aluguel de imóvel

POR CÉSAR SANTOS

De Fato

Partidários do prefeito Allyson Bezerra (Solidariedade) decidiram comprar a briga com a Assembleia de Deus de Mossoró, depois de o pastor Miranda, líder da congregação, ter pedido de volta o Colégio Evangélico Leôncio José de Santana. O religioso reagiu à exoneração da Irmã Marta da direção da escola, assinada pelo prefeito de Mossoró.

Um dia após o pastor Miranda anunciar a decisão e afirmar que com Allyson o “sino não está batendo corretamente” e ter pedido oração a Deus por Mossoró, os partidários do prefeito repercutiram em suas redes sociais que a Assembleia de Deus já teria recebido R$ 720 mil da Prefeitura em forma de pagamento do aluguel do prédio-sede do colégio evangélico.

Na Assembleia de Deus, a certeza é que os valores dos recebimentos acumulados de aluguel, que compreende desde a primeira gestão da ex-prefeita Fafá Rosado, há 15 anos, foram vazados pela Prefeitura, logo, por orientação do prefeito, e que seria uma forma de intimidar a igreja evangélica.

O que mais surpreende aos evangélicos é que a Assembleia de Deus nunca teve problemas ou qualquer dificuldade com gestores municipais. O próprio pastor Miranda disse que a diretora Irmã Marta nunca foi substituída nas gestões de Fafá Rosado, Cláudia Regina, Silveira Júnior e Rosalba Ciarlini, que não são evangélicos, mas foi exonerada por um prefeito “crente em Deus”, no caso Allyson.

O Colégio Evangélico José Leôncio foi incorporado à rede municipal de ensino na primeira gestão da ex-prefeita Fafá Rosado (2005/2008). Dois pontos foram acordados: 1 – a Prefeitura mantém a estrutura física da escola; 2 – Assembleia de Deus continuaria indicando a direção.

O fato é que a Assembleia de Deus, que apoiou a candidatura vitoriosa de Allyson Bezerra, mostra-se decepcionado com a postura do prefeito. O desapontamento, inclusive, vai além da exoneração da Irmã Marta.

A insatisfação com Allyson surgiu quando ele começou a formar a sua equipe de auxiliares, majoritariamente, contrária à pauta defendida pela igreja evangélica. São temas delicados como família, aborto, gênero, descriminalização do porte de arma e uso de drogas, escola cívico-militar, separação Igreja/Estado, que colocam o secretariado de Allyson na mão contrária ao que pregam os evangélicos.

Técnica de Enfermagem é a primeira pessoa a receber a vacina contra a Covid-19 no RN: ‘Chegou a ser um sonho e hoje é esperança’

Cerimônia simbólica marcou o início da vacinação no RN

A primeira pessoa a receber a vacina contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte foi a técnica de enfermagem Maria das Graças Pereira de Oliveira, de 57 anos — Foto: Alexandre Lago/Cedida

A primeira pessoa a receber a vacina contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte foi a técnica de enfermagem Maria das Graças Pereira de Oliveira, de 57 anos. Ela trabalha na linha de frente no Hospital Giselda Trigueiro, referência em doenças infectocontagiosas.

“É uma emoção muito grande. Depois de ver tanto sofrimento de perto… a vacina chegou a ser um sonho pra gente e hoje é a esperança de que vai dar tudo certo. Uma felicidade muito grande”, disse Maria das Graças.

A vacina foi aplicada pela secretária adjunta de Saúde Pública (Sesap), Maura Sobreira, que é enfermeira.

O RETORNO

FIM DE FÉRIAS

Olá, boa tarde!

“Ói nói cá tra vez”.

Depois de alguns dias de descanso – afinal ninguém é de ferro -, estamos de volta ao batente.

Agradecendo ao trabalho da jornalista, Karla Viegas, que manteve este espaço em dia.

Ao labor.

 

Assembleia de Deus assina pedido para devolução do Colégio Evangélico à Igreja

Pedido foi assinado e enviado à Secretaria da Educação na sexta-feira, 15.

Por Karla Viegas

Durante o Curso de Capacitação de Dirigentes de Congregação, o pastor Miranda ao mesmo tempo que externou insatisfação sobre a saída da Irmã Marta da direção do Colégio Evangélico, afirmou que assinou um pedido direcionado à nova secretária de Educação, Hubeônia Morais de Alencar, solicitando a devolução da escola.

“Nós assinamos sexta-feira um pedido à nova secretária de educação, solicitando a devolução da escola”, disse.

De acordo com o contrato, o pedido de devolução deve ser feito com no mínimo 6 meses de antecedência antes do término. O contrato tem término no dia 25 de maio.

Pastor Miranda adiantou que o projeto é de que a escola siga um padrão evangélico.

Confira a fala do pastor Miranda em vídeo disponibilizado pelo Diário Político.

 

 

“O sino não tá batendo correto”, diz Pastor Miranda a Allyson Bezerra

Palavras foram direcionadas ao prefeito após saída da Irmã Marta da direção do Colégio Evangélico 

Por Karla Viegas

Em Curso de Capacitação de Dirigentes de Congregação que estava sendo transmitido ao vivo o pastor Miranda, da Assembleia de Deus, mostrou de forma direta que não ficou nada satisfeito com a saída da Irmã Marta, da direção do Colégio Evangélico.

Durante sua fala o pastor ressaltou que mesmo durante gestões em que os chefes do executivo mossoroense não eram crentes, a irmã Marta permanecia à frente da direção do colégio.

“A ex-prefeita Fafá Rosado não é crente, mas não tirou a irmã Marta da frente da escola. A ex-prefeita Cláudia Regina, não é crente, mas não tirou a irmã Marta. O ex-prefeito Francisco José Júnior não é crente mas não tirou a irmã Marta a frente da escola. Agora foi eleito o irmão em Cristo Allyson Bezerra. Aí o irmão crente tirou a irmã Marta à frente da escola. Os irmãos vejam como o sino não tá batendo correto, não tá batendo direito”, disse pastor Miranda.

Confira vídeo disponibilizado pelo Diário Político:

Governo do RN recebe 12 pacientes com Covid-19 do Amazonas

Dois enfermos adicionais foram transferidos para o Hospital Giselda Trigueiro

ASSECOM/RN – ELISA ELSIE

Estado do Rio Grande do Norte recebeu, na madrugada desta segunda-feira (18), 12 pacientes transferidos do Amazonas, a pedido da secretaria de saúde daquele estado. O avião pousou às 2h50 na Base Aérea de Natal (Bant), em Parnamirim. A operação, coordenada pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), contou com apoio da Força Aérea Brasileira (FAB), que fez o transporte dos enfermos e da equipe médica, das forças de segurança estaduais e federais, da Samu Natal e RN e também da STTU (Secretaria de Municipal de Mobilidade Urbana). O secretário Cipriano Maia (Sesap) estava presente na chegada do voo e deu as boas-vindas oficialmente aos amazonenses.

“Trata-se de uma operação humanista, de amor ao próximo, de grande relevância para a saúde pública na defesa da vida dos amazonenses, que aqui chegam e que são bem acolhidos para serem atendidos”, declarou. Inicialmente seriam 10 pacientes, mas a secretaria do Amazonas solicitou mais duas vagas à rede estadual hospitalar do RN. Os dois enfermos adicionais foram transferidos para o Hospital Giselda Trigueiro e 10 estão no Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), que integra a rede de instituições coordenada pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) e está recebendo pacientes do Amazonas em diversos estados brasileiros.

“Tudo está preparado para que os pacientes recebam o tratamento da melhor forma possível. Aqui no Rio Grande do Norte, teremos todo apoio tanto da equipe do HUOL como do Giselda e da Sesap para garantir informações aos familiares e o devido apoio à distância com a secretaria de saúde do Amazonas”, afirmou Cipriano. Segundo ele, o RN não corre risco de sofrer com a falta de oxigênio, fato garantido pela empresa que fornece o insumo ao estado.

“Tivemos uma decisão precavida, lá no início da pandemia, de instalarmos tanque de oxigênio em toda rede hospitalar do estado.  Só tem um hospital que não tem e já estamos providenciando a instalação. Portanto, não temos risco imediato a não ser que haja problema de grande proporção”, explicou. Mas, mesmo com disponibilidade de leitos e com a chegada da vacina, ele faz um alerta para a população manter os cuidados de prevenção, como uso da máscara, álcool 70º e distanciamento social.