Cinco mulheres e um homem são mortos em chacina na cidade de Touros, RN

Crime aconteceu na noite desta quarta-feira (21)

Vítimas foram mortas em duas casas vizinhas, na Rua Praia de Touros, em Touros — Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi

Cinco mulheres e um homem, quase todos da mesma família, foram mortos a tiros na noite desta quarta-feira (21) na cidade de Touros, no litoral Norte potiguar. Entre as vítimas, que estavam em duas casas vizinhas, estão duas adolescentes: uma de 13 e outra de 15 anos. Pelo menos 10 crianças estavam nos imóveis, mas não foram feridas. Ninguém foi preso.

Segundo a Polícia Militar, pelo menos quatro pessoas armadas de espingardas e pistolas participaram da chacina. Os bandidos chegaram em dois carros. Cada um parou na frente de uma casa, que tiveram os portões arrombados.

A PM foi chamada logo após os disparos. Buscas ainda foram feitas pela região, mas nenhum suspeito foi encontrado.

As vítimas

Das mulheres que foram assassinadas, a mais velha é Francisca de Assis de Melo, de 54 anos, mãe de Marise Melo da Costa, de 29, e Manoelle de Assis de Melo Costa, de 15, que também foram mortas. A vítima mais nova tinha apenas 13 anos. Chama-se Emilly Kaliane Melo da Silva, filha de Marise e neta de Francisca. A outra mulher executada foi identificada como Azinete Santos Costa, de 26 anos. O homem morto ainda não foi identificado.

Nas duas casas, segundo a polícia, havia pelo menos 10 crianças. As menores são dois bebês de 3 e 5 meses de vida. O mais velho tem 11 anos. Algumas delas brincavam na área de uma das casas quando os criminosos chegaram.

Os assassinos pouparam as crianças, que fugiram com medo. O Conselho Tutelar da cidade foi chamado pela polícia para fazer o acolhimento delas.

Capsulas de munições de grosso calibre e de pistola foram recolhidas durante a perícia. Ficou constatado que Francisca, além ter sido atingida por disparos, ainda chegou a ser esfaqueada.

A Polícia Civil de Touros trabalha para descobrir o que motivou as mortes.

Fonte: G1/RN

Justiça determina que Guido Mantega coloque tornozeleira eletrônica

Assessoria do ex-ministro do PT critica medida

Justiça determina que Guido Mantega coloque tornozeleira eletrônica — Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A Justiça determinou que o ex-ministro Guido Mantega coloque tornozeleira eletrônica. Ele também será obrigado a entregar o passaporte, teve R$ 50 milhões em bens bloqueados e está proibido de movimentar as contas que mantém no exterior.

A decisão do juiz Luiz Antonio Bonat – responsável pelos processos da Operação Lava Jato no Paraná – que determinou o monitoramento de Mantega, é a mesma que autoriza a realização da 63ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta quarta-feira (21).

O Ministério Público Federal (MPF) chegou a pedir a prisão preventiva de Mantega, mas teve o pedido negado pela Justiça.

O advogado de Mantega, Fabio Toffic, questionou a determinação para que o ex-ministro seja monitorado. Segundo a defesa, é um constrangimento desnecessário e ilegal e o cliente dele demonstrou que não tem intenção de fugir. Quanto à determinação de bloqueio de bens, Toffic afirmou que Mantega não tem a quantia mencionada na decisão.

No despacho, de 9 de agosto, o magistrado estabelece que, após a deflagração da operação, deve ser expedida uma carta precatória, para intimação pessoal de Mantega, que deve comparecer, no prazo de três dias na Justiça Federal de Curitiba, onde será colocada a tornozeleira eletrônica.

63ª Fase da Lava Jato

O ex-executivo da Odebrecht Maurício Ferro foi preso nesta manhã. Na casa dele, foram apreendidas quatro chaves de criptografia que podem dar acesso a pastas do sistema de propina da Odebrecht com conteúdo desconhecido pela Polícia Federal (PF). O advogado Nilton Serson também é alvo de mandado de prisão, mas está nos Estados Unidos.

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), a operação visa identificar quem foram os beneficiários de R$ 118 milhões pagos pela Braskem, por meio do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, entre 2005 e 2013.

A defesa de Maurício Ferro informou que não teve acesso à decisão que determinou a prisão dele e que, por isso, não vai se manifestar por enquanto.

G1 tenta contato com a defesa de Nilton Serson.

Durante a coletiva de imprensa da operação, na manhã desta quarta, o MPF informou que Mantega não era alvo de mandados nesta etapa da operação.

Medidas contra Mantega

Entre os argumentos do MPF, estava a possibilidade de Mantega refugiar-se na Itália, já que possui nacionalidade italiana, e o fato de ele ser titular e beneficiário final de pelo menos duas contas na Suíça, com ativos milionários.

No entanto, Bonat considerou que não há informações sobre o risco de fuga e que restrição de saída do país apreensão do passaporte são medidas suficientes. Além disso, afirmou que os valores mantidos pelo ex-ministro no exterior já estão bloqueados.

O juiz ainda pontuou que não há informação do envolvimento de Mantega em fatos criminosos após o seu afastamento do cargo de ministro da Fazenda, janeiro de 2015.

Frente pró-Uern se reúne na sexta, dia 23

Vereador Francisco Carlos coordena debate

Resultado de imagem para Francisco Carlos vereador

A Frente Parlamentar e Popular em Defesa da Uern (Universidade do Estado do Rio Grande do Norte) se reunirá sexta-feira (23), às 9h, no auditório do Instituto de Previdência Social dos Servidores de Mossoró (Previ Mossoró), em sua sede, à Rua Felipe Camarão, 2114, bairro Doze Anos.
O vereador Professor Francisco Carlos (PP) é o coordenador da frente.
Segundo ele, a pauta da reunião tratá de temas como: contribuição da Uern para o desenvolvimento do Estado, nos aspectos de investimento em ensino, pesquisa e extensão e sua imagem na sociedade potiguar.

Presidente do Sinsp afirma que governo Fátima, mesmo em crise, contrata além da conta

Janeayre Souto afirma que o governo Fátima Bezerra “não faz o dever de casa”

Maricélio Almeida

JORNAL DE FATO

Cumprindo agenda em Mossoró, a presidente do Sindicato do Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do Rio Grande do Norte (SINSP-RN), Janeayre Souto, visitou a redação do JORNAL DE FATO, oportunidade em que tomou o “Cafezinho com César Santos”. A entrevista, na íntegra, será publicada na edição deste domingo (25).

Na conversa, a sindicalista afirmou, entre outros pontos, que na gestão da governadora Fátima Bezerra (PT) a quantidade de nomeações de cargos em comissão tem, em muitos casos, superado a de exonerações, promovendo um “inchaço” na máquina pública.

“Para o Governo pagar as contas, precisa fazer o dever de casa, mas não tem feito. Porque se a gente analisa um Estado que vive em crise financeira, que tem um decreto de calamidade financeira publicado, esse Governo não pode se dar o luxo de fazer o que vem fazendo, ou seja, uma por uma, ou até duas por uma, nas exonerações e nomeações. Um Governo que está em crise tem que exonerar e nomear o essencial, para que a máquina pública funcione. Nas nossas contas, tem horas que (o número de nomeações) ultrapassa (o de exonerações). É só olhar o Diário Oficial”, pontuou.

Segundo Janeayre Souto, uma visita ao Centro Administrativo do Governo do Estado, em Natal, comprova essa afirmação.

“Hoje, se você for ao Centro Administrativo, vai ver que está inchado. Não é com servidor; é com trabalhador terceirizado e cargos comissionados. Essa gestão já ultrapassa a casa dos 11 mil trabalhadores terceirizados. Se você pega os dados de julho de 2019, com relação a julho de 2018, vai ver que aumentou o gasto financeiro do Estado com terceirizados em mais de R$ 6 milhões”.

A presidente do Sinsp-RN reforça ainda que o último concurso para servidores de nível médio no Estado aconteceu em 1989, com convocações e nomeações em 1990. Ela denuncia que está havendo uma substituição desses servidores por trabalhadores terceirizados e comissionados.

“Tem uma conta que não vai bater. Lá atrás, cada 4,4 servidores na ativa pagavam um aposentado, hoje os servidores aposentados e pensionistas ultrapassam o número de servidores ativos, a conta do déficit previdenciário não vai fechar. Os terceirizados contribuem para o regime geral”, afirmou.

Janeayre acrescenta que o Governo precisa encontrar mecanismos que viabilizem a realização de concurso público. “Não podemos admitir que se tenha uma outra porta de entrada no serviço público que não seja concurso. Hoje é comum: ‘arranje um emprego numa terceirizada’. Não somos contra os terceirizados, os comissionados, mas não vamos admitir outra porta de ingresso no serviço público senão o concurso público”, enfatizou.

Ataque com machadinha deixa alunos e professora feridos em escola do RS

Criminoso é adolescente que fugiu depois do crime

Um ataque ao Instituto Estadual Educacional Assis Chateubriand, em Charqueadas, na região metropolitana de Porto Alegre, deixou alunos e uma professora feridos no começo da tarde desta quarta-feira (21). O criminoso, que usou uma machadinha, é um adolescente, informou a Secretaria Estadual de Educação. De acordo com a Brigada Militar, ele fugiu e está sendo procurado.

A BM acrescentou que as vítimas não tiveram ferimentos graves e foram encaminhadas ao Hospital de Charqueadas, que informou que elas não correm riscos.

Até a última atualização desta reportagem, a Secretaria Estadual de Educação informou que estava se deslocando para a escola.

Segundo a pasta, a direção do colégio informou que um adolescente, que não seria aluno da instituição, jogou um coquetel molotov dentro do pátio.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), informou que o vice, Ranolfo Vieira Júnior, estava a caminho da escola.

Eduardo Leite

@EduardoLeite_

Estou retornando para Porto Alegre e tomei conhecimento do ocorrido em Charqueadas, no IEE Assis Chateaubriand. Já conversei com o Vice-Governador, @DelegadoRanolfo, que está se deslocando para acompanhar investigações, apoio aos alunos e suas famílias e comunidade escolar.

29 people are talking about this

 

Crianças de 6 meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas contra o sarampo

Media preventiva deve alcançar 1,4 milhão de crianças

O Ministério da Saúde recomenda que crianças de seis meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas contra o sarampo em todo o país a partir desta quinta-feira, 22. Essa medida preventiva deve alcançar 1,4 milhão de crianças, que não receberam a dose extra, chamada de ‘dose zero’, além das previstas no Calendário Nacional de Vacinação, aos 12 e 15 meses. O MS informa que vai enviar 1,6 milhão de doses a mais para os estados. O objetivo é intensificar a vacinação desse público-alvo, que é mais suscetível a casos graves e óbitos.

Segundo a pasta, a ação é uma resposta imediata em decorrência do aumento de casos da doença em alguns estados. Na última terça-feira, 20, o órgão divulgou novo boletim com os casos de sarampo. O Brasil registrou, nos últimos 90 dias, entre 19 de maio a 10 de agosto de 2019, 1.680 casos confirmados de sarampo, em 11 estados: São Paulo (1.662), Rio de Janeiro (6), Pernambuco (4), Bahia (1), Paraná (1), Goiás (1), Maranhão (1), Rio Grande do Norte (1), Espírito Santo (1), Sergipe (1) e Piauí (1). O coeficiente de incidência da doença foi de 0,80 por 100.000 habitantes.

O Ministério da Saúde esclarece que a chamada “dose zero” não substitui e não será considerada válida para fins do calendário nacional de vacinação da criança. Assim, além dessa dose que está sendo aplicada agora, os pais e responsáveis devem levar os filhos para tomar a vacina tríplice viral (D1) aos 12 meses de idade (1ª dose); e aos 15 meses (2ª dose) para tomar a vacina tetra viral ou a tríplice viral + varicela, respeitando-se o intervalo de 30 dias entre as doses. A vacinação de rotina das crianças deve ser mantida independentemente de a criança ter tomada a “dose zero” da vacina.

UERN propõe curso de tecnólogo para agentes de segurança pública do RN

Curso seria em formato de Educação a Distância (EAD)

POR ILANA ALBUQUERQUE 

O diretor do Campus de Natal, Prof. Dr. Chico Dantas, e o Prof. Dr. Sérgio Alexandre de Moraes Braga Júnior, do Departamento de Direito, se reuniram, na manhã desta terça-feira, 20, com o Secretário de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), Coronel Francisco Araújo, para apresentar o projeto de um curso de graduação para agentes de segurança pública que não possuem escolaridade de nível superior.

A oferta do curso de Tecnólogo em Segurança Pública pela UERN aos agentes de segurança pública seria no formato de Educação a Distância (EAD), com duração de seis semestres.

“Nesta visita, nosso objetivo é apresentar o projeto ao atual secretário e tomar conhecimento sobre o interesse dele na execução desse curso”, explicou o diretor do CaN.

O Curso Superior em Segurança Pública tem como fim maior favorecer a compreensão do exercício da atividade de segurança pública e capacitar os agentes para prestar o melhor serviço possível à sociedade.

O projeto prevê, inicialmente, a abertura de 160 vagas por ano. As aulas presenciais podem ser distribuídas em polos espalhados pelo interior do RN, de acordo com a demanda de interessados.

A ideia é que o curso seja oferecido sem custos para os servidores e custeado via convênio entre UERN e SESED.

O secretário de Segurança fez questão de ressaltar que reconhece a importância e apoia o projeto para graduar os agentes de segurança. Coronel Araújo propôs dar seguimento e ampliar a discussão do projeto com o reitor Pedro Fernandes e a secretária de Administração, Maria Virgínia Ferreira Lopes.

Secretaria de Saúde recebe nova remessa de insulinas na sexta-feira (23)

Município investe em sétima remasse de insulinas

A secretaria de Saúde recebeu a confirmação da empresa Sellene nesta terça-feira (20) que as insulinas de alto custo Tresiba e Novorapid, fornecidas gratuitamente pela Prefeitura, devem chegar na sexta-feira (23) no Município. Assim que receber, o Setor de Insulinas vai abrir durante os turnos da manhã e tarde na sexta e até o meio dia do sábado para agilizar na entrega dos insumos para os diabéticos cadastrados na saúde.

O Município está investindo nesta sétima remessa de insulinas o montante de R$ 230 mil na compra de 2.300 unidades da Tresiba e 900 da Novorapid. O Setor de Insulinas segue abastecido de tira teste, lanceta e agulhas.

PF prende ex-executivo da Odebrecht em nova fase da Lava Jato que investiga propina a ex-ministros

Investigação mira propina para dois ex-ministros nos governos do PT

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quarta-feira (21) a 63ª fase da Operação Lava Jato. Segundo a PF, são cumpridos dois mandados de prisão temporária e 11 mandados de busca e apreensão em São Paulo e na Bahia.

G1 apurou que os alvos de prisão são o ex-executivo da Odebrecht Maurício Ferro e o advogado Nilton Serson.

Segundo a PF, esta fase investiga a suspeita de pagamentos periódicos por parte da Odebrecht a dois ex-ministros identificados na planilha da empreiteira como “Italiano” e “Pós-Itália”.

O pagamento da propina tinha como objetivo, entre outras coisas, a aprovação de medidas provisórias que instituiriam o programa chamado de Refis da Crise.

De acordo com a PF, as investigações apontam que a propina teria sido entregue a um casal de publicitários para dissimular a origem do dinheiro.

Os mandados apuram crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.

Segundo a Polícia Federal, foi determinado o bloqueio de R$ 555 milhões dos investigados.

Esta reportagem está em atualização.

LAVAJO NAS RUAS: GENRO DE EMÍLIO ODEBRECHT PRESO

A PF está nas ruas para cumprir mais uma fase da Lava Jato

O G1 apurou que os dois presos da Lava Jato são Maurício Ferro e Niltton de Serson.

Maurício Ferro, genro de Emílio Odebrecht e diretor jurídico da empreiteira, até hoje havia escapado da cadeia.