Category Archives: Notícias

Prefeitura de Mossoró e Caixa Econômica assinam convênio

Parceria se destinar a ao projeto de requalificação da Avenida Rio Branco 

 

A Prefeitura de Mossoró e a Caixa Econômica Federal (CEF) firmaram mais uma parceria nesta segunda-feira, 22.

Foi a assinatura de termo de contrato de financimento para a requalificação da Avenida Rio Branco.

O contrato é no valor de R$ 41 milhões.

Para a solenidade o prefeito em exercício, Luiz Carlos de Mendonça Martins, recebeu as presenças da deputada federal e senadora eleita, Fátima Bezerra (PT), da vereadora Izabel Montenegro, representando a Câmara Municipal de Mossoró e do superindente regional, Roberto Sérgio Ribeiro e do gerente da agência local da instituição, Francisco Aldemir de Souza.

Mais detalhes em instantes.

No Twitter: Joaquim Barbosa

Ministro aposentado comenta declaração da presidente Dilma

Min Público é órgão de contenção do poder político. Existe para controlar-lhe os desvios, investigá-lo, não p assessorá-lo. Du jamais vu!

0 respostas97 retweets77 curtiram

Onde estão os áulicos tidos como candidatos a uma vaga no STF, que poderiam esclarecer: “Ministério Público não é órgão de assessoria!!!

0 respostas97 retweets90 curtiram

Há sinais claros de que a chefe do Estado brasileiro não dispõe de pessoas minimamente lúcidas para aconselhá-la em situações de crise

0 respostas500 retweets373 curtiram

Que degradação institucional! Nossa presidente vai consultar órgão de persecução criminal antes de nomear um membro do seu governo!!!

Mensagem de Feliz Natal da deputada federal Sandra Rosado

Parlamentar do PSB deseja um Feliz Natal

Sandra Rosado mensagem

Justiça Federal determina retomada de cirurgias oncológicas em Mossoró

Retomada de serviço deverá acontecer dentro de 10 dias

A Justiça Federal do Rio Grande do Norte determinou que a Prefeitura de Mossoró tem até 10 dias para adotar as medidas necessárias para a retomada em definitivo das cirurgias oncológicas, tanto no Centro de Oncologia e Hematologia de Mossoró, como no Hospital Wilson Rosado.

A sentença atende uma ação movida pela Defensoria Pública da União que pediu na justiça o retorno imediato das cirurgias oncológicas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), suspensas desde agosto deste ano devido a um impasse entre anestsiologistas e Prefeitura de Mossoró.

De acordo com a decisão, o Município deve restabelecer as cirurgias em forma definitiva. Em caso de descumprimento dessa decisão, os gestores municipal e estadual de saúde serão obrigados ao pagamento de multa diária no valor de R$ 10 mil. A sentença pede que seja enviada cópia integral do processo ao Ministério Público Federal para apurar eventual cometimento de crime de desobediência ou de prevaricação.

Com essa decisão, a expectativa é de que finalmente se garanta uma solução à situação das centenas de pessoas portadoras de câncer do Município de Mossoró e Região que aguardam desde agosto o retorno da realização das cirurgias oncológicas, essenciais para tratamento e cura dessa grave doença.

“Não é possível que a saúde de centenas de pessoas não seja vista como uma prioridade absoluta dos gestores da saúde. Esperamos que, após a decisão da Justiça Federal, tanto o Município, como a União Federal e o Estado do Rio Grande do Norte finalmente cumpram o seu papel de assegurar a assistência cirúrgica para uma doença tão grave como o câncer”, conclui a defensora Lídia Ribeiro Nóbrega.

Fonte: Blog do Vereador Genivan Vale

Joe Cocker, cantor britânico, morre aos 70 anos

Músico britânico lutava contra um câncer de garganta, segundo emissora

Ele ganhou fama ao cantar ‘With a little help from my friends’, dos Beatles

Morre o cantor inglês famoso por 
'With a little help from my friends' (Reuters)

O cantor britânico Joe Cocker morreu nesta segunda-feira (22) aos 70 anos. O músico faleceu após uma dura luta contra um câncer de garganta, segundo comunicado da Sony Music enviado à emissora ITV.

Cocker ficou famoso em 1969 ao fazer um cover de “With a little help from my friends”, dos Beatles, no festival de Woodstock. Sua versão para a música liderou as paradas do Reino Unido e também virou tema de abertura da série “Anos incríveis”, exibida nas décadas de 1980 e 1990. Assista ao lado trechos da carreira do músico.

Nascido em 1944 na cidade de Sheffield, no Reino Unido, Cocker era conhecido por sua voz rouca e apresentações intensas. Em mensagem publicada pela BBC, Barry Marshall, agente do músico, disse que Cocker “foi, sem dúvida, a maior voz britânica do rock/soul” e que “será impossível preencher o espaço que ele deixa em nossos corações”.

Foto sem data de Joe Cocker (Foto: Michael Ende/AFP)
Foto sem data de Joe Cocker (Foto: Michael Ende/
AFP)

Em 1983, Cocker levou um Grammy por “Up where we belong”, dueto com a cantora Jennifer Warnes. O britânico também ganhou notoriedade com “You can leave your hat on”, trilha sonora do filme “Ou tudo ou nada”, de 1997, que conta a história de um grupo de trabalhadores que decide criar um show de striptease para combater o desemprego.

Em 2012, Joe Cocker fez sua terceira e última passagem pelo Brasil – ele já havia tocado no país em 1977 e em 1991, no Rock in Rio, no estádio do Maracanã. No show da capital paulista, o britânico emendou uma sequência de hits e agradou a plateia ao tentar alcançar a rouquidão potente que caracterizou sua voz.

Repercussão
Um dos primeiros a comentar a morte de Joe Cocker foi justamente Ringo Starr, bateirista dos Beatles e intérprete de “With a little help from my friends”, que foi composta por John Lennon e Paul McCartney. Ringo postou em sua conta no Twitter: “adeus e Deus abençoe Joe Cocker, de um de seus amigos. Paz e amor.

Assembleia aprova OGE 2015 e entra em recesso

Orçamento Geral do Estado para o governo Robinson Faria tem aprovação em plenário 


Os deputados aprovaram o Orçamento Geral do Estado (OGE) 2015 nesta segunda-feira (22). O orçamento total é de R$ 12,3 bilhões. Foram aprovadas 330 emendas, entre individuais e coletivas. As emendas coletivas representam R$ 71.752.000,00 e as individuais R$ 43.200.000,00. A margem de remanejamento aprovada pelos deputados é de 15%.

Com a aprovação do orçamento, os deputados estaduais entram em recesso e já tem data para voltar a se reunir: dia 1 de janeiro, para dar posse ao novo governador, Robinson Faria (PSD). A solenidade será às 16h, no Centro de Convenções de Natal.

O relator do orçamento, deputado José Dias (PSD), disse que as emendas coletivas foram em menor número do que as do ano anterior, mas contemplaram as necessidades que foram negociadas com todos os poderes. “Não invadimos nenhuma outra dotação, só tocamos na reserva de contingência”, disse o relator. José Dias disse que não foi possível modificar a previsão de receita, tendo em vista a perspectiva de crescimento de 3,8% da economia brasileira.

“É quase um consenso dos analistas esse índice. Esse orçamento fecha nominalmente, como uma peça de balanço, em que a receita e as despesas são iguais, mas temos absoluta confiança de que as despesas que se realizarão no ano que entra e são esperadas são bastante superiores ao orçamento previsto”, disse.

Debate

No debate da matéria, o deputado Fernando Mineiro (PT) questionou que deve ser modificada a metodologia da elaboração do Orçamento, pois de outra forma a aprovação ficará sendo uma peça inócua, só no faz de conta. “É preciso que seja discutida a execução do orçamento”, afirmou. O relator da matéria, deputado José Dias (PSB), discordou da posição do colega, e explicou que votação e execução do orçamento são coisas distintas.

Hermano Morais (PMDB) desistiu de pedir destaque para a votação do percentual de remanejamento de 15%, tendo em vista, ser este o índice concedido a cada primeiro ano de um novo governo. Em suas considerações, o deputado Fábio Dantas (PC do B) disse que, na realidade, o governo vai dispor de algo em torno de R$ 10 bilhões, pois mais de R$ 5 bilhões vão para as despesas com pessoal e encargos sociais. “A Assembleia cumpriu com o seu papel ao reduzir o valor das emendas individuais para R$ 1,8 milhão”, disse o deputado George Soares (PR).

Emendas coletivas

Foram aprovadas emendas destinando recursos para despesas com pagamento de pessoal da Secretaria de Educação do RN (implantação do piso salarial dos professores); Recursos para ações de saúde nos diversos municípios; pavimentação e drenagem de águas pluviais em municípios da região Oeste; Emendas para manutenção dos poderes: Legislativo, TJRN e Procuradoria Geral de Justiça; Emendas para as instituições Liga Norte-Riograndense contra o Câncer, Instituto Juvino Barreto, Grupo Reviver Natal, obras de restauração da Catedral Metropolitana de Natal e obras no Santuário de Santa Rita de Cássia, em Santa Cruz.

Plano de cargos

Os deputados estavam na expectativa de votar o plano de cargos e salários dos agentes penitenciários, mas este não foi enviado à Casa. A sessão plenária foi suspensa para que os líderes partidários decidissem sobre a dispensa de tramitação, caso o projeto chegasse a tempo. Foi quando o líder governista, deputado Getúlio Rêgo, informou que o governo, a nove dias do término da gestão, não se sentia à vontade para encaminhar a matéria. O presidente da ALRN, deputado Ricardo Motta, se comprometeu, em seu nome e no dos demais votados, em votar favorável a matéria, tão logo ela seja encaminhada pelo novo governo, inclusive se vier com a convocação extraordinária, que deverá ocorrer em janeiro.

Sinal de alerta na avenida Rio Branco

Fiscalização eletrônica próximo ao Posto 30 de Setembro começa a funcionar no dia 1º de janeiro

 

O ponto de fiscalização eletrônica instalado na Avenida Rio Branco, nas proximidades do Posto de Combustível 30 de Setembro, começará a funcionar a partir do dia 1º de janeiro. O limite de velocidade permitido será de 50km. Mais 10 sensores foram instalados em diversos pontos da cidade e começarão a funcionar nos próximos meses.

De acordo com o secretário da Mobilidade Urbana, Charlejandro Rustayne, essa fiscalização servirá para os motoristas ficarem mais alertas no trânsito. “Nosso objetivo é tentar coibir as infrações cometidas pelos condutores”, disse. O secretário ainda alerta sobre a punição que os motoristas podem sofrer ao desobedecer à sinalização.

Sobre o excesso de velocidade para quem exceder entre 20 e 50% da velocidade máxima permitida será grave. Acima de 50% da máxima permitida é considerada gravíssima. Estacionar sobre a faixa de pedestre durante o intervalo do semáforo é considerado infração grave com multa de R$ 85,13 e perda de quatro pontos na Carteira de Habilitação.

O avanço do sinal vermelho é considerado infração gravíssima, com pagamento de uma multa de R$ 191,54 e perda de sete pontos na CNH. Conversão direita ou esquerda não permitidas é considerada infração grave, com multa de R$ 127,69 e perda de 5 pontos na carteira. Retorno proibido é infração gravíssima com multa de R$ 191,54 e perda de 7 pontos na habilitação.

De acordo com a resolução do CONTRAN nº 396/11, a infração de excesso de velocidade somente se configura se houver a medição por instrumento ou equipamento hábil, não sendo possível a aplicação de multa de trânsito, por simples comparação visual de um veículo com a velocidade constante no velocímetro de um veículo ultrapassado, pela análise do disco diagrama do tacógrafo (equipamento instantâneo e inalterável de velocidade e tempo) ou pela utilização de um cronômetro. É indispensável, pois, a utilização de equipamento medidor de velocidade está dentro dos termos da (atual) resolução do CONTRAN.

 

Fátima Bezerra participa de audiência no Palácio da Resistência

Prefeito em exercício Luiz Carlos recebe reputada que se elegeu senadora

Fátima-Bezerra-5

A deputada federal Fátima Bezerra (PT) que se elegeu senadora em outubro, cumpre agenda em Mossoró nesta segunda-feira, 22.

Ela será recebida pelo prefeito em exercício, Luiz Carlos, no Palácio da Resistência.

O ato solene está agendado para às 19h30.

Prefeito em exercício recebe lideranças comunitárias

Luiz Carlos conversa com representantes de alguns bairros de Mossoró 

Na manhã desta segunda-feira, 22, o prefeito em exercício, Luiz Carlos, recebeu no Salão dos Grandes Atos, o Movimento Comunitário de Mossoró. O encontro foi pautado pelo diálogo e sugestões para os bairros e comunidades mossoroenses.

Estavam presentes na reunião, o líder do Movimento Comunitário de Mossoró, Benilson Silva, e os representantes dos bairros Alto de São Manoel, Abolição 2, Abolição 3, Dom Jaime Câmara e Ouro Negro. Na ocasião, foi entregue ao chefe em Exercício do Poder Executivo um documento com sugestões para as áreas da saúde, segurança pública, educação e cultura.

“Reconhecemos o movimento dos líderes comunitários. Os seus representantes são as vozes da população, são mais um elo entre o Poder Municipal e as comunidades mossoroenses. As sugestões aqui apresentadas são norteadoras, colaboram para a construção das políticas públicas local”, disse Luiz Carlos.

Os pleitos apresentados foram elaborados para o biênio 2015/2016, e de acordo com Benilson Silva, sintetizam os interesses dos moradores de diversos bairros de Mossoró. Um dos pontos discutidos foi a Criação da Coordenação Municipal para Movimentos Sociais e Assuntos Comunitários, órgão que seria responsável por representar as dezenas de bairros e comunidades locais.

Conselho da Previdência do RN vai à Justiça contra unificação dos Fundos

Portaria 403/2008 do Ministério da Previdência Social estabelece que qualquer alteração nos fundos precisa passar pela autorização do órgão

Por Allan Darlyson

Ato de Rosalba será questionado judicialmente
Ato de Rosalba será questionado judicialmenteA Lei de Unificação dos Fundos Financeiro e Previdenciário do Rio Grande do Norte, aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada pela governadora Rosalba Ciarlini (DEM), será questionada judicialmente pelo Conselho de Previdência do estado e os sindicatos de servidores estaduais.

O presidente do Conselho de Previdência do RN, Nereu Linhares, informou, em entrevista ao portalnoar.com, nesta segunda-feira (22), que, junto com os sindicatos, entrou em contato com o Ministério Público Estadual (MPE) e o Procurador do MP junto ao Tribunal de Contas do Estado (MPTCE), Luciano Ramos, para articular a ação.

“O MPE já nos deu a certeza de que entrará com a ação contra esta lei inconstitucional. Só resta saber se será uma Ação Civil Pública ou uma Ação Direta de Inconstitucionalidade. Também já enviamos ofício ao Ministério da Previdência questionando a operação”, explicou Nereu.

Mais detalhes no www.portaldifusoramossoro.com