Betinho Rosado apresenta o filho como candidato

Betinho Rosado Segundo diz que vai priorizar contatos na região Oeste 

Betinho Segundo é apresentado

Betinho Rosado apresenta seu filho Betinho Rosado Segundo como candidato – Fotos: iPad Skarlack

Betinho Segundo é apresentado II Betinho Segundo é apresentado III Betinho Segundo é apresentado IV

O deputado federal, Betinho Rosado (PP), reuniu seus amigos e correligionários em sua residência no bairro Nova Betânia, na noite desta segunda-feira, 11, às 19h.

Na oportunidade falou sobre o indeferimento de sua candidatura e apresentou seu filho, Betinho Rosado Segundo, como candidato a deputado federal em seu lugar.

Sobre sua agenda para Mossoró, Betinho Segundo disse que quem tem os detalhes é a secretária de Cultura do Estado, Izaura Rosado – sua tia.

Porém, explicou que vai priorizar nos próxiimos dias a organização de suas bases na região Oeste.

Garibaldi anuncia saída do Ministério da Previdência em eventual segundo governo do PT

Senador licenciado diz que quer voltar ao Congresso
Por Dinarte Assunção

garibaldi-sentado

O senador licenciado e ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho (PMDB), declarou neste fim de semana em um ato de campanha que pretende deixar a Esplanada dos Ministérios em um eventual segundo governo da presidente Dilma Rousseff.

“Eu sou ministro da presidente Dilma. Acredito que ela ganhará a eleição, mas, a partir de janeiro, estarei de volta ao Senado e quero encontrá-lá ao meu lado, a guerreira Wilma de Faria”, disse, em ato de campanha da candidata do PSB ao Senado em São Paulo do Potengi.

Garibaldi exerce a titularidade do Ministério da Previdência Social desde o início do governo Dilma Rousseff. Em seu lugar no Senado está o suplente, Paulo Davim (PV).

Fonte: www.portalnoar.com

Lama nas torneiras

Em Rodolfo Fernandes é registrado colapso no abastecimento de água 

IMG_6166.PNG

Agrava-se a situação no município de Rodolfo Fernandes.

Os moradores da cidade estão denunciando o completo colapso no abastecimento de água no município.

Imagens que estão sendo divulgadas por populares mostram que nas torneiras o que está jorrando é pura lama.

Água que é bom não tem mais pois o açude local.

E para agravar ainda mais uma adutora construída pelo governo Rosalba Ciarlini não foi colocada para funcionar.

Nomes não ajudam ao prefeito

José Dias teria criado dificuldade para instalação de adutora em Mossoró

A grande expectativa política da cidade é quanto a posição que o prefeito Francisco José Júnior (PSD) vai adotar sobre seu apoio para deputado estadual.

E até já tinha tratado aqui sobre a falta de afinidade dos nomes que estariam sendo especulados dentre os que poderiam vir a ter o apoio do prefeito.

E um deles, o deputado estadual José Dias, hoje foi lembrado durante o programa Observador Político da 9M93, apresentado por Laire Rosado, Edmundo Torres, Bruno Barreto e Emery Costa, teria sido um verdadeiro “héroi da resistência” a projeto de adutora do Governo do Estado para o município de Mossoró.

Isso durante a gestão de Iberê Ferreira de Souza.

Resumo da opereta: o deputado José Dias, que se diga um parlamentar de bem e atuante – mas não por Mossoró -, além de nunca aparecer por aqui, ainda teria trabalhado contra um benefício para o município.

 

Gutemberg Moura também opina

Jornalista comenta sobre opção política do prefeito Francisco José Júnior

Francisco José Júnior emite nota

Prefeito Francisco José tem decisão dificil para tomar sobre apoio para deputado estadual

Por: Gutemberg Moura
O prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior (PSD), ainda não decidiu qual o candidato a deputado estadual que vai apoiar, após a desistência em substituir a postulação do seu pai, ex-deputado Francisco José _ O “Irmãozinho_, que o teve o registro de candidatura negado no TRE. Seria natural que o prefeito tenha um candidato à Assembleia Legislativa.
Seria, não fosse um detalhe: o cenário político montado por Silveira Júnior para redefinir o seu candidato a estadual. O prefeito parte para a perigosa estratégia de “importar” nomes. Se não bastasse já apoiar o deputado federal e candidato a reeleição, o natalense Fábio Faria, do PSD, Silveira Júnior pensa “importar” o seu candidato a estadual.
Utilizando-se de um jargão do futebol, o blog é informado que a “bola da vez”, para o prefeito, seria o deputado estadual José Dias, do PSD. Assim, Silveira Júnior estaria protagonizando um fato inédito na política de Mossoró: pela primeira vez na sua história, a Prefeitura de Mossoró um prefeito de Mossoró deixaria de apoiar candidatos da terra.
E aí é que mora o perigo, não apenas para o prefeito em sim, mas também para a cidade. Apoiando Fábio e José Dias, que compromisso Silveira Júnior teria deles na administração da Cidade? Pouco. Ou nenhum. Apenas retórico de palanques. “Se eleito, vou ajudar o prefeito a conseguir isso, aquilo, pra Mossoró”… Depois, pernas pra que te quero…
Afinal de contas, são candidatos de Natal, e seus compromissos são com a capital e redondezas. É difícil, senão impossível, acreditar que Fábio e José Dias teriam compromisso com Mossoró. Fábio, aliás, já é deputado e, ao menos que o blog saiba, ele jamais trouxe um benefício concreto para o município. Talvez, tenha apresentado algumas dessas emendas.
Assim, o prefeito joga um jogo perigoso, descartando a possibilidade de ter uma aliança com representantes que sejam de Mossoró, que tenham responsabilidade e o compromisso com o povo de Mossoró. E politicamente, o que ganha Silveira apoiando Fábio e José Dias? O blog pergunta e, na bucha, também responde. nada. E enfatiza, absolutamente nada.
Fábio e Dias não têm qualquer identidade com Mossoró e seriam peso _ morto_ nas eleições municipais de 2016, quando o atual prefeito tentará manter a atuação hegemonia de poder. Caso consiga reverter na Justiça o impedimento de disputar a reeleição daqui a dois anos, o prefeito necessitaria de uma base política forte local, com robustez eleitoral.
Ao invés de somar forças locais, o prefeito parte para um processo de isolamento político. Dificilmente, mesmo com a Prefeitura na mão, Silveira consiga fazer de seus candidatos, Fábio e José Dias, caso este seu o seu nome a estadual, os mais votados em Mossoró. O eleitor daqui é bairrista e, certamente, tenderá a votar em candidatos da terra.
Dessa forma, não seria exagero algum dizer que o prefeito está partido para uma opção eleitoral suicida. O tempo poderá lhe revelar esse erro político, e talvez tarde demais.
Fonte: www.gutembergmoura.com.br

Cláudia Regina desrespeita determinação da Justiça Eleitoral

Paredão de som para promover campanha de Felipe Maia não seguiu orientação do juiz Patrício Lobo

Link permanente da imagem incorporada

De acordo com orientações repassadas pelo juiz da 33ª Zona Eleitoral de Mossoró, Patrício Logo, em reunião realizada há alguns dias com representantes de candidatos, partidos e coligações, no TRE local, a realização de paredões não poderia ocorrer com equipamentos de grande porte.

Outra orientação foi de que os paredaçõs que viessem a se realizar só deveriam executar músicas da campanha do candidato promotor do evento.

Pois, neste domingo, 10, durante paredaço realizado no bairro Boa Vista, a ex-prefeita cassada e afastada, Cláudia Regina (DEM), não cumpriu nem uma coisa nem outra.

O mega paredão botou para quebrar em altos decíbeis.

E no playlist o que menos tocou foi música de campanha de Felipe Maia.

Quem mandou no pedaço foi o grupo Grafitt.

Resta saber se a Justiça Eleitoral foi informada sobre os ilícitos ocorridos durante o paredaço de Cláudia Regina para Felipe Maia.

Área Jurídica

UERN e ESMARN assinam hoje protocolo de intenções na abertura de Ciclo de Conferências

Uern parceria

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e a Escola da Magistratura do Rio Grande do Norte (ESMARN) assinam nesta segunda-feira (11), às 19h, no Teatro Dix-huit Rosado, Protocolo de Intenções para a realização de vários cursos que serão promovidos através de parceria entre as duas instituições. A assinatura do convênio antecede a palestra inaugural do ciclo de conferencias que as instituições promoverão hoje na área jurídica . Na oportunidade, o Doutor em Direito, Daniel Antônio de Moraes Sarmento, abordará o tema “Igualdade e Diferença”.

Hoje (11), pela manhã, o Diretor da ESMARN, Desembargador Expedito Ferreira de Souza, foi recebido pelo Reitor da UERN, Pedro Fernandes, no Gabinete da Reitoria, oportunidade em que foram fechados os últimos detalhes para a assinatura desta parceria. Segundo o dirigente da ESMARN, a parceria engloba vários cursos que serão promovidos com a UERN tanto para magistrados, como também para servidores. Ele explicou que o encontro de hoje foi também preparatório para a realização de Especialização em Gestão Pública, para funcionários e um Doutorado para magistrados envolvendo a UERN e outra instituição parceira.

Mais detalhes no Portal Difusora.

 

Guarda Municipal apresenta balanço sobre segurança da Festa do Bode

Aparato policial ofereceu tranqulidade ao funcionamento do evento 
Guarda na Feira

Guarda Municipal atuou na Feira do Bode – Foto: Arquivo

Foi realizada de 7 a 10 de agosto a 16ª edição da Festa do Bode. A mesma aconteceu no Parque de Exposição Armando Buá, o Mercado do Bode, em Mossoró.
O evento foi realizado pela Prefeitura de Mossoró, Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (SAPE), Ancoc e Sebrae.
Para garantir a tranquilidade das pessoas que participaram dos diversos shows e do evento em geral, a Guarda Civil Municipal de Mossoró montou um esquema de segurança, que  contou com o auxílio de diversos homens desta Instituição.
“A GCM de Mossoró está de parabéns, pois preparamos um esquema de segurança para que todos os visitantes, pudessem curtir a festa com bastante tranquilidade, onde o evento transcorreu dentro dos padrões da normalidade”,   afirmou o Comandante GCM Nascimento.
Ainda de acordo com o Comandante Geral da Guarda Civil, Júlio Cesar Fernandes, os agentes da Guarda Municipal fizeram a segurança interna do evento, que por sua vez, os Policiais Militares ficaram responsáveis pelo policiamento periférico e regiões próximas ao local do evento, conclui o mesmo.
Além da Guarda Civil, Policiais Militares, Corpo de Bombeiros e SAMU, o evento contou com segurança de empresa privada para complementar o esquema de segurança, auxiliando aos demais órgãos.

Agrava-se o caos na rede pública de saúde estadual em Mossoró

Hoispital Tarcísio Maia deixará de ter atendimento de ortopedistas 

Por: César Alves

O Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) ficará com um déficit de ortopedistas a partir desta terça-feira (12). Isso porque o contrato da Sociedade de Ortopedistas de Mossoró com a Secretaria Estadual de Saúde (SESAP) encerrou no último dia 31 de julho. Os ortopedistas ainda aguardaram dez dias pela renovação, como não foi possível decidiram por parar, deixando o HRTM apenas os médicos concursados.

Sem médicos suficientes, a SESAP busca soluções, mas nenhuma tem se mostrado viável. O Tarcísio Maia conta com oito ortopedistas em seu quadro fixo e esse número não é suficiente para atender a demanda do hospital, ou seja, fechar a escala mensal.

O secretário estadual de saúde, Luiz Roberto Fonseca, determinou, através de Portaria, que ficasse apenas um ortopedista em plantão por cada dia, o que inviabiliza tecnicamente a realização de cirurgias ortopédicas em Mossoró mesmo que em situação de emergência/urgência.

O médico da Sociedade de Ortopedistas de Mossoró, Manoel Fernandes, explica que para que se façam cirurgias expostas (em situação de emergência/urgência) é necessário ter dois médicos especialistas (ortopedistas) de plantão. Com a determinação através de Portaria para ficar apenas um profissional, todas as cirurgias expostas devem ser feitas em Natal.

“A coisa mais comum no Tarcísio Maia é uma cirurgia exposta. Segundo a determinação do secretário, fica apenas um de plantão e todas as cirurgias são transferidas para Natal. Não tem ambulância suficiente para isso. Inclusive estamos desobedecendo à ordem do secretário, já que a portaria ainda não foi publicada, colocando dois médicos para trabalhar. Mas vamos parar as atividades e a coisa vai ficar complicada”, explica Manoel Fernandes.

Problemas estruturais

O HRTM também está sem contato telefônico (linha fixa) e sem internet, o que inviabiliza a transferência de pacientes de Mossoró para qualquer hospital de Natal. Por falta de leitos, macas das ambulâncias do SAMU também às vezes ficam retidas.

Fonte: www.defato.com

Projeto de Lairinho defende prestação de contas da arrecadação da taxa de iluminação pública

Vereador do PSB defende transparência nos gastos com recursos de taxa de iluminação

Lairinho

Lairinho Rosado defende transparência em aplicação de recursos públicos – Foto: iPad Skarlack

Garantir transparência nos gastos dos recursos provenientes da arrecadação da contribuição de iluminação pública no âmbito da segunda maior cidade do Rio Grande do Norte. Essa é a finalidade de um projeto de lei de iniciativa do vereador Lairinho Rosado (PSB) apresentado na Câmara Municipal de Mossoró.

A proposição, que desceu às respectivas Comissões, acrescenta um parágrafo ao artigo 6º da Lei Complementar Nº 002/2012, que institui a contribuição econômica para o custeio dos serviços de iluminação pública do município. A medida estabelece que trimestralmente a Prefeitura de Mossoró fará a prestação de contas com detalhamento dos recursos arrecadados e dos respectivos gastos em audiência pública na CMM.

“Em verdade, a prestação de contas desses valores é feita sem qualquer esclarecimento à população ou à Câmara Municipal. Enquanto competência deste Poder, empreendemo-nos em propor esse projeto como forma de permitir o acesso às informações dos gastos e a devida justificativa acerca dos mesmos”, destaca um trecho da justificativa do projeto de lei, que detalha que de janeiro de 2011 até junho deste ano foi arrecadada a quantia de mais de R$ 29 milhões.

Segundo a íntegra da proposição, mesmo com a arrecadação quase sempre ultrapassando a previsão, o município ainda conta com um serviço de iluminação pública deficiente, necessitando, assim, de mais melhorias. “Fica claro que precisamos fiscalizar a aplicação desses valores quando percebemos que o serviço não está sendo prestado de forma satisfatória. Portanto, não é algo estranho às competências desse Poder. Ao contrário, estaremos exercendo nossas obrigações enquanto agentes de fiscalização”, destaca outro trecho da justificativa da proposta.

O projeto de lei deverá entrar em vigor na data da publicação depois de ser aprovada pelo legislativo e sancionado pelo Poder Executivo ou ainda promulgado pelo próprio parlamento, em caso de omissão do Executivo.