Policial militar invade a Governadoria, pede intervenção e ameaça greve de fome

Cabo da Polícia Militar identificado como Gonçalves diz que só sairá do local após haver uma intervenção no Estado do Rio Grande do Norte

Um cabo da Polícia Militar identificado como Gonçalves invadiu na manhã desta sexta-feira, 5, a Governadoria do Rio Grande do Norte. As informações são da Tribuna do Norte.

Segundo a publicação, o PM diz que só sairá do local após haver uma intervenção no Estado e houver o pagamento dos salários. Ele está fardado e entregou a arma a colegas da polícia após chegar ao local. Ele permanece na recepção do prédio.

Cabo Gonçalves é lotado no BPChoque e diz está disposto a entrar em greve de fome. O intuito é chamar a atenção da população sobre o problema da PM.

Após o ato de Gonçalves, que teve início por volta das 7 horas, outros dois policiais também tentaram adentrar a Governadoria para se juntar ao cabo, mas foram impedidos por outros colegas de farda, informou o periódico natalenses.

Um cabo da Polícia Militar identificado como Gonçalves invadiu na manhã desta sexta-feira, 5, a Governadoria do Rio Grande do Norte. As informações são da Tribuna do Norte.

Segundo a publicação, o PM diz que só sairá do local após haver uma intervenção no Estado e houver o pagamento dos salários. Ele está fardado e entregou a arma a colegas da polícia após chegar ao local. Ele permanece na recepção do prédio.

Cabo Gonçalves é lotado no BPChoque e diz está disposto a entrar em greve de fome. O intuito é chamar a atenção da população sobre o problema da PM.

Após o ato de Gonçalves, que teve início por volta das 7 horas, outros dois policiais também tentaram adentrar a Governadoria para se juntar ao cabo, mas foram impedidos por outros colegas de farda, informou o periódico natalenses.

Desde o último dia 19 de dezembro, os PM’s estão aquartelados nos quarteis e deflagraram a operação ‘Segurança com Segurança’. Eles pedem protestam contra os atrasos salariais e a falta de condições de trabalho.

Fonte: Defato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 11 =