SEMPRE LULA: EX-PRESIDENTE DO BANCO SCHAHIM INCRIMINA LÍDER DO PT

SANDRO TORDIN FAZ NOVAS REVELAÇÕES AO JUIZ SÉRGIO MORO

O ex-presidente e réu na Lava-Jato e condenado a 12 anos e um mês de prisão, Lula, enfrenta mais problemas com a Justiça e, em mais um processo, sofre novas acusações.

Nesta quarta-feira, 7, o empresário Sandro Tordin, ex-presidente do Banco Schahin, contou a Sérgio Moro que José Carlos Bumlai pressionou bastante para a liberação do empréstimo de R$ 12 milhões.

“Eu disse: ‘Bumlai, tem um ritual aqui. Uma operação dessas não consigo em menos de 90 dias’.”

Segundo o executivo, o amigão de Lula alegou que o dinheiro seria usado para a compra de uma fazenda do grupo Bertin. E levou Delúbio Soares, então tesoureiro do PT, para a reunião com a cúpula do banco.

VAPT-VUPT 

O empréstimo sem garantias do Banco Schahin para o PT, via José Carlos Bumlai, saiu em 13 dias, contando do pedido do amigão de Lula até o depósito do dinheiro em sua conta.

Isso sim é um caixa rápido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove + 2 =